Follow by Email

quinta-feira, 31 de dezembro de 2015

AGRADECIMENTO


AOS VISITANTES DESTE BLOG:


AOS AMIGOS E AMIGAS AGRADECEMOS DE CORAÇÃO PELA AMIZADE E CARINHO RECEBIDO DE TODOS EM 2015, DESEJANDO UMA VIRADA DE ANO COM TODA PROTEÇÃO SUPERIOR PARA TODOS NÓS, E QUE FAÇAMOS POR ONDE PARA QUE, EM 2016, TENHAMOS O AMPARO E A ORIENTAÇÃO DO MUNDO SUPERIOR, PARA QUE NOSSAS AÇÕES SEJAM TODAS VOLTADAS PARA A UNIÃO, EM TODOS OS DIAS DE 2016. LOUVADO ETERNAMENTE SEJA DEUS!


COLABORADORES DO BLOG “A VERDADEIRA ORIGEM DA HUMANIDADE!”

NADA EVOLUIU EM 2015! PORTANTO: 2016 PIOR!


(CLIQUE NO LINK PARA OUVIR O ÁUDIO) https://drive.google.com/open?id=0B_Q1dy73C4FdbkdOUkNrdGJyYjg

Amigos!
O ano de 2015 está se despedindo para a chegada do comando de 2016.
Mas, como toda a saída, fica uma pergunta em suspense:
“Será que agora vamos acertar?”
Nada disso vai acontecer! E sempre vai ser assim… e cada vez pior!
Todos pedem solução para seus problemas, que não são poucos.
Nada evoluiu em 2015! E o que vem vai ser um pouco pior. A única solução, pelo menos para afastar o que a caminho está é só o livro Universo em Desencanto, de Cultura Racional.
Todos que desejam uma vida sem doenças, sem violências, sem os grandes desajustes financeiros, que vão chegar muito naturalmente, o único caminho a seguir é o livro Universo em Desencanto, de Cultura Racional. Nele está a solução para todos os problemas físicos morais e financeiros.
Só o LIVRO equilibrará a vida de todos que DELE fizerem a sua LUZ para as caminhadas sem quedas, de todos que aceitarem as orientações aqui transmitidas.
A ENERGIA RACIONAL do livro Universo em Desencanto é a única LUZ para encaminhar todos que DELA procurarem se abrigar.
O livro é Universo em Desencanto, de Cultura Racional.

quarta-feira, 30 de dezembro de 2015

30 de DEZEMBRO: DATA MAGNA UNIVERSAL!




https://drive.google.com/open?id=0B_Q1dy73C4FdTUtrMm1UcV9Ub00  (CLIQUE NO LINK PARA OUVIR O ÁUDIO)

Amigos:

Hoje é o DIA DA MAIOR GRANDIOSIDADE já vista na Terra, grandiosidade essa que trouxe para toda a humanidade o saber de como caminhar pela vida, caminhando por uma Estrada de LUZ, e saindo de caminhos conturbados e mal iluminados!
Essa grandiosidade é e foi a nossa Estrela Guia que nos trouxe, em forma de livro, a LUZ DA DIVINA PROVIDÊNCIA, que está providenciando a grande festividade Racional, para todos aqueles que procurarem saber o que fazer para compartilhar dessa LUZ DIVINA.
O passar a SE CONHECER já está compartilhando dessa LUZ e ELA está no Livro Universo em Desencanto, de Cultura Racional.
E a LUZ dessa GRANDIOSIDADE é o RACIONAL SUPERIOR!
PARABÉNS a todos que estão com essa LUZ em mãos, LUZ essa que está na Terra desde 30 de dezembro de 1903, MANOEL JACINTHO COELHO.

terça-feira, 29 de dezembro de 2015

LIVRE ARBÍTRIO E CONSCIÊNCIA


(Edna Meire Pinto estudante de Cultura Racional, Cuiabá – MT)

