Follow by Email

sexta-feira, 30 de julho de 2010

NATUREZA


Este mundo é formado por um conjunto elétrico e magnético, tudo se baseia nestas duas energias, são co-irmãs, se elas não existissem não existiria este mundo, pois tudo segue a mesma base, tudo que existe é magnético e elétrico, energia ou matéria, pois estas energias geram as matérias, cada uma de uma forma, de uma classe, de uma categoria, de uma espécie, de um estado, enfim o todo que vemos e sentimos.
Este mundo é de transformações, onde nada se acaba, mas tudo se transforma de um estado para outro, assim como a água que tem o estado sólido, o líquido e o gasoso e o que movimenta estes processos é a temperatura, que quanto mais elevada, mais quente, mais liquidifica, derrete e gaseifica, transformando em fumaça, em gás, ou energias elétrica e magnética.
Este conjunto elétrico e magnético que forma o mundo é chamado de Natureza e esta é formada por sete partes, que é o Sol, a Lua, as Estrelas, a Terra, a Água, os Animais (Racionais e Irracionais) e os vegetais. Então temos a parte visível e a parte invisível, o sólido e o líquido (matéria) e o gasoso (invisível) que podemos chamar de fluídos, ou energias, as quais sentimos, mas não vemos.
Por se tratar de um conjunto está tudo interligado e por estar interligado, um influencia o outro, pois tudo tem vida e tudo que tem vida tem ação e uma ação causa uma reação, a chamada Lei de causa e efeito.
Tudo que existe é efeito de uma causa, assim sendo, somos efeitos ou filhos deste conjunto eletromagnético que é a causa e que damos o nome de Natureza, que por sua vez é efeito do Mundo Racional que deu origem a este mundo.
Esta Mãe Natureza gerou, formou, deu vida, criou e mantém todos os seus filhos ou feitos. A regra ou educação que ela quer de seus filhos sigam chama-se Leis Naturais da Natureza.
O homem quando surgiu neste mundo encontrou tudo pronto para seguir estas leis, mas por inconsciência, soberbia e ignorância, pela falta de conhecimento de si mesmo, achou que tudo foi feito somente para ele e que era tudo seu, podendo fazer o que bem entendesse, não respeitando aonde chegou e cometendo assim as maiores monstruosidades contra a sua mãe e aos outros filhos-irmãos hóspedes, considerando-se superior, mas desrespeitando aos que considerou inferiores, esquecendo-se que ele é o maior parasita que de tudo necessita e que nada da em troca, sendo assim um verdadeiro monstro em razão dos crimes cometidos contra as leis naturais.
Procederam e procedem desta forma contra si mesmo, para depois terem que pagar por todos esses crimes hediondos, esse abuso, essa falta de respeito contra as Leis naturais da natureza.
Então, a natureza não merece respeito? Os seus filhos não merecem respeito?
Todo respeito é pouco.
Por que depois vem a sofrer as conseqüências dos crimes, dos abusos e da falta de respeito.
Sim, que o mesmo sentimento que você tem, quem lhe fez também tem. Quem lhe fez é assim como você. Quem lhe fez tem sentimento, tem amor, tem carinho, tem gosto. Só é diferente, porque não procede igual a você. Você procede diferente, por que abusa da vontade e do livre arbítrio, abusa da expansão da vontade. E nos abusos está o desequilíbrio, porque tudo tem limite; passando do limite, está abusando criminosamente contra si mesmo.
A Natureza é mãe, tem vida, dona de todas as vidas, tem sentimento igual a todos os que ela fez, tem amor, mas em grau muito mais elevado que os seus filhos. E assim ela é igual a você, você é a Natureza e a Natureza é você.
Se você tem sentimento ela também tem, se você é um aparelho de reprodução de filhos-irmãos, ela também é, por todos serem filhos de uma Natureza só. Se você tem zelo pelas suas coisas, ela também tem, se você tem amor às coisas, ela também tem, se você não quer que abusem de você, ela também não, se você não quer que falte com o respeito com você, ela também não, se você não quer que mate os seus filhos, ela também não, se você não quer que molestem os seus filhos, ela também não, se você se revolta com as ingratidões, ela também sente o mesmo, o que você não quer que façam com você, ela também não quer que façam com ela.
