Follow by Email

sábado, 20 de março de 2010

PRECISAMOS CAMINHAR COM OS PRÓPRIOS PÉS


A vida da matéria é um artifício. E por assim ser, é uma mentira.
Fomos os causadores dela e sofremos as consequências de tê-la causado.
Todos precisamos nos conscientizar disso, com base e com lógica, para que direcionemos nossos comportamentos, ações e atitudes para retorno à vida real, que é a Vida Racional.
A Natureza, com sua extrema bondade, tem nos conduzido, pacientemente, preparando-nos para assumirmos nossa verdadeira identidade, que é Racional.
O campo espiritual trabalhando exaustivamente: ensinando, orientando há milhões de milênios toda essa infante e dependente humanidade, para que nos conscientizemos que somos portadores de auto-condução, que é o raciocínio (Glândula Pineal), que é um Habitante da Origem Verdadeira, o Mundo Racional, que está materializado como máquina do raciocínio.
Este Habitante é que é o nosso “EU” VERDADEIRO, nosso verdadeiro corpo, que ficou perdido na matéria, embrionado na matéria.
Provas e comprovações disso estão ao alcance de todos no Livro da Cultura da Mãe Natureza, Universo em Desencanto.
Mas, por nossa rudez, atraso e embrutecimento vivemos muitas eternidades sugando a matéria e o mundo espiritual. Entendendo que era preciso se ligar ao campo espiritual para vivermos bem na vida material.
Grande engano! Nossa ligação ao campo espiritual foi necessária para sermos orientados como adquirir nossa independência, caminhando com os próprios pés, para passarmos de sugadores da matéria e do campo espiritual a condutores de nós mesmos, como seres verdadeiramente RACIONAIS.
Na matéria tudo tem limite por ela ser um ser fora do seu estado natural, tal como nós.
E o limite dessa dependência chegou na Natureza, com a entrada da Fase Racional, para o desenvolvimento desse Habitante do MUNDO RACIONAL, que está materializado em forma de máquina do raciocínio. O desenvolvimento do nosso “EU” verdadeiro.
Mas, ELE somente se desenvolve com a cultura dele, a CULTURA RACIONAL, onde vamos aprender a caminhar com os próprios pés, deixando de ser predadores de nós mesmos.
O mundo espiritual ainda está dando sua grandiosa proteção, porém, somente àqueles que já se consicentizaram da necessidade urgente de caminharem com os proprios pés e, por isso, estão desenvolvendo o seu raciocínio.
Os demais estão sendo liquidados pela Natureza de diversas formas jeitos e maneiras.
E, numa última tentativa de acordar quem ainda está dormindo de olhos abertos, a Natureza tem feito com que habitantes das trevas se materializem como seres humanos, para dar uma chuva de pau em cima dos pensadores.
As provas aí estão nas ocorrências tenebrosas do dia a dia. Indivíduos adolescentes matando por prazer e comemorando as mortes que fazem.
Casos assim e muito piores estão para acontecer e são necessários para provar à humanidade que ela está errada.
Mas, a vaidade não deixa o vivente enxergar. Quer continuar sugando a Natureza, o campo espiritual, por se achar no direito de ser feliz na matéria, ignorando que a matéria é um conjunto de ruínas causado pelos próprios viventes que na matéria estão.
Minha gente, está na hora de voltar pra casa, pra nossa casa verdadeira. Chega de vaidade, nós nada somos. Só passaremos a ser alguma coisa, quando reconhecermos todos os erros praticados contra as leis naturais, por termos saído do MUNDO RACIONAL por abuso do livre arbítrio.
Todos que se recusarem a conhecer esta magnânima Obra da Natureza, a Cultura Racional, estão indo contra todo o campo espiritual, que tanto trabalhou para nos preparar para conhecê-la.
Estão cuspindo no prato em que comeram. Estão cuspindo em suas religiões, em suas seitas, nas filosofias e nas ciências, porque tudo isso foi criado pelo mundo espiritual para nossa preparação e amadurecimento e, não, para nossa acomodação na matéria.
E está chegando o fim da paciência do mundo invisível de receber e atender dia e noite, noite e dia pedidos e mais pedidos, súplicas e mais súplicas daqueles que ainda não se conscientizaram que o sofrimento é a prova do seu próprio erro.
Está se aproximando o tempo em que cada qual deverá se conduzir por si mesmo. Nessa hora, os dependentes da matéria e do mundo espiritual serão sumariamente condenados e entregues às trevas.
Ninguém aqui está falando para deixarem suas religiões ou crenças. Estamos falando de levarem o Conhecimento do Desenvolvimento do Raciocínio para suas religiões e crenças, já que é uma ingratidão enorme cuspir no prato em que sempre se comeu.
Ninguém aqui está falando para desconsiderarem as entidades em que sempre confiaram e homenagearam, estamos falando aqui da necessidade vital de reconhecerem o Dono de todas elas e de todos nós que é o RACIONAL SUPERIOR, o Raciocínio Superior a todos os Raciocínios e a Energia Superior a todas as energias, Habitante do Primeiro Mundo, o MUNDO RACIONAL, de onde tudo e todos viemos, quer seja do mundo visível, quer seja do mundo invisível.
Acordemos enquanto é tempo, porque o tempo é pouco para o desenvolvimento do raciocínio, para que possamos caminhar com os próprios pés e assim trilhando, termos condições de ligação ao nosso Verdadeiro Mundo de Origem, o MUNDO RACIONAL, ainda nesta vida.
E que tudo isso é alcançado sem esforço e sem sacrifício algum no simples ler e reler, estudar e reestudar os Livros do Dono de tudo e de todos, o RACIONAL SUPERIOR.
Salve, SAÚDE e PAZ para todos!
Seu Livro Universo em Desencanto lhe espera no tel. 0xx 31 2555-0054, dentre outros.