Aprendemos lendo os livros Universo em Desencanto de Cultura Racional que, o Livre Arbítrio é o que governa os seres, na verdade  ele é a grande lei que rege o universo, tendo em vista que tudo começou materialmente devido a ele.
As transformações da energia original (transformações estas chamadas nas religiões de: pecado original) em outras energias e posteriormente a transformação de parte destas energias em seres e objetos materiais, estão interligadas ao uso do livre arbítrio. Ou seja: o início do universo material que conhecemos partiu da utilização do livre arbítrio de muitos dos seres que inicialmente se encontravam somente em estado energético e que resolveram adentrar em uma região energética não adequada ao seu desenvolvimento de ascensão.
Todos foram criados na forma energética eterna e muitos ainda permanecem nesta forma com seu progresso energético consciente e em planos superiores ao que vivemos, apesar da escolha de muitos outros, que é o nosso caso, em estarmos provisoriamente vivendo como seres materiais.  Formas de vivências materiais variáveis como as das categorias de animal racional ou irracional, vegetal, mineral, planetária, estrelar ou galáctica, todas elas, interligadas ao uso do livre arbítrio, mas não deixando de estarem sujeitas à regência e comando da energia superior. Todas estas formas de vivência com início, meio e fim de durações.
Este uso do livre arbítrio, este pecado original, nada mais foi que uma opção consciente de transformar parte da energia original em matéria de vida provisória de longa ou de pouca duração, sofrendo assim todas as consequências do uso deste livre arbítrio.
As boas ou más consequências da utilização do livre arbítrio todos viveram ou ainda vivem, e estas consequências dependem do grau de conscientização de cada um. Quem faz o bem ou o mal, para si faz.
A partir do momento em que o ser humano passar a se conhecer na sua real forma de ser, a ficar consciente do papel de cada um neste mundo, além de respeitar e aceitar o uso de forma racional do livre arbítrio de cada um, mudanças para melhor em todos os sentidos acontecerão. Portanto será uma questão de conscientização.


QUEM É O CAVALEIRO DA CONCÓRDIA?


Caminhando a humanidade distraída, sem saber como se aprumar, sem as rédeas de um pulso firme para lhe guiar, adentrou numa fase de LUZ, tal qual uma ave perdida à crispa de uma árvore, ao sabor das tempestades, criadas por si mesma, sem saber de onde veio, como veio e para onde vai, por NÃO SE CONHECER.
Tinha mesmo que falir e se liquidar!
Veio à Terra o alento, o esclarecimento, a LUZ. Mas, não conseguiu enxergar, porque quem olha para o chão, só pode mesmo se identificar com a inconsciência e a escuridão.
É tempo de acordar! Voltar os olhos para CIMA, para poder constatar, que a humanidade sofre por opção.
O Cavaleiro já veio, aquele que por acima de todas as misérias estar, pode nos dizer em sua incólume grandeza, a causa da pequenez dessa humanidade sofrida, que nada sabe, por não saber amar!
Concórdia é com o coração, concórdia é com fraternidade, concórdia é humildade, concórdia é de CIMA, é de paz, e que nada disso neste mundo terráqueo existe, por ser um mundo de maldição.
E que sina infeliz é essa, como começou?
Tudo isso o Cavaleiro da Concórdia ensinou, na inusitada e grandiosa Obra que nos deixou, para aprendermos o fabrico salutar da vida, que se resume na felicidade de si mesmo.
O Cavaleiro Transcendental deixou as rédeas alcandoradas da LUZ, para quem da LUZ, se quiser, banhar, e da concórdia também ser cavaleiro, e nunca mais neste cativeiro, com a inconsciência habitar.
Ele mansamente veio e mansamente se foi, deixando no mundo a LUZ VERDADEIRA, para quem com a LUZ se identificar.
O prato é um só, a mesa é uma só para que, os que estão cansados de pensar, decidam finalmente  r a c i o c i n a r.
E quem é ELE? E onde está?
É o Cavaleiro da Concórdia, o SUPREMO CRIADOR, que como Manoel Jacintho Coelho, entre nós, num curto tempo habitou.
Está no Primeiro Mundo, o Mundo Superior, que dentro de cada cabeça, tem um representante morador.
Leia os livros DELE, para parar de pensar, e comprovar em si mesmo, que que o mal em si mesmo está.
Louve DEUS na Terra, o RACIONAL SUPERIOR, que como bicho se fez passar, para poder nos resgatar!
Louvá-lo é escutá-lo, no tudo de bem que ditou, no Universo em Desencanto, que seca o pranto e a dor.

