Follow by Email

sábado, 31 de março de 2012

O CONCEITO RACIONAL É O CERTO, POIS SOMOS DE RAÇA RACIONAL!



(Valdir Santos Alexandrino)

Até certo ponto de vista estavam certos, (afirma o Racional Superior no seu 1º volume da Tréplica); porque, não podia surgir da mente de um Animal Racional a definitiva solução de como o Mundo foi feito e como tudo foi feito e como todos foram feitos e de que forma foram feitos e do que é que foram feitos e o porquê da existência do Mundo e todos os feitos.

Mas, sob outro ponto de vista, estavam errados; porquanto, não há nenhum Animal Racional que seja Senhor da Natureza; então, não pode afirmar o que é possível nem o que é impossível ▬ é o que assevera o RACIONAL SUPERIOR.

Aduz o Racional Superior, em seu 07º volume do Histórico, 1ª mensagem, que agora sim chegou o Conhecimento da origem. Porquanto, sendo a origem de todos Racional, o certo só pode ser encontrado na origem que é onde reside o princípio de tudo e o princípio de todos. Então agora, aí sim, o Certo chegou, o Conhecimento da Origem:
Encontrou a Origem, encontrou o Certo;
Encontrou a Origem, encontrou a Base;
Encontrou a Base, encontra a Lógica.
Encontra a Lógica, encontra o Certo.

O sentido da vida, o formar intimamente o sentido real de viver, está na causa e na origem e na lógica. Então aí sim, encontra o sentido da vida e fica sabendo por que vive. Senão, a vida não tem sentido e nunca ultrapassa esse ponto, renitente, de pouco entendimento; por ninguém conhecer a causa e a origem; para então, saber como viver e como desenvolver a máquina humana, com base e com lógica.

Senão, não pode resolver o certo. Daí, acabam criando (como até aqui) as aparências como certo. Estas, por não serem certas multiplicam-se em mais incertezas. Fica tudo mais confuso por não encontrar o certo (a Base e a Origem) para então, se firmar numa verdadeira Lógica. A Base é o Mundo Racional. E a lógica é a Cultura Racional que, contém a consistência da Base para você firmar-se. Pois, onde existe Cultura, existe o saber; e onde existe o saber verdadeiro, não há dúvidas a fazer.

Enfim, não conhecendo a causa nem a origem, não conhece a Lógica. Sem conhecê-la, o Ser Humano perdeu o sentido de viver. É um íntimo angustiado, inconsolável, insaciável, um vazio insaciável; que, a matéria não preenche. Uma vida provisória. No que é provisório, não há realidade real.

Então, desequilíbrio total; por, os Seres, não poderem regular certo.

Trata-se, cada qual, de um Ser deformado feito pela Natureza deste Universal Conjunto de sete partes irregulares. E um Ser deformado não é verdadeiro; por estar fora do seu natural, por estar deformado. Num lugar que assim é, existem duas verdades, degeneradas e deformadas, que é a energia elétrica e magnética.

Então aí, a verdade que existe é aparente; hoje é, amanhã, não é. Sim, por existir, é verdade. Mas, vamos aferir a qualidade. O magnético, por exemplo, ele – por existir – é verdade. Assim também, o elétrico. Duas correntes de força se alternando como verdades provisórias.

Contudo, o conjunto de Seres que, são o seu produto, são Seres deformados em degeneração. Portanto, verdade de falsa qualidade. Pois, um Ser deformado é falso; não contém verdade veraz. No rever das coisas, não existem duas verdades; a verdade é uma só.

A verdade é Racional: a origem desta Deformação Racional. Deste Habitat de sofredores e de vidas mortais. Pois, a matéria é de origem Racional. E o MUNDO RACIONAL é o Dono da matéria; já que se trata do pedaço da Planície de massa Cósmica de Energia Racional que se desligou de sua Fonte Primogênita que está lá em cima – onde vivem os Racionais com o seu progresso de pureza.

E os culpados, estão todos aqui, habitando este Segundo Mundo, sofrendo as conseqüências do abuso de seu livre-arbítrio, nesta condição de: pensadores, sofredores e mortais.

Nem mesmo o fato de que, na Humanidade, houve os grandes gênios, os grandes cérebros e sempre existiram os grandes inventos e descobertas, é razão suficiente para assegurar que, de alguma forma, algum dia, algum Livre Pensador poderá ser dotado pela Natureza, do dom de descobrir, por meio do Conhecimento Artificial, a verdadeira origem da Humanidade.

Pois, a consciência artificial não tem Base nem Lógica. E a consciência verdadeira, esta é Racional; e por isso, tem Base e Lógica.

Este foi o pormenor esquecido por todos. De que ▬ mesmo sem que algum de nós fosse consultado ▬ ainda assim, surgisse dentre a Humanidade Um e Único Ser dotado de um dom Divino; para protagonizar essa inédita união dos dois consecutivos Mundos em um só. E quem fez a matéria, todos dessa parceria, estão aqui Encantados sob o fulgor da Luz do Fogo; num inferno em vida; como brasas do fogo; que assim são os Seres Humanos.

E por assim ser, pudesse entrar em contato com o MUNDO RACIONAL, o outro Mundo que é superior a este Cosmo Artificial e Deformado e trazer-nos esta grande Revelação de qual foi a Verdadeira Origem da Humanidade e de como se dará a volta de todos ao seu Verdadeiro Mundo de Origem.

Vir até esta soberba fonte de raciocínios perdidos, onde nos encontramos e por fim, dar as provas e comprovações a todos de que a Origem é uma só e de que a razão da vida está no que a vida é. A vida é Racional. E então, não existem duas verdades; muito menos, essa infinidade de verdades aparentes, a verdade é uma só: é Racional.

Sendo por isso que aqui estamos como Racional com forma de Animal. Sim, é por isso que aqui estamos classificados como Animal de Raça Racional; “raça” significando “origem”. Animal é a matéria; e Racional, o raciocínio (essa Energia do Mundo Racional que está latente em nosso istmo do mesencéfalo), bem dentro de nossa cabeça, para nos dar a conhecer o porquê (a razão) da vida.

A verdadeira solução da vida não se encontra na Cultura da Matéria.

A Cultura Racional, esta sim, afinal, uma Cultura construtiva; porque está nela a Racionalização dos Povos; que é o que nos remete todos de volta ao Mundo de nossa Raça, o Mundo Racional. Adquirimos na Cultura Racional as duas Plantas naturais da Natureza:
A Planta da Esquerda é a Planta desta Deformação Racional;
A Planta da Direita é a Planta da volta de todos para o nosso estado natural de ser.

Até que enfim, o fim da vida da matéria, ao nosso alcance chegou.

Só o Mundo Básico é que pode dar o esclarecimento definido e completo de toda a Formação Universal. E não, suposições de mentes encantadas pelo magnetismo desta deformação em transformações. No se basear na matéria, a humanidade se tornou materialista. Resultado: todos na dúvida de tudo.

Hoje sim, todos sabendo que a causa de sermos Racionais é o Mundo Racional. Uns sabendo mais cedo, outros mais tarde. E outros, tarde demais. Contudo, ainda há tempo e chega de perder tempo. Vamos ler os Livros: “Universo em Desencanto”.

Tenhamos todos: saúde, paz e concórdia pelo desenvolvimento do raciocínio.

CANTAFÚRCIO. E O QUE É CANTAFÚRCIO?



(Valdir Santos Alexandrino)

É onde se desdobra o Encanto dos Seres Encantados de uma Natureza que derrama sobre a Humanidade, diuturnamente, um dilúvio de fluxos deformados; daí surgindo os estados dolorosos na saúde humana. Dores feitas ou por junção fluídica; ou, por anormalidades do natural da saúde humana.
De forma que, por o Ser Humano desconhecer o funcionamento verdadeiro de toda a ação heterogênea vibrando em aura circulatória (= VÓRTICES OU REDEMOINHOS) sobre a espécie de natureza humana; é que a vida da humanidade – exposta a todo esse Cantafúrcio – se faz crucificada.
E assim, a vida se tornou uma espiral de sofrimentos pela permanente exposição do Ser Humano aos fluidos maléficos de vários setores da Natureza Deformada.
Se os Seres Humanos conhecessem a mudança de Fase ocorrida na Natureza toda, que instalou mundialmente um desequilíbrio caótico em todas as esferas da vida em decadência; então aí,estariam se apressando em desenvolver o raciocínio dentro desta Fase Racional da Natureza.
O raciocínio é o pólo psicológico do equilíbrio de Razão Suprema; despertado pela Cultura Transcendental advinda para o equilíbrio do animal de origem Racional.
Esse “dom Racional”, quem nos dota dele, é a Natureza deformada que, qualifica o Ser Humano civilizado como um animal superior ao irracional; mas, um Racional inferior.
O irracional não tem raciocínio; não há dentro da cabeça dele, uma base biológica adequada ao exercício da função psicológica da Mecânica Racional.
Contudo, o Ser Humano, enquanto ainda remanescer nesta classe de animal Racional em liquidação, nivelado vai estar ao irracional; pois, dentro de sua cabeça também só há o pensamento elétrico e magnético e não, o raciocínio ativado.
A cabeça – este centro de comunicação com tudo e com todos – por viver recebendo as transmissões magnéticas e as transmissões elétricas, ela vai executando a voz do pensamento e da imaginação, da intuição e da inspiração. Porta voz da inconsciência; por não saber o que foi antes de assim ser.
A Força magnética é invisível e a Força elétrica também o é. E, essas duas Forças regentes, a cada momento, estão em constantes modificações. É por isto que: os pensamentos são inconstantes, variantes; os pensamentos não param.
A vida é um conjunto fluídico elétrico e magnético; ela é uma vida de organizações fluídicas; em que o Fluido é o abstrato desta Heptarquia que é a Galáxia Térrea; pois, o Fluido é aquilo que a pessoa sente; mas que, não consegue ver.
O Mundo é toda uma Composição Fluídica do Organismo natural dos Seres da Natureza em estado de degeneração e de decomposição.
A vida é organizada fluidicamente; pois, tudo tem vida; e, tudo que tem vida, transmite os seus fluidos. Basta ter vida corpórea para transmitir o seu espectro fluídico. Nos Fluídos estão as cargas elétricas e magnéticas que, impactam a natureza humana; colocando a sua vida em jogo.
A própria ação carvoeira da formação da vida, nela existe o carvão de origem de uma Resina torrada que originou e deu causa aos Seres naturais da Natureza poluída.
Todos os Seres expelem a sua combustão fluídica que, é uma combustão magnética invisível, deformada, a qual desequilibra o estado humano mental; pois, o pensamento não pára e é aí que reside o desequilíbrio mundial.
Por serem corpos em geração, formação e em decomposição, é que tudo quanto está gerando, efervescendo, vai desprendendo gases que, se avolumando, virando ar que, no ser conduzido por um vapor de alguma espécie e no ir se avolumando, se transforma em vento.
E esse vento produzindo os seus efeitos tempestivos ou não; porque tem vida; e assim também é, tudo quanto existe de vida fluídica. Existem as doenças causadas por anormalidades da saúde e também existem as doenças decorrentes de fluxos intermitentes derramados pela Natureza sobre a humanidade.

