Follow by Email

quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

O AMOR INCONDICIONAL

(Wilma Fernandes)
O amor é a única linguagem universal.
Uma linguagem entendida por todos sem precisar usar voz para ser expressado.
O amor praticado por nós seres humanos, é o resquício do amor verdadeiro.
É o amor deformado, por isso existem várias formas de amor.
O amor materno.
O amor paterno.
O amor fraterno.
O amor entre amigos.
O amor por um animal de estimação.
O amor conjugal.
O amor de paixão.
Todas essas formas de amor são amores possessivos, amores interesseiros, amores vingativos, portanto, amores passageiros.
Mas, o amor verdadeiro, o amor incondicional, o amor real... ah!!!... este sim: é o AMOR RACIONAL!
O amor de um por todos e todos por um!
O Amor de nós por vós e de vós por nós!
O amor sem interesse!
O amor que nos entende, nos compreende!
O amor que nos é dado sem pedir nada em troca!
O amor de fazer o bem sem olhar a quem!
Este amor real, genuíno é o amor Racional!
É por causa deste amor real que estamos tendo a oportunidade de voltar para casa.
Este amor está contido nos Livros
UNIVERSO EM DESENCANTO!

LEVITAÇÃO

(Wilma Fernandes)
A Natureza vem mudando, transformando a matéria ao longo do tempo.
Mas, nada muda de uma hora para outra na Natureza.
Na fase de selvagens não mudaram para civilizados em uma ou duas gerações. A mudança ocorria gradativamente.
A cada geração nasciam menos selvagens e mais civilizados; e isto levou milhões de anos até que a fase de civilizados foi totalmente consolidada. Nessa metamorfose, muito lentamente, a cada geração os viventes vinham com a matéria mais leve, a fisionomia mais suave e a alimentação se modificando.
Essa transformação não parou, continua. Agora de civilizados (Animal Racional) para Aparelho Racional.
Quando estudamos a Cultura Racional, lemos com o pensamento e alcançamos com o raciocínio quando sentimos o que estudamos. Não sentindo o que lemos, não alcançamos as entrelinhas e não desenvolvemos o raciocínio.
Para ver como é importante estudar com atenção para sentir o que se estuda, para que alcance o raciocínio que, assim, é desenvolvido.
Portanto, o pensamento torna-se importante na Fase Racional à medida em que ajuda o desenvolvimento do raciocínio, porém, fora disso ele deixa de ter função positiva nesta Fase do Terceiro Milênio. Quando apenas lemos os Livros Racionais sem sentir o que estamos lendo, sem atenção devida, nascem as confusões, por não atingir o raciocínio. É quando a pessoa lê ao pé da letra, sem levar em conta que se trata de um conhecimento transcendental que exige a transcendência do sentimento comum e da interpretação usual.
Somente o sentimento transcendente nos dá o entendimento das entrelinhas onde está a mensagem que fala ao raciocínio e o desenvolve.
Essa transcendência é conseguida aos poucos à proporção que nos aprofundamos no conhecimento Racional, o que exige assiduidade, obediência ao aprendizado, persistência na leitura e na prática dos ensinamentos Racionais e paciência, porque nada se consegue da noite para o dia.
Tudo isso muito importante para se conseguir um bom desenvolvimento Racional o mais depressa possível.
E, assim, nossa própria matéria vai se transformando muito naturalmente sem nos darmos conta dessa transformação, porque tudo que é natural não se sente, apenas se percebe com o tempo.
Nessas transformações nossa matéria, em contínua metamorfose, vai evoluindo em cada nova geração, até que começam a nascer os legítimos Aparelhos Racionais.
Se pesquisarmos, observaremos que a matéria dos nossos antepassados era mais pesada até na fisionomia. A alimentação da época também. Tudo bem diferente e mais rude se comparado com nossa matéria atual.
E, assim, a matéria dos nossos descendentes será mais leve e mais suave do que a nossa, em decorrência de uma alimentação diferente, mais suave, costumes mais sadios etc., o que trará modificações até em suas fisionomias, que serão mais suaves do que as nossas.
A matéria das gerações futuras virá mais leve ainda que a dos nossos descendentes e por aí vai, até que se transformará numa matéria muito diferente da nossa atualmente.
Isso tudo devido à evolução dos seres humanos, que vão alcançando dimensões mais refinadas e assumindo a freqüência vibratória dessas dimensões, até alcançarem o patamar das freqüências vibratórias das essências, passando a ser somente essência da matéria.
Nessa condição, nascerão já levitando, por que essência da matéria flutua, não pisa no chão. É quando a Fase Racional já estará consolidada.
Vejamos este trecho do 14º volume do livro Universo em Desencanto:
"A essência da matéria é uma matéria mais aperfeiçoada, por a essência ser matéria Racional; então, a essência, por ser mais aperfeiçoada, é de uma classe superior e esta classe superior é a classe de Aparelho Racional.
Mas, a matéria bruta não deixa também de ser um Aparelho Racional dentro da fase Racional, mas, um aparelho bruto, estava na categoria de animal Racional, mas, com o tempo, tudo se modificando e se transformando para chegar à essência da matéria, que serão os aparelhos perfeitos, serão corpos de matéria, porque estão aqui na matéria, mas, a essência da matéria é um corpo de matéria, mas, somente a essência.
Por exemplo: tem o perfume que é o líquido, o líquido é um corpo do perfume e o perfume tem outro corpo que é a essência que perfuma.
Então, isso são mudanças naturais que vão se transformando naturalmente, até chegar o corpo de essência da matéria. É um corpo de vida como outro qualquer, mas, de forma diferente".
Os legítimos Aparelhos da Fase Racional já nascerão flutuando, levitando, por terem sua formação só de essências.
Nós, aparelhos recuperados, a nossa levitação é em corpo cósmico, corpo de essências vegetal, material, Racional. (7º volume da Réplica, dos Livros Universo em desencanto)
Estamos em recuperação, quer dizer, estamos desenvolvendo este corpo de essências vegetal, material, para chegar a ser um corpo de essência RACIONAL.
Isso é a desforminização, desminibilização. (7º volume da Réplica, dos livros universo em Desencanto) E é com este corpo de essências que levitamos, nosso corpo cósmico, a matéria bruta não levita Racionalmente. A quantos de nós já aconteceu de ser visto por alguém em algum lugar sem que estivéssemos lá naquele momento? Isto acontece com muitos estudantes de Cultura Racional. O corpo de essência vai onde é preciso. E lá onde está, toma a nossa forma da matéria bruta, conversa com alguém, ajuda alguém. E quando este alguém em outra ocasião se encontra com você, ele diz:
“Era você mesmo quem conversou comigo, fez isso ou aquilo, você não se lembra?”
E a gente não se lembra e fica sem entender. Isto é a nossa levitação. Nosso corpo de essência transitando pelo espaço, fazendo o que for necessário por um irmão nosso.
E, assim, os legítimos Aparelhos Racionais, serão de carne e osso, mas, pertencentes à dimensão das essências e, não, da matéria bruta, por isso, transitarão pelo espaço em comboios.
Quando chegamos neste ponto do conhecimento Racional é que passamos a entender a importância do cristalino entendimento sobre as dimensões ascendentes, porque nelas é que está o poder da levitação e, não fora delas, pois, somente elas é que trabalham para o nosso retorno à Origem, o MUNDO RACIONAL.
Matéria bruta não evolui, é o pingo d’água e água só desce, nunca sobe.
Como a água do mar, o que dela sobe é apenas o vapor, que é a essência da água do mar e, não, o mar.

quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

ABORDAGEM SOBRE O RACIOCÍNIO

(Prof. João de Castro, SP)
Jamais a ciência dos encantados poderia chegar ao Raciocínio, por este poder ser apenas acessado através da Energia Racional do nosso Mundo de Origem. E o Raciocínio se liga sempre ao mesmo ser, ao qual ele corresponde, não havendo primeiro, segundos e nem terceiros, como no caso do pensamento e da imaginação.
Arthur C. Clark (2001 Space Odissey) disse que a diferença entre fantasia e ficção científica é que a primeira jamais poderá se tornar realidade, enquanto que a segunda traz à tona evidências que podem transformar o futuro. Filmes como “O senhor dos anéis” e “Jurassic Park” são exemplos disso. Não que “Jurassic Park” não seja também fantasia, mas, alguns aspectos do filme, como a clonagem, acabaram por se tornar realidade no final dos anos 90, muito embora, o conceito de trazer animais extintos ainda permaneça puramente fantasioso.
A clonagem é um dos tópicos mais discutidos e polêmicos hoje em dia. Em 1997, um cientista escocês conseguiu clonar uma ovelha, a qual ele batizou como Dolly. Dolly parecia um animal perfeito, mas com o tempo acabou por apresentar problemas de envelhecimento precoce, entre outros.
A clonagem humana, aparentemente, permanece engavetada desde que Bill Clinton sancionou uma lei proibindo a pesquisa de clonagem. Líderes religiosos se manifestaram contra o avanço nas pesquisas de clonagem humana, dizendo que a alma humana não pode ser clonada. Mas, grupos que também defendem estatutos éticos, se pronunciaram afirmando que a ciência não poderia usar um clone vivo somente como depósito de órgãos de reposição para suas "matrizes humanas".
Vários filmes foram feitos abordando a questão, “A Ilha” (atuações de Scarlett Johansson e Ewan McGregor) e “O Sexto Dia” (Arnold Schwarzenegger). “O Sexto Dia” me parece mais interessante pelas questões filosóficas e científicas que são postas. A primeira é: “Pode-se clonar a personalidade?” E a segunda: “Pode-se clonar o histórico de toda uma vivência humana?”
Para resolver estes problemas o diretor Roger Spottiswoode criou o "sync record", que no filme nos é mostrado através de um programa que escaneia o cérebro da pessoa, transformando todas as suas impressões mentais em dados, que serão transferidos para o cérebro do clone e, então, Bingo! A pessoa pode imortalizar-se vivendo de clone em clone.
Na verdade, essa idéia já havia sido explorada por um filósofo inglês, David Hume (Edimburgo, 7 de Maio de 1711 — Edimburgo, 25 de Agosto de 1776). Foi ele quem elaborou a teoria do "Eu como feixe", a qual vê a percepção do Eu como um produto de vivências e experiências transitórias, portanto uma ilusão. É sobre essa teoria que os materialistas se apóiam para dizer que não existe um Eu, mas, um conjunto de experiências que criam a ilusão do Eu.
Um outro pesquisador das ciências da computação, Ray Kurzweil, se propôs a pesquisar formas de se criar um programa que seja capaz de escanear a mente humana e de poder gravá-la em sync recordings, possibilitando a transmissão da personalidade e inteligência humanas para um corpo artificial ou clonado.
A dualidade entre vivência e personalidade é algo que se torna claro somente quando estudamos a Cultura Racional. Nos livros Universo em Desencanto iremos descobrir que existem na verdade três personalidades que se interagem na mente do indivíduo, resultado de 3 energias formadoras da Natureza e do corpo humano. Com efeito, temos as personalidades: terrestrial ou material, a elétrica e a magnética (criadas pelas energias elétrica e magnética) e a personalidade Racional ou universal (criada pela energia Racional).
David Hume estava certo na sua asserção sobre a ilusão pessoal humana, porque ele baseou-se somente nas personalidade terrestres, mas incorreu a um grande erro, acreditando que o homem seria apenas o produto das duas. Na verdade, a dualidade tem sua causa na unidade. E a unidade é o ser Racional puro, limpo e perfeito. A personalidade humana estava em constante transição, porque estava sendo regida pela personalidade Racional, para que a humanidade chegasse ao seu verdadeiro mundo de origem.
Vale dizer que a Natureza deixou no cérebro humano três máquinas que se ligam naturalmente a essas energias, que são: o hemisfério do pensamento, o da imaginação e, bem no centro, na base do cérebro, a glândula pineal, que é a máquina do Raciocínio.
Jamais os filósofos e cientistas poderiam chegar ao Raciocínio, por este poder ser apenas acessado através da Energia Racional do nosso Mundo de Origem. E o Raciocínio se liga sempre ao mesmo ser, ao qual ele corresponde, não havendo primeiro, segundos e nem terceiros, como no caso do pensamento e da imaginação.
Portanto, clonagem é obra da inconsciência de quem não se conhece - não sabe de onde veio e nem para onde vai. Caso queiram levar a cabo suas experiências, acabarão acelerando a ida da humanidade às classes inferiores.