segunda-feira, 28 de dezembro de 2015

MEDO x PRECAUÇÃO


(James de Lima, estudante de Cultura Racional, Feira de Santana – BA)

Precaução e medo são lados opostos de uma mesma moeda.
Os dois visam a sobrevivência, sendo diferentes –  porque com a precaução sabemos, estamos cientes e conscientes do que estamos nos protegendo; com o medo estamos cegos, e nos baseamos na imaginação.
O perigo do medo é que podemos estar fugindo, às vezes, do que na verdade nos faria muito bem.
O benefício da precaução, entre outros, é que apenas nos livramos ou nos protegemos do que, sem dúvida alguma, nos faria mal, e nos aproximamos do que nos faria o oposto: aproximamo-nos do que além de nos fazer SOBREVIVER, nos faz VIVER, que significa, na verdade, transcender.
Transcender significa IMUNIZAR-SE RACIONALMENTE, significa fazer o bem verdadeiro, eterno; significa se harmonizar com tudo e com todos. Da inconsciência nasce o medo, da consciência a precaução.
A leitura deste livro te leva a despertar tua consciência. Despertando a consciência some a inconsciência. Some o que te causa medo, e fica apenas o que te torna precavido.
Leia o Livro UNIVERSO EM DESENCANTO e viva!
Salve!!!

SÓ O MUNDO DE NOSSA ORIGEM PODE SOLUCIONAR A SUA VIDA E A VIDA DE TODOS!


Amigos, SALVE!

Ao SE CONHECER, através do livro Universo em Desencanto, sua pessoa verá que só o mundo de nossa ORIGEM é que poderia enviar para nós: QUEM SOMOS, DE ONDE VIEMOS e PORQUE VIEMOS.
E ao tomar conhecimento dessa grandiosidade RACIONAL, iremos saber como fazer para voltar de onde saímos.
Isso é a coisa mais importante de sua vida: o SE CONHECER, e encontrar o que há muito vinha procurando: a solução para todos os seus problemas.
Sair dessa vida de sofrimento e amarguras, de solidão, querendo compartilhar de vivente para vivente, vendo e sentindo os bloqueios que lhe são acarretados pelas cargas de energias negativas.
A vida passa rápido, Amigo, acorde, não perca tempo para chegar à LUZ DA VERDADE.
E essa LUZ está no livro Universo em Desencanto, de Cultura Racional.
Procure adquirir esse livro para ver o progresso reflorescer em sua vida, seus caminhos sempre abertos pelo afastamento da energia negativa, bloqueadora de seu progresso, de suas atividades financeiras.
Siga essas orientações para o seu bem e de toda a sua família.
O livro é Universo em Desencanto, de Cultura Racional, onde encontrará as provas e as comprovações de que só o Mundo de nossa ORIGEM pode solucionar a sua vida e a vida de todos.

A ESCADA DE SUBIDA E A ESCADA DE DESCIDA


Amigos, SALVE!