O problema é que o ser humano é desconhecido de si mesmo, não se conhece, não conhece a Natureza, não sabe nada de sua existência, do por que deste mundo, não conhece as Leis naturais da Natureza, não sabe por que é um animal racional, não sabe a origem de animal e nem de racional, nada sabe deste conjunto, suas influências e origens, nem de si mesmo, vive por ter vida e segue prosseguindo de acordo com a cultura que aqui quando chegou encontrou, fruto de herança de antigos atrasadões.
Basta ser um animal, para não saber o porquê que existe nestas condições, como há muito perguntam sem resposta:
Por que sou assim? Por que me fizeram assim? De onde vim, para onde vou? De onde sou? Por que este mundo e todos são assim? Por que já nasço condenado à morte e nem direito, a saber quando vou morrer tenho? Por que a vida é de sonhos e ilusões? Por que a vida não é como eu quero, mas como ela tem que ser e por que não sei como ela é? Por que penso? Por que imagino? Por que tudo para se conquistar é necessário luta, esforço e sacrifício? Por que do Sol, da Lua, das estrelas, da Terra, da Água, dos Animais e dos Vegetais? Por que existe dia e noite? Por que todos fazendo parte deste conjunto são todos diferentes, cada um com o seu ponto de vista e assim gerando as intrigas, guerras e confusões?
E mais uma infinidade de perguntas jamais respondidas e que se for fazê-las vai-se longe, mas tudo se resume na falta de cultura, mas uma Cultura Racional, a cultura natural da Natureza, a cultura verdadeira do animal de origem racional.
Onde cada um define a vida ao seu modo, ao seu ponto de vista, dentro da sua verdade, fruto de sua educação, cultura, aparências e experiências, não pode haver concórdia, pois cada um quer impor a sua verdade gerando assim a discórdia, mas a verdade é uma só, é racional, que se baseia na razão, na origem, que se prova e comprova com base e lógica.
Assim há a concórdia tão almejada e nunca conquistada. O conhecimento de recuperação para todos voltarem a ser aquilo que eram, racionais puros limpos e perfeitos, vivendo no seu verdadeiro mundo de origem o Mundo Racional.
Enquanto acharem que somente na ciência filosófica e científica, está o domínio de tudo, que fora da ciência, coisa alguma pode ser considerada como realidade positiva e absoluta, que nada pode superá-la, por estar sob as dogmáticas do alfabeto artificial, das aparências do alfabeto artificial, enquanto estiverem encantados, convencidos, orgulhosos, arrogantes e vaidosos, por se considerarem de mais alto nível cultural, mais sofrimento colherão, pois a cegueira é tanta que o que tem sofrido é ainda pouco para baixar a crista e enxergar a realidade da vida, mantendo assim o sofrimento, os enigmas e mistérios.
Todos sofrem por falta de saber, e ninguém tem o saber, pois todos sofrem, sofre quem sabe, sofre quem diz que sabe e sofre quem nada sabe, provando que é um saber aparente, impostor e ludibriador. E continuando a busca de solução em um conhecimento mentiroso que só alimentou mais discórdia e sofrimento. Mentiroso por ser baseado nas aparências e não na realidade.
O pensamento não foi feito para acertar, o pensamento é um instrumento de lapidação, existente para que através da lapidação preparasse o animal racional para adquirir o conhecimento verdadeiro, por isso ele só manteve os sofrimentos, os mistérios, os enigmas e nunca encontrou a solução da vida e isto é facilmente comprovado por quem quer que seja.
Ficamos com ele marcando passo e nos preparando para o encontro com a verdade absoluta, foi como que se estivéssemos subindo uma ladeira de bicicleta e quando estivéssemos chegando ao topo a corrente se rompesse e pedalamos mais rápido e mais forte e a bicicleta começa a descer de ré, sem controle, não atingindo o nosso objetivo e vendo todo o esforço sendo em vão e sem saber onde vai parar e como sairá desta aventura.