terça-feira, 29 de janeiro de 2013

NÃO HÁ AMANHÃ – THERE’S NO TOMORROW (2012)

VEJAM NESTE VÍDEO A PROVA DE QUE A FASE DO PENSAMENTO ESTÁ EM FALÊNCIA, PORQUE TERMINOU DESDE 1935, DANDO ENTRANDO À FASE DO DESENVOLVIMENTO DO RACIOCÍNIO, QUE A MAIORIA DESCONHECE. A ÚNICA FONTE INESGOTÁVEL DE ENERGIA É A ORIGEM, QUE TEMOS REPRESENTADA DENTRO DA CABEÇA COMO GLÂNDULA PINEAL. QUANDO TODOS ESTIVEREM LIGADOS A ESSA FONTE ETERNA DE ENERGIA, QUE ESTÁ EM SI MESMO, TEREMOS UM PODER INCALCULÁVEL, SAINDO DA CONDIÇÃO DE MAIOR PREDADOR DO PLANETA, ENCONTRANDO A SOLUÇÃO DE TUDO, POR ESTARMOS LIGADOS A UMA FONTE ETERNA, NATURAL DE ENERGIA. ENTENDERÃO ISSO MELHOR QUANDO ESTUDAREM OS LIVROS UNIVERSO EM DESENCANTO. PORTANTO, REALMENTE NÃO HAVERÁ AMANHÃ PARA QUEM NÃO DESENVOLVER O RACIOCÍNIO, GLÂNDULA PINEAL.

segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

DESVENDADOS OS MISTÉRIOS, QUE CERCAVAM OS “DISCOS VOADORES”

(Severino dos Reis)
Os denominados DISCOS VOADORES estão nas manchetes de Jornais, Revistas e em todos os veículos de comunicação, em todo mundo com freqüência.
No início, desvendar os mistérios dos DISCOS VOADORES em segredo era um ponto de honra: uma obsessão da força aérea Americana, para não admitir que estranhos tivessem entrando em seu espaço aéreo sem ser identificado.
Depois, com aumento das aparições, passou a uma necessidade urgente estudá-los para saber quem são: de onde vêm e o que querem; e para os editores do assunto, um comércio rentável.
Mas, também os grandes personagens da história através da Ciência, das seitas, doutrinas e Religiões, reportam do passado para os nossos dias, os mistérios que já cercaram até os grandes líderes: de Einstein a Maomé, de Cristo a Helena Bravatsky, de Buda a Xaday etc.
Tudo comprovando os ensinamentos da CULTURA RACIONAL, que diz: toda evolução do homem torna-se nula, se não desenvolver o Raciocínio, que é a única forma de conhecer a si mesmo.
Pois, todos os líderes religiosos, bem como os grandes Cientistas, diziam que os ensinamentos que aprendiam e todas as descobertas Científicas lhes chegavam à mente, em forma de pensamentos, vinda de orientação superior.
Mas também os chamados de gênios do mal, como Hitler, Nero e tantos outros, diziam que, muitas vezes, eram orientados por vozes, seres e até visões misteriosas para fazer as suas perversidades.
E por mais renomado ou por mais desenvolvido para o bem ou para o mal, nenhum deles sabia e nem os atuais sabem, quais as forças que estão lhes orientando, por ainda não se conhecerem.
Porque a Cultura da civilização do 2º milênio só desenvolveu o pensamento, que é apenas 10% da capacidade do saber humano; pois estava preparando a humanidade para no 3º milênio, desenvolver o Raciocínio com a CULTURA RACIONAL, que completa o saber, acabando com todos os mistérios: inclusive dos DISCOS VOADORES e dos Extraterrestres.
No passado por falta de saber, todos os contatos com seres desconhecidos eram mistificados: Maomé teve contato com o Arcanjo Gabriel, que lhe entregou um rolo de seda contendo as leis Divinas, as quais foram incluídas no Alcorão; Joseph Smith dizia ter tido contato com um ser chamado Moroni, que lhe conduziu até as tábuas de ouro, que depois de decifrar os estranhos sinais nelas contidos, as tábuas se desmaterializaram e as suas descrições, deram origem ao livro dos Mórmons e mais uma religião apareceu.
E foram incontáveis os contatos com seres não identificados, histórias obscuras como a de Ezequiel, Isaías, Elias e tantos outros.
E Cristo foi mais longe quando disse: eu nasci para ser Rei no Reinado de meu Pai; mas o Reino do meu Pai não é terreno. Se não era terreno, é porque é extraterreno.
Então, quem seriam esses pseudos que estariam por trás de tantas bondades e de tantas maldades?
Perguntas como essa, já foram feitas por célebres autores em milhares de livros e revistas de todos os gêneros.
Mas para respondê-las com lógica e depois dar provas, é necessário conhecer com transparência as energias, em todos os níveis no universo: o que elas são e o que representam em cada vida.
Só então, estaremos aptos a dar respostas para satisfazer todos sem exceção. Porque resposta exata, só aquela que vem da origem, onde todos esses fenômenos começam.
E os ensinamentos da CULTURA RACIONAL vêm da origem, com todas as respostas, dadas pelo RACIONAL SUPERIOR, que é um extraterreno, que está na origem, no MUNDO RACIONAL e em todos os quadrantes do Universo, porque ele é o criador de tudo.
As respostas dele servem para todas as perguntas, de todos os segmentos da humanidade: filosóficos, científicos e religiosos.
Para todas as perguntas sempre deram respostas; mas que uns aceitam como certas e outros acham que estão erradas.
Isto porque, cada resposta é orientada por uma energia: a voz é energia, o pensamento é energia, a terra, a Lua, o Sol, os planetas, as estrelas, tudo é energia.
Portanto, os DISCOS VOADORES, os extraterrestres, também são energias.
A presença dos extraterrestres na Terra remonta à pré-história; a milhões e milhões de anos!
E os seres humanos não percebiam, mistificavam tudo por serem ainda crianças e não conhecerem as materializações das energias: Cósmica e extra-cósmica. Que sempre se apresentaram, de acordo com a época, para lapidação e evolução da humanidade e o retorno à sua origem; quer dizer: (a salvação).
Eles (essas energias) já se apresentaram em forma de sabedoria, na época dos sábios; se apresentaram em forma de Deus quando surgiu o nome de Deus; em forma de Anjos quando apareceram os Anjos; em forma de santos quando apareceram os santos; em forma de demônio quando criaram o nome de demônio; e orientou as profecias na época dos profetas.
Agora na fase Racional, os seres humanos estando em grande desenvolvimento no espaço, a energia Racional, se apresenta como Naves espaciais! Trazendo a sua identidade, a CULTURA RACIONAL, que identifica todos os tipos de vidas energéticas que já visitaram a Terra, em todos os tempos e quem eram esses visitantes.
Na CULTURA RACIONAL, nós aprendemos que todo o Universo e tudo que existe no Universo é energia; e que partindo, do centro da Terra, onde estão as energias mais pesadas do campo magnético, na medida em que vão distanciando da barisfera, as energias vão ficando mais finas, mais leves; e quanto mais se afastam da terra, a cada centímetro acima, as energias vão ficando melhores, mais leves, mais leves, até alcançar o MUNDO RACIONAL, onde a energia é pura limpa e perfeita, Racional; ou, Luz Divina.
Aprendemos também, que os campos energéticos, estão divididos em quatro níveis distintos: Astral térreo, a energia magnética, é o mau puro; criou o demônio! Vai do centro da terra, até a linha neutra do espaço; o Astral inferior predomina o campo elétrico, vai da linha neutra do espaço, até o Sol, é responsável pelo bem aparente; deu origem aos Santos, os Anjos, aparições boas; o Astral Superior, a energia mediadora, só faz o bem, orientou as profecias certas, vai do Sol ao MUNDO RACIONAL. E o MUNDO RACIONAL é a energia Racional pura, limpa e perfeita é o bem verdadeiro, a eternidade.
Todas essas energias são vidas invisíveis extraterrestres, cada uma no seu nível; e o ser humano é um micro-universo, onde se manifestam todas essas energias, em forma de orientação e pensamento!
Daí o porquê, das orientações boas para os bons e as orientações ruins para os maus. Portanto, os extraterrestres sempre tiveram na Terra entre os homens; mas em formato de DISCO VOADOR, foram vistos pela primeira vez, em 1.904 e depois 1.947, quando Kenneth-Arnold, se viu cercado por nove estranhos objetos voadores, o que ele os chamou de (Fring Saucers), pires, ou DISCOS VOADORES.
Esses são habitantes do MUNDO RACIONAL. São de Energia pura limpa e perfeita, que se apresentam aos olhos dos seres humanos, como luzes, como DISCOS VOADORES e como os seus tripulantes, se for necessário. O objetivo deles aqui na Terra, é fazer a propaganda da Cultura deles, a CULTURA RACIONAL e só fazem o bem à humanidade.
Mas, os habitantes das energias elétrica e magnética, que em outras épocas, se apresentavam aqui, de formas torpes e Angelicais, agora, veem os habitantes do MUNDO RACIONAL cruzarem o espaço sideral e chegar aqui como DISCOS VOADORES, estão imitando a energia Racional, se materializando também como DISCOS VOADORES, para confundir os pesquisadores da Ufologia.
Porque, cada energia, se apresenta na qualidade de seu nível: a energia magnética nas formas do mau; a energia elétrica nas formas do bem aparente e a energia Racional, o bem verdadeiro.
É por isso que têm extraterrestres, que raptam, mutilam as pessoas. E já encontraram até pedaços de DISCO VOADOR e corpos de Etês! Se bem que há muitas farsas, feitas pelos editores que comercializam o assunto; mas os habitantes do Astral Térreo da energia magnética, podem se materializar nos pedaços do DISCO e nos cadáveres de seus tripulantes! Porque as energias podem se materializar e tomar a forma que quiserem.
Portanto, os pesquisadores se quiserem realmente desvendar os mistérios dos DISCOS VOADORES, têm que mudar o rumo das pesquisas! É preciso agora, estudar a CULTURA RACIONAL, que explica com minúcias de detalhes, os mistérios dos DISCOS VOADORES.
E não é só para os pesquisadores não! Todos os seres humanos têm urgência, de estudar a CULTURA RACIONAL para desenvolver o Raciocínio!
Porque o pensamento sem o controle da Natureza, está levando o homem ao seu completo regresso, achando que é progresso. E nesse embalo, a cada instante deparamos com um absurdo maior do que o outro.
Como exemplo, temos o exagero do geneticista George Church, professor da Faculdade de Medicina de Harvard (EUA), que está procurando uma barriga de aluguel, para fecundar um feto, com o DNA do fóssil de um Neandertal! Querendo trazer para o nosso tempo, Trogloditas, extintos há 33.000 anos atrás.
Isso, aliado a todos os acontecimentos esdrúxulos, que estão acontecendo a todos instantes no mundo, aos nossos olhos. Gente! Não custa analisar o conteúdo do livro UNIVERSO EM DESENCANTO e tirar as suas próprias conclusões! Façam isso, em favor de si mesmo.