O mundo passou por uma grande mudança de fase a partir de 1935. E essa mudança começou a desajustar a vida de toda a humanidade.
Isso tudo foi e veio acontecendo muito naturalmente, que ninguém deu pela coisa!
Só começaram a notar as mudanças na vida, quando sentiram que antes de “35” tudo era facilitado, os viventes se entendiam mais, procuravam se harmonizar uns com os outros.
Mas, como tudo que tem princípio tem fim, o fim de tudo chegou, quando a fase do “tudo facilitado” foi obrigada a entregar o seu comando, que era o Segundo Milênio, a fase do pensamento, para a fase do Terceiro Milênio, a Fase Racional, a fase do desenvolvimento do RACIOCÍNIO.
Essa fase chegou para que os viventes caminhassem com a fase certa, a Fase Racional.
Devido à mudança de fase do Segundo Milênio para o Terceiro Milênio, houve um grande enfraquecimento do pensamento dos pensadores.
Devido a essa mudança, o pensamento deixou de ser alimentado pela fase a que os pensadores eram subordinados, onde o pensamento de todos veio enfraquecendo, e de muitos secou.
A fase do Terceiro Milênio chegou no mundo para o desenvolvimento do RACIOCÍNIO, para os viventes saberem que temos uma ORIGEM, que estamos vivendo em um mundo que não é o nosso verdadeiro mundo.
Por isso da fase do Terceiro Milênio, para o desenvolvimento do RACIOCÍNIO, único elo de ligação com esse mundo, o MUNDO RACIONAL.
É preciso conhecer a razão do porquê estamos em um mundo ao qual não pertencemos – por isso do Terceiro Milênio, para orientação de um caminhar certo, e todos procurando desenvolver o RACIOCÍNIO através do livro Universo em Desencanto, livro esse que alerta a todos para essa escada de subida para esse nosso mundo, ou a escada de descida, onde, pelo descaso das orientações, não terão como subir e, sim, descer.
E nessas descidas às classes inferiores levarão companhia.
Adquira e leia o livro Universo em Desencanto, de Cultura Racional, o livro de sua subida para o nosso Mundo de Origem, MUNDO RACIONAL.
O livro é Universo em Desencanto, de Cultura Racional.

EXPLICAÇÃO SOBRE A ORIGEM DA HUMANIDADE


(Edna Meire Pinto, estudante de Cultura Racional, Cuiabá – MT)

A explicação sobre a nossa verdadeira origem está clara nos livros Universo em Desencanto, de Cultura Racional, apesar de parecer teórica, mas, não é, trata-se da realidade desconhecida pela humanidade.
Partindo de outra forma de explicar sobre a origem da humanidade, só que agora através da ciência, seria pela fórmula da Teoria da Relatividade de Einstein, onde a mesma é apresentada como: E = mc2 (energia = massa x a velocidade da luz ao quadrado), onde se deduzirmos M = E/C² (massa = energia dividida pela velocidade da luz ao quadrado), teremos uma explicação científica para o que vem ser a Massa (matéria).
Mas o que isto significa? Significa que a massa de qualquer corpo é feita de energia e está relacionada com a velocidade da luz. Ou seja: somos energia e luz, mesmo estando provisoriamente em corpos materiais.
Nos livros Universo em Desencanto da Cultura Racional, cuja autoria é do Racional Superior e cujo representante foi o sr. Manoel Jacintho Coelho (1903-1991), estão explicadas detalhadamente todas as transformações pela qual a Natureza vem passando, de forma a esclarecer e preparar a humanidade para voltar à sua origem na forma energética.
Somente a partir de 1935 é que os livros passaram a ser escritos e divulgados. Neles aprendemos diversos cursos relacionados com a nossa vida material, de uma forma única e original.
Entre os assuntos mais importantes neles descritos está a Imunização Racional, que é o que faz a ligação com a Energia Racional ou Original, o “religare” em latim.
A Imunização Racional independe da opção filosófica, científica ou religiosa da pessoa e se encontra na Glândula Pineal, tendo a função, depois de desenvolvida, de conectar o ser humano ao seu estado original de energia pura, limpa e perfeita, ou seja, de fazer a conexão da pessoa à energia superior a todas as energias, e a qual chamamos de DEUS, obtendo assim as orientações necessárias para o bem viver aqui na Terra.
Maiores informações nos livros Universo em Desencanto cuja obra é composta de 21 livros da Obra, 21 livros da Réplica, 21 livros da Tréplica e 943 livros do Histórico da formação do universo e de todos os seres que o compõe.