Tudo que existe é de origem do pensamento e da imaginação, que nada mais são do que as energias elétricas e magnéticas, e desde 1.935 a natureza mudou de fase e a energia que está regendo-a é a energia racional e como o homem se distanciou da Natureza ele não soube disto, apenas sente os efeitos, que são a liquidação física, moral e financeira, a poluição, as discórdias, a violência, o terrorismo, as guerras e os abalos naturais, pois desde então a natureza não está mais alimentando o pensamento e a imaginação e tudo que não é alimentado enfraquece, desequilibra e cai. Estas máquinas tiveram o seu tempo de evolução e de ação, agora é de desenvolver a terceira e última máquina, que é a do raciocínio e assim se ligar à Natureza e ao seu mundo de origem, o Mundo Racional e saber como voltar para ele.
Os livros “Universo em Desencanto” da Cultura Racional, frutos da Imunização Racional, são energias racionais materializadas e estas energias, com a leitura, vão desenvolvendo o raciocínio da pessoa e desmaterializando o habitante do Mundo Racional que está materializado em forma de máquina do raciocínio, a glândula Pineal ou epífise, que está situada no istmo do mesencéfalo, e assim ligando ao seu mundo de origem e retornando para lá, pois a causa de sermos animais não mais estará neste campo eletromagnético.
Tudo é energia, a energia transformada em corpos de matéria elétrica e magnética. Então a matéria está ligada a este conjunto elétrico e magnético que transmite os vírus ligados a ele, que é quando entram em função os efeitos da energia e a formação de toda a geração, de todas as espécies e cores. Por isso, na energia está a força mais poderosa do Universo, em que tudo são feitos, feito pela energia e a energia é que comanda os seus feitos. Mas por tudo ser energia, é que tudo se acaba e volta a ser energia.
A causa das doenças é um pólo de energia enfraquecido, por que às vezes a parte afetada está em curto e não funciona normal e no mau funcionamento começa a doer, ou às vezes é defeito da própria máquina. As doenças são curtos provenientes de cargas magnéticas demasiadas.
Da mesma forma acontece com o pensamento e a imaginação, que são energias, por isso não os vemos, e que são transmitidos pelo mal ou por aquele que lhe deseja mal, como pessoas invejosas, despeitadas, ciumentas, inimigos às vezes gratuitos, ou até magia negra que transmitem a carga que vai direto para a cabeça da pessoa desequilibrando-a, gerando assim somente pensamentos maus, desequilíbrio e confusões e é fácil comprovar este vinculo através da telepatia, transmissão de pensamento e intuições. Esta facilidade só é possível por sermos de mesma natureza fluídica. A pessoa quando se conhece sabe identificar esta energia e anular o seu efeito. Eis a razão dos desequilíbrios, de estar bem agora e daqui a pouco estar mal, de dormir bem e acordar mal, indisposto ou irritado, etc.
Mas a natureza além de criar tudo que existe, criou além do alimento, a flora vegetal, a flora marinha e a flora espiritual, que são os fluídos bons. Para quem sabe empregar cada uma desta flora, sabe se defender e se curar. Essas cargas, para eliminá-las é preciso que sejam grandes conhecedores de energia elétrica e magnética. É preciso estar ligado a estas energias, para conhecê-las e ligado à energia superior que é a energia Racional, para saber como eliminá-las.
O Raciocínio guia e esclarece o pensamento e a imaginação por ser superior, por ser a energia do nosso mundo de origem, e por ser a energia mais poderosa que existe é capaz de equilibrá-las.
Portanto, para resolver os problemas da vida e viver em harmonia com a natureza é necessário se conhecer, e para que isto aconteça basta apenas o estudo de Cultura Racional, lendo os livros Universo em Desencanto.
(Texto de Fernando Luchetti – SP)