Um Fluido mau, transmitido pelo ar, surge uma epidemia.
Os Fluidos espirituais emanados dos espíritos; os Fluídos Planetários; os Fluídos das Faíscas elétricas; tudo isto entra em aura de vibração sobre todos os Seres.
O som é um Fluido; a pessoa o sente, mas não o vê.
A música tem o seu Fluído; daí ter música que desperta alegria e música que desperta melancolia; tem música que desperta tristeza e música que desperta euforia. Tem músicas que fazem bem por transmitirem fluidos positivos; e, tem músicas que fazem mal, devido a transmissão de fluidos negativos.
Há musicas que, o Fluido, de tão mal, até irritam a pessoa; tem músicas que enjoam e tem músicas que fazem rir; o Fluido penetra no sentimento e na audição.
Um susto, um Fluido mau; uma boa notícia, um Fluido bom.
Na composição desta Natureza Fluídica há uma miríade de Seres: há os micro-germens que as lentes alcançam e tem os micro-germens fluídicos que nem as poderosas lentes os enxergam.
Mas, todos esses Seres da Natureza tem o seu Fluido. A eletricidade é um Fluido – os elétrons em movimento; cada átomo é outro Fluido; a radioatividade é mais outro.
O calor tem o seu Fluido: é a quentura boa ou má. O Frio que, é a Força magnética do carbono, tem o seu Fluído bom ou mau. O vento tem o seu Fluido de carga magnética, ou elétrica.
Assim também, os odores e olores. As flores perfumadas e as sem perfume.
E o Ser Humano está sujeito a todas essas intempéries dos melancólicos Seres da Natureza, com seus Fluxos deformados irradiando-se noite e dia, movimentando a maneira e a ação de pensar através de sua força locomotora; e impactando ao motor sentimental imaginário e, também ao pensamento a um tal ponto de, as pessoas, viverem em tormentos, pelo excesso de pensamento incessante; oscilante, variante.
Um susto, um Fluído mau; uma boa notícia, um Fluido bom. O corpo celular de captação de energias, estando com as suas comportas abertas, o organismo se desorienta e a pessoa fica agitada. Uma vez, estas células estando fechadas, a pessoa se acalma. Uma pessoa antipática, acometida de um Fluido mau. Já, uma pessoa simpática, acometida de um Fluido bom. E assim, o estado nervoso, muitas vezes, se deve ao próprio estado de saúde; e outras vezes, é que, as transmissões fluídicas vão fazendo, do Ser Humano, um joguete dessa avalanche de Forças Fluídicas de todos os Seres da Natureza.
Uma Natureza assim deformada e desregulada, atuando sobre o Ser Humano tinha mesmo que fazer o seu corpo ser uma central astrológica recipiente de todo este antinômico demolidor da estabilidade do pensamento.
Aí está porque esta Humanidade desprevenida precisa conhecer o que é Imunização Racional para procurar se Imunizar e se ver livre de todo este estado de insegurança.

Esta é uma narrativa baseada nos Livros de Cultura Racional, apresentando: “Cantafúrcio – a espiral de sofrimento”.

Pela força magnética, a pessoa aqui vivente atrai, sobre si mesma, as correntes magnéticas, carregando-se a sua mente do magnetismo presente nas coisas, nos Seres da Natureza.
O nosso “assim ser”, como hoje bem o sabemos, é devido à Natureza – desta porção universal deformada – por ela ser elétrica e magnética; é que, das transmissões elétricas e magnéticas naturais dos astros, é de onde vibra, dentre nós, a força invisível mais poderosa.

Continua a cabeça humana em função como um robô da Natureza espiritual visível e invisível, também como um robô da matéria; que tem a sua Força radiativa fortíssima, tanto visivelmente (quando é palpável) quanto invisivelmente (mas, faz-se visível quando a sentimos). Daí, a mente adoecida. O desequilíbrio da razão dá causa ao sofrimento da humanidade.

Todos os vegetais transmitem as suas Energias, as pétalas de flores transmitem as suas Energias, as perfumadas e as não perfumadas, cada qual com a sua Energia Fluídica derramadas pela Natureza sobre a Humanidade; fluxos derramados provocando instabilidade sobre o estado normal da saúde.
E, ademais, a cabeça encantada funciona como um robô do sobrenatural. Dotada de três pólos diferentes: a parte que é ligada ao magnético, a parte que é ligada ao elétrico e a parte que é ligada ao natural, parte esta latente, por desenvolver-se Racionalmente.
Vivendo assim, como ferramenta – joguete da Natureza deste Conjunto das Sete Partes, onde as partículas das virtudes corpóreas – de tudo que tinha formação Racional – seguem Deformadas.
Sem o conhecimento de si mesmo e, não sabendo interpretar a verdade como ela é; então, o Ser Humano mantêm-se qual uma confusa Central Astrológica; um Aparelho Humano de matéria que, recebe e sedia todas as intuições dos Habitantes dos Planos Astrais. E também dos Planetas e demais corpos celestes.
Sendo a cabeça o aparelho de captação das transmissões irradiadas como pensamentos de uma variedade muito grande.
O pensamento ninguém vê esta corrente de vibração invisível atuando a Personalidade Interior que é o “eu”, a casa do fluido dirigente do “tu” que é a Personalidade que se vê exposta, material.
Há os bons Habitantes invisíveis do Campo Espacial de Astral Inferior produzindo o pensamento positivo, as meditações, os Planos e as reflexões construtivas. Na contramão, estão os Habitantes maus, produzindo o pensamento negativo. E, em um Plano Cósmico Superior – o da Energia Racional Mediadora – estão os Habitantes do Astral Superior produzindo o pensamento superior que, é o subconsciente perfeitamente equilibrado. Quando a Natureza fez todos, ela também fez em todos a cabeça funcionar com sete ponteiros: ponteiro do paladar – a boca; ponteiro do olfato – o nariz; ponteiro da visão – as vistas; ponteiro do som – os ouvidos.
E ela fez o dínamo que é o coração que, não pode parar de fornecer Energia; senão, a máquina de matéria de vida humana paralisa. O ver a vida às avessas, sempre destrói a vida.
O que não foi possível que a Natureza fizesse na Fase da natureza humana ser governada através do Pensamento elétrico e magnético, foi estabilizar o caráter e a personalidade de suas ferramentas viventes da classe corpórea de animal Racional. Sempre vivemos variando de caráter e de personalidade por, nunca termos vibrado com o sentimento de um Aparelho Humano Racional.



Com o raciocínio desenvolvido pelo Conhecimento de Cultura Racional, a pessoa tem a origem de si mesma desenvolvida em si mesma. Esses ainda são os primeiros passos; para aprender é preciso calma e tempo.
E daí, munida da solução da vida, definida e definitiva. Então aí, a personalidade passa a ser uma só; um caráter só; um Ser só; o verdadeiro equilíbrio de Razão Suprema sendo um só; e a verdade das verdades é uma só: é Racional!
E através dela, a Voz de Deus instalada em nosso íntimo; dentro de nós.
O raciocínio desenvolvido é o que a Cultura Racional chama de “Imunização Racional”; que é um Ser Orgânico do nosso verdadeiro estado de ser natural.
O nosso estado de ser natural verdadeiro é ser Racional puro, limpo e perfeito. E o raciocínio, organicamente ligado à nossa massa de matéria corpórea, depois dele desenvolvido pelos conteúdos lidos, relidos e estudados nos Livros do Universo de Discurso da Energia Racional; então aí, ponto final na ação regente da energia elétrica e magnética, uma das causas do desequilíbrio da humanidade.
Dizendo assim então que, uma vez Imunizados Racionalmente, estaremos completos de nosso verdadeiro Ser; munidos do verdadeiro saber; completos do verdadeiro natural de Racionais. Pois, a causa vital da vida é o raciocínio que, é de outra origem; a qual, o pensamento não alcança.
Está na hora de passarmos todos a adquirir o Conhecimento da solução do equilíbrio da vida, nos Livros de Cultura Racional! E então, vamos nos Conhecer?
SAÚDE E PAZ!

sexta-feira, 30 de março de 2012

UM ESCLARECIMENTO PARA A COMPREENSÃO DA COSMOGONIA RACIONAL – PARTE 1



(Porfirio J. Neves)

Antes, um esclarecimento a respeito deste que vos fala, atendendo a algumas críticas positivas, que me alertaram para o nível dos assuntos aqui tratados e do pouco tempo dedicado a detalhes que poderiam enriquecer mais o assunto. Na medida do possível, vamos atender estas críticas que julgo procedentes e válidas. Temos toda uma eternidade pela frente, afinal de contas, embora eu não seja muito adepto de novelas, mas vamos dividir este assunto em várias etapas.

Então, este tema de Cosmogonia, certamente será desenvolvido em três partes, pelo menos. Antevendo que assim pretendo esclarecer que o Mundo em que vivemos é um Cosmo Inferior e que acima deste Cosmo Inferior existem dois outros cosmos: o Cosmo Superior e o Super Cosmo. E ainda temos o ALÉM COSMO que é o MUNDO RACIONAL, o Mundo de onde tudo e todos saíram por vontade própria para criar toda esta situação.

Resumindo: estudo da formação de três mundos, entendendo que são quatro os mundos habitados.

Na qualidade de estudante de Cultura Racional atento ao que leio e atento ao que ouvi pessoalmente do autor deste livro, é meu dever buscar me esclarecer e procurar esclarecer aos demais dentro de um contexto transitório, já que tudo é passageiro. Hoje é de um jeito, amanhã já mudou, é de outro jeito. E, nem sempre se consegue real correspondência com todas as formas diferentes de falar e entender.

Tenho certeza que em breve toda a humanidade estará falando uma só linguagem com um só entendimento, RACIONAL, pela simples razão de que tudo é RACIONAL. A base de tudo é RACIONAL e a lógica de tudo é RACIONAL. Essa é a linguagem! Estamos aprendendo!

A crença de que um Deus todo poderoso seja o Criador do mundo, criador do céu e da terra, como assim muitos crêem, criador do homem e da mulher e isso tudo a partir de que nada existia antes, essa crença manteve no atraso todas as mentes pensantes deste planeta. Não sou contra a crença de forma alguma, mas também não posso me deixar dominar pelo atraso. Afirmo apenas com base e com lógica, que a crença é do inconsciente. A crença é do inconsciente de si mesmo e de Deus.

Os inconscientes crêem, pois se fossem conscientes não precisariam crer, seriam conscientes. Essa é a lógica que se confirma no próprio “texto sagrado” daqueles que crêem: -“conhecereis a verdade e a verdade vos libertará”. Esse é o atestado de que ninguém era consciente quando esta PALAVRA foi entregue ao Homem. Por isso, todos ficaram na crença aguardando a devida conscientização.

Está chegando! A Fase da Humanidade agora é Racional! E o Conhecimento provisório que aqui está já é suficiente para o desenvolvimento do Raciocínio, mas o que é provisório não se justifica como realidade. É preciso avançar mais até atingir a parte consciente e finalmente a parte fundamental do Conhecimento. Mas o avanço, agora nesta nova fase, somente pelo desenvolvimento do Raciocínio.

Assim, apresento a seguir algumas observações e ilustrações no sentido de garantir uma fiel interpretação do que se pretende esclarecer e, na melhor das hipóteses, não provocar nenhuma confusão a respeito do assunto de Cosmogonia que está revelado no livro Universo em Desencanto, com base e com lógica, que pode ser provado e comprovado nos mínimos detalhes.

“Vigiai vossas idéias e vejam como errôneas todas elas são”. Esta frase serve de alerta aos inconscientes. O grande problema do nosso entendimento é que todo inconsciente se julga consciente e somente os outros são inconscientes, coisa de maluco. Já viu maluco dizer que é maluco?

Daí, o pior grau da inconsciência está no fato de se achar consciente. Todo o maluco sempre tem a forma certa de acertar tudo e todos e todas as soluções. Eis a loucura que vai pelo mundo afora. Mas podemos ter um grau intermediário de entendimento que é o fato de estar ciente. Ainda não é consciente, mas já está ciente, ou cientificado disso ou daquilo.

(*O-01: Rosário da vida) “Os que têm a felicidade de conhecer agora o que estão conhecendo, tratem imediatamente de ler com persistência, repetidas vezes, todos os trechos, todas as lições, para terem em si mesmo todas as bases, serem bem esclarecidos e poderem esclarecer aos demais”. O entendimento deste trecho do Livro é base da existência deste programa de rádio e de todas as iniciativas e ações de divulgação da Cultura Racional. A base que vem de cima!

Com todos estes alertas comecemos nosso tema de Cosmo Gêneses pela parte introdutória do livro Universo em Desencanto que apresenta o seguinte trecho.