NA CASA ALHEIA QUEM MANDA É O DONO DELA



(*)
Na casa alheia, como é que a gente deve se comportar?
Com prudência, com calma, com simplicidade, sem chamar a atenção para si e, sim, ter toda a atenção e respeito voltados para o dono da casa, não é mesmo?
Agora lhes pergunto.
Se aqui nesta Terra nascemos e morremos, o que isso significa?
Vocês já refletiram seriamente sobre isso?
Por acaso já sentiram como é curta, muito curta nossa estadia aqui nesta Terra?
Vocês comentam isso em seus lares com seus familiares?
Se isso não fazem, vamos sugerir aqui neste espaço cultural, que procurem promover estes bate-papos familiares sobre a vida.
Sabem por quê?
Porque uma família que vive sem dar a devida atenção à vida que está levando, a tendência dessa família é cada qual caminhar para um lado diferente.
E quando isso começa a acontecer, os objetivos individuais tornam-se todos diferentes uns dos outros e, aí, começam os choques de objetivos conflitantes.
É quando todos adentram no caminho do pensamento magnético, o pensamento lapidador e destruidor, para jogar uns contra os outros no âmbito familiar, fazendo com que cada qual procure algo fora do âmbito familiar que lhe tire daquele sofrimento gerado da discórdia no lar.
E, assim, a desunião vai se estabelecendo, cada qual se distanciando mais e mais dos demais membros da família.
Mas, por que situações como essas estão cada vez mais frequentes em todos os lares, fazendo do grande lar que é a  Terra, um aglomerado de desconhecidos, onde ninguém tem nada em comum com os demais, todos em tremenda solidão, tornando-se uma verdadeira casa de loucos?
O “porquê” está na falta de objetivo comum entre os ditos seres “humanos”, que de humanos, quase nada mais andam conservando em seus comportamentos.
Para ver como o que acontece no âmbito restrito familiar é o mesmo que acontece no âmbito maior da grande família mundial.
E essa falta de objetivo comum na família é decorrente da falta de conhecimento verdadeiro da vida, que tem levado o animal Racional a viver nesta Terra como se dono dela fosse, esquecendo-se de que nesta Terra a pessoa é simplesmente um passageiro.
E devido esse esquecimento, o animal Racional montou um sistema de vida com características permanentes, num lugar onde estamos de passagem. Que o certo seria um sistema de vida o mais simples possível, por se tratar de uma vida provisória. Desse grande engano, nasceram todos os problemas que hoje enfrentamos na Economia, nas Finanças, na Saúde, nos Transportes, enfim, em todas as áreas, onde são utilizados e desperdiçados recursos que não seriam necessários num sistema simples de vida.
Mas, por cada qual se sentir dono desta Terra e com direitos a ela, cada qual quer explorá-la o máximo que pode, sem atinar de que a Terra tem Dono e sem perceber que tudo o que esse Dono fez tem uma razão de ser para manter uma vida temporária de seus hóspedes, que somos nós e, não, uma vida permanente.
Olha aí o conflito entre quem é Dono e oferece o certo e quem não é dono e que acha pouco o que lhe é oferecido.
Nasce daí, a falta de respeito dos hóspedes ao anfitrião e que esse anfitrião é a Natureza.
Mas, esses hóspedes, de um modo geral, não param para refletir sobre isso, principalmente em família.
Se parassem para refletir, esse seria o ponto fundamental da organização familiar, onde os mais velhos repassariam aos mais novos a base principal da vida: o respeito à Natureza.
Respeitar à Natureza é, dentre outras coisas, se limitar em tudo que é de material, pois, tudo pertence à Natureza, nada é dos seus hóspedes, que somos nós.
E onde nada nos pertence, estamos vivendo de favor.
E por estarmos vivendo de favor, nosso dever é o de utilizarmos o estritamente necessário de tudo que precisamos para sobreviver, para não cairmos no rol dos abusados.
Uma organização familiar saudável prima, o tempo todo, pela observação rigorosa disso. Uns lembrando aos outros na família o cuidado para que cada atitude dentro e fora do lar não fuja desse limite.