quinta-feira, 22 de julho de 2010

IDOLATRIA


Amar a simplicidade.
Amar a natureza.
Amar as pessoas, não pelo que elas aparentemente são, mas, pelo que cada uma traz em si como partícula de DEUS: assim procede quem raciocina, quem não é de idolatria.
E quem assim ainda não procede, necessita de se educar para tal.
Educar-se através dos CONHECIMENTOS que desmistificam a vida e nos habilitam a reconhecer o que pertence e o que não pertence ao SER DIVINO, para saber separar o joio do trigo.
Dentro desse contexto, educar é mostrar a vida a quem ainda não a viu como ela verdadeiramente é e, não, como aparenta que seja.
O educador verdadeiro é aquele que ensina a enxergar a vida real, que não é a vida material.
E o seu aluno aprende a enxergar. E o mundo do aluno se expande, transcende. O aluno se torna mais rico interiormente, enxergando pobreza e nulidade em tudo que é de material.
E assim se tornando, a alegria lhe chega, se instala e o aluno passa a ter alegria de viver e alegria para dar.
Sente e dá alegria. Começa a trilhar o caminho do equilíbrio e distribuí-lo.
Sim, porque a alegria consciente, a alegria racional (que não prejudica a ser nenhum da natureza), equilibra.
Portanto, somente enxergando a vida como ela é, temos condições de um caminhar de acordo com o que ela pede que sejamos, sem idolatria, adquirindo alegria, amor, fraternidade, paz, satisfação, equilíbrio e felicidade.
Sem maximizar nem minimizar ser algum da natureza, por firmeza de consciência de que tudo e todos tem um só PAI, DONO ABSOLUTO de tudo e de todos, a quem todas as homenagens e todos os méritos devem ser creditados, sem o qual ninguém nem coisa alguma tem razão de ser.
Assim sintonizados com a VIDA VERDADEIRA, FICAMOS EM PAZ COM ela e conosco, pois somos parte da VIDA, somos centelha DIVINA.
Daí, a importância da educação, para tudo isso alcançar.
Cada qual deva de procurar se educar, entendida a educação em dois aspectos: o das habilidades e o das sensibilidades.
O das habilidades, a educação inferior. O das sensibilidades, a educação superior.
A educação das habilidades, estritamente para manutenção da vida material. Fora desse limite ela nos leva à idolatria, ela nos aprisiona na matéria e nos deixa vazios, insensíveis, escravos da matéria e divorciados de DEUS.
A educação das sensibilidades: para nos ensinar a distinguir o certo do errado, o torto do direito, de forma a nos conduzir e nos ligar ao DIVINO, razão da vida.
Como somos animais Racionais, dois em um, parte animal e parte Racional, precisamos e necessitamos de cuidar e educar das duas partes.
A educação das habilidades, para desenvolver a parte animal. E a educação das sensibilidades, para desenvolver o raciocínio, nossa parte Racional.
O ser humano que se limita à valorização da educação das habilidades, torna-se um ser incompleto, como uma máquina qualquer. E se essa educação for sofisticada, torna-se um monstro, pois, suas ações não têm o crivo da sensibilidade, do bom senso.
Portanto, sem a educação das sensibilidades, todas as suas habilidades se tornam tolas e sem sentido algum para a vida real, que é a vida transcendental, a vida da razão da vida, a vida Racional.
As habilidades pertencem à nossa parte animal, parte bruta da matéria.
As sensibilidades pertencem à nossa parte não palpável, a parte invisível da vida.
As habilidades pertencem ao pensamento e à imaginação.
As sensibilidades pertencem ao mundo espiritual e que, desenvolvidas em sintonia com as leis naturais, expandem-se até alcançar o DIVINO, o mundo que deu origem à nossa parte Racional, o MUNDO RACIONAl, o mundo da perfeição que, por assim ser, é eterno.
As habilidades nos dão meios para viver a vida de matéria.
As sensibilidades, em sintonia com as leis naturais, nos dão sabedoria e razão para viver.
As habilidades devam de estar a serviço das sensibilidades em prol da evolução Racional e, não como temos visto no mundo, exatamente ao contrário, que faz com que as sensibilidades sejam tolhidas em seu desenvolvimento, levando ao seu extermínio: é o que chamamos de secamento do pensamento, a pessoa não sente mais o que faz, se torna um monstro, robô da matéria, escravo das habilidades, visão míope, destorcida da vida, visão idólatra, adora a matéria como DEUS.
Visão perfeita não é a que se restringe às formas, às aparências, mas, a que se expande nas essências, no essencial da vida.
E o essencial da vida é a paz, o amor e a fraternidade.
Tudo que subestima a paz, o amor e a fraternidade em favor de qualquer outra coisa, por mais importante que essa coisa pareça ser, é ação nula perante a VIDA, é idolatria.
Sim, pois, a essência é o DIVINO, é o RACIONAL.
Desconsiderou o DIVINO, o RACIONAL, o raciocínio, a essência; está idolatrando. Está pensando e imaginando.
Quem enxerga com os olhos da essência da VIDA, enxerga com os olhos de DEUS, enxerga RACIONALMENTE.
E quem enxerga RACIONALMENTE, não é contra nada, não é contra ninguém, porque DEUS é PAI de tudo e de todos, ama tudo e ama a todos.
O idólatra é, pois, um tolo, pois, renega sua condição de filho do TODO PODEROSO.
Por quê nega?
Por estar sempre encantado com sua parte animal, que nada é, e menosprezando sua parte RACIONAL, nosso terminal DIVINO, que tudo é.
Distraído com a matéria, encantado com a matéria e esquecido do PAI TODO PODEROSO, que se encontra dentro de nós, em nossa parte RACIONAL, que é o raciocínio, a Glândula Pineal.
Todos só florescem com DEUS.
Jardins bonitos... quantos há! Mas, somente os cultivados interiormente é que nos fazem florescer em paz, amor, fraternidade e, consequentemente, em concórdia e alegria.
Então, todo idólatra é, antes de tudo, uma criança. Criança é que se encanta e se engambela com tudo, por nada ainda conhecer. Chora por qualquer coisa que julga lhe pertencer, por desconhecer a VIDA e, consequentemente, o DONO dela.
Cuidemos, pois, de desenvolver nossas sensibilidades em sintonia com as leis naturais da vida, para deixarmos essa infância secular que nos tem trazido de canto chorado.
Como?
Estudando e reestudando o CONTENCIOSO DA VIDA ETERNA, UNIVERSO EM DESENCANTO, Livros da Cultura do Desenvolvimento da nossa parte Racional, que é o raciocínio, Glândula Pineal.
É assim que passaremos a obter a visão real da vida, deixando de lado e de vez essa milenar idolatria, que tanto nos tem feito penar e sofrer, por termos esquecido da nossa parte DIVINA que é o raciocínio.
Deixemos que o MAIOR EDUCADOR do Universo, o RACIONAL SUPERIOR, nos ensine como desenvolver nossas sensibidades a nível da perfeição.
Estudemos Universo em Desencanto, a maior Universidade sem paredes.
Salve, SAÚDE e PAZ para todos!
Tel.0xx 31 2555-0054