(*O-01: Introdução) “Então, Nós, do Astral Superior, viemos aqui guiar todos, esclarecer a todos esses mistérios, desencantar todos, provar o porquê de todas essas confusões, e comprovar o porquê de tudo e por tudo”. Atentem ao detalhe: “Nós, do Astral Superior, viemos aqui guiar todos...” Nós, quem? Qual Astral Superior se refere o Autor? Vieram? Se vieram Eles não estavam aqui! Se Eles não estavam aqui, quem estava, então? O Astral Inferior! Percebam assim estes dois Cosmos habitados. “Nós” do Astral Superior e “Nós” do Astral Inferior.

Ora, se fosse o Astral Superior que muitos se diziam e ainda se dizem conhecedores, então este Livro não teria nada além daquilo que se dizia conhecer em termos de espiritualidade. Nada mais seria acrescentado e isto tudo seria apenas uma forma, mais ou menos inteligente, de apresentar mais uma verdade como as demais que nós nos achávamos conhecedores.

As pessoas sérias com a vida, de um modo geral, quando percebem em si um pouquinho de sua própria inconsciência tornam-se descrentes por natureza. Somente os inconscientes continuam crendo e se achando protegidos pela sua crença até que um “golpe fatal” traga a desilusão e acabe todo esse atraso. A saída deste quadro de inconsciência é a informação e a educação real, é a revelação da Verdade das verdades por uma Força Universal Inteligente, é o Desencanto universal.

“Nós do Astral Superior” significa, em primeiro lugar, que nunca estivemos sozinhos neste Universo. Aí eu posso me reportar ao texto bíblico em que uma citação semelhante (não igual) diz: “Eis que o Homem se tornou um de Nós”, isto em virtude do Homem ter provado do fruto da Árvore do Conhecimento do bem e do mal e passou a viver de experiências, orientado pelo Espiritismo. Mas era o Curso primário, Cosmos Inferior, ou Astral Inferior, experimentando entre o bem e o mal.

As pessoas que apenas crêem e não buscam clarear suas mentes se sentem contraditórias com este tipo de texto, pois o que crêem é que existe um “Senhor Barbudo Acima das Nuvens” criando tudo e tomando conta de tudo. E os iniciantes da Cultura Racional, ainda presos a este conceito ou paradigma, continuam achando a mesma coisa, apenas transferindo o fato para um “Plano Superior” ou Planície Racional.

E aí é que precisa da concepção de um Super Cosmo, o Mundo Racional, acima do cosmo superior!

Estão atentos ao texto que aqui se desenvolve? Estamos cientes que o Astral Superior é o Cosmo mediador entre dois Cosmos, logo o Astral Superior, na qualidade de mediador, é o terceiro Cosmo a ser formado. Claro? Terceiro cosmo a ser formado. Vejam a lógica disto.

Só aparece o mediador quando existem dois, essa é a lógica: o primeiro Cosmo a ser formado é o Super Cosmo, o Mundo Racional. O segundo Cosmo é o Cosmo Inferior ou Astral Inferior e o terceiro Cosmo a ser formado é o Astral Superior, repito, na qualidade de mediador. Hierarquia Racional e hierarquia da formação Racional são coisas distintas.

Assim, começamos a perceber que existe um Ser Superior sim, mas o Ser Superior pode ser um conjunto de individualidades – ou agentes criadores que estão expressos na palavra “NÓS”. Aí encontramos o CRIADOR, o DEUS CRIADOR de todas as coisas: “NÓS”! Mas existe também o Ser Superior que é a autêntica individualidade original, quer dizer, o agente que origina tudo, “EU” – o “EU” que ninguém era capaz de definir, até chegar esta instrução da Cultura Racional.

Então, quando se apresenta a Cultura Racional como sendo a Cultura do Cosmo na Terra, refere-se assim que é o Conhecimento do primeiro Cosmo, do Super Cosmo Racional, trazido pelo Cosmo Mediador, o Astral Superior, para o Cosmo Inferior, ou Astral Inferior.

Assim, o primeiro Cosmo a ser formado é o Mundo Racional, mas não se esqueçam que existe o além Cosmo de onde todos saíram e para onde todos vão voltar.

Antes de ser cosmo, o Mundo Racional, que é a base de tudo de onde todos saíram, é outro tipo de formação que somente poderemos conhecer quando estivermos de volta, como assim nos confirma o Racional Superior, de onde saímos, no primeiro volume na mensagem intitulada “Os Fluidos”

“O carbonário, que é a origem de vocês, é uma vida diferente, inferior ao fluido que é superior a vocês, que são as conseqüências dos fluidos. A sombra é o efeito do corpo visível. O corpo é a sombra do fluido. O fluido é a sombra e o efeito dos seres orgânicos. Os seres orgânicos são a sombra do antes do ser. O antes do ser é a sombra daquilo que eram. A sombra daquilo que eram é a sombra daquilo que foram. A sombra daquilo que foram é a sombra de onde saíram. E a sombra de onde saíram é dos corpos puros e limpos, sem defeitos”.

Então, temos o corpo visível, os fluidos e os seres orgânicos no contexto do Cosmo Inferior, ou Astral Inferior. Os seres orgânicos são as sete partes do por que assim somos: Sol, Lua, Estrelas, Água, Terra, Animais e Vegetais. Estas sete partes descrevem o Cosmo Inferior, que é onde todas as energias estão transformadas em seres.

Está no antes do ser a compreensão do que é o Cosmo Superior e o Super Cosmo Racional, o que eram e o que foram, com sete partes em cada Cosmo, como sendo sombras de onde saíram que é o ALÉM COSMO. Desta forma, 21 partes do porquê assim somos, em três Cosmos formados. O Mundo Racional, de onde todos saíram, podemos entender que não se trata de um mundo cósmico nem super cósmico, é extra cósmico, além Cosmos.

O Racional Superior nos informa que foram formados três mundos após saírem de onde tudo e todos saíram: o Racional que começou a se degenerar, o Astral Superior e o Astral Inferior. Portanto, ficaram quatro mundos habitados!

Esta é uma visão que começa a desenvolver o Raciocínio com base e com lógica através da leitura atenta do Livro Universo em Desencanto no sentido de fazer retornar tudo e todos ao seu verdadeiro estado natural. “E por que saíram para essa derrota? Saíram por vontade própria e as conseqüências são essas que aí estão: todos sofrendo sem saber como e porque tiveram essa derrota. Então não sabiam que iam se dar mal? Sabiam! Mas quiseram por vontade própria progredir”.

No livro Universo em Desencanto está a revelação das razões e motivos verdadeiros de todo o histórico da verdadeira origem da humanidade, mas para entendermos estas razões e estes motivos, precisamos desenvolver o Raciocínio, ou seja, desencantar. Sair desta forma inconsciente de ser e, pelo conhecimento, repito, não mais pela crença, nos libertarmos da dor e do sofrimento.

E você, que já passou a se conhecer, para que insistir no progresso inconsciente no progresso do encanto? Conhecer e trabalhar no progresso do desencanto, a união faz a força, acaba com o sofrimento e o pranto e acaba com a morte, porque o progresso do desencanto é sair destes três Cosmos degenerados e deformados e voltar à Eternidade. Tudo isso, na leitura atenta, no estudar o livro Universo em Desencanto.

quinta-feira, 29 de março de 2012

QUADRÚPEDES



(Ubirajara Pisão)

Vivemos uma vida material tão cheia de preocupações, tão cheia de distrações, que não sentimos o tempo passar. Acompanhamos todos os acontecimentos de forma mundial, ficamos sabendo o que está acontecendo neste momento no Brasil e no mundo. A comunicação virou moda e até um vício, aonde, todos estão conectados via internet, não podendo assim mais se esconder.

E quanto as distrações, elas são boas ou ruins? Tudo obedece a um meio termo, uma balança, um equilíbrio. E quando uma das partes tende a ir mais ou muito para o outro lado, gera o desequilíbrio.

Estamos muito preocupados com muitos acontecimentos e tem um que todos estão esquecidos ou não conhecem, O PROGRESSO DA DEGENERAÇÃO:

"...progresso da degeneração; enfraquecendo as raças. Então, não sabem que são feitos dos restos uns dos outros?..."(Universo Em Desencanto).

Vamos, há um exemplo: você já deve ter visto alguém dar uma carga em uma bateria de automóvel para aumentar o tempo de vida da mesma, fazendo assim com que o proprietário do veículo possa usar seu carro por mais um tempo antes de trocar a bateria. Isso não significa que ela está durando mais do que o tempo que o fabricante recomenda como garantia e a troca da mesma, significa que a pessoa deu um jeitinho para economizar algum dinheiro, mas só que aquela bateria que está com o seu prazo de validade vencida e aparentemente com seus anos de vida aumentados, vai deixar o motorista "na mão" e pode até provocar algum acidente grave por falta de energia elétrica no veículo, podendo afetar o sistema de freios, de direção, etc.

Se eu disser que nós, seres humanos, estamos iguais aquela bateria fraca e que estamos com nossos anos de vida aumentados de forma artificial, você acreditaria? Não precisa ser nenhum gênio para enxergar que os que falam que os nossos anos de vida aumentaram, não estão dando a informação de forma correta. Os nossos anos de vida não aumentaram, eles diminuíram e muito, o que aumentou foi a forma artificial para deixar que os seres humanos vivessem mais um pouquinho de forma artificial, parecendo e dando um falsa idéia de que estamos vivendo mais.

Veja a concorrência das farmácias e drogarias, tem lugar que tem uma ao lado da outra literalmente. Fila para se comprar remédios, nunca se viu isso antes. Mesmo em lugar que tem muitas drogarias e farmácias, você tem que enfrentar fila para conseguir remédio. Isso significa que estamos mais doentes. Progrediram muito as pesquisas com medicamentos, aumentando os nossos anos de vida um pouquinho, aumentando aparentemente. Porque vamos vivendo iguais aquela bateria de automóvel que o dono deu um sobrecarga na mesma, só que ela está fraca, assim como nós estamos fracos e que vai chegar um tempo que estes métodos para remediar, não vão mais adiantar, vamos cair literalmente nas ruas ou em qualquer lugar sem poder mais levantar e isso já começou acontecer, só que, como há muitas distrações, não estão enxergando.

Universo Em Desencanto, Racional Superior: “Por isso, há muito que esse progresso está indo a regresso. Todos enfraquecendo, todos degenerando e minguando. Quando não existiam tantas variações, os povos duravam muito mais, eram mais fortes, a durabilidade da vida era maior: trezentos anos, quatrocentos, quinhentos, etc. ... À medida que foram progredindo, foram enfraquecendo e tendem a enfraquecer cada vez mais até a extinção. Falam em consciência, mas o verdadeiro consciente não faz nem adota nada contra si. O inconsciente, pensando que vai bem, vive aparentemente satisfeito com a vida que leva... ”

No ano de 2006, saíram duas reportagens em um programa de televisão chamado Fantástico. Mas o que muito me espanta é que ninguém mais deu importância há um fato de muita importância sobre o nosso enfraquecimento. Talvez, porque não conhecem a nossa degeneração, ou por respeito aos familiares e às pessoas envolvidas nas reportagens, ou até mesmo por falta de conhecimento dos nossos cientistas para o fato ou algum outro motivo que não saibamos.

FANTÁSTICO – 09/04/06.
“Cinco irmãos turcos com problemas genéticos andam como quadrúpede.”


FANTÁSTICO – 16/04/06.
“Uma cidade pequena no interior do Brasil e um povoado turco na fronteira com a Síria. Humanos, que se apóiam nas mãos para caminhar. Foi uma descoberta que mobilizou estudiosos do mundo inteiro, no início do ano passado. Seria eles a chave para desvendar os mistérios da evolução humana?
Um caso até então considerado único pode ter um paralelo bem perto de nós. Em Carmo do Rio Verde, a 280 km de Brasília, vivem cinco irmãos. Todos eram aparentemente saudáveis até o primeiro ano de vida. Eles aprenderam a engatinhar, mas nunca conseguiram caminhar sem o apoio das mãos. Essas sãos algumas semelhanças entre a família descoberta pelos cientistas no sul da Turquia e a família de Carmo do Rio Verde.”