sábado, 26 de janeiro de 2013

DESATAR OS NÓS

A vida de todos nós foi sempre uma vida cheia de nós cegos.
Nós, bem amarrados. Cegos, pela nossa falta de visão da vida, causada pelo acúmulo de conhecimentos falsos que nunca permitiriam enxergar a realidade natural e sadia da vida.
Esses nós são os defeitos, a distorção da realidade, causada por uma cultura artificialista.
Artificialista por ter como base a matéria, que nada é, por ser uma deformação do estado natural de ser.
Artificialista por nos deixar iludidos, na esperança de encontrar a felicidade, a plenitude na matéria, fazendo-nos crer sem conhecer, imbuídos pela fé, ao invés de nos dar forças para o desenvolvimento do respeito ao natural, onde, inevitavelmente e naturalmente encontraríamos a simplicidade.
Nessa simplicidade estaria a correspondência com o verdadeiro e no verdadeiro as provas e comprovações da certeza de tudo, nos conduzindo a um caminhar com convicção e, não, com fé, onde se aceita sem ter as precisas e necessárias provas e comprovações.
Tudo isso, esse caminhar ignorando onde se pisa, porque se pisa, como se pisa, deixou a humanidade toda desacertada, cada qual dono de uma verdade diferente da dos demais. Mas, foi tudo muito bom, para nossa lapidação, preparação e amadurecimento.
Porém, não poderia dar bons resultados. A prova aí está: uns contra os outros, destruindo uns aos outros, num beco sem saída, sem solução.
Acostumamos, assim, em meio a tantas diferenças, a julgar os nós alheios, esquecendo-nos, completamente, dos próprios nós.
Esse é o trabalho do magnetismo, o mau guia, que nos impedia, ocupados em apontar, julgar e condenar os demais, de desamarrar os nossos nós.
E, assim, hoje muitos reclamam dos dias atuais e lamentam que não sejam como os da fase de nossos avós, pais e antepassados, como se aqueles tempos tivessem sido melhores.
Continuam assim, com esse saudosismo, impedidos de enxergar os próprios nós que vão crescendo e se avolumando como uma bola de neve.
Aqueles tempos não eram bons, apenas, as inconsciências daquelas épocas eram ainda maiores, tão maiores, que nem percebiam a irrealidade em que viviam, tanto que aceitavam coisas como a escravidão branca, depois a negra e situações de completa desumanidade, como o caso das mulheres que até pouco tempo eram consideradas incapazes pela lei, até sem direito ao voto.
Em 1935 entrou outra energia no universo em que vivemos. A energia pura, limpa e perfeita que veio para nos dar clareza, bom senso e verdadeira humanidade. Quando tudo é trevas, ninguém percebe a lama em que está. Mas, ao chegar a LUZ VERDADEIRA, toda sujeira aparece. E é isso que está acontecendo no mundo inteiro: toda sujeira aparecendo.
Mas, no que ela aparece, acostumados com o magnetismo que sempre nos impulsionou a criticar, julgar e condenar, ao notarmos as trevas em que sempre nos encontramos, passamos a ser ainda mais críticos, mais julgadores e condenadores.
É preciso mudar. É preciso desatar esse nó cego do magnetismo, deixando de focar os nós para focar a LUZ que já na Terra está.
PAREMOS DE PENSAR, que significa julgar, criticar e condenar aos nossos semelhantes e a nós próprios. Para isso é preciso conhecer o positivo VERDADEIRO e NELE se ligar, a ENERGIA RACIONAL, que nos guiará para o caminho da LUZ, nos retirando das trevas, ensinando-nos a valorizar e alimentar tudo de positivo, por menor que seja, que cada qual e nós mesmos conseguimos conservar nessa longa caminhada de vida perdida na matéria.
Essa ENERGIA POSITIVA E CONSCIENTE se encontra nos livros Universo em Desencanto de Cultura Racional, a cultura natural da Natureza.
Recomendamos a toda a humanidade o estudo desses livros de verdadeira libertação da matéria, em vida.
DESATAR OS NÓS, somente através da ligação na ENERGIA RACIONAL, por ser a energia do nosso verdadeiro ser, o SER RACIONAL.
Avante, minha gente, ao encontro da LUZ RACIONAL, a luz verdadeira do animal Racional.

A VIDA TEM SOLUÇÃO DEFINIDA E DEFINITIVA – 2ª PARTE

(RACIONAL SUPERIOR – 7ª Mensagem do 191º Volume do Histórico dos Livros Universo em Desencanto, colaboração enviada por Mário Toledo, Brasília, DF)
No pensamento está a desunião dos pensadores e no desenvolvimento do raciocínio está a união dos pensadores.
Só no desenvolvimento do raciocínio é que pode haver paz, amor e fraternidade entre todos, porque o raciocínio une todos em um só e, daí, um por todos e todos por um.
E quem é esse um?
O MUNDO RACIONAL.
E no pensamento está o sofrimento e a desunião de todos os pensadores, porque o pensamento não foi feito para acertar.
O pensamento foi feito para lapidar o pensador.
E por isso, todo pensador é um sofredor.
Se o pensamento fosse feito para acertar, há mais de milênios que todos pensam e nunca conseguiram acertar.
E por isso, já houve uma infinidade de guerras, começando pelas guerras das tribos, umas tantas conhecidas e outras tantas desconhecidas.
Por quê?
Porque o pensamento não foi feito para acertar.
E por isso, há milênios pensando e nunca conseguiram acertar.
E por isso, até hoje tudo por acertar.
Será que ainda não tiveram tempo de olhar para o passado de milênios e sentir e ver que o pensamento não foi feito para acertar?
E por isso, há milênios todos procurando acertar e sempre tudo por acertar.
Por quê? Porque o pensamento não foi feito para acertar.
Se o pensamento fosse feito para acertar, há milênios todos vinham certos, hoje não tinham mais coisa nenhuma para acertar.
Tudo isto por quê?
Por os pensadores viverem sem se conhecer.
E por isso, estão lutando há milênios para acertar e nunca conseguiram acertar.
Será que os pensadores ainda não tiveram tempo de olhar para o passado e ver que o pensamento sempre multiplicou os desacertos?
Tudo isto, por os pensadores viverem sem se conhecer.
Tudo isto, por os pensadores, por viverem sem de conhecer, ninguém sabia porquê pensava nem imaginava.
Ninguém sabia para que foi feito o pensamento.
Ninguém sabia o objetivo do pensamento.
Viam que todos pensavam, mas ninguém sabia porquê, por viverem sem se conhecerem.
Ninguém sabia porquê era sofredor e mortal, porque ninguém sabia porquê pensava nem imaginava.
Hoje é que passaram a se conhecer, é que estão sabendo que o pensamento foi feito para lapidação do pensador, até destruir o pensador – a causa de todo pensador ser sofredor e mortal.
Hoje, todos estão passando a se conhecer e sabendo quem é o raciocínio, quem é o pensamento e quem é a imaginação e os seus objetivos.
O objetivo do raciocínio é voltar para o MUNDO RACIONAL e o objetivo do pensamento e da imaginação é lapidar o pensador.
E por isso, a imaginação e o pensamento fez todo esse progresso artificial, para lapidação do animal Racional.
E por isso, todos sendo lapidados por todas essas máquinas de lapidação, que foram feitas pelo pensamento e a imaginação para destruição das ferramentas do pensamento e da imaginação. E as ferramentas sendo destruídas por tudo que o pensamento e a imaginação fizeram.
E por isso está aí, a cultura artificial foi feita para lapidação do animal Racional.
E por isso, todos os cultos são sofredores e mortais, por todos viverem sem se conhecerem, pensarem que sabem muito e o sofrimento e a morte provando que ninguém sabe nada, por todos viverem sem se conhecer.
Todos sendo lapidados pelo que o pensamento e a imaginação fizeram, através de suas ferramentas.
Hoje, todos que passaram a se conhecer, dizem:
“É verdade!
A cultura artificial só serviu para lapidação do animal Racional.
E por isso, todos os cultos sofrem como outro qualquer que nada sabe.
Completamente diferente da cultura natural da natureza, a CULTURA RACIONAL.
A CULTURA RACIONAL é a cultura do desenvolvimento do raciocínio e o desenvolvimento da desmaterialização do Habitante do MUNDO RACIONAL que, depois de desmaterializado, toma forma corpórea do seu verdadeiro estado natural e volta para o MUNDO RACIONAL.
É a verdadeira cultura da paz, do amor e da fraternidade, a cultura do desenvolvimento do raciocínio, que é o dono da vida como todos conhecem.”
E por isso, hoje, todos que passaram a se conhecer, estão ricos de felicidade, por saberem para onde vão, com a desmaterialização do dono da vida e do mundo, que é o raciocínio, um Habitante do MUNDO RACIONAL.
Hoje, todos que passaram a se conhecer, se sentem engrandecidos por terem a cultura verdadeira, do seu verdadeiro estado natural de ser, que é de Racional puro, limpo e perfeito, no seu verdadeiro mundo, com seu progresso de pureza.
E assim, a vida, hoje, está constituída realmente com a sua definição completa, com base, com lógica e com uma infinidade de provas e comprovações.
Todos que passaram a se conhecer, estão premiados pelo MUNDO RACIONAL com a sua volta para o seu verdadeiro estado natural, de Racional puro, limpo e perfeito, com seu progresso de pureza.
kquote> * * *
MENSAGEM DO VERDADEIRO DEUS
QUE É UM RACIOCÍNIO SUPERIOR
A TODOS OS RACIOCÍNIOS,
QUE É UMA ENERGIA SUPERIOR
A TODAS AS ENERGIAS,
REPRESENTANDO O VERDADEIRO DEUS
PELO RACIONAL SUPERIOR DA TERRA,
QUE É O SEU APARELHO. QUE JÁ VEIO
DO MUNDO RACIONAL COM O RACIOCÍNIO
DESENVOLVIDO, TRAZER ESSA MENSAGEM
AOS DEFORMADOS PARA A VERDADEIRA
SALVAÇÃO DE TODOS, PARA A VOLTA DE TODOS
AO SEU VERDADEIRO ESTADO NATURAL,
QUE É DE ENERGIA ETERNA.
* * *