quarta-feira, 14 de julho de 2010

OS COSTUMES DA VIDA


Interessante como o ser humano está tão longe da realidade!
O bombardeio de informações que recebemos constantemente nos transforma em robôs controlados por elas e nem percebemos.
E como as más notícias são as que dão ibope, então são as que mais recebemos, que mais assimilamos e sem perceber nos anestesiam...
O problema do não perceber é que tempos atrás ficávamos estarrecidos quando começou o desrespeito, mas depois nos acostumamos, aí começou o roubo de galinhas e nos acostumamos, aí veio o assalto e nos acostumamos, aí começou o assassinato e nos acostumamos, também vieram as drogas que chocaram, destruíram famílias e nos acostumamos, aí veio o terrorismo e nos acostumamos, vieram as guerras e construíram armas em destruição de semelhantes e nos acostumamos, aí tudo isso evoluiu e nós acostumando, os crimes cruéis e nós acostumando, se adaptando às modificações, sem compreender o porquê de toda esta trajetória e não mais ligando para as coisas “menores”, pois tudo isso se sofisticou.
Uns dizem que é o fim do mundo, outros que são sinais dos tempos, outros que este mundo não tem mais solução, assim uns procuram a saída nas ciências filosóficas, outros nas científicas e outros não procuram explicações algumas, pois já se acostumaram e consideram tudo normal, seus sentimentos já secaram e quer ver tudo pegar fogo sendo que não tem mais nada a perder.
O pior de tudo é a humanidade não perceber que já se acostumou com situações que são consideradas “normais” e acha que está tudo certo, que é permitido, que não há abuso e desrespeito. Neste caso então, entra em cena a “Mãe Natureza” que tem vida, fecundadora de vidas e que mantém todas as vidas, para alertar sobre os crimes hediondos que praticamos contra as “leis naturais”, puxando as nossas orelhas com terremotos, tufões, furacões, maremotos, tsumanis, vulcões, frio de matar, calor de matar, etc.
Estamos em forma de “bichos Racionais”, vivendo como “monstros Racionais” e nos considerando “animais Racionais” e cada dia mais distante de sermos “Racionais”.
* “Abro um parêntese neste texto para dizer que sempre fomos um povo “guerreiro, sanguinário” desde o início, que o mundo em sua biografia é marcado por guerras, mortandade e que evoluiu de monstros para selvagens, depois para civilizados e que está se perdendo, seguindo o caminho de monstros novamente”. Disserto sobre o tempo atual.
Prosseguindo...
O massacre de informações nos deixa cada vez mais sem identidade, pois esta a perdemos no princípio desta criação; hoje somos o que comemos, o que vestimos, o que possuímos, com quem convivemos, o título que nos é dado, o que temos, nossos gostos, nossas vontades, como nos vêem e pelo pseudo sucesso. Resumindo: “Somos o que aparentamos e não o que somos na realidade”. Estas aparências são as que mais nos enganam, nos magnetizam e nos fazem magnetizadores, nos enganando e enganando aos outros conscientemente ou inconscientemente, pois tudo acontece tudo sutilmente como se fosse uma grande armadilha muito bem arquitetada com manhas e artimanhas elaboradas por “criações” nossas mesmo.
Pessoas com estereótipos criados como santos, belos, caridosos, sábios, anjos, não demonstram quem são na realidade, por isso somos pegos de surpresa com atitudes que jamais desconfiaríamos, e o pior é que também somos atores neste enredo. Somos vítimas e autores de atitudes que jamais acreditamos em presenciar e cometê-las.
Temos que tomar cuidado com as “informações” que recebemos através da mídia e sociedade, assim como dos pensamentos e imaginações que nos passam pela cabeça.
O marketing de consumo que cria ilusões e um mundo perfeito deveria ser veiculado com responsabilidade, pois ele pode alimentar como alimenta, uma mente enfraquecida a valorizar um algo material mais do que uma vida. Por isso vemos diariamente as notícias de crimes originados por valores invertidos de uma sabedoria poluída, enfraquecida, degenerada e às avessas.
Este marketing está impregnado nos mínimos detalhes e não é preciso chegar ao extremo de tirar uma vida, mas é também a razão de muitas discussões dentro de casa, no trabalho, no trânsito, nos relacionamentos em geral. Qualquer tipo de discussão por algo, onde se afeta o próximo de alguma forma, machucando-o moral ou fisicamente, já demonstra que foi afetado. Este por si só não é o responsável pelas mazelas do mundo, mas é o alimento para seres doentes que se tornou a humanidade.
Quando iremos substituir o marketing de consumo pelo da realidade, do amor ao próximo como a si mesmo, de fazer o bem sem olhar a quem? Onde está o marketing do respeito, da saúde, da paz, da união? Onde está o marketing da abnegação? Onde está o marketing do quem somos nós e por que assim somos? O que existe hoje é irreal, inconsciente, enganoso, falso e politicamente correto apenas.
Não sejamos mais robôs comandados, mas busquemos a nossa identidade verdadeira de seres divinos há muito perdida.
A finalidade do marketing é conquistar a mente e o coração do seu “adepto”, mas lembre-se que a morte também é declarada quando estes dois órgãos falecem.
Não sejamos mortos-vivos, mas sim, seres comandantes de nossos destinos. Vamos fazer uma lavagem cerebral, tirar toda esta lama impregnada em nossos cérebros e os lavarmos com a fonte Racional e seguirmos em direção à vida verdadeira e eterna!
Como? Estudando os Livros Universo em Desencanto de CULTURA RACIONAL!
Salve! SAÚDE e PAZ para todos!
(Texto de Fernando Luchetti, SP)
http://fernandoluchetti.blogspot.com/