1º v. do livro Universo em Desencanto: (Pág. 84).
“Então, em que eternidade ainda estão? Na vigésima primeira. E se fossem deformados em outros corpos, iriam para a vigésima segunda, pois sabem muito bem, que o progresso da degeneração impera em todas as coisas. Conforme vão se degenerando, vão minguando, se esse progresso fosse até ao fim, viria a extinção desses corpos e outra geração muito pior surgiria. Viria, então, a vigésima segunda deformação.
Então, perguntais: “_E como é esse progresso de degeneração?”Digo EU: em eras passadas, a duração dos viventes era de oitocentos anos, mas, por o progresso da degeneração vir imperando, vieram caindo, vieram diminuindo e há bem pouco tempo ainda, duravam trezentos anos, depois duzentos e agora, bem poucos chegam aos cem. Dentro de pouco tempo não chegarão nem aos cinqüenta vindo, assim, a extinção pelo progresso da degeneração; enfraquecendo as raças. Então, não sabem que são feitos dos restos uns dos outros?
Só não chegarão a uma deformação muito pior do que essa em que vivem, por causa do conhecimento, que agora está aí, em vossas mãos.
Quereis saber como seria o progresso dessa deformação? Seria muito pior. Todos teriam quatro pés, como os animais quadrúpedes. ”

Quadrúpede – Que tem quatro pés; pertencente ou relativo aos quadrúpedes. (Dicionário Aurélio).
Como exemplo:
Site do zoológico de São Paulo diz: Chipanzés são primatas quadrúpedes, ou seja, locomovem-se utilizando os pés e as mãos, simultaneamente, para andar e correr. Além disso, ocasionalmente podem se locomover de forma bípede, como os humanos.

O que vem a ser animal quadrúpede? Juntando o que diz o dicionário e o que diz o site do zoológico de SP, podemos concluir que quadrúpedes são animais que andam com quatro pés e também com dois pés e duas mãos apoiadas no chão.

Antes de aprendermos a andar como bípede, com os dois pés apoiados no chão, quando crianças, engatinhando, andamos como quadrúpedes, ou seja, os dois pés apoiados no chão, com as duas mãos apoiadas também no chão. Opcionalmente, se quisermos, podemos andar com as duas mãos apoiadas no chão como quadrúpedes. Como estamos enfraquecendo, a nossa genética está mudando assim como o nosso equilíbrio corporal, os nossos anos de vida, fazendo com que algumas pessoas já estejam nascendo sem poderem andar de forma ereta, mesmo fazendo fisioterapia ou qualquer outro tratamento. Algumas poucas pessoas no mundo, já não conseguem mais ficar de pé por muito tempo, estão andando literalmente como quadrúpedes, pois, tecnicamente já somos.

Fique ligado nas verdadeiras informações, aquelas que nos enriquecem verdadeiramente. Lembrando que “o maior patrimônio da vida, é a pessoa se conhecer”. Nos livros Universo Em Desencanto estão as maiores e mais importantes informações para o ser humano sair das transformações da degeneração, causadas pelo enfraquecimento de duas energias: elétrica e magnética. Já está na natureza a Fase Racional, a Fase de uma nova energia, Energia Racional, para recuperação e desenvolvimento de todos.

quarta-feira, 28 de março de 2012

VAMOS NOS CONHECER DE VERDADE? PARTE III



(Valdir Santos Alexandrino)


BUSQUE ENCONTRAR A SUA VERDADEIRA INDIVIDUALIDADE QUE JÁ ESTAVA DADA COMO IRREMEDIAVELMENTE PERDIDA

De forma que, na semente que é o sêmen, nela é onde foi produzida a centelha magnética, feita por uma combustão magnética (a feminina) e por outra combustão elétrica (a masculina) que em conjunto, ambas deram forma ao corpo humano; que é “tu”, este tudo aparente; surgido, bem dizer, de um nada; para desconhecido ficar do seu “verdadeiro “Eu” até que venha a ser conhecedor de si mesmo; pois, foi para isto que neste Globo Terrestre você sempre nasceu.
E, no ter fluido para ambas uma terceira Energia fecundante (aquela recorrente a um exclusivamente teu correspondente corpo da Energia fluídica Racional) também degenerada da forma de seu verdadeiro Ser; então, é pelo Poder dessas Três Forças que és gerado/gerada e feito/feita; ou foi desta junção que resultou: você.
E você já veio formado/formada com o raciocínio; que, é – de você – a tua parte Racional: o Ser Racional que deu origem ao animal Racional que é você e que você não o conhecia. Se conhecesse, aí você já estaria Imunizado pela Energia do Poder Supremo com seu Fluido Imunizante Transcendental.
O Poder dela que, é a razão legítima de todo Ser Humano ser um animal de Raça Racional. De forma que sendo você, acima de tudo, um Ser Racional; o teu lugar então, onde é? É no lugar de Racional. Lugar de Racional é no Mundo Racional. A Imunização Racional é um Ser Orgânico do seu, do nosso, verdadeiro Ser natural; que é ser Racional puro, limpo e perfeito.
Posto que, se você conhecesse a razão de você ser animal Racional; então aí sim, em você conhecendo quem é este Ser organicamente ligado à matéria de que você é formado, daí então, por você já estar sendo um Aparelho Humano ao Mundo Racional ligado, então, você, aí sim, você – pela Luz Racional de todo iluminado – então sim, você poderia ser um Ser, pelo Mundo Racional, Racionalmente Imunizado.
Só mesmo você é que pode, de fato, melhor estudar esta tua circunstância, de você ter surgido de uma semente magnética como é o sêmen. E de, ele a você ter dado uma centelha de um fraco lume vibratório; que, mal acende e, dali um bocado, se apaga. Estude melhor, o porquê de tudo isto ter ocorrido contigo.
A vida desta espécie, ela é curta; num abrir e fechar de olhos, lá se foi a vida que, parecia um tudo e, sem ser. Estude mais aprofundadamente toda esta coisa da mais alta complexidade, dada até você com a maior simplicidade: que é «o porquê de você assim ser». Mas, estude isto a sério; isto tudo que, é você.
É uma aparência de vida; por não ser esta, a nossa verdadeira vida, vivida aqui mesmo, nesta Base do Ser irracional, pelos Seres da classe de animal de Raça Racional. Cada qual um Racional inferior, inferiorizado pelo desconhecimento do Ser; por não saber que é no raciocínio, onde está o Conhecimento do Ser.
— «No raciocínio!? » É o que, se perguntando, está você: — «Quem é o raciocínio!? ». — «E, onde estudá-lo!? ».
É justamente isto, o que você precisa conhecer e saber para que possa se despojar deste saber do Ser animalizado pela Artificialização dos Povos Encantados. Vamos lá, busque se conhecer e logo; não mais tempo a perder.
O nome do Livro a ser lido você já sabe: “Universo em Desencanto”! É onde está o verdadeiro saber prá você e, toda gente, se conhecer verdadeiramente.
Tenhamos todos: Verdadeira Saúde e a Verdadeira Paz Fraternal, a Racional.

terça-feira, 27 de março de 2012

VAMOS NOS CONHECER DE VERDADE? PARTE II



(Valdir Santos Alexandrino)


AÍ ESTÁ ELA, A MATÉRIA BRUTA EM PROGRESSO, O MAGNETISMO PERSONIFICADO

Quem é que não quer sair deste dilúvio de fogo, das matérias em combustão elétrica (a masculina) e magnética (a feminina)? Quem é que não quer ficar Imune aos efeitos desastrosos e danosos dessas duas Energias do Chão.

Quem é que não quer deixar de sofrer?

Quem é que não quer se libertar do magnético (o pensamento mau) e do elétrico (o pensamento com aparência de bom)? Posto que, assim é o pronunciamento soberano dessas duas Energias do Encanto, ambas: comunicativas com o íntimo de todos os Seres por elas feitos e de, qualquer que seja a sua classe vivente. Ambas transmitem em nosso íntimo as suas comunicações (pelo modo de pensamentos); mas não, para produzir acertos. Pois, o pensamento não foi feito para que ― através dele — nós pudéssemos acertar. O pensamento, ele foi feito, isto sim: para nos lapidar. Olhe e veja só como está este Mundo; que, mais parece uma Hospedagem de Loucos!

A assim chamada: “Deformação”; ela é o Habitat dos Seres viventes de mente encantada inconsciente e, todos, com a sua formação de deformados; Seres imperfeitos e cheios de defeitos. E, todos, compondo um Mundo de bichos Encantados em curso evolutivo primário e em submissão á regência solar. O sol: é que é o Engenheiro Chefe de toda esta Deformação.

Encantado nem um, pode ter certeza verdadeira do seu próprio Ser; é-lhe impossível tê-la. Que fará então, alguma certeza ter, de todos os demais Seres.

E dentre os Encantados, os Seres Humanos; cada qual, com a sua natureza humana e a sua faculdade dada pela Natureza; ela que, já nos fez segundo a teoria da adequação (de nossa natureza pessoal) à Natureza dela, deformada em Sete Repartições: sol, lua, estrelas, água, terra, animais e vegetais.

Posto que, assim ela nos tendo feito; então, ficamos distintos uns dos outros. Todos diferentes e, cada qual sendo – para si mesmo – um indiscernível.

A massa de matéria do corpo humano, ela ― esse Aparelho Humano ― é gerada e formada e feita pelo desenvolvimento do magnetismo.

Essa massa dos corpos de vida de matéria, ela é uma massa deformada em corpos de matéria. Os Aparelhos Humanos de Reprodução de filhos irmãos são esses dois gêneros de corpos humanos: o masculino e o feminino. Que é todo Ser Racional deformado como animal.

Qualquer que seja a semente se trata de: um corpo de energia.

O sêmen, naquele óvulo líquido, tem como que, um Ser Humano em miniatura. Essa nossa semente: ela é um corpúsculo de energia nesse estado líquido; é energia assim transformada, para – em primeiro lugar – gerar e formar a população microvivente, os operários já transmitidos do princípio seminal que, é a causa imediata do seu desenvolvimento.

Toda essa massa operária microrgânica visível e invisível, contida no sêmen, ela tem por função: dar formação ao organismo para a formação da máquina humana edificada e toda organizada.

Naquele líquido de princípio seminal, adrede ali já está, patenteada e, positivamente explicitada: toda a linha formal de uma Planta Humana; para ser corporeamente formado um Ser humano. Que, você é.

Cada microgermen, cada gérmen deste pingo d’água de princípio seminal, quando colocado dentro da incubadora feminina, para que se dê a sua geração sob a ação da energia fecundante da sua geração neste campo biomagnético; então ali, é onde os vírus e os microvírus operários funcionam, para lhe dar forma de massa corpórea microbiana.

Cada qual desses operários microviventes seminais, já fluidicamente transmitidos da causa imediata de se desenvolverem na formação da peça respectiva do corpo humano, sob a sua incumbência. Daí é que surge cada Aparelho Humano; da mesma semelhança que a de você.

Daí o corpo de Energia seminal, vai se transformando – pelo seu desenvolvimento em crescimento – num corpo de animal Racional; mas, cada qual, como foi contextualizado; ou: dentro do contexto em que foi organizado.

Para ver o poder das Energias: a magnética; a elétrica; e a Racional. As três Energias que nos fazem ter essas formações corpóreas assim geradas e feitas por esses Três Poderes; por essas Três Forças Poderosas dos Sete Reinos de onde – fluidicamente provenientes – elas Três regem, conjuntamente, a todo este Universal Conjunto que, é uma Global Deformação que, teve origem Racional: todo este Primário Campo de Força Evolutiva.