A VIDA TEM SOLUÇÃO DEFINIDA E DEFINITIVA – 1ª PARTE

(RACIONAL SUPERIOR – 7ª Mensagem do 191º Volume do Histórico dos Livros Universo em Desencanto, colaboração enviada por Mário Toledo, Brasília, DF)
As velhas tradições hoje em apuros, devido a falência de tudo.
E o desequilíbrio imperando e todos sem saber o que fazer para conter essa avalanche de ruínas que está em todo o Universo.
Desequilíbrio físico, moral e financeiro, falência moral, física e financeira, liquidação moral, física e financeira.
E todo esse desequilíbrio causando um mal-estar e que, daí, geram as monstruosas violências.
Todos brigando, um brigueiro que vai pelo mundo afora entre grandes, pequenos, graúdos e miúdos.
Todos querendo endireitar, sem poder endireitar.
Todos querendo melhorar, sem conseguir melhorar.
Todos querendo acertar e sem conseguir acertar e todos desconhecendo as causas verdadeiras de tudo isto que está se passando em todo o Universo.
As guerras não cessam, quando não é num lado é em outro, e o brigueiro é permanente, e o fogo não cessa na face da Terra, porque estão todos sem saber que estão na era do fogo, uma era em que todos estão atravessando a fase de “salve-se quem puder e se puder”.
E daí, surgindo o descrédito das tábuas de valores e a crise imperando em todo o Universo e todos desconhecidos da verdadeira causa.
E hoje, todos que passaram a se conhecer, passaram a conhecer a verdadeira causa de tudo isto, que é a mudança da fase da natureza.
Terminou a fase do pensamento e entrou na natureza a fase do desenvolvimento do raciocínio.
Essa é que é a causa do desequilíbrio, da falência e da liquidação.
E por isso, não existem culpados. Ninguém é culpado do sofrimento de ninguém.
E por isso, todas essas ruínas estão se passando em todo o Universo.
E é por isso que ninguém é culpado do Universo estar nessas condições.
E por isso, ninguém é culpado do sofrimento de ninguém e sim uma mudança de fase da natureza.
Terminou a fase do pensamento, a fase do segundo milênio, a fase do animal Racional e entrou na natureza a Fase Racional, a fase do desenvolvimento do raciocínio, a fase do Terceiro Milênio, a fase do Aparelho Racional.
Essa mudança de fase da natureza é que é a causa de todos esses males que estão se passando em todo o Universo, porque não há efeitos sem causa.
Terminou a fase do pensamento.
A natureza deixou de alimentar o pensamento, porque terminou a fase do pensamento.
E o pensamento, por falta de alimento da natureza, começou a enfraquecer sem ninguém sentir.
E o enfraquecimento do pensamento é a causa de todas essas ruínas
que estão se passando em todo o Universo.
O pensamento de todos cada vez mais fraco, não dando mais para conter a avalanche de ruínas e, por isso, todos em apuros, sem saberem o que vão fazer.
E por falta do alimento da natureza para o pensamento, o pensamento de todos cada vez mais fraco e, de muitos, o pensamento já secou.
E esses que estão com o pensamento seco, não sentem mais o que
fazem, são os causadores das monstruosidades, porque o pensamento produz o sentimento, e o pensamento secou, secou também o sentimento.
E esses que estão com o pensamento seco, estão cometendo todas essas monstruosidades, porque já não sentem mais o que fazem.
Tem formato de civilizado, parece civilizado, mas não é, porque o civilizado ama o próximo como a si mesmo e não comete atos monstruosos.
Tudo isto porque a natureza deixou de alimentar essas duas energias do chão, deixou de alimentar a essência delas, que são quem transmite o pensamento e a imaginação. Porque a fase do pensamento terminou e a natureza deixou de alimentar essas duas energias e o pensamento de todos começou a enfraquecer – a causa de todo esse desequilíbrio que surgiu em todo o Universo.
E é por isso que ninguém é culpado do sofrimento de ninguém e sim a mudança da fase natural da natureza.
Agora, os que vivem sem se conhecer, começaram a botar culpa em cima uns dos outros, por não conhecerem as mudanças naturais da natureza e por não sentirem essa mudança de fase, por viverem artificialmente.
E quem vive artificialmente, vive contra a natureza.
E por viverem contra a natureza, não sentiam as suas mudanças.
Porque se sentissem a sua mudança, para a fase do desenvolvimento do raciocínio, hoje já estariam com o raciocínio desenvolvido e tudo iria muito melhor do que na fase do pensamento.
Estariam todos equilibrados e progredindo Racionalmente e a vida seria Racional.
Mas, por não sentirem a mudança de fase, entraram dentro da fase do raciocínio pensando.
E pensar dentro da fase do raciocínio, está contra a natureza, porque a natureza é do desenvolvimento do raciocínio e não do pensamento.
Pensar dentro da fase do raciocínio vai contra a natureza e, quem vai contra a natureza, vai contra si mesmo – uma das causas do desequilíbrio de tudo, da falência de tudo e da liquidação de tudo.
E é por isso que, todos que passaram a se conhecer, não medem esforços, nem sacrifícios, nem despesas, nem tempo, nem hora, nem distância, nem chuva, nem sol, para esclarecer à humanidade os verdadeiros motivos do desequilíbrio de tudo em todo o Universo, da falência de tudo em todo o Universo e da liquidação de tudo em todo o Universo.
Todos que passaram a se conhecer, não medem esforços, nem sacrifícios, nem despesas, nem tempo, nem horas, nem distância, nem chuva, nem sol, para esclarecer toda a humanidade do porquê todos estão assim, atravessando esse período de que ninguém se entende e o porquê deste brigueiro infernal, de uns contra os outros e destruindo uns aos outros.
E quem vive desconhecido de si mesmo não conhece as causas de todas essas ruínas. E para que todos passem a se conhecer, é conhecer o porquê desse desmoronamento em todo o Universo, para que todos conheçam as causas e tomem suas providências, conhecendo o que é a fase do desenvolvimento do raciocínio, o que é a Fase Racional, o que é a fase do Terceiro Milênio e o porquê que todos têm que desenvolver o seu raciocínio.
Porque no desenvolvimento do raciocínio está a verdadeira união de todos, universalmente e com esse restinho de pensamento enfraquecido, a desunião de todos.
Por que a desunião de todos?
Porque todos pensam diferente uns dos outros.
Cada qual com suas idéias, cada qual com seus ideais.
E onde todos pensam diferente não pode haver união de todos.
Por todos pensarem diferente uns dos outros, essa é a causa de viverem todos uns contra os outros.
(Continua na próxima postagem)