domingo, 11 de julho de 2010

183 anos de Rio Claro a Cerimonia net parte 1 de 5.wmv

CULTURA RACIONAL * * * UNIVERSO EM DESENCANTO


Assistam, minha gente, para saber como se comunicar com Deus Verdadeiro, que todos temos esse grandioso dom, que será despertado, ativado e colocado em função plena com o Desenvolvimento do Raciocínio, que é o desenvolvimento da Glândula Pineal e que tão somente cada um individualmente pode promover esse desenvolvimento, nenhuma instituição e ninguém pode fazê-lo por você. Portanto, a chave da felicidade está dentro de você mesmo, de cada um de nós, mas, a vontade é livre, cada um tem que querer fazê-lo. E é por isso que ninguém tem culpa do sofrimento de ninguém, porque no raciocínio de cada um está a solução de todos os seus problemas. E se estamos com problemas, é prova evidente de que nosso raciocínio não está desenvolvido.
E se temos certeza disso e se estamos sofrendo e se continuamos sem desenvolvê-lo, é sinal de que não aprendemos ainda a ter um pingo de amor por nós próprios... aí, é sofrer e não ficar reclamando, nem jogando a culpa em cima de ninguém, porque nosso raciocínio tem a solução e continuamos fanatizados com o pensamento.
Vamos nos harmonizar com nosso EU VERDADEIRO, ESTUDANDO AS INSTRUÇÕES PARA ISSO, NOS LIVROS UNIVERSO EM DESENCANTO, DE CULTURA RACIONAL.
Salve! SAÚDE e PAZ para todos!

quinta-feira, 8 de julho de 2010

O PIOR CEGO: O DE OLHOS ABERTOS!


As aparências vêm, há veterenas eras, engolindo os que só querem ver, mas, não querem enxergar.
Quem vê um profissional bem sucedido, mas, que não enxerga quando o sucesso engole seu caráter.
Quem vê um político sagaz, mas, que não enxerga quando sua sagacidade engole a sua ética.
Quem vê o progresso industrial, mas não enxerga o ponto em que ele destrói a saúde e a paz da humanidade.
Quem vê a evolução tecnológica, mas, não enxerga o ponto em que ela nos torna mais comodistas e indolentes.
Quem vê todas as modernidades, mas, não tem olhos para ver o quanto elas nos afastaram da natureza.
Quem vê a evolução do pensamento, mas, não percebe que o pensamento não foi feito para acertar.
Quem vê a miséria de toda sorte crescendo pelo mundo inteiro, mas não se enxerga como parte dela.
Quem vê que o mundo precisa mudar para melhor, mas, não consegue entender que é em si mesmo que essa mudança tem que começar.
Quem enxerga todo este imenso mundo que nos mantém, mas, não se interessa em saber o motivo dessa manutenção.
Quem enxerga que para tudo há uma causa e uma origem, mas não procura por elas.
E, assim, se for falar das tantas cegueiras que existem, vai muito longe!
Esses são os verdadeiros cegos, os cegos de olhos abertos, responsáveis por todas as atrocidades e monstruosidades que a cegueira do NÃO SE CONHECER continua produzindo.
Produzindo de forma individual.
E tão somente de forma individual, esse mal coletico e massificador pode ser combatido e exterminado.
Procuremos NOS CONHECER, para curar nossa cegueira.
O que só é possível pelo desenvovlimento do raciocínio (Glândula Pineal), o nosso EU do BEM verdadeiro, RACIONAL, nos Livros Universo em Desencanto, de Cultura Racional, a cultura extraterrena, do nosso Verdadeiro Mundo de Origem, o MUNDO RACIONAL.
Salve, SAÚDE e PAZ para todos!
Tel. 0xx 31 2555-0054