(Continua na próxima postagem)

segunda-feira, 26 de março de 2012

VAMOS NOS CONHECER DE VERDADE? PARTE I




(Valdir Santos Alexandrino)


CONHECENDO A SUBSTÂNCIA COM QUE A NATUREZA NOS SUBSTANCIA
Chegou em mãos de todos: o Verdadeiro. Chegou para você se acertar.
Quem está certo vai sempre bem; quem vai errado, vai sempre mal. Este é o natural do Encantado. O Encantado é confuso; pois, desconhece o seu Ser; não se conhece. Mas, o Encantado no se conhecer ― nos Livros de Energia Racional ― ficará ligado ao Primeiro Mundo, O MUNDO RACIONAL. E isto, só agora é possível.
Para ver que os tempos mudam, as épocas mudam e as Fases mudam, até a Mudança Total que, é a volta de todos para o Mundo Racional.
Porque, você talvez nem se apercebesse ainda que, ao ir por esse Portal mostrado na capa do Livro adentro; e podendo vê-lo firmado e tendo o suporte e sustentáculo dos Umbrais do Conhecimento contido nos Livros de Energia Racional; materializada em todo o Universo de Discurso desta Obra Transcendental: «Universo em Desencanto»,, , você está retornando à vida eterna.
Mas, não te esqueças de ser Portador da Chave do Verdadeiro Conhecer e do Verdadeiro Saber. Conhecer o Mundo de nossa Raça e Saber como voltar para ele. Mas, leve contigo esta Clave Forte. Sim, seja o Portador desta Chave contigo, para que possas adentrar – ainda em vida aqui na Terra ― pelo Portal do que acostumamos chamar de «Céu». Vá munido deste Saber Maior.

VAMOS NOS CONHECER DE VERDADE MESMO?

sexta-feira, 23 de março de 2012

AS CIVILIZAÇÕES EXTINTAS



(Severino dos Reis)


Caro leitor: É notório que as novas gerações, exigem mudanças em todos
os sentidos. E, os mestres conservadores, insistem em preservar as
tradições, histórias e ensinamentos, que foram necessários e serviram
em outras épocas; invenções de antigos muito atrasados, que viam o
mundo naquele tempo, que em nada condiz com a nossa realidade de hoje.
Parece que esqueceram ou não querem aceitar que a Natureza é de
transformações. E não poderia esquecer, pois, somos produtos dela,
somos alimentados por ela e em tudo dependemos dela; nascemos porque ela quer e morremos porque ela quer. E no entanto, estamos sempre achando que podemos fazer tudo melhor do que ela. O homem deveria perceber a sua insignificância perante a Natureza. Pois, foi ela quem nos ensinou a andar, a falar, a selecionar os alimentos, enfim, tudo que sabemos, visto que no começo nós não sabíamos nada, éramos como crianças. Mas depois que crescemos, abandonamos os seus ensinamentos, que era a cultura dada por Deus, que todos já nasciam e até hoje nascemos com ela escrita na palma das mãos. Nessa cultura real, estava e está trajetória da vida de todos os seres humanos; determinados por esses riscos que temos na palma das mãos, em concordância com a posição dos astros e hoje nós não entendemos. Com aquela cultura, não existia sofrimentos. Todos viviam felizes e não morriam. Quando completava o ciclo de vida, o corpo de matéria secava como a morte de uma árvore e o Raciocínio que é o ser Racional, voltava para o MUNDO RACIONAL; era a cultura da verdadeira redenção. Mas tinha limites, ninguém poderia fazer mais do o que estava determinado nas linhas da palma das mãos e na posição dos astros. Por isso começaram a aparecer os descontentes. Por exemplo: o homem não queria viver com a mulher, que para ele era determinada pelas as linhas das mãos e por muito outros motivos, desligando assim do astral superior. Então, trataram de inventar um outro alfabeto, que lhes dessem margem a expansão aos seus gostos. A vontade é livre e novamente eles usaram os seus direitos de arbítrio. Abandonou a cultura da astrologia que era natural, a verdadeira cultura de Deus e começaram criar uma cultura artificial, que não coibissem as suas vontades. Mas, daí veio o preço da desobediência: A partir do momento que deixaram de obedecer às linhas das mãos, começou a deteorização do corpo, o processo de morte que até aquela época não existia, sem perceber ia envelhecendo e morria. Começou então, o conhecido ciclo vicioso: morria e tornavam a nascer, mas como animal irracional. Então para não transformar todos os humanos em irracionais, o RACIONAL SUPERIOR, nos deu mais uma chance: para evitar a transformação de toda a humanidade em classes inferiores. A natureza religou a humanidade novamente nos astros; mas, nos astros do astral inferior, das energias elétrica e magnética. E deu início ao desenvolvimento dos dois órgãos da matéria: O pensamento e a imaginação. Assim, começaram a criar uma cultura não natural, mas artificial, para dar expansão aos seus gostos e as suas vontades.
Começando assim, uma nova evolução Racional, para no final do
desenvolvimento do pensamento, que é o final dos tempos, todos
desenvolver o Raciocínio e voltar ao mando racional que é a nossa
origem, a verdadeira eternidade. A matéria foi feita, apenas como um
veículo para conduzir o Raciocínio e não para ser desenvolvida; o seu
desenvolvimento é quem trouxe o sofrimento e a morte. Hoje, a nossa
astronomia, diz a astrologia não existe, é superstição: Mas,
astrologia citada na CULTURA RACIONAL, é dos astros do Astral
Superior; nenhum instrumento de pesquisas de hoje dos mortais,
penetram naqueles tempos da cultura astrológica dos eternos. A
astrologia que nós conhecemos, são estudiosos dos astros, que trazem
em seus códigos genéticos, a lembrança, daquela cultura da astrológica
original. E usando o artifício da matemática, ainda fazem grandes
prodígios. Diz o RACIONAL SUPERIOR, que todas as profecias foram
feitas usando a astrologia, porque nos astros estão escrito todos os
destinos do mundo. No tempo da cultura natural de astrologia, nós não
falávamos como agora, mas todos sabiam de tudo: A origem do Universo, da vida, a sua trajetória, o seu princípio e o seu fim; todos os
acontecimentos eram previstos, não tinha ninguém encantado, todos eram conscientes e sem sofrimentos. Então, que mau para a humanidade, abandonar aquela cultura de saber absoluto, para criar uma cultura artificial, onde tudo é mistério, tudo é enigma, que não sabemos de onde viemos e nem para onde vamos. Vivemos de expectativas, vamos inventando coisas, sem saber se vai dar certo ou não. Desenvolvemos a ciência, a tecnologia, a indústria: e em tão pouco tempo, os seus reflexos já trazem prejuízos devastadores e irreversíveis, para o planeta e para a humanidade. Como exemplo, podemos citar a poluição, engarrafamento do trânsito, destruição da camada de ozônio, lixo atômico, vazamentos de radiação em usinas nucleares e por aí afora. E esse progresso da cultura artificial é muito recente; se compararmos as 21 eternidades de existência do Universo, com as 24 horas do dia, o período de cultura artificial seria apenas as últimas 2 horas. E nesse período tão pequeno, quantas civilizações já foram extintas: Atlântida, Mu, Incas, Maias, Astecas, são inúmeras as que sabemos; e que para os pesquisadores cuja ciência já está tão evoluída, a extinção dessas civilizações ainda são incógnitas, ninguém sabe o que aconteceu, para o desaparecimento instantâneo de cada uma delas. As perguntas permanecem no ar em milhares de livros sem respostas. Sem
contar, muitas civilizações extintas em tempos remotos, que a nossa
ciência nem tomou conhecimento. Agora a CULTURA RACIONAL, está nos dando todas as respostas e as razões das respostas: Muitas
civilizações foram extintas por causa da cultura ser artificial feita
por seres mortais. Diz o RACIONAL SUPERIOR: depois que abandonaram a cultura natural de astrologia que era dada por Deus, foi sempre assim,
começa uma civilização, vai progredindo, chega ao auge e extingue, por
ser feita pelo pensamento que é a evolução da matéria, o mau que por
si mesmo se destroem. Podemos dizer que, os que abandonaram aquela
cultura natural da astrologia, tornaram-se assassínio da humanidade.
Porque antes ninguém morria e depois que criaram a cultura artificial,
todos morrem por ser uma cultura criminosa. Hoje os homens não se
entendem e só progride para as guerras, dizendo que as guerras trazem
progresso para humanidade. Que belo progresso: se a natureza não
tivesse mudado de fase em 1.935, da cultura da civilização para
CULTURA RACIONAL, nós seríamos mais uma civilização extinta no seu
auge cultural, pelas bombas atômicas. Depois como sempre, as novas
gerações iniciariam uma outra cultura artificial, iniciadas também nos
escombros de mais uma civilização extinta. Portanto prezados leitores:
vamos estudar a CULTURA RACIONAL; vamos desenvolver o Raciocínio; pois o desenvolvimento do Raciocínio é a verdade que abandonamos lá na cultura de astrologia. Ele é o socorro; é o encontro novamente com a
Divina providência; é a nova chance, de retornarmos ao nosso mundo de
origem a eternidade.