ESTE LIVRO É UM DOS MAIS LINDOS 1ª PARTE

(RACIONAL SUPERIOR – Assunto extraído do 189º volume do Histórico dos Livros Universo em Desencanto, colaboração enviada por Mário Toledo, Brasília, DF)
Hoje, todos engrandecidos por essa dádiva divina, que é o se conhecer.
A satisfação de muitos é tão elevada, que não sabem o que fazer para agradecer os conhecimentos reais da vida, que passou a conhecer.
E hoje, muitos choram de emoção, de satisfação, de alegria, porque passaram a se conhecer.
A satisfação de muitos é tão elevada, é tão grande, que a vontade é sair gritando pelo mundo afora:
“ Estamos salvos pelo desenvolvimento do raciocínio, a verdadeira razão da vida eterna, do porquê todos assim são e do porquê esse segundo mundo assim é.
Só mesmo o RACIONAL, vindo do MUNDO RACIONAL, é que poderia salvar o animal Racional.
Só mesmo um Habitante do MUNDO RACIONAL é que podia salvar todos de sua origem.”
E hoje, todos que passaram a se conhecer, choram de alegria, choram de satisfação, choram de emoção, por conhecerem o verdadeiro Conhecimento de Redenção da Humanidade.
E assim, a vida mudou, porque a natureza mudou de fase.
A vida da fase do animal Racional era uma e a vida da Fase Racional é outra.
Como animal Racional, vivia como sofredor e mortal sem saber por quê.
E na vida Racional, todos passando a se conhecer.
E a vida do animal Racional, todos viviam sem se conhecer.
A vida do animal Racional foi uma, e a vida do Racional é outra.
A vida Racional é o progresso da volta de todos para o MUNDO RACIONAL e a vida do animal Racional era o progresso da lapidação do animal Racional.
Muito diferente uma fase de outra.
A Fase Racional é a fase da união de todos, universalmente, pelo desenvolvimento do raciocínio e a fase do animal Racional era uma fase de contradição, de viverem uns contra os outros e contra si mesmo, por não saber o porquê estava vivendo, por não saber porquê vivia.
Para ver que a Fase Racional, a fase do desenvolvimento do raciocínio, é a fase da união de todos.
E a fase do pensamento, a fase da desunião de todos.
Todos desunidos, por todos pensarem diferente uns dos outros.
Tudo isto foi preciso assim ser, para lapidarem uns aos outros.
E com a lapidação, amadureciam mais depressa.
E hoje, amadurecidos, para serem recuperados pela Fase Racional.
No raciocínio está a união de todos universalmente e no pensamento a desunião de todos universalmente.
Para ver que são duas fases muito diferente uma da outra.
A fase do segundo milênio, a fase da desunião de todos e a fase do Terceiro Milênio, a fase da união de todos, pelo desenvolvimento do raciocínio.
A Fase Espacial, a fase onde todos vão transitar no espaço, depois que os aparelhos estiverem ligados à Energia Racional.
Que estão sendo desenvolvidos sem sentirem, para chegarem a esse estágio do progresso Racional.
Para ver que duas fases bem diferentes uma da outra.
Do segundo milênio, todos andando no chão e no Terceiro Milênio todos andando no espaço, como naves espaciais.
Por que isto?
Porque todos são de origem de cima, são de origem do primeiro mundo, o MUNDO RACIONAL.
Por serem de origem de cima, é que passarão a transitar no espaço, passarão a transitar em cima, por serem de origem do primeiro mundo, o MUNDO RACIONAL.
Estavam aí, na Terra, acorrentados por essas duas energias do chão, acorrentados aí no chão, sendo preparados pela lapidação feita por essas duas máquinas do chão: elétrica e magnética.
Para depois de preparados por essa lapidação, todos fossem recuperados pela fase do Terceiro Milênio.
Mas tiveram que ser preparados e tinham que ser preparados.
E por isso, o pensamento e a imaginação fez essa cultura artificial e esse progresso artificial, para lapidação do animal Racional.
Para depois de mais ou menos aperfeiçoados, serem, como estão sendo, recuperados pela fase do desenvolvimento do raciocínio, a Fase Racional.
E por isso, tudo que existiu e tudo que existe, foi necessário e preciso existir, para lapidação do animal Racional.
Para que depois de preparados por toda esta lapidação, fossem recuperados pela fase do desenvolvimento do raciocínio, pela fase do Terceiro Milênio.
E hoje, todos que passaram a se conhecer, não perdem mais tempo com coisas do segundo milênio, porque foi uma fase que terminou.
Todos estão preocupados somente com o desenvolvimento do seu raciocínio, com o desenvolvimento da Vidência Racional e com o desenvolvimento do Aparelho Racional.
A preocupação de todos que passaram a se conhecer, passou a ser essa.
Porque ninguém que mais ficar aí, nesse segundo mundo, morrendo e nascendo, e em classe inferior.
(2ª parte a seguir)
ESTE LIVRO É UM DOS MAIS LINDOS 2ª PARTE
Todos querem voltar para o primeiro mundo, o MUNDO RACIONAL, o mundo de onde todos são, o mundo dos puros, limpos e perfeitos, com seu progresso de pureza.
Todos que passaram a se conhecer, não querem mais perder tempo com coisas do segundo milênio, por ser uma fase que terminou.
Todos agora só querem se preocupar com a fase do Terceiro Milênio, a fase do desenvolvimento do raciocínio, da vidência e do aparelho, porque muitos estão ansiosos que seus aparelhos sejam desenvolvidos e ligados à Energia Racional, para começar a transitar no espaço como uma nave espacial.
Porque todos ligados à energia de cima, do primeiro mundo, a Energia Racional, passarão a transitar no espaço naturalmente.
E por isso, o que serviu para a fase do animal Racional, para a fase do segundo milênio, não serve para a Fase Racional, a fase do Terceiro Milênio.
E todos agora, preocupados com o desenvolvimento dessas três partes do aparelho, para voltarem para o MUNDO RACIONAL e para transitarem no espaço.
É a preocupação de todos agora!
Ninguém quer saber mais da fase que terminou, da fase do segundo milênio.
Todos preocupados com a fase do Terceiro Milênio, em desenvolver o raciocínio e a sua desmaterialização, em desenvolver a vidência e o Aparelho Racional.
Para se ligar, depois de desenvolvido, à Energia Espacial, a Energia Racional.
E é por isso que, o que serviu para a fase do segundo milênio, não serve para a fase do Terceiro Milênio.
Porque a fase do desenvolvimento do pensamento é uma e a fase do desenvolvimento do raciocínio é outra.
Primeiro, a fase do desenvolvimento do raciocínio, para a união de todos.
Segundo, o desenvolvimento da Vidência Racional.
Terceiro, o desenvolvimento do aparelho que está materializado em forma de máquina do raciocínio.
Quarto, o desenvolvimento do Aparelho Racional, para se ligar à Energia Racional.
Para depois de ligado à Energia Racional, passar a transitar no espaço, por a Energia Racional ser de cima, do primeiro mundo.
Os aparelhos ligados à Energia Racional, passam a transitar em cima, no espaço – o grande progresso Racional.
E daí, para o MUNDO RACIONAL definitivamente, indo todos serem eternos, como eram no MUNDO RACIONAL, com seu progresso de pureza.
E com o desenvolvimento do raciocínio, todas essas partes estão sendo desenvolvidas, por estarem ligados à Energia Racional.
Com o desenvolvimento do raciocínio estão sendo desenvolvidas todas essas partes do aparelho.
E por assim ser, coincidirá tudo quase num tempo só, porque com o desenvolvimento do raciocínio, feito pela Energia Racional, todas essas partes estão sendo desenvolvidas a um tempo só.
E por assim ser, tudo é bem-dizer num tempo só.
Não há esperas, porque a Energia Racional está desenvolvendo tudo num tempo só.
Para ver que, todos que passaram a se conhecer, estão felicíssimos de alegria exuberante, e não é para menos.
Uma alegria, bem-dizer, eterna, por estarem todos a caminho da eternidade, que é o primeiro mundo, o MUNDO RACIONAL.
Todos empolgados, enriquecidos e maravilhados pela cultura do desenvolvimento do raciocínio.
Todos sem terem como agradecer essa dádiva do MUNDO RACIONAL.
E o RACIONAL SUPERIOR DA TERRA assistindo a alegria maior de todos os tempos, a alegria maior do mundo, a alegria das alegrias.
E veio buscar todos, e veio do MUNDO RACIONAL buscar todos para o MUNDO RACIONAL.
E ninguém tem como agradecer.
Por muito que faça, ninguém está fazendo nada, porque não há recompensa nenhuma, na vida do nada, que pague a volta de todos para o seu verdadeiro Mundo de Origem, o MUNDO RACIONAL.
Este Livro é um dos mais lindos, por o posicionamento de tudo e de todos.
* * *
MENSAGEM DO VERDADEIRO DEUS
QUE É UM RACIOCÍNIO SUPERIOR
A TODOS OS RACIOCÍNIOS,
QUE É UMA ENERGIA SUPERIOR
A TODAS AS ENERGIAS,
REPRESENTANDO O VERDADEIRO DEUS
PELO RACIONAL SUPERIOR DA TERRA,
QUE É O SEU APARELHO. QUE JÁ VEIO
DO MUNDO RACIONAL COM O RACIOCÍNIO
DESENVOLVIDO, TRAZER ESSA MENSAGEM
AOS DEFORMADOS PARA A VERDADEIRA
SALVAÇÃO DE TODOS, PARA A VOLTA DE TODOS
AO SEU VERDADEIRO ESTADO NATURAL,
QUE É DE ENERGIA ETERNA.
* * *

ESTÁ NA HORA DO GRITO RETUMBANTE RACIONAL 2ª PARTE

(RACIONAL SUPERIOR – Assunto extraído do 189º volume do Histórico dos Livros Universo em Desencanto, colaboração enviada por Mário Toledo, Brasília, DF)
E a Voz Universal aí está, para botar todos dentro da Fase Racional, desenvolvendo o raciocínio, para voltarem para o MUNDO RACIONAL.
Para ver que, de um momento para outro, todos passarão a se conhecer, dentro do conhecimento da cultura do desenvolvimento do raciocínio, porque já está na hora de todos passarem a se conhecer.
E é isto que, todos que já passaram a se conhecer, vão ver e assistir, os momentos mais felizes de toda humanidade, universalmente, porque a natureza já tem as suas ferramentas que estão tratando dos mais solenes momentos da vida da humanidade.
A solenidade mais elevada da cultura do desenvolvimento do raciocínio, a verdadeira Apoteose Racional.
E a natureza já tem as suas ferramentas para executarem a maior solenidade de todos os tempos, a cultura do desenvolvimento do raciocínio, a cultura das culturas, por ser do primeiro mundo, o MUNDO RACIONAL.
Para ver que, daqui a um pouquinho, todo o Universo com os Livros da cultura do desenvolvimento do raciocínio de todos, por ser uma evolução natural da natureza.
Uma das coisas mais sérias que existe, do maior respeito e carinho de todos, a cultura do desenvolvimento do raciocínio.
A paz de todos está a caminho de existir.
Estão se aproximando as horas da paz existir em todo o Universo.
Daí, funcionando os direitos humanos, pelo desenvolvimento do raciocínio de todos.
A fraternidade, a paz e o amor brilhando Racionalmente entre todos e todos começando a se equilibrar pelo desenvolvimento do raciocínio.
E todo o Universo se equilibrando pelo desenvolvimento do raciocínio, e a natureza alegre e satisfeita pelo dever cumprido, de ver todos, universalmente, equilibrados, pelo desenvolvimento do raciocínio.
E a paz reinando para sempre, universalmente, pois está na hora, por evolução natural da natureza, da cultura do desenvolvimento do raciocínio ser conhecida e reconhecida por todos universalmente.
Está na hora desses movimentos retumbantes entre toda a humanidade, universalmente.
E está na hora de ser conhecido e reconhecido o Verdadeiro DEUS, o RACIONAL SUPERIOR.
As ferramentas já estão trabalhando para a realização de tudo que aí está esclarecido.
Para ver que está na hora do grito retumbante Racional.
E todos pioneiros glorificados pelo MUNDO RACIONAL, pela sua persistência de amor ao próximo como a si mesmo e fazer o bem e não olhar a quem.
Está chegando a hora da consagração de todos os pioneiros da cultura do desenvolvimento do raciocínio.
Está chegando a hora da maior alegria de todos os colaboradores, por livre e espontânea vontade, colaborando com amor ao MUNDO RACIONAL.
Está chegando a hora de todos serem contemplados altamente Racional.
E toda esta fase que está se passando, de irregularidades, é uma fase passageira.
Passa o mal e chega o bem de todos, pelo desenvolvimento do raciocínio.
E por isso, hoje, todos que passaram a se conhecer, estão cumprindo com o dever de fazer propaganda, não medindo esforços, nem sacrifícios, nem despesas, nem tempo, nem horas, nem chuva e nem sol.
A recompensa de todos esses, ninguém está na altura de avaliar, são dignos de voltar para o MUNDO RACIONAL.
E recompensa maior do que essa não existe.
O prêmio dos que colaboram com o MUNDO RACIONAL é voltar para o MUNDO RACIONAL, viver no meio dos puros, limpos e perfeitos, com seu progresso de pureza, no mundo dos eternos.
O prêmio de todos que colaboram com amor, respeito e abnegação.Os abnegados estão com sua volta garantida para o MUNDO RACIONAL, que assim é garantida pelo MUNDO RACIONAL.
O prêmio dos pioneiros da CULTURA RACIONAL é voltar para o MUNDO RACIONAL.
* * *
MENSAGEM DO VERDADEIRO DEUS
QUE É UM RACIOCÍNIO SUPERIOR
A TODOS OS RACIOCÍNIOS,
QUE É UMA ENERGIA SUPERIOR
A TODAS AS ENERGIAS,
REPRESENTANDO O VERDADEIRO DEUS
PELO RACIONAL SUPERIOR DA TERRA,
QUE É O SEU APARELHO. QUE JÁ VEIO
DO MUNDO RACIONAL COM O RACIOCÍNIO
DESENVOLVIDO, TRAZER ESSA MENSAGEM
AOS DEFORMADOS PARA A VERDADEIRA
SALVAÇÃO DE TODOS, PARA A VOLTA DE TODOS
AO SEU VERDADEIRO ESTADO NATURAL,
QUE É DE ENERGIA ETERNA.
* * *