terça-feira, 9 de março de 2010

RESPEITO AOS NOSSOS JOVENS


Um bom observador percebe facilmente a existência de fases na Natureza. Assim como em nossa própria vida temos várias fases. E cada uma com suas necessidades e os entendimentos e procedimentos necessários ao nosso crescimento físico, emocional e psicológico.
Analogamente é a Natureza de quem fazemos parte.
É preciso atenção à fase em vigor.
Iniciada em 1935, a fase do Desenvolvimento do Raciocínio coloca fim aos valores, entendimentos e procedimentos anteriores, construídos para a civilização humana, para a construção do homem pensante, entrando esses valores, entendimentos e procedimentos em total liquidação.
Antes de 1935, a Natureza, que nos gera e nos cria, mantém e governa, gerava seres dotados dos vírus capacitados para desenvolver os seres humanos dentro da égide do pensamento e da imaginação, de forma a construir uma civilização baseada na matéria, visível e invisível (a parte espiritual primária). Uma civilização das aparências.
Desse marco para frente, passou a gerar seres com outros vírus, mais evoluídos, propícios a desenvolver humanos com outros valores, entendimentos e procedimentos, voltados para a construção de uma civilização voltada mais para a essência da vida e, não para a aparência da vida.
Nessa transição de uma fase para a outra há um grande transtorno. Já que adultos da fase anterior, mantenedores ainda dos valores passados, tentam repassar esses valores para os que nascem. E esses últimos, por questões de geração, ficam sem condições de aceitar e entender os valores, entendimentos e procedimentos que lhe são administrados pelos remanescentes da fase que acabou.
Observemos os jovens de hoje. Procuram a simplicidade no vestir, no falar, no escrever e no se comunicar. Adultos com pouca sensibilidade (ligados às aparências) batem de frente com nossos jovens.
E de forma desumana, contrariando a tudo que sempre pregaram em termos de amor, paz e fraternidade, criticam esses jovens. Chegam ao deboche e ao absurdo da violência.
Como ficam nossos jovens? Completamente confusos por verem esses remanescentes falarem em paz, amor, fraternidade e, na prática, agirem exatamente ao contrário.
Essa confusão lhes tira o chão. Não encontram apoio, compreensão, carinho, amor, fraternidade. Sentem-se completamente sozinhos, vazios, sem saber onde encontrar uma porta para adentrarem e desenvolverem-se dentro daquilo para o qual foram dotados pela Natureza. Dentro daquilo que sentem.
Esses jovens tem grande valor, por já nascerem preparados para enxergar a vida e o mundo com olhos menos aparentes e mais substanciais.
E assim é que instala-se o conflito de gerações, que tem levado muitas jovens vidas preciosas à marginalidade de vários calibres.
Tudo isso por quê? Por falta de verdadeiro amor, compreensão e fraternidade dos que teimam em continuar valorizando padrões obsoletos, em prejuízo da paz, do amor e da fraternidade.
Essa civilização em extinção, que valoriza as aparências, precisa urgentemente de procurar se evoluir, caso contrário, estaremos jogando muitos jovens num abismo sem volta.
Não nos ater às formas escritas e faladas, mas às essências escritas e faladas.
Não nos ater a etiquetas tradicionais de comportamento, mas nos ater a comportamentos de solidariedade, paz, amor e fraternidade e valorizá-los.
Urgente se faz uma mudança radical na forma de observar, encarar e conviver com nossos jovens, que estão, lamentavelmente, carentes de tudo isso nos próprios lares, nas escolas e na sociedade em geral.
E por estarem carentes de toda essa atenção adequada e coerente com a Nova Fase em vigor, estão se desequilibrando. Estão se tornando pessoas revoltadas, destruindo tudo e se destruindo.
Estamos prejudicando os nossos jovens. E isso não é natural, porque natural é tudo aquilo que pode ser sem prejuízo de ninguém.
Então, procuremos, em benefício deles e de nós mesmos, procurar conhecer o que é natural, para embargar de vez essa cultura aparente, que tantos prejuízos tem causado aos nossos relacionamentos.
Procurar onde? Logicamente na cultura da Natureza.
Pois, tão somente Ela pode nos dizer o que é natural.
E onde encontrar essa cultura?
Nos Livros Universo em Desencanto. Lá, com certeza, todos nós aprenderemos e saberemos tudo que é preciso e necessário para termos o devido RESPEITO AOS NOSSOS JOVENS. E não só aos fisicamente jovens, mas, aos jovens mentais, às crianças mentais e aos menos favorecidos mentais.
Salve, SAÚDE e PAZ !
Telefone, dentre outros: 0xx 31 2555-0054.

sexta-feira, 5 de março de 2010

O PORQUE SE CONHECER


Pode alguém ser médico, sem conhecer Medicina? Ser escritor, sem saber ler e escrever? Ser biólogo, sem conhecer Biologia? Afinal, pode alguém ser um bom profissional, sem conhecer alguma profissão?
Assim é a vida, ninguém pode bem viver sem conhecer a vida.
A humanidade, em sua maioria, pensa que conhece a vida, pensa, imagina que conhece a vida, mas, não conhece.
Se a maioria conhecesse a vida, saberia viver, porque quem sabe viver, vive bem em todo lugar, vive bem com tudo e com todos.
Olhemos para o mundo ao nosso redor: sofrimentos, desrespeitos, incompreensão geral, insatisfação geral, reclamações.
Provado está que a maioria esmagadora da humanidade não se conhece. Pois, se se conhecesse, conheceria a vida, por cada SER ser a representação da própria vida.
Como pode alguém representar a VIDA, se não a conhece? E se não A conhece, é prova contundente de que não SE CONHECE.
Enquanto a humanidade não SE CONHECER, não poderá se desenvolver de acordo com o que a VIDA pede que seja: PAZ, AMOR, FRATERNIDADE e CONCÓRDIA UNIVERSAL – RACIONAL!
Enquanto a humanidade insistir em continuar desenvolvendo a matéria e os valores e tradições criados com base nela, matéria visível e invisível, com base neste campo primário da vida, continuará alimentando o sofrimento crescente, de um desenvolvimento que leva todos à auto-destruição.
Tudo se transforma, o universo vive em constantes transformações, mas, os humanos, em maioria, vivem desapercebidos disso. Acham que a vida é essa mesma. E logo caem em contradição, por não suportarem o sofrimento e a morte.
Quando chamamos a atenção para a grande mudança que houve na Natureza, desde 1935, não dão atenção. Não procuram pesquisar o assunto. Estão com a barriguinha cheia, estão acomodados, como um piolho que não quer sair do lugar onde está, sugando, sugando, sugando, sem nada fazer de real proveito para si e para os demais em termos de VIDA verdadeira.
Ela existe. A mudança de fase ocorrida na Natureza é justamente para nos dar ciência definida e definitiva da VIDA VERDADEIRA.
Queiram ou não queiram, aceitem ou não aceitem, terminou a fase do animal Racional, a fase do pensamento, assim como outras fases tivemos neste mundo e que já se acabaram há muito.
A fase em vigor, a fase para todos passarem a SE CONHECER, conhecer a parte substancial da vida, a parte RACIONAL. Estamos, portanto, em plena Fase Racional.
A parte animal, domínio do pensamento e da imaginação, está em total liquidação, porque sua fase já terminou.
Cada qual que procure se cientificar a respeito, sem preconceitos, deixando de lado as referências anteriores do passado, para não se prejudicar mais do que já tem se prejudicado, para não sofrer mais do que já tem sofrido, para não se confundir e confundir os demais, mais do que já tem confundido.
E esta fase em vigor é para todos passarem a SE CONHECER. E o que você que está lendo este artigo está fazendo em plena Fase Racional? A resposta está aí dentro de você, que sabe, como ninguém, como já tem sofrido, por NÃO SE CONHECER VERDADEIRAMENTE.
Por isso, para embargar todo este seu sofrimento, é PRECISO SE CONHECER.
Na Fase Racional, a norma natural da Natureza, é que todos procurem SE CONHECER, porque ninguém, ninguém mesmo é culpado do seu sofrimento. A culpa é tão somente sua, por você NÃO SE CONHECER. E se assim continuar, SEM SE CONHECER, o seu sofrimento aumentará cada vez mais e você não poderá culpar a ninguém.
Não poderá culpar seus familiares. Não poderá culpar seus amigos. Não poderá culpar as autoridades. Não poderá culpar a humanidade. Não poderá culpar o Planeta. Não poderá culpar o Universo. E não podendo culpar a ninguém, pois, não haverá culpados, a não ser você mesmo, algoz será você de você mesmo, você se liquidará, você se destruirá, por teimar em NÃO SE CONHECER.
Se CONHECER, esse é que é o dever de todos, para saber voltar para de onde você e todos nós viemos: do MUNDO RACIONAL.
Está duvidando? Pois, saiba, que a dúvida é de quem NÃO SE CONHECE.
Se ainda tem um pingo de consideração por você mesmo, procure tirar a limpo tudo que aqui está sendo dito, para o bem de si mesmo, para não ficar no rol dos imprudentes, que opinam sobre o que não sabem e condenam o que não conhecem, numa atitude de total imaturidade.
PORQUE O SE CONHECER? Aqui vai uma dica amiga: você mesmo descobrirá, estudando seriamente os Livros de Cultura Racional, Universo em desencanto.
Salve, SAÚDE e PAZ!
Telefone, dentre outros: 0xx 31 2555-0054.