CULTURA RACIONAL -- NITEROI -37º ANIVERSÁRIO DA CARAVANA - RJ.

domingo, 4 de julho de 2010

BOA VIAGEM!


O atraso do mundo é por demais tenebroso! A irracionalidade, é o sistema dominante há milhões de milênios, tomando proporções agora, nesta Fase do Terceiro Milênio, de verdadeira liquidação.
É preciso ter cuidado! É preciso estar atento!
A marca fundamental do sistema irracional é o domínio exterior (INVISÍVEL), enfatizando e valorizando o particular em detrimento do geral, ou desconhecendo esse geral, indo contra as leis naturais da Natureza Racional.
Mas, por falta absoluta de conhecimento verdadeiro da vida, confundem irracional com RACIONAL. Confundem pensamento concreto com RACIOCÍNIO.
O que os grandes cientistas e filósofos sempre pensaram se tratar do raciocínio, nada mais, nada menos é do que o pensamento concreto, este ser irracional lapidador, que ao alcançar seu ápice, alcança também o seu grau mais alto de mistificação, onde a traição, a vaidade, a ambição, a ganância, a inveja, enfim, onde todas as ruínas, próprias do pensamento, ficam acobertadas por uma maquilagem tão perfeita, ludibriadora e ilusionista, que dificilmente é percebida, a não ser por quem já conhece verdadeiramente o que é RACIONAL.
A humanidade, em sua maioria esmagadora, desconhece o que é RACIONAL, porque sempre esteve sob a égide do irracional. Mas, não poderia mesmo ter conhecido antes, porque a FASE RACIONAL não havia chegado. Estávamos sendo preparados pelo pensamento e imaginação, que são seres inconscientes (invisíveis), preparados através da lapidação, para podermos, através do sofrimento, perder o encanto pela matéria, nos desencantar da matéria, para, então, nos abrirmos para conhecer, entender, compreender, aceitar e nos ligar à nossa morada verdadeira, que não é material, é RACIONAL.
RACIONAL é pureza, limpeza, perfeição, livre de todos os domínios materiais e espirituais. É onisciência, onipotência e onipresença. Enfim, é a origem, é DEUS VERDADEIRO, que é PAZ, AMOR e FRATERNIDADE, é RACIONAL, RACIONAL SUPERIOR.
Mas, para alcançar a origem é preciso conhecer tudo do campo material, do campo espiritual, do campo mediador consciente para, então, estar preparado para se ligar à origem sem se confundir entre o joio e o trigo. Todas as etapas são importantíssimas!
Tivemos o 1º milênio para nos desenvolver materialmente. Tivemos o 2º milênio para nos desenvolver espiritualmente, governados, respectivamente, pelas energias magnética e elétrica.
Agora neste 3º milênio nos preparamos, sob o governo da ENERGIA RACIONAL, para nos ligarmos à Energia Mediadora Consciente do ASTRAL SUPERIOR que nos conduz à nossa origem de RACIONAL através do desenvolvimento do raciocínio (Glândula Pineal).
Vejam a importância de não se confundir pensamento concreto com RACIOCÍNIO e com RACIONAL. O pensamento concreto é o oposto do raciocínio, do RACIONAL. O pensamento concreto é mal puro, não tem compromisso algum com nossa evolução para nossa origem. A missão do pensamento concreto é para lapidação e destruição do pensador. E ainda, por falta de saber, muitos pensadores têm a coragem de dizer que raciocinam, que são racionais! São Racionais, sim, por a origem ser RACIONAL, porém, uns Racionais adormecidos, não desenvolvidos. É um desrespeito muito grande que cometem, atribuírem ao raciocínio toda essa desordem mundial, que é fruto do pensamento e da imaginação e, não do raciocínio. O atraso pela falta do VERDADEIRO SABER é que dá origem a essas confusões tão primárias!
O pensamento concreto, que erradamente chamam de raciocínio, foi o responsável por todos estes inventos que culminaram com os desastres artificiais, que são os desastres, por exemplo, de aviões, as bombas atômicas, este atual desastre no Golfo do México e, se for exemplificar, vai muito longe!!!!...
Como podem chamar de RACIOCÍNIO irracionalidades tão flagrantes e inquestionáveis?
Se o mundo chegou a este ponto lastimável, insuportável e horroroso, foi exatamente porque não conhecia o que é SER RACIONAL, porque não estava na época de saber. Mas, agora já está.
Chega de preconceitos, chega de vaidades, vamos admitir que o saber que desenvolvemos pelo pensamento concreto é o próprio feitiço que agora se vira contra o feiticeiro.
Sejamos maduros, responsáveis e sérios: pesquisemos, com humildade e gratidão, os Livros Racionais, os Livros da fase em vigor, a Fase Racional, do Desenvolvimento do Raciocínio, os Livros ditados pelo Verdadeiro Deus, o RACIONAL SUPERIOR, na maior simplicidade para entendimento de todos, graúdos e miúdos, porque para o Verdadeiro Deus não há melhores nem piores, há filhos!
Abracem o quanto antes a CULTURA RACIONAL em suas vidas, pois, estarão abraçando o VERDADEIRO DEUS, o RACIONAL SUPERIOR, que é o ÚNICO que tem poder para colocar fim nesta situação desesperadora de sofrimento pela qual passam todos que ainda não O abraçaram, por viverem desconhecidos de si mesmos.
E para SE CONHECER para poder BEM viver, basta estudar o Tabernáculo da Verdade das Verdades, Universo em Desencanto, que não é religião, nem seita, nem doutrina, nem filosofia, nem ciência aqui da Terra, porque essas coisas foram inventos do pensamento e da imaginação para nossa lapidação. O MUNDO RACIONAL não tem nada disso, porque lá tudo é equilíbrio perfeito, pureza, limpeza, razão porque reina a eternidade. E Cultura Racional é a cultura pela qual se governam os puros, limpos e perfeitos, que não precisam de religiões, seitas, doutrinas, filosofias e ciências. Onde já se viu seres perfeitos, puros, limpos e eternos terem necessidade de coisas como essas!? Só mesmo na cabeça de um pensador inveterado que nada conhece de si mesmo e da Natureza Verdadeira, para admitir um absurdo desses.
Religião, seita, filosofia, doutrina, ciência e todos os segmentos da cultura terrena foram e ainda são precisos e necessários para lapidar a rudez, o atraso e a brutlidade dos materializados, e que assim se encontram ainda por falta do VERDADEIRO SABER, por falta de conhecimento da cultura verdadeira de onde são originários e para onde todos, querendo, ou não, admitindo, ou não, terão que voltar. Voltando pela porta de cima, por admitirem, aceitarem e colocarem em prática a CULTURA RACIONAL, ou pela porta de baixo, não admitindo a CULTURA RACIONAL, transformando-se dentro da categoria em que está de bicho Racional, percorrendo todas as infinidades de classes dessa categoria de bicho em que está, dentro de classes sempre inferiores, até se extinguir como bicho, então retornando à Origem. Isso vai durar 7 eternidades. Porque a vontade é livre!
Então, cuidado ao falar em RACIONAL e em RACIOCÍNIO. São palavras abençoadas, sagradas que dizem respeito aos domínios de DEUS VERDADEIRO, o RACIONAL SUPERIOR, e, não, aos domínios dos pensadores, sofredores e mortais. Por essa razão, tais palavras não devem, de forma alguma, ser pronunciadas sem o devido conhecimento e RESPEITO. Se não as conhece profundamente, melhor calar-se, para não estar atestando-se como um primarista infante, fazendo um papel ridículo aos olhos de QUEM TUDO SABE E VÊ, o RACIONAL SUPERIOR.
Dê uma olhadinha de leve nas ocorrências mundiais e chegará à conclusão de que tudo que foi dito neste texto é a pura verdade, porque este texto foi escrito com base nos Conhecimentos RACIONAIS, ditados pelo Verdadeiro Deus, o RACIONAL SUPERIOR.
Duvida de que ELE seja o VERVADEIRO DEUS? Pois, faça a prova e estude meticulosamente sua Obra, Universo em Desencanto. Impugnar sem conhecer é próprio dos irracionais. E você, com certeza, não está nesse rol, não é mesmo?
Vá firme, abra este Livro de Deus Verdadeiro e, BOA VIAGEM!
Salve, SAÚDE e PAZ para todos!
Tel. 0xx 31 2555-0054, dentre muitos.