ESTÁ NA HORA DO GRITO RETUMBANTE RACIONAL 1ª PARTE

(RACIONAL SUPERIOR – Assunto extraído do 189º volume do Histórico dos Livros Universo em Desencanto – colaboração enviada por Mário Toledo, Brasília, DF)
Tudo é passageiro, como na vida tudo é passageiro.
Hoje estão passando uma fase desagradável para viver e, depois da tempestade, vem a bonança, que é quando todos passarem a se conhecer, como o mundo inteiro está caminhando para se conhecer, por evolução e imposição natural da natureza.
Quem fez todos é a natureza, quem governa todos é a natureza e quem mantém todos é a natureza.
E a natureza faz com que todos conheçam, o mais depressa possível, a sua evolução, que está no desenvolvimento do raciocínio de todos.
Para ver que esta consagração natural da natureza está por pouco, porque a natureza é quem fez todos, é quem governa todos e é quem mantém todos.
E ela faz com que todos encontrem o caminho certo para viver, que está no desenvolvimento do raciocínio.
Por isso, por evolução natural da natureza, não tarda todos perceberem que a fase é o desenvolvimento do raciocínio e não mais do pensamento.
Porque quem manda em todos é a natureza e essa evolução é a evolução natural da natureza.
E por isso, não tarda, por evolução natural da natureza, todos com os Livros nas mãos, tratando de desenvolver o seu raciocínio, por imposição da força maior, que é a natureza que fez todos, governa todos e mantém todos.
Para ver que a própria natureza fará com que todos conheçam e reconheçam onde está o verdadeiro equilíbrio de todos, que todos há muito vêm debatendo para encontrar.
A própria natureza botará todos dentro da Fase Racional, porque ela é quem fez todos, é quem governa todos e é quem mantém todos.
E quem governa todos, bota todos dentro da Fase Racional de um momento para outro, porque já está na hora de todos passarem a se conhecer.
A natureza, que governa todos, botará todos dentro da Fase Racional em pouquíssimo tempo, num abrir e fechar de olhos, porque ela é quem fez todos, ela é quem governa todos e ela é quem mantém todos.
É a dona absoluta, faz de todos o que quiser e bota todos dentro da Fase Racional de um momento para o outro.
E está na hora de todos verem tudo isto realizado, todos dentro da Fase Racional, todos dentro da fase do Terceiro Milênio, todos dentro da fase do desenvolvimento do raciocínio, porque ela faz dos seus feitos o quer, por o comando de todos estar com quem fez todos e mantém todos.
E por isso, daqui a um pouquinho, todos estarão conhecendo a fase do desenvolvimento do raciocínio e tratando de desenvolver o raciocínio por evolução natural da natureza.
Porque quem fez todos foi a natureza e quem comanda todos é a natureza e quem mantém todos é a natureza.
Ela faz de todos o que quer, ela faz de seus feitos o que é preciso fazer.
Ela colocará os seus feitos, que são todos, dentro da Fase Racional, tratando de desenvolver o raciocínio, porque ela é a força maior, ela impõe o que quer.
E por isso, por imposição natural da natureza, daqui a um pouquinho, todo o Universo estará dentro da Fase Racional e tratando de desenvolver o raciocínio, por imposição natural da dona de todos os feitos que existem.
A força maior é a natureza, porque ela é quem fez todos, é quem governa todos e é quem governa tudo.
E por isso, faz de todos o que quer.
E está na hora de todos verem tudo isto realizado, por imposição da força maior, que é a natureza.
Hoje, todos que passaram a se conhecer, reconhecem tudo isto Racionalmente.
E tudo que está se passando é uma fase passageira que, daqui a um pouquinho, passou para sempre.
Esta fase que ninguém está agüentando mais e a natureza botando todos dentro da Fase Racional, tratando de desenvolver o raciocínio, para ir ao encontro da fase positiva da vida, da parte positiva da vida, que é o primeiro mundo, o MUNDO RACIONAL.
É o que a dona de todos quer e não o que pensam.
Ela quer todos dentro da Fase Racional.
Ela, sendo a força maior, como é, bota todos dentro da Fase Racional, desenvolvendo o raciocínio.
Todos passarão a conhecer a Fase Racional de um momento para outro.
Todos estarão realizados dentro da fase do desenvolvimento do raciocínio, por imposição da força maior, que é a dona de tudo, que é a dona de todos.
É quem comanda todos e faz de todos o que quer, por todos serem feitos por ela, comandados por ela e mantidos por ela.
Para ver que prevalece o que a natureza quer e não o que o pensamento dos pensadores pensam.
Prevalece o que a dona de todos quer e não o que o pensamento pensa, porque a fase do pensamento terminou e todos estão na fase do desenvolvimento do raciocínio.
E a natureza faz com que todos os seus feitos conheçam e reconheçam a Fase Racional, a fase do desenvolvimento do raciocínio.
Queiram ou não queiram, tem que ser o que a dona de todos quer e não o que os pensadores pensam.
Queiram ou não queiram, porque quem fez todos foi a natureza, quem governa todos é a natureza e quem mantém todos é a natureza.
E por isso, tem que ser o que a natureza quer que todos sejam, Racionais, dentro da Fase Racional, desenvolvendo o raciocínio.
E de um momento para outro, todos vão assistir isso, porque quem manda na natureza é a Voz Universal, e a Voz Universal é do primeiro mundo, o MUNDO RACIONAL.
(continua na próxima postagem)

O NATURAL DO MUNDO É TORTO

(RACIONAL SUPERIOR, 1º volume da Obra, dos Livros Universo em Desencanto)
A ordem natural das coisas é dada pelos problemas que as coisas são.
O regime natural é o regime bom, mas os atrasados levam a mal aquilo que é de natural.
O que é de natural está acima de tudo, está mais do que direito.
Mas, adotaram o que não é natural como natural e, por isso, eis aí as confusões, os desentendimentos, os choques sem motivo, que poderiam ser evitados se não adotassem o que não é natural, como natural.
EU vos pergunto: a vossa educação é natural?
O vosso modo de proceder é natural?
E EU mesmo vos respondo: não!
O que é natural, vocês encaram como erro e o que não é, como certo. Por isso vivem todos errados. E por assim viverem, é que o sofrimento brilha entre todos, tragando a todos.
Portanto, a vossa educação não é natural, o vosso regime não é natural. Enfim, tudo nesse mundo está fora do natural e quem está fora do natural, não tem razão de reclamar o que é natural.
Sabem muito bem que a vossa educação, instrução e modo de viver é todo torto e errado.
Por isso, estão aí nessa educação, nessa instrução, nesse modo de viver, onde impera a inveja demasiada, o ciúme demasiado, o estrangulamento, a ganância, a cobiça, a traição, a falsidade, a instabilidade e a insatisfação.
Nunca estão satisfeitos com o que têm. Enfim, todos em ruínas e a julgarem tudo isso como natural.
Quando são vítimas, se queixam, blasfemam, maldizem-se e ficam enfurecidos. Eis aí o vosso natural todo torto, cheio de misérias, de desgraças e de dor, por se basearem nesse natural que ninguém agüenta.
O verdadeiro natural condenam. E esse vosso natural que é condenado pelo ASTRAL, aceitam e abraçam. Por isso sofrem de todas as formas e de todos os jeitos.
O vosso natural é o errado dos errados. E, por isso, dizem que o mundo é dos errados, que o erro é admissível, porque no mundo todos erram.
E, assim, o que é natural acham feio. E o que não é natural, acham bonito. Mas, não agüentam com esse bonito e, por isso, sofrem.
Então, pergunta o infante: “E o que é natural?”
Natural é tudo aquilo que difere do ponto de vista dessa vossa instrução e educação, que dizem ser direito.
Se a vossa educação, se a vossa instrução, se esse natural adotado por vocês trouxesse felicidade, paz e harmonia, EU estaria com todos.
Mas, esses vossos costumes, esse vosso natural, só traz guerras de todas as maneiras e de todas as espécies. Sofrimentos de todas as formas, torturas sobre torturas, flagelos, ruínas, tudo se multiplicando de mal para pior.