quinta-feira, 22 de março de 2012

NO RACIOCÍNIO ESTÁ A SOLUÇÃO - PARTE II



Como podemos colaborar para fazer com que essa ENERGIA RACIONAL, que é o raciocínio, que está materializada em nossas cabeças, seja desmaterializada e tenha sua função ativada?
Muito simples!
Basta que cada pessoa estude a cultura que promove a desmaterialização do raciocínio. E que essa cultura é a CULTURA RACIONAL, a Cultura do MUNDO RACIONAL, que encontramos nos Livros Universo em Desencanto.
O raciocínio é um Habitante do MUNDO RACIONAL que está materializado, em forma de máquina do raciocínio. Preso à matéria.
A matéria, sendo elétrica e magnética, variante, gera um falso saber, também variante, sem condições de ativar a função do raciocínio, por ser um saber do chão.
E, assim, o raciocínio envolvido pela matéria, não encontra virtudes na matéria capazes de acionar o seu funcionamento.
Dizemos isso porque, como sabem de texto anteriores, as virtudes deste Habitante do MUNDO RACIONAL, que está materializado em nossas cabeças, como máquina do raciocínio, foram todas perdidas, se transformaram e se deformaram nessas sete partes que compõem o mundo em que vivemos: sol, lua, estrelas, água, terra, animais e vegetais, juntamente com as virtudes perdidas da Planície Racional, que hoje está transformada e deformada nesta Galáxia Térrea.
O Habitante do MUNDO RACIONAL, que está materializado na cabeça de cada animal Racional, bem como a Planície Racional, eram Habitantes do MUNDO RACIONAL, nossa origem verdadeira, o primeiro mundo.
E hoje esses habitantes estão fora do seu estado natural, transformados neste conjunto elétrico e magnético, que é esta Galáxia Térrea.
Tendo sido o sol formado das virtudes perdidas dos Habitantes do MUNDO RACIONAL. E as demais partes, lua, estrelas, água, terra, animais e vegetais, formadas das virtudes perdidas da Planície Racional.
E sendo os causadores deste segundo mundo em que vivemos, os Habitantes do MUNDO RACIONAL, somente eles têm condição de colocar fim na deformação que causaram.
Sim, porque a formação dos seis seres, lua, estrelas, água, terra, animais e vegetais, foi uma conseqüência da transformação da Planície Racional em goma e resina, pelo aquecimento do foco de luz formado pelas virtudes perdidas dos Racionais. A quentura do foco de luz esquentando a goma e a resina, fez com que elas também perdessem virtudes dando causa aqueles seis seres. Aí está a participação das virtudes dos Racionais na formação das demais partes – como foco de luz.
Esse foco de luz é hoje o que conhecemos como sol. Os detalhes sobre tudo isso serão melhor entendidos no capítulo “De onde viemos e para onde vamos” do 1º volume da Obra de Universo em Desencanto.
Sabemos que quando se elimina a causa, cessam-se os efeitos.
A causa deste segundo mundo em que vivemos, são os Habitantes do MUNDO RACIONAL, que saíram do MUNDO RACIONAL e entraram passeando numa pequena parte do MUNDO RACIONAL, a Planície Racional, que não estava pronta para entrar em progresso.
Os Habitantes do MUNDO RACIONAL resolveram progredir por conta própria naquela pequena parte que, não estando em condições de acompanhar aquele progresso, resultou no seu desligamento do MUNDO RACIONAL, vindo descendo, em espiral e, com ela, os Habitantes do MUNDO RACIONAL.
Sobre isso já falamos também em textos anteriores.
Os Habitantes do MUNDO RACIONAL e a Planície Racional, ambos fora do seu habitat.
E por estarem fora do seu habitat, resultou na transformação da Planície Racional em água e terra, energia elétrica e magnética, e na materialização dos Habitantes do MUNDO RACIONAL em forma de máquinas do raciocínio, em cima do início da água e da terra.
A penetração do líquido (início da água) na cinza (início da terra) deu causa à formação dos micróbios que deram causa ao animal Racional (macho e fêmea), o corpo animal, a parte animal, contendo o Habitante do MUNDO RACIONAL materializado, que é o raciocínio.
Portanto, a reconstrução deste segundo mundo em que vivemos, só pode ser feita pelo raciocínio, depois dessa energia desenvolvida, evoluída e ligada ao MUNDO RACIONAL, de lá recebendo todas as orientações para essa reconstrução.
E para que isso aconteça, é preciso que todos desenvolvam o seu raciocínio, lendo e relendo, estudando e reestudando CULTURA RACIONAL, para que o raciocínio, em contato com sua sabedoria verdadeira, assuma sua condição de fiel da balança da vida e equilibre o elétrico e magnético nosso e, conseqüentemente, deste segundo mundo em que vivemos.
Estes esclarecimentos, justificam porque com o pensamento e a imaginação ninguém resolve mais nada e o porquê a fase do pensamento teve que se findar, estando em liquidação, o que vem ocorrendo desde 1935.
Depois de todos com o raciocínio desenvolvido, todos ficarão equilibradíssimos e, em decorrência, o mundo em que vivemos também se equilibrará. Tudo e todos equilibrados, a Natureza satisfeita e equilibrada, cessará a ação elétrica e magnética de lapidação e liquidação, por o mundo passar a ser governado e ficar por conta do Mundo Superior, de onde somos originários, o MUNDO RACIONAL.
E, assim, o mundo em que vivemos passará a ser um Verdadeiro Paraíso Racional, tudo e todos irmanados pela ENERGIA RACIONAL, tudo e todos se compreendendo, se entendendo, passando a ser Um por todos e todos por UM, e que esse UM é o RACIONAL SUPERIOR.
Não haverá mais guerras, doenças, manifestações trágicas da natureza, porque a natureza eletromagnética estará absolutamente equilibrada. Acabar-se-ão as pestes, haverá muita fartura, não haverá mais dinheiro, que será substituído pelo sistema de trocas, não faltando nada a ninguém, todos satisfeitos, felizes e equilibrados, por estarem todos ligados, em vida, ao MUNDO RACIONAL. Tudo e todos se entendendo e se comunicando por uma linguagem única, a ENERGIA RACIONAL, numa verdadeira união de paz, amor, fraternidade e concórdia universal. Todos se comunicando pelo raciocínio.
Mas, para que isso aconteça, o mais rápido possível, é preciso que você, que está lendo este texto, faça somente uma coisa, que é a pequena parte que lhe compete neste apoteótico futuro: desenvolver o seu raciocínio, estudando a CULTURA RACIONAL, dos Livros Universo em Desencanto.

quarta-feira, 21 de março de 2012

NO RACIOCÍNIO ESTÁ A SOLUÇÃO - PARTE I



A vida sempre foi uma grande incógnita, um grande mistério para todos os pensadores, do mais miúdo, que nada sabe, ao mais graúdo que muito sabe.
A vida, com suas lições amargas, com seus golpes repentinos, com suas surpresas desagradáveis, com suas tragédias naturais e artificiais, vai provando aos pensadores que, de verdade, ninguém sabe nada, porque quem sabe, não sofre, quem sabe, não morre. E todos como sofredores e mortais.
Quem tem o saber verdadeiro, sabe embargar o sofrimento e a morte.
E por que ninguém nunca soube nada de verdade? Porque o nosso saber é tão limitado a verdades aparentes e transitórias?
A resposta é a seguinte, minha gente, é porque ninguém nunca conheceu o antes de ser.
E no antes de ser está a causa de toda esta Galáxia Térrea em que vivemos, porque não há efeito sem causa.
Tudo existente tem o seu antes de ser. Tem sua causa, tem a origem da causa e a base da origem da causa.
Mas, a humanidade sempre viveu sem se conhecer. Pois, se se conhecesse, conheceria e compreenderia a sua existência, bem como a existência de todos os seres.
Esse desconhecimento da vida é a causa do sofrimento da vida e da ausência da felicidade.
Como exemplo de que isso é verdade, vejam como sofre uma mãe ou um pai diante de um filho doente, sem ter a solução da doença.
Como sofrem os viventes diante de intempéries da natureza, como tornados, terremotos, enchentes, secas de matar, calor de matar, tsunamis, faíscas elétricas e outras manifestações da natureza, sem entender o porquê verdadeiro dessas manifestações.
E a dor por ser abandonado ou abandonada por um grande amor, que julgava eterno e que, de repente, esse grande amor lhe vira as costas indiferente à sua dor, sem sequer lhe dar uma satisfação.
Como entender tudo isso para, ao menos, acalmar o coração?
Para verem como a humanidade vem sofrendo de veteranas eras, por não ter poder nenhum sobre essas coisas. Prestem atenção: poder nenhum!
Quanto tempo de infortúnio, por todos viverem desconhecidos de si mesmos!
Quanto tempo de lutas sem recompensa, porque todas as lutas só destroem e não constroem.
Uma guerra, por exemplo, só destrói vidas. E toda vida é preciosa!
Um mundo de lutas!
Uns lutando pelos amores, outros lutando por negócios, outros lutando para melhorar de vida, outros lutando com doenças, outros lutando para vencerem seus ideais.
Na esperança disto, na esperança daquilo, na esperança de alcançarem o que desejam e tudo de pior para pior.
Enfim, a vida é de lutas. E onde existem lutas não pode existir felicidade.
Existe, sim, o sofrimento e o sacrifício.
Luta o rico, luta o pobre, todos lutam.
E tudo isso, por estarem sendo guiados pela natureza elétrica e magnética que, por assim ser, é desregulada.
Uma hora funciona a parte elétrica, o bem aparente. Outra hora a parte magnética, o mal.
E o vivente, guiado por essa natureza desregulada, vive a caducar.
Uma hora gosta com consciência, amanhã já não gosta mais. Cadê a consciência do vivente!
Hoje quer, amanhã não quer. Hoje não aceita, porque tem convicção. E amanhã já muda; por isso ou por aquilo.
Cadê a convicção desse vivente, cadê a sua consciência?
A verdadeira não existe. Existe, sim, a falsa consciência, a consciência ludibriadora, que bota o vivente a variar, devido ser guiado pelo pensamento elétrico e magnético, que faz a pessoa, ora pender para um lado, ora pender para outro, ficando que nem uma balança, pendendo cada hora para um lado, sem firmeza, sem estabilidade, nunca se aprumando na vida, nas atitudes, nas ações.
E assim são todos que são guiados e comandados pelo pensamento e a imaginação, ou seja, o pensamento desequilibrado, elétrico e magnético, que não é o nosso natural.
E como firmar o prumo?
Onde encontrar o fiel da balança?
No raciocínio.
Porque o raciocínio é o dono da vida. Dono da vida por ser um Habitante da origem verdadeira e que esse Habitante é quem deu causa a este mundo desequilibrado em que vivemos. Um mundo deformado do que já foi um dia, no seu antes de ser.
Nossa origem verdadeira, o MUNDO RACIONAL.
E tendo sido o raciocínio, este Habitante do MUNDO RACIONAL, o verdadeiro arquiteto deste segundo mundo deformado em que vivemos, ele conhece tudo, porque foi ele quem construiu tudo isso.
E, por conhecer tudo isso, por ter toda a sabedoria da vida, por ele ser a própria vida que deu causa a todas as vidas elétricas e magnéticas, ele, o raciocínio, é o único ser deste segundo mundo que sabe como equilibrar o elétrico e magnético, não só do nosso corpo visível, como do nosso corpo de matéria invisível elétrica e magnética, como sabe também como equilibrar o mundo.
E sendo o raciocínio o arquiteto deste segundo mundo, ele é o verdadeiro dono da vida. E por ser o verdadeiro dono da vida, tem responsabilidade com a vida, com todas as vidas.
E, por assim ser, é o amigo de todas as vidas: animais, vegetais e minerais, visíveis e invisíveis.
Ele, o raciocínio, é o autêntico representante do primeiro mundo, o MUNDO RACIONAL, o mundo verdadeiro da origem de tudo e de todos.
Ele é o fiel da balança.
Mas, para que ele inicie a sua missão de reconstrução do equilíbrio deste segundo mundo em que vivemos e, estando ele materializado em nossas cabeças como máquina do raciocínio, é preciso que cada animal Racional colabore com a Mãe Natureza Racional, para que ele se desmaterialize e assuma o comando dessa reconstrução.
E como fazer essa colaboração?

(Continua na próxima postagem)

terça-feira, 20 de março de 2012

PASSAPORTE TRANSCENDENTAL



No mundo todos clamam por paz, todos anseiam por concórdia universal.
Mas, concórdia universal não se consegue dividindo e, sim somando.

E para somar, há que ter um só ponto de vista, enxergar o universo como um todo, sentir-se partícula desse todo, onde todas as partículas, para alcançar a visão única desse todo, precisam SOMAR e, não, dividir.

E o que faz a divisão no mundo é o pensamento magnético, o mal puro. Pois, o mal puro, sua ação é de divisão.

E no texto de ontem deixamos, bem claramente explicada, a infiltração do mal puro, das forças ocultas do mal em todos os meios, sem que os viventes se dêem conta dela, sem que percebam essa infiltração, devido à falta do desenvolvimento do raciocínio, pelo desconhecimento verdadeiro da vida.

Esse o porquê da necessidade urgente e inadiável de todos passarem a se conhecer pelo desenvolvimento do raciocínio, nos Livros Universo em Desencanto, de Cultura Racional, o curso superior da vida, para saber, com consciência cristalina, separar o que é verdade daquilo que é mentira. Para saber distinguir o Bem do mal. A verdade é uma só, RACIONAL e, não, irracional.

Portanto, o BEM que todos procuram e anseiam é também UM só, é RACIONAL e, não irracional. Daí, o desenvolvimento RACIONAL ser condição fundamental para se alcançar o BEM verdadeiro.

Quando todos passarem a se conhecer, muito naturalmente, todas as instituições tomarão um rumo muito diferente, um rumo único, voltado para a união de todos e, não, para a divisão entre os povos.

Todas as ações individuais voltar-se-ão para a conclusão definitiva da paz verdadeira, do amor verdadeiro, da fraternidade verdadeira e da concórdia universal entre os povos, pelo desenvolvimento do raciocínio.

E, assim, todos dentro deste caminho de recuperação da personalidade aparente para a personalidade verdadeira, Racional, e, empenhados neste caminho com muito amor, firmeza e alegria, as instituições, então, serão a soma do propósito e ação consciente benfeitora de cada vivente deste mundo em que vivemos.

Mas, para isso, é preciso se conhecer no Universo em Desencanto, de Cultura Racional, concluindo todo o curso do conhecimento superior da vida, conhecimento esse que esclarece com base, com lógica, com infinidade de provas e comprovações quem somos, de onde viemos, para onde vamos e como vamos.

Por quê?

Porque quem se conhece verdadeiramente sabe reconhecer o seu lugar de partícula do Universo, que precisa e necessita estar em harmonia com todas as demais partículas, com todos os seres, não se deixa desvirtuar de sua grandiosa missão de compor este colossal quebra cabeças universal RACIONAL, não se deixando desvirtuar do seu ser verdadeiro RACIONAL, pois, RACIONAL tudo e todos são, porque a origem de todos e de tudo é RACIONAL.