Esse comportamento positivo, que demonstra humildade e reconhecimento à força maior que é a Natureza, faz com que a família seja favorecida em tudo pela Natureza, que providencia forças poderosas benignas que estabelecem e asseguram um clima de muita fraternidade entre os integrantes da família – todos ajudando a todos para o cumprimento do certo, do positivo. Todos cientes de que são passageiros e de que não adianta investir na matéria e, sim, no desenvolvimento de um comportamento equilibrado, condizente a uma mente superior, voltada para o respeito absoluto à Natureza Mãe.
E, assim, o objetivo de todos sendo um só, nasce a união entre todos da família. Dessa união, o amor sincero e desinteressado e a paz.
Pois é, reflitam sobre a grandeza de todas as famílias no mundo agindo assim, que beleza, que maravilha!
Isso, minha gente, só será possível quando todos no mundo tiverem consciência de algo muito simples e que resumimos assim:
QUEM SOMOS, DE ONDE VIEMOS E PARA ONDE VAMOS!
O desconhecimento do QUEM SOMOS, DE ONDE VIEMOS E PARA ONDE VAMOS é que fez com que os viventes levassem a vida nesta Terra como se donos dela fossem, sem atinarem para o fato de serem mortais.
E esse procedimento, totalmente errado e imaturo, conduziu a humanidade às aventuras desenfreadas na exploração do ser material, esquecendo-se de seu próprio desenvolvimento e evolução como SER DIVINO e, não, material.
Chegando ao cúmulo de até terem investido no lado espiritual, porém, não com expectativas de sabedoria transcendental e, sim, na esperança da realização de seus sonhos e ideais materiais como: um bom companheiro ou companheira, uma boa profissão, uma orientação para bons negócios e por aí vai. A ganância, a ambição, a vaidade, os sonhos, os ideais, as fantasias, as ilusões sempre em primeiríssimo plano.
E, assim, tudo que foi criado, inventado e instituído pelo animal Racional, através do pensamento e da imaginação, caminhou para um rumo contra a evolução do SER em favor da valorização do TER, tornando-se o animal Racional escravo e prisioneiro de todas essas criações, invenções e instituições.
Se tudo criado, inventado e instituído tivesse tido o crivo saudável do limite, do respeito à Natureza, tudo teria sido abençoado pela Natureza e não teria tomado esse rumo tão negativo e contrário à evolução verdadeiramente humana.
Mas, tudo foi feito com propósitos verdadeiramente sempre pessoais (muitas vezes com máscaras de impessoais), propósitos recheados de vaidade, prepotência, de ambição e de ganância, desvirtuando tudo do bem para o mal.
E, agora, olhem para o mundo em que vivemos! Observem os efeitos dos erros milenares cometidos. E que efeitos esses erros causaram?
Causaram as violências monstruosas e crescentes do nosso dia a dia.
Causaram as lutas sem tréguas e sem proveito algum para a paz do mundo.
Causaram as revoltas em todos os meios, onde todos reclamam e ninguém tem razão, porque todos estão errados.
Causaram o terror, as guerras e a mortandade indiscriminada que não pára.
Causaram as diferenças sociais gritantes de muitos com demais para botar fora e de outros famintos e na miséria absoluta.
Causaram a corrupção em todos os meios, a marginalidade de crianças, jovens e adultos, a prostituição generalizada.
Causaram o culto às aparências que nada valem.
Causaram a poluição de todas as formas presente no ar, nas águas, na terra, nas matas e em todos os lugares.
Causaram as doenças mais esquisitas e sem controle.
Enfim, causaram o desequilíbrio moral, físico e financeiro, a falência moral, física e financeira e a liquidação moral, física e financeira.
Para verem como não há efeito sem causa.
Plantamos o mal no passado e estamos colhendo um mal muito maior.
É preciso que cada qual se conscientize de sua parte de culpa neste monstruoso progresso de destruição.