A CAUSA DA VIOLÊNCIA

(Mensagem do RACIONAL SUPERIOR)
A causa da violência é a paralisação do pensamento.
A causa da desregulagem de tudo, a causa do desequilíbrio de tudo, é por ter terminado a fase do pensamento.
Porque sabem perfeitamente que não há efeito sem causa.
A causa desse grande desequilíbrio mundial é o término do pensamento.
E para que encontrem o equilíbrio de tudo, têm que conhecer a natureza e a fase natural da natureza, que é a FASE RACIONAL, a fase do raciocínio.
O pensamento parou de funcionar, porque terminou a sua fase; pararam as mentes, parou a regulagem e ficaram desregulados e depois de desregulados, a violência.
A causa da violência é a paralisação do pensamento, por a fase do pensamento ter terminado.
Enquanto o pensamento estava em vigor, dentro de sua fase, todos mais ou menos regulados. Depois que a fase terminou, todos completamente desregulados, porque na matéria tudo é assim: tudo que tem princípio, tem fim.
E para haver a normalização e o equilíbrio de todos e de tudo, tem que conhecer a fase natural da natureza, que está em vigor, a Fase Racional.
Para, da Fase Racional, haver a mudança de todos para o seu verdadeiro mundo, o MUNDO RACIONAL.
E, por isso, o MUNDO RACIONAL é o mundo do raciocínio, o mundo do raciocínio é o MUNDO RACIONAL.
Terminou a fase do pensamento, aí gerou a violência.
A violência gerou mundialmente, por ter terminado a fase do pensamento.
O pensamento parou e gerou a violência.
Se o pensamento estivesse em função, o equilíbrio seria mais ou menos, como sempre foi antes da mudança de fase, que foi em 1935.
De 35 para trás o pensamento funcionava; então o equilíbrio era mais ou menos, todos mais ou menos equilibrados, havia mais ou menos respeito a tudo e a todos e o amor ao próximo.
De 1935 para cá o mundo entrou em convulsões. Convulsionou tudo de uma maneira assombrosa, como todos estão assombrados com os acontecimentos no mundo inteiro.
E a causa de tudo isso: o término da função do pensamento. Porque tudo na matéria é assim, o pensamento teve o seu princípio e tinha que chegar ao seu fim, como tudo na matéria é assim, tem princípio e tem fim.
Todos, para encontrar o equilíbrio, têm que se unir à natureza, à fase da natureza, à Fase Racional, para o desenvolvimento do raciocínio, e tudo e todos ficarem equilibrados racionalmente.
E para o desenvolvimento do raciocínio, é somente ler e reler a cultura dele, a CULTURA RACIONAL.
A cultura do raciocínio é a CULTURA RACIONAL.
De forma que a causa de todos os males universalmente é o término da fase do pensamento.
Terminou a fase do pensamento. O pensamento paralisou.
E o pensamento paralisado é a causa do desequilíbrio, é a causa de existir a violência que vem assombrando todos e apavorando todos nos últimos tempos, cada vez mais.
Tudo, por quê?
Por ter terminado a fase do pensamento em 1935, passando o mundo por horas horríveis e terríveis, por momentos difíceis, por desconhecer a fase de recuperação, a Fase Racional.
E assim está aí como recuperar o equilíbrio perdido: o desenvolvimento do raciocínio. Tudo chegando a seu tempo e à sua hora necessária.
Está aí a causa da violência e de tudo que está se passando e como endireitar todos e tudo, recuperando pela cultura da fase que está em vigor, a Fase Racional.
Tudo isso, por desconhecer as mudanças de fase da natureza. Terminou a fase de animal Racional, que era a fase do pensamento e entrou a Fase Racional, que é a natural da natureza.
E de forma que ninguém é culpado de tudo isso que está se passando no mundo e, sim, a mudança de fase da natureza, desconhecida da humanidade, até que conheça, para recuperar o equilíbrio perdido.

1ª MENSAGEM DITADA PELO RACIONAL SUPERIOR EM 1935 (Em português erudito)

QUEM ÉS TU!
Que a ilusão é tanta, incapaz de definir o teu eu.
Sabeis vós, que sois uns corpos imprudentes no abysmo, de dia para dia ambicionando tudo quanto é de material, por grande obscuridade do espírito.
Quem conhece o seu eu, basta o nome para repugnar-se. Então, para que lutas toda a vida? Debalde serão todos os sacrifícios nestas condições. Enquanto arder a chaga das trevas, o raciocínio encontra difficuldade para libertar-se durante este livre arbítrio, que dá expansão a todas as vontades, pela facilidade e liberdade que Deus vos dá, perdura a confusão, extraviae-vos do direito e adquiristes todos os defeitos trucidantes, capaz, por vossas mãos próprias, succumbirem antes do dia.
Já é tempo de relembrar-vos que os vossos dias são contados. E não mudas de pensar? Ora, és um criminoso sem perdão; abre os olhos, filho, enquanto é tempo, senão as amarguras das amarguras serão a tua companheira por longos tempos perdidos, que poderias aproveitar, acordaste muito tarde, não chegando assim no teu lugar.
Os contrastes da vida melanchólicos e dolorosos supprimidos pela rudez, encontrando um doce abrigo perseguido de volúpias negras, não podendo assim saciar o precioso líqüido – o que agora choras e vagas como moribundo pelas mãos infidélitas da rude comprehensão; – a maldição se apoderou e debalde fostes ao chão.
Voltae os ouvidos ao que vos digo, olhos n’este abrigo, para que se livrem de todos os eixos de desvios, para que caiaes n’este caminho de rosas e, não, de espinhos.
Accordae para a vossa salvação, para que sejaes abnegados e tenhaes a benção; e é triste aquelle que não a possue.
(Continuação nos Livros Universo em Desencanto)

OS GRITOS DA NATUREZA

Os últimos acontecimentos lamentáveis ocorridos no mundo e que, infelizmente, também no Brasil, levam as pessoas ao desânimo, à descrença, às preocupações, à profunda tristeza, vendo que tudo falhou, que tudo está ruindo, falindo.
Sentem-se inseguras, desprotegidas, assustadas, desesperadas, sem ter com quem contar e onde se agarrar.
As pessoas não compreendem a causa de tudo isso que está se passando, por isso, não conhecem a solução. Aí, sentem-se perdidas, não acreditam em mais nada, e isso é muito perigoso.
Por quê?
Porque um perdido não se importa com mais nada e, por isso, não respeita mais nada, não respeita ninguém. Daí, gera um desequilíbrio maior de si mesmo e de todos, porque um desequilibrado desequilibra tudo e desequilibra todos.
Portanto, minha gente, é preciso, necessário e URGENTE, conhecer a causa de tudo de ruim que está acontecendo no mundo, para, sabedor da causa, ter condições de solução dos problemas e dificuldades que ela gera.
A natureza há muito, desde 1935, vinha tentando se comunicar com a humanidade, para dizer de uma mudança de fase sua, que exige também uma mudança do nosso comportamento.
Vários sinais foram dados, conhecidos da maioria do povo, que continuou indiferente a eles, desenvolvendo o progresso material acima dos limites naturais.
Ora, a mãe extremosa e responsável, o que faz quando um filho seu fecha os ouvidos para suas advertências? Grita, grita e, se necessário, dá boas palmadas, para que a dor chame a atenção de seu filho e o ACORDE.
É exatamente isso que está acontecendo no mundo. A natureza agora está gritando e dando palmadas energéticas e materiais na humanidade, que não quer aceitar a mudança de fase da natureza, que mudou da fase da civilização para a fase RACIONAL, da fase de animal Racional, para a fase de Aparelho Racional.
Sintetizando: da fase do pensamento para a fase do desenvolvimento do raciocínio.
E por a fase do pensamento ter terminado, o pensador perdeu o direito de viver, por estar dentro da fase RACIONAL “pensando”.
É preciso, necessário e URGENTE, que toda a humanidade conheça a nova fase da natureza, a Fase Racional (a fase da racionalização dos povos), onde todos vão conhecer o mundo de sua raça, o MUNDO RACIONAL, e saber como retornar a ele, por meio do desenvolvimento do raciocínio, porque tudo e todos são de origem Racional, a origem é uma só.
Aqui mesmo neste blog, nos arquivos anteriores, há explicações minuciosas sobre essa mudança de fase.
Procurem, meus amigos, tomar conhecimento para o bem de vocês mesmos, para que saibam como readquirir o equilíbrio tão sonhado, que os levará ao conhecimento de si mesmos.
Mas, se quiserem se aprofundar no assunto, que é o que toda humanidade deva de fazer (mas, a vontade é livre!…), basta adquirir seu primeiro volume de Universo em Desencanto.
Nesse grandioso Livro, vocês passarão a conhecer e saber tudo que é preciso e necessário para o seu equilíbrio.
E, assim, terão atendido aos reclames insistentes e enérgicos de nossa mãe natural, cujos gritos, são para acordar a humanidade para o caminhar de uma vida melhor, a vida Racional.

O EXCESSO DO LIVRE ARBÍTRIO 2ª Parte

(RACIONAL SUPERIOR, última mensagem do 3º volume da Réplica dos livros Universo em Desencanto, ditada na década de 70)
Todos os países passando pelos seus transes, bem desagradáveis, e a causa é o limite e mais ninguém.
Passaram do limite e perderam as estribeiras. E, HOJE, TODOS QUEREM CONSERTAR E NÃO SABEM COMO CONSERTAR, devido o abuso do livre arbítrio e da livre expansão da vontade.
Criaram esse panteon de ruínas para si mesmo.
As ruínas chegaram a tal ponto e, daí, nasceu a descrença e o descrédito.
De um modo geral, ninguém acredita em ninguém.
Ninguém tem confiança em ninguém.
Na mesma hora que confiam, na mesma hora desconfiam.
Descrença geral de tudo.
O povo mergulhou nas trevas, na escuridão e ficou num beco sem saída.
O que vamos fazer para endireitar o mundo?
Um diz:
“Ninguém sabe como fazer para endireitar o mundo.”
Outro, já diz:
Ah, isto não tem mais conserto!”
Esses são os que já estão desanimados de tudo, não acreditam em mais nada, não acreditam em mais ninguém.
Tanto faz viver, como não. É a mesma coisa.
Se morrer está bom.
Se viver, também.
Então, dizendo uns para os outros:
“Não há mais sentido de se viver, a vida perdeu o sentido.
Viver só para sofrer?
Sofrer, sofrer, penar, penar, o que adianta?
O que adianta uma vida nestas condições?
Não adianta nada.
Só se vê ruínas, por todos os lados.
Viver dessa maneira é um desprazer.
Não há gosto de viver.”
Muitos completamente desanimados, chegando a está conclusão, desesperados.
Desesperados por não ter onde se agarrar, nem com quem contar.
Então, diz:
“No passado todos tinham gosto e prazer de viver.”
Era quando não tinham passado dos limites.
A vida era calma, tranqüila e boa, as famílias eram unidas e a vida corria bem para todos. E viviam todos tranqüilos, em paz.
E, hoje, completamente ao contrário.
Todos vivendo com medo.
Com medo de tudo.
Em todo o lugar está com medo.
Acabou o sossego, acabou a paz, porque passaram dos limites.
Enquanto estavam dentro dos limites, a vida era boa, havia mais paz e tranqüilidade.
E mais felicidade.
Passou dos limites, arruinou tudo.
Então, ninguém é culpado do sofrimento de ninguém.
É uma evolução criada pela euforia do livre arbítrio.
Todos eufóricos para fazer o melhor, na esperança sempre do melhor.
E tudo ao contrário, por terem passado do limite.
O limite é aquilo que é certo e direito, para que viva certo e direito.
E quem vive certo, vive acomodado. E quem vive direito, vive sossegado.
Mas, passaram dos limites e, daí, o desassossego e o infortúnio da humanidade.

O EXCESSO DO LIVRE ARBÍTRIO 1ª Parte

(RACIONAL SUPERIOR, última mensagem do 3º volume da Réplica dos livros Universo em Desencanto, ditada na década de 70)
A pátria e o mundo evoluíram, progrediram demais e tudo que é demais, prejudica e é o que está no mundo inteiro.
A evolução foi de tal maneira, tão grande, demasiadamente, que passou a prejudicar.
Que tudo demais prejudica, tudo demais faz mal.
E estão sofrendo as conseqüências da demasiada evolução e do progresso.
Atingiu demasiadamente, tão grande, que está desmoronando tudo por cima da humanidade, quer dizer que o progresso da evolução passou dos limites, porque tudo tem limite.
Passando do limite, há o desequilíbrio, há o transtorno, há o desentendimento, prejudica e foi o que se deu, pelo abuso do livre arbítrio e da expansão da vontade.
Tudo que passa do limite, cai no ridículo.
E de forma, que ninguém está agüentando o peso da vida.
O peso é demais, não há força que agüente.
O peso demais, não há quem agüente.
É o que está se dando no mundo inteiro, porque tudo tem limite.
E o progresso e a evolução passaram do limite, pesando o que passou em cima da humanidade.
E, aí, passando do limite, não há quem agüente. E não havendo quem agüente, há a multiplicação dos transtornos e do desequilíbrio.
Quanto mais fazem para endireitar, mais tudo se desenrola ao contrário, porque passou do limite.
Até um limite, tudo suportável. Passou do limite, tudo insuportável.
Passou do limite é excesso e o excesso prejudica.
No excesso está a ganância demais, a ambição demais, a vaidade demais. E tudo demais faz mal.
E tudo demais prejudica.
E, assim, há muito no mundo inteiro, é como estão vendo o que tem se passado e o que se passa, a ponto de chegarem ao desequilíbrio tão grande, de não darem mais valor à vida.
O desequilíbrio foi tanto, que perderam o amor à vida e dão mais valor aos seus ideais, à sua ganância, à sua ambição, à sua vaidade, do que à vida.
A vida se tornou uma coisa sem valor e, por isso, se expõe a todos os perigos e riscos de vida. Trocam a vida pelos ideais e perdem a vida pelos ideais, pela ambição e pela ganância.
Tudo isto levou o povo à loucura, devido a evolução do progresso passar dos limites.
Dentro do limite, tudo mais ou menos bom.
Passou do limite, passou a prejudicar.
E é este pesadelo que é o infortúnio causador do desequilíbrio da humanidade.
O desequilíbrio chegando a tal ponto, que ninguém tem sossego e, daí, os desentendimentos, a angústia reinante, reinando sobre todos, porque o progresso passou dos limites.
Dentro do limite, tudo correndo mais ou menos certo. E fora do limite, completamente diferente.
O limite, por exemplo:
A pessoa pode com uma tonelada, dentro do limite.
Agora, passando do limite, cinqüenta toneladas a mais, não pode.
O que acontece?
Por não poder, é esmagado pelas toneladas que passaram do limite.
E é por isso que o desassossego do mundo inteiro se multiplica; as confusões, as ruínas, os crimes, porque tudo que passa dos limites, não há quem agüente, passa mal.
É o caso existente no mundo inteiro, que causou este furacão no mundo inteiro e a vida se tornou deplorável, sem garantia e, por isso, está aí essa situação calamitosa de salve-se quem puder no mundo inteiro, porque o progresso evoluiu demais.
Avançou os limites e, daí, a causa do descontrole de tudo.
Portanto, ninguém é culpado desta situação universal.
A culpa é a inexperiência, a vontade de todos progredirem para melhorar e quanto mais progridem para melhorar, mais tudo ao contrário, piorando sempre, como aí está provado, um progresso que veio vindo a regresso. E aí estão as provas: a liquidação moral, financeira e física.
Tudo isto, por passarem do limite, porque tudo tem limite.
Passou do limite, não há quem agüente, devido os excessos absurdos.
E assim está o mundo, numa convulsão generalizada pelo excesso de um progresso que passou dos limites e veio vindo a REGRESSO, por passar dos limites.
Agora, quem não conhece a causa, começa a botar culpa uns nos outros.
Ninguém é culpado do sofrimento da humanidade, universalmente.
É que passaram do limite, pensando - que progredindo de todas as formas, de todos os jeitos e de todas as maneiras – ia tudo acertar.
E ficou na vontade de acertar.
Portanto, ninguém é culpado do mundo inteiro estar sofrendo as conseqüências do livre arbítrio.
(Continua na próxima postagem)

POR SEREM INCONSCIENTES, VIVIAM VARIANDO. QUEM VARIA É UM DOENTE COM APARÊNCIA DE BOM. 2ª Parte

(Mensagem do RACIONAL SUPERIOR do 16º volume da Obra dos |Livros Universo em Desencanto)
Ninguém sabia o porquê de sua existência em cima dessa terra, ninguém sabia o porquê da existência desse mundo de matéria. Ninguém sabia de onde veio, porque veio, para onde vai e porque vai. Ninguém sabia sua origem, ninguém conhecia sua origem, ninguém sabia coisa alguma de certo, de real e, sim, verdades aparentes só. Então, essas divindades, por serem divindades forjadas por aventureiros, sempre mantiveram o sofrimento de todos, o sofrimento horroroso. Sempre mantiveram os mistérios, as injustiças, as guerras, as trucidações, os desentendimentos, a peste, a fome, a miséria, enfim, essas divindades todas sempre mantiveram tudo quanto é de ruim em cima do animal Racional, porque são divindades inventadas, criadas, forjadas e idealizadas por quem não tem mais o que fazer. E, por isso, nunca puderam desvendar os mistérios que sempre aí permaneceram.
Vejam que, na categoria de animal, o animal, por ser animal, aceita tudo; por ser animal, não tem recursos suficientes, como nunca teve, para saber porque é um animal; nunca teve recurso para saber porque estava nessa categoria de animal. O animal, por ser animal, tinha que viver mesmo mal, admitindo a mentira como se fosse verdade e, por não ser verdade, é que há a multiplicação do sofrimento, a multiplicação do mal e, não, a multiplicação do bem.
E, assim, o animal se tornou desconfiado, maldoso, com medo de tudo, porque nunca encontrou a definição, a solução do seu verdadeiro ser, a não ser agora, que aí está em suas mãos.
Então, na categoria de animal Racional, vivendo horrivelmente, cheios de divindades, cheios de deuses e esses deuses mantendo os mistérios todos, não desvendando coisa alguma. As divindades mantendo os mistérios todos e os animais Racionais, por serem animais inconscientes, aceitavam o embusteirismo como se fosse verdade.
Então, hoje, libertos dessa catástrofe toda, dessa catastrófica e misteriosa vida, que não tinha solução, libertos de toda essa epidemia que fazia com que todos penassem a vida inteira.
A mentira é uma epidemia, porque a mentira só destrói, não constrói; a mentira só desnobrece e não enobrece; a mentira ridiculariza.
E, assim, todos com o bucho cheio de mentiras, viviam penando, sofrendo sem solução e dizendo: “Tantos poderosos no mundo, tantos milagrosos no mundo, tantos milagreiros no mundo, tantas divindades no mundo e o mundo, com isso tudo, com esse grande batalhão de benignos, em vez de se multiplicar tudo de bem para melhor, se multiplica tudo de pior para pior.”
Tudo isso por estarem na categoria de animal. E o animal, na categoria de inconsciente, não podia de forma alguma se libertar dessa grande doença: a mentira. Tudo mentira e, por ser mentira, tudo se acaba. Se fosse verdade, se tudo isso fosse verdade, seriam todos eternos. Mas, por tudo isso ser mentira é que tudo se acaba. Por tudo isso ser mal é que se destrói, porque o mal por si mesmo se destrói.
Então, tudo isso é um embuste grosseiro, grosseiro de uma tal maneira, que estavam todos dormindo. E, por isso, foram admitindo todas essas asneiras como realidade. Agora, sim, é que acordaram.
O sofrimento se multiplicava cada vez mais e a vida se tornando uma vida salgada, uma vida de intranqüilidade, vivendo todos intranqüilos, por todos viverem enganados. E por viverem enganados, o sofrimento multiplicava-se cada vez mais. Então, vejam que na categoria de animal Racional não podia ser de outra forma, por serem inconscientes. O inconsciente é um louco e o louco não sabe o porquê que está vivendo, não sabe porque vive e não sabe porque da existência das coisas, da existência de tudo.
Um louco pensa que está certo e sempre à procura do certo. O louco sempre diz que está certo, que está bem e sempre à procura do bem, sempre à procura do certo e sempre desacertando.
A vida inteira à procura do certo e nunca encontrando o certo. Sempre à procura do bem e nunca o encontrando. O bem aparente, é bom hoje e ruim amanhã: é bom traiçoeiro.
Então, vejam que o louco não sabe o que diz, não sabe o que faz, não sabe o que quer. Vive a vida toda variando, variando noite e dia, fazendo cálculos, engendrando coisas, variando de uma tal maneira, que muitas vezes acaba se descompreendendo totalmente. Tudo isso por estar na categoria inconsciente. O inconsciente é um desequilibrado, é variante. E por ser variante, nunca está satisfeito. Está insatisfeito, por ser inconsciente, por ser um louco com aparência de bom.
O louco nunca diz que está louco; o louco sempre diz que regula melhor do que todos, porque não se conhece. Depois que passa a se conhecer, então, diz: “Eu sou um louco mesmo, eu vario muito, eu penso tanto, que às vezes penso até que vou ficar louco.”
Está louco, mas não quer ser louco; é variante, varia demais. Num segundo pensa mil coisas. Num dia pensa uma infinidade de coisas: a desregulagem é grande! Uma hora está rindo, outra hora está chorando. Uma hora está satisfeito. Em outra hora está aborrecido. Uma hora está furioso, outra hora está nervoso. Outra hora está esperançoso. Uma hora se sente feliz, outra hora se sente um infeliz. Uma hora é muito animado, outra hora é desanimado.
Enfim, desregulado por completo.
Uma hora apaixonado, uma hora gostando muito, outra hora já não gosta mais, num verdadeiro desequilíbrio.
E o desequilibrado é o que? É um louco!
Então, depois que a pessoa passa a se conhecer é que diz: “É verdade; nós somos mesmo variantes demais! E quem varia é um louco doente, quem varia é um louco! E é por isso que está aí o desequilíbrio no mundo; a loucura cada vez se multiplica mais, a loucura está aí estampada à vista de todos.”
Por assim serem, é que por dentro a pessoa é uma coisa e por fora é outra. Por dentro está chorando e por fora está rindo. Por dentro está indignada e por fora está feliz e contente. São dois em um só e não podem regular certo, porque estavam ligados aí no elétrico e magnético. Então, tinha que haver mesmo essa desregulagem. Às vezes furiosos, indignados por dentro, desgostosos, apaixonados e, por fora, aparentando serem tão felizes e rindo. Por dentro uma coisa, por fora se mostrando tão diferentes!… Por isso é que são variantes, por estarem nessa categoria de animal Racional, nessa categoria inconsciente.