Quem sabe de onde veio, mantém atitudes acertadas, paralelas com as ações do seu mundo de origem, neutralizando as ações contrárias, firmando-se no BEM e desligando-se do mal.

Quem sabe para onde vai, não perde o fio da meada e caminha firme, inabalável na linha Racional, o rumo certo de retorno à sua eterna morada, de onde se originou, que essa origem é o MUNDO RACIONAL.

Quem sabe como vai voltar à sua origem verdadeira, é porque já reconheceu o seu lugar de Racional, não tendo dúvida alguma de que este mundo em que vivemos é um falso mundo, provisório e passageiro, um mundo aparente e transitório, um mundo de transformações constantes.

Quem já reconheceu tudo isso, não se ilude mais com a matéria, por já estar desencantado dela, pela consciência absoluta de que neste mundo de matéria só encontra adversidades e que essas adversidades são um mal para o BEM, o bem de motivá-lo a retornar para de onde veio.

E, assim, este mundo em que vivemos é um mundo animal, animado artificialmente pelas energias elétrica e magnética que, antes de serem assim deformadas, eram também componentes do MUNDO RACIONAL, origem de tudo e de todos.

Portanto, esses seres, essas energias deformadas também querem voltar a ser o que eram, mas, que somente poderão retornar ao seu verdadeiro estado natural de ENERGIA RACIONAL, depois que nós, animais Racionais, passarmos a raciocinar e retornarmos triunfantes ao nosso verdadeiro estado natural de Racionais puros, limpos e perfeitos com nosso progresso de pureza, no MUNDO RACIONAL.

Esse o porquê dessas duas energias do chão, elétrica e magnética, do pensamento e da imaginação, desfavorecerem tanto a quem ainda não passou a se conhecer, por se manter iludido e encantado com essa vida de matéria.

A vida da matéria é de sonhos e ilusões. Sonha o rico, sonha o pobre, sonham todos.

E enquanto continuarmos iludidos, sonhando com este mundo provisório e passageiro, continuaremos a sofrer as conseqüências deste grande erro de querer encontrar o Bem no mal (que é a matéria), sem nunca poder o BEM verdadeiro encontrar, porque na matéria não existe bem verdadeiro. Na matéria só existe o mal, que é o bem pantomineiro, o bem embusteiro, o bem aparente que atrai, embriaga, fanatiza e corrompe o vivente, desvirtuando-o do Bem para o mal.

É preciso o vivente acordar, para não ser engolido pelo seu próprio desconhecimento da vida.

E quando o vivente é engolido, quando o vivente cai, quem é o culpado?
O próprio vivente que, por negligência ou por indolência, não se deu ao simples trabalho de procurar saber o que é a vida e o que ela representa.
A vida é boa, quando baseada no amor ao próximo como a si mesmo e no fazer o bem sem olhar a quem.

Saiu disso, não há mais vida, pois, fora disso, o vivente se atropela, atropela tudo e atropela todos. Fica nas malhas da morte.
Passa por cima de si mesmo, de sua natureza de RACIONAL e passa por cima dos seus semelhantes e da dona de todas as vidas: a Natureza.
Fica contra a Consistência Divina.

Minha Gente!

O pensamento magnético desconhece tudo isso.

Já o pensamento natural, voltado para o amor ao próximo como a si mesmo, tudo isso reconhece e eleva o vivente à instância suprema, o raciocínio.

E o que é natural? Natural é tudo aquilo que pode ser sem prejuízo de ninguém.

E onde está o natural?

Na nossa origem verdadeira, o primeiro mundo, o MUNDO RACIONAL, de onde tudo e todos são.

Portanto, aqui neste mundo provisório e passageiro, tudo é artifício, tudo é artificial, não estando ainda o mundo por conta de DEUS Verdadeiro, porque os viventes deste mundo em que vivemos, ainda pensam na matéria, ainda acreditam na matéria como base de suas vidas e, não, em DEUS. Razão por que não acreditam que a vida verdadeira consiste em DEUS e que em DEUS deve se basear. Deus aguarda o acordar de cada qual para essa realidade, para que o mundo fique por conta dEle e, não, por conta de seus habitantes.
A base é DEUS e, não, a matéria, porque DEUS é a origem, é RACIONAL e, não irracional.

E é por isso, minha Gente, que o passo inicial para ligação a DEUS é o desprendimento da matéria.

Mas, para iniciarmos esse desprendimento material, é preciso conhecer o que é a matéria e o que é DEUS.

E onde encontrar esse conhecimento, se este mundo em que vivemos é só matéria? Tudo aqui é matéria!

Claro está que esse conhecimento nunca esteve antes na Terra, caso contrário, sendo o mundo de matéria tão antigo, todos nós já seríamos possuidores desse conhecimento libertador da matéria e já nos encontraríamos completamente desligados da matéria, sem envolvimento com ela, vivendo nela, mas, desprendidos dela.

E, assim, já estaríamos, há muito, ligados diretamente a DEUS e o mundo estaria por conta de DEUS. E, conseqüentemente, as leis do mundo não seriam essas em que os animais Racionais se baseiam, feitas pelos homens e, sim, a lei feita por DEUS, que é amar o próximo como a si mesmo e fazer o bem sem olhar a quem. Tínhamos conhecimento do amor ao próximo, mas, a energia que positiva esse amor, que dá ação e viabiliza esse amor ainda não estava em vigor na Terra. Que energia? A ENERGIA RACIONAL. Pois, todas as fases anteriores à Fase Racional, vigorava a fase do pensamento e da imaginação, energia elétrica e magnética, para lapidação de todos e, não para a união. A prova disso é essa infinidade de segmentos culturais diferentes, jogando irmãos contra irmãos.

Mas, por desconhecimento da vida, essa lei do amor ao próximo ficou relegada a um canto, trocada pela ambição e a ganância, que fizeram dos viventes seres desequilibrados, agindo sob o impulso dos gostos e das vontades sem limites. E dessa forma, intuídos pelas forças ocultas da matéria, o desequilíbrio foi aumentando de tal forma, que os viventes se viram obrigados a criar, cada dia mais, leis e mais leis, na tentativa de colocar limite nos abusos incontroláveis, que transtornaram a vida dos próprios viventes e da natureza.

Tanto são incontroláveis, que faz necessária a criação constante de novas leis, que nada solucionam, apenas remedeiam por certo tempo.
E, assim, por a vontade e os gostos serem livres, essas leis criadas não surtem os efeitos esperados, por não darem conta de frear a ferocidade dos viventes, dada a influência invisível do pensamento magnético e, sob essa influência, os viventes se acham com todos os direitos, em prejuízo de todos e de tudo e de si mesmos.

O livre arbítrio para o bem, tudo bem.

Mas, o livre arbítrio para o mal, tudo mal.

Quem não se conhece, quem não conhece a vida como foi constituída pela Natureza (e que é como deva ser), não tem condição alguma de exercer seu livre arbítrio para o bem.

Mas, estamos falando do BEM verdadeiro, não deste falso bem, o bem embusteiro, que leva o vivente a procurar o seu bem-estar em detrimento de seus semelhantes e de toda a Natureza.

Por isso é que a vida para ser bem formada, bem constituída, firme, equilibrada para o bom viver, é preciso que os viventes e as organizações caminhem paralelamente dentro do amor ao próximo como a si mesmo e fazer o bem sem olhar a quem.

Quando todos entenderem e compreenderem isso, enxergarão a necessidade vital e urgente de passarem a se conhecer e de conhecer a vida como ela foi verdadeiramente constituída.

Como surgiu este mundo em que vivemos? De onde ele veio? Por que veio? Para onde tem que voltar? E o que é preciso cada vivente fazer individualmente para concretizar esse retorno? Pois, pelo sofrimento terrível e monstruoso existente neste mundo de matéria, está mais do que provado e comprovado, que este mundo e tudo que nele existe está mesmo fora de lugar, por estar em constante desequilíbrio.

Tal como um peixe fora d’água, se debatendo, sofrendo, necessitando de que algo ou alguém coloque esse peixe de volta ao seu habitat, que é a água, para que ele não perca a vida.

Assim estão todos e tudo neste mundo de matéria: sofrendo, sofrendo, sofrendo, se debatendo, se debatendo, se debatendo, por tudo e todos estarem fora do seu verdadeiro lugar, que é de onde tudo e todos vieram, do MUNDO RACIONAL.

Precisamos, tal como o peixe fora d’água, de algo ou de alguém que nos coloque de volta no nosso habitat natural.

E esse algo é a CULTURA RACIONAL, dos Livros Universo em Desencanto. E esse alguém é o Verdadeiro DEUS, o RACIONAL SUPERIOR, autor dos Livros Universo em Desencanto, representado em nossas cabeças pelo raciocínio, que é um Habitante do MUNDO RACIONAL materializado na glândula pineal.
Busque a Verdade e ela lhe libertará!

Busque Universo em Desencanto, o Livro de DEUS na Fase Racional, onde todos saberão como viver em equilíbrio e em paz, nesta derradeira fase da vida da matéria.

E, assim, na Fase Racional, finalmente haverá o ENCONTRO RACIONAL, que é o encontro de todos com DEUS, que quer todos os seus filhos de volta pra Casa, porque todos nós somos filhos de DEUS, o RACIONAL SUPERIOR!

Todos somos RACIONAIS. Mas, estamos deformados em animais e precisamos, para colocar fim no nosso sofrimento, providenciarmos, cada qual individualmente, nosso retorno à nossa origem verdadeira, o MUNDO RACIONAL.

E o passaporte para esse retorno é Cultura Racional, dos Livros Universo em Desencanto – comprove você mesmo.

Abracemos nosso passaporte transcendental, com firmeza, amor e gratidão e teremos todos, COM ABSOLUTA CERTEZA, uma boa viagem de retorno à eternidade.

segunda-feira, 19 de março de 2012

A VIDA É ETERNA. A MATÉRIA: PASSAGEIRA!



As pessoas, pelo desconhecimento da vida, envolvidas nas malhas do encanto, vão cada vez mais, cada dia mais se distanciando da possibilidade de um viver tranqüilo e sem barreiras.

O magnetismo da matéria faz com que o vivente acredite que, na matéria, vá encontrar a solução de sua vida.

E, por assim o vivente pensar, por os viventes estarem cegos pelo magnetismo que atrai, ludibria e tonteia, o pensamento lapidador faz a festa. E essa é a missão do pensamento lapidador e cobrador, para nos fazer enxergar que não somos deste plano terreno. Então, não há que reclamar, há que procurar compreender e enxergar essa realidade.

E, no cumprimento de sua missão (um mal, que na verdade é um bem), o pensamento lapidador cria, a cada dia, a cada momento, uma novidade, cheia de encantos, como chamarisco, para afastar o vivente de sua própria natureza, para que ele sinta que fora dela não existe nada, a não ser sofrimento.

E o vivente, cada vez mais encantado, contaminado mais e mais pelo magnetismo, artificializando-se mais e mais, perde o restinho de discernimento que ainda lhe restava no seu fraquíssimo pensamento, caso teime em não enxergar.

Aí, o vivente fica completamente dominado pelo pensamento magnético, perdendo toda e qualquer viabilidade de enxergar a vida por si mesmo, ficando consumada a verdadeira morte do pensador, que se deixou levar pelo encanto da matéria, pela falta de saber verdadeiro, pela falta do SE CONHECER e do SE RECONHECER.

Procurem confirmar pela mídia o que estamos dizendo.

Observem os absurdos que vão sendo criados, sem necessidade verdadeira, criando necessidades aparentes para distrair, ludibriar, sugestionar e, enfim dominar as pessoas ingênuas, AS ILUDIDAS COM A MATÉRIA.

Tudo artifício do pensamento lapidador, o pensamento magnético, esse ser invisível, das forças ocultas do mal, que cumpre e muito bem a sua missão de lapidar, desunindo os viventes, até liquidar a pessoa se ela não acordar em tempo.

Um exemplo flagrante é a internet, com seus sites promovendo encontro de pessoas que procuram sua cara metade.

Quantas mulheres, de todas as idades, principalmente as jovens, que nada conhecem da vida, espargindo ilusão e sonhos, têm perdido até suas preciosas vidas nesses encontros.

É tudo tão sutilmente arquitetado pelos mal intencionados infiltrados nesses meios, que as pessoas ingênuas e bem intencionadas, caem como patinhos nas garras inimigas desses malfeitores.

Mas, se tudo isso existe a culpa é nossa, do nosso atraso. Então, há necessidade de existir, enquanto existir ilusão na Terra.

O mundo, minha Gente, em todos os setores dessa vida terrena, em todos os segmentos terrenos existentes, está infiltrado por elementos de pensamento seco, que são ferramentas do magnético, o invisível cobrador e destruidor que, com sua ação de gerar sofrimento, é utilizado pela Natureza para acordar quem está dormindo o sono de pedra material.

E por serem ferramentas desse poder oculto negativo, altamente destrutivo, uma força poderosíssima do mal, essas pessoas têm uma habilidade incrível para persuadir qualquer que seja que não se conheça e que, por isso, não conhece as manhas e artimanhas do poder oculto do mal.

Essas ferramentas do mal são pessoas aparentemente amáveis, dóceis, educadas, polidas, elegantes, muito inteligentes, cativantes com suas palavras de mel, escondendo, atrás dessa máscara, todo o fel, todo o sofrimento monstruoso que já está bem preparado para a sua vítima.

É preciso que todos procurem se conhecer e conhecer todas as mecânicas que regem a vida, para poder separar o joio do trigo e saber identificar quem é e quem não é.

Somente se conhecendo e conhecendo a vida como ela é realmente, por dentro e por fora, e não como a pessoa pensa e imagina que seja, é que a pessoa poderá se desviar de situações trágicas, arquitetadas pelo poder oculto do mal.

O mundo é a escola do mal e, não, do bem. A escola do bem existe, mas, não pertence a este mundo em que vivemos. Pertence ao Mundo Supremo, de onde tudo e todos viemos. E essa escola já está na Terra para quem quiser, é a Cultura Racional, a maior universidade sem paredes.

E por este mundo em que vivemos ser a escola do mal, é que a cada dia o mal se agiganta, pela quantidade sempre maior de alunos formados nessa escola do mal (que a ingenuidade do não se conhecer, faz o vivente admitir gato por lebre) encantando o vivente, que não percebe que está sendo traído para caminhos sem volta, perdendo a oportunidade de encontrar a sua individualidade há muito perdida.

O mundo em que vivemos não é o nosso lar verdadeiro. E é essa a razão dele ser tão hostil a nós seres humanos, que nele estamos de passagem.

Mas, muito mais hostil se tornou depois de 1935, quando a natureza mudou para a Fase Racional, a fase do desenvolvimento do raciocínio, encerrando-se a fase espiritual na Terra.

E por ter terminado a fase espiritual, a fase do pensamento, a fase das experiências (daí vem o nome espiritual), as forças espirituais do bem passaram para a Fase Racional, a fase do desenvolvimento do raciocínio, para continuar sua missão dentro da Fase Racional, juntamente à Mãe Natureza.

E por ter terminado a fase do pensamento, as forças ocultas do bem, que alimentavam as energias elétrica e magnética, que comandam o pensamento e a imaginação, deixaram de alimentar essas forças elétricas e magnéticas, que comandam o pensamento e a imaginação do animal Racional.

E por falta desse alimento, essas forças elétricas e magnéticas começaram a enfraquecer e, conseqüentemente, foi enfraquecendo o pensamento dos pensadores que é comandado por elas.

Sendo o pensamento o transmissor do sentimento, pois, a pessoa somente sente o que pensa, com o pensamento cada vez mais fraco, igualmente fraco vai se tornando o sentimento. Até que, de tão fraco, o pensamento seca, secando o sentimento.

E é exatamente nesse ponto que a pessoa fica completamente dominada pelas forças ocultas do mal e não mais se governa, torna-se um monstro.

E esses monstros estão infiltrados em todos os meios, na sociedade mundial, em todas as instituições, para tirar do caminho do bem as pessoas ingênuas, que é a maioria, por viverem sem se conhecer, fanatizadas com tudo que é de material, por grande obscuridade do espírito.

Nossa insistência para que estudem o Livro Universo em Desencanto é pelo fato de ser este Livro a representação na Terra da energia mais poderosa do universo, a ENERGIA RACIONAL, que é a única com poder sobre o magnetismo, porque ELA desativa e corta os efeitos do magnetismo e de suas articulações malfazejas, por ser a VERDADEIRA LUZ DA DIVINA PROVIDÊNCIA na Terra, a LUZ RACIONAL, a LUZ do VERDADEIRO DEUS.

Este site, como tantos outros de CULTURA RACIONAL, bem como as demais propagandas de Cultura Racional na mídia e nos logradouros, são uma providência da ENERGIA RACIONAL, através de seus missionários, que são os estudantes e leitores de CULTURA RACIONAL.

Nosso objetivo é alertar a comunidade mundial, através da propaganda da CULTURA RACIONAL, sobre os perigos a que estão sujeitos todos que estão vivendo sem se conhecer, desconhecendo a Fase Racional, que na Terra já está para proteção e garantia do tranqüilo desenvolvimento do raciocínio da humanidade.

E, assim, anunciamos a nova fase da Natureza, a Fase Racional, há muito profetizada por sábios e profetas, recomendando a leitura dos Livros da Fase Racional, Universo em Desencanto, mostrando a importância vital do desenvolvimento do raciocínio, glândula pineal, de todos os animais Racionais no mundo inteiro.

Portanto, não podemos deixar de insistir com todos, porque é uma fase derradeira da vida da matéria e uma oportunidade única. Não haverá outra.

Todos devem procurar conhecer, o quanto antes, os Livros Universo em Desencanto, porque somente através desses Livros as pessoas terão acesso ao conhecimento final e conclusivo do que já tivemos conhecimento na fase espiritual, que foi nosso curso primário, podendo com o Universo em Desencanto, então ingressar no curso superior da vida.

Na Cultura Racional passarão a conhecer as três mecânicas que regem a natureza: a mecânica material, a mecânica celeste e a mecânica Racional.

Tomarão ainda conhecimento da causa de todos os feitos existentes, da origem da causa desses feitos e da base da origem da causa de todos os feitos.

Enfim, terão conhecimento verdadeiro, definido e definitivo, sobre todo o antes de ser de tudo e de todos, visível e invisível.

E de posse desse conhecimento, ficaremos todos ligados à ENERGIA RACIONAL, que é a nossa energia natural verdadeira, pelo desenvolvimento do raciocínio, proporcionado pelo estudo diário, sério e persistente dos Livros Universo em Desencanto.

E todos ligados à ENERGIA RACIONAL, que é a energia do Verdadeiro DEUS, o RACIONAL SUPERIOR, ficamos desligados das energias do pensamento lapidador, elétrico e magnético. E, por isso, desencantados da matéria. Protegidos, amparados, guardados e orientados noite e dia e dia e noite, pelas forças mais poderosas do Universo, correligionárias do RACIONAL SUPERIOR, que é um RACIOCÍNIO SUPERIOR A TODOS OS RACIOCÍNIOS e uma ENERGIA SUPERIOR A TODOS AS ENERGIAS.

Ficamos ligados à natureza Racional e desligados da natureza deformada, elétrica e magnética, com toda a proteção do RACIONAL SUPERIOR e da Mãe Natureza.

Essa proteção é dada à pessoa, desde que ela obedeça às recomendações do RACIONAL SUPERIOR sobre a linha Racional a seguir, mantendo a leitura diária, persistente em sua própria casa ou onde estiver, que beneficiará toda a sua família.

Os que visitam este site, já devem ter notado que tudo que a gente tem falado aqui sobre a situação do mundo, não é conversa fiada. Todos têm tido provas incontáveis do desequilíbrio estarrecedor que tomou conta do mundo. Desequilíbrio moral, físico e financeiro, bem como a falência e liquidação moral, física e financeira.

E todos esses desequilíbrios vêm crescendo a cada dia de forma assustadora e incontrolável.

E a solução de tudo isso está no desenvolvimento do raciocínio, que faz a nossa ligação na ENERGIA RACIONAL, única com poder e força para nos tirar dessa situação, por ser uma ENERGIA PURA, LIMPA E PERFEITA, que não é contra nada e não é contra nem ninguém e, por assim ser, é que está acima de tudo e de todos. Um superior, assim é, por não exluir nada, nem ninguém, tendo compreensão absoluta da situação de cada qual e dando a cada qual aquilo que fez por onde merecer, tendo sempre em vista a sua RECUPERAÇÃO.

Nosso recado tem sido dado.

Agora, tudo depende somente de cada qual fazer a prova de São Tomé: ver, para crer.

E para fazer essa prova de São Tome, só mesmo lendo o seu Livro Universo em Desencanto de CULTURA RACIONAL.

Lembrando que o raciocínio une e o pensamento divide.

No raciocínio a concórdia e no pensamento a discórdia.

E ainda: pensar é renegar o direito que DEUS deu a todos de raciocinar.

Portanto:

RACIOCINAR SEMPRE E PENSAR NUNCA! Porque a fase do pensamento terminou e com o pensamento ninguém resolve mais nada. E é com o raciocínio desenvolvido que é feita a união de toda a humanidade.

Tudo passa. Hoje discorda. Mas, essa discordância nada vale, porque a vida de todos é passageira e leva todas as discórdias para debaixo do chão.

E tudo que é de concórdia, de paz, amor e fraternidade, por pertencerem à eternidade, têm vida eterna.

A vida é eterna. A matéria: passageira!

domingo, 18 de março de 2012

AS ESPERANÇAS, OS SONHOS E A IMUNIZAÇÃO




(RACIONAL SUPERIOR)

No albor das esperanças já vivem todos há muito, cheios de esperanças, recheados de esperanças sem limites, muitas delas tornando-se, pelas variações, sonhos de flores do encanto, dos mil e tantos pensamentos, nas cogitações das realizações dos sonhos, para abrandar as algemas dos desejos.
É assim a vida de todos; sempre com muitas esperanças que se multiplicam, porque os seres são insaciáveis e nunca estão satisfeitos com o que têm.
E, assim, no vagar dessas ilusões vivem todos, uma vida de sonho que sempre manteve o trono do jardim das esperanças, por não terem plena certeza das coisas.
Quem tem certeza não vive sonhando, nem vive de esperanças.
Essa é a vida dos castelos, dos sonhos, dos desejos, das venturas, que fazem com que os viventes tenham ânimo de viver, embora sofrendo, mas, sempre com uma infinidade de esperanças.
Na realidade são tão vagas estas coisas que, quando caem na realidade da vida, compreendem que tudo isso a que deram valor é um fulgor que só está na ilusão.
Então, dizem: “A ilusão cega de uma tal maneira, que somente quando estamos desiludidos é que damos pelas coisas.”
A vida só seria boa quando for vivida RACIONALMENTE, por meio do conhecimento da Imunização Racional.
A Imunização não priva a liberdade a liberdade de ninguém; dá, sim, uma liberdade equilibrada.
Com a Imunização Racional cessa a ganância, a inveja, o orgulho, a ambição, a traição e o ciúme.
A Imunização Racional dará ao ser humano uma vida normal em tudo por tudo, com uma regulagem completa para o perfeito equilíbrio do vivente.
O pensamento se transformará em raciocínio (grifo nosso) por estarem IMUNIZADOS. E desse modo o mundo todo viverá numa marcha diferente dessa que há muito vem nesse mundo.
A Imunização Racional é o maior tesouro do ser humano. E, assim, brilhantes dias, brilhantes horas, alegres dias, alegres horas, brilhantes passos e alegres passos, multiplicando-se culminantemente.

(Esta mensagem completa, no 1º volume de Universo em Desencanto)