É preciso não ter dúvida de que, tal qual no âmbito familiar, quando cada elemento transgride os limites do objetivo único de respeitar tudo e todos, nada dá certo, tudo se desanda, porque cada vivente passa a valorizar o individual em prejuízo do geral. E, aí, os prejudicados se revoltam, nascendo a desunião.
Até quando vamos alimentar essa inconsciência, esse progresso destruidor?
O que estamos plantando hoje, minha gente? Pare para refletir e faça essa pergunta a todos os seus amigos, familiares, colegas e conhecidos.
O que você que está lendo este texto, o que você tem plantado?
Desse seu plantio vai depender o futuro da Terra, não duvide disso.
Por isso, é preciso saber plantar. E para saber plantar, é preciso conhecer a vida como ela é, com todas as suas organizações e hierarquias no invisível, porque é de lá, do invisível, que emanam todas as ações que se tornam concretas no mundo visível.
Mas, que essas providências no invisível, por outro lado, são determinadas por tudo que estamos plantando aqui e agora. Sabem por quê? Porque não há efeito sem causa.
Daí, estarmos aqui neste “RACIOCINAR, SEMPRE! PENSAR, NUNCA!”, recomendando insistentemente aos nossos queridos visitantes para que procurem o conhecimento verdadeiro da vida, que todos em maioria desconhecem, para que, de posse dele, tenham condições de plantar o melhor para ser possível a colheita do que é melhor.
Não tenham dúvidas, provado pelo quadro sombrio do mundo que estamos presenciando, de que o que plantamos no passado, certo não estava, pois resultou em sofrimentos, agonias, desespero, lágrimas e dores, que são o efeito negro, das causas negras que se perderam lá no passado. Pois, não há efeito sem causa.
Se tivéssemos plantado o certo, o melhor, hoje então, com certeza, estaríamos colhendo o certo, o melhor. E isso, minha gente, não está acontecendo, porque só se vê sofrimento e mais sofrimento.
Portanto, provado está que o que plantamos no passado não foi nada agradável, tanto assim que todos no mundo estão insatisfeitos, sobressaltados, inseguros, vivendo de canto chorado.
E, então, perguntamos:
“Vendo esse cenário desolador no mundo inteiro, ainda querem continuar plantando o que sempre plantaram?
Querem continuar cultivando o que sempre cultivaram e que vem destruindo nossas vidas, nossa paz, nossa saúde e nosso sossego?”
Temos certeza que não. Queremos acreditar que todos estão chegando à conclusão de que há necessidade de novos valores, dentro de um rumo certo que nos reconduza ao saudável limite de respeito à Natureza e às suas leis naturais.
Então, se você, está acompanhando nossa exposição com atenção e concordando com o que leu até agora, aqui vai o endereço certo desse novo rumo: CULTURA RACIONAL, dos Livros Universo em Desencanto, os Livros ditados pelo nosso verdadeiro mundo de origem, o MUNDO RACIONAL, de onde saímos um dia e no qual precisamos nos ligar em vida, para saber como retornar a ele, porque não somos daqui e aqui estamos apenas de passagem. E que passagem sofrida!
Nesses grandiosos Livros Universo em Desencanto, com sua leitura diária, persistente e paciente o vivente vai aprender a parar de pensar e de imaginar e começar a raciocinar (desenvolver e fazer funcionar a glândula pineal), entendendo que o que nos fez errar tanto, a ponto de chegarmos a essa situação caótica no mundo, foi o pensamento, um elemento invisível, cobrador de todos aqueles que estão vivendo à margem das leis naturais que regem a vida.
Procurem, visitantes Amigos, dar a devida atenção a essa nossa recomendação de paz, amor e fraternidade.
Como?
Adquirindo, o quanto antes, o seu 1º volume de Universo em Desencanto, para o seu próprio bem e o bem de toda a sua família, porque a fase natural da Natureza agora é RACIONAL, para o desenvolvimento e evolução, finalmente, do nosso SER RACIONAL, o representante legítimo de DEUS dentro de nossas cabeças, o RACIOCÍNIO.
Só assim chegarão à conclusão, com base e com lógica, com provas e comprovações lapidadas, de que NA CASA ALHEIA QUEM MANDA É O DONO DELA!
(*) Texto em Inglês: