Follow by Email

domingo, 28 de junho de 2009

O FIM DO MUNDO

Encontramos, explicado no Conhecimento Racional, que o verdadeiro Mundo é o Mundo Racional, o Mundo dos puros, limpos e perfeitos. Foi de onde uns tantos Racionais saíram e entraram pela Planície que não estava pronta para entrar em progresso. E, que se transformou primeiro, em terra, que foi a resina que saía da Planície com o calor do foco de luz. A resina veio ficando empolada, depois queimada, depois torrada e depois virou cinza. E a Planície, sua massa cósmica aquecida pelo calor, veio amolecendo, depois ficando gomosa, e dali veio derretendo, se liquefazendo, perdendo densidade até que virou água. Isso, enquanto vinha descendo.
E, no descer, deu origem a esse vácuo cósmico, onde existem os Seres celestiais. Trata-se dos Habitantes em corpos de Energia de massas diferentes dessa dos Seres que se degeneraram de todo; que são os que estão em cima da Terra, em cima do chão e os que estão embaixo do chão, e os que estão embaixo d’água. Para ver que a matéria é originada do segundo Mundo; o Segundo Mundo: a água se transformando em Seres de vidas provisórias e passageiras.
Assinala a Cultura Racional que, o Mundo Racional é o verdadeiro Mundo intercósmico. E diz que assim é, por se tratar do Mundo interior. E acrescenta ser aquele, o Mundo dos Mundos.
Por vezes, a Cultura Racional, em sua Escrituração, menciona este nosso Mundo, como sendo o Mundo Externo e que, o Mundo Racional é o Mundo dos Eternos.
Quando essa Cultura comenta em seus livros o que é a cabeça humana, o faz por analogia a um relógio peculiar, munido de sete ponteiros.
Esclarece que a nossa cabeça é ligada a essas sete partes que são os sete reinos componentes deste Mundo Universal e que tiveram formação que lhes foi dada pela deformação das virtudes perdidas pelos corpos Racionais de Energia pura, limpa e perfeita e pela Planície Racional enquanto vinha ficando degenerada e deformada.
E essas virtudes são vidas essenciais, que compuseram focos de Energia Cósmica porque vieram se reunindo e, com o tempo, dando constituição inicial aos corpos da vida celeste: sol, lua, estrelas; além dos planetas que têm ramificações com este Plano Astral Inferior.
Então diz: “Hoje, ...por conhecerem o princípio da vida e o fim da vida provisória... as mentes todas se educando pelo desenvolvimento do raciocínio, para que em vida, aí na matéria se tornem todos Racionais. ...E assim hoje enxergam a vida como ela é; por conhecerem a vida verdadeira e a vida passageira. Por estarem em vida, ligados à vida eterna e terem o verdadeiro conhecimento desta vida externa.”
Sim, os Livros de Cultura Racional asseveram que neste 3º Milênio, já estamos no limiar do ponto máximo de sabedoria. E, a razão principal, é que estamos sabendo deduzir o que é a Energia Racional e o que é energia material. Estamos chegando ao ponto consciente e positivo na vida terrena, por saber discernir o que é Energia do Encanto e o que é Energia do Desencanto. O que é Energia pura, limpa e perfeita e o que é Energia deformada e degenerada em transformação.
Dessa forma estamos mesmo adentrando, ainda que preliminarmente, num ponto alto de cultura, a CULTURA RACIONAL, que é a Cultura das Culturas. Motivo? Até muito simples e obvio, se tomarmos em conta que a Cultura Racional é do verdadeiro Mundo de origem da humanidade, o MUNDO RACIONAL. A Cultura da Fonte primogênita deste Mundo de matéria, que é o MUNDO RACIONAL.
De forma que neste Mundo de perturbações incontáveis, vivemos todos como joguetes desta natureza deformada, dirigidos pelo tempo, sendo o relógio, que é a cabeça, o robô da natureza espiritual visível e invisível, da matéria e do sobrenatural.
Então, a cabeça, o centro de comunicação com tudo e com todos. Sempre Recebendo as transmissões magnéticas e as transmissões elétricas e executando a voz do pensamento e da imaginação, da intuição, da inspiração e de toda espécie de irradiação.
Em síntese, quem guia a pessoa, em sua personalidade interior, é a Energia que lhe dá este ou aquele pensamento. O comando vem de dentro para fora, para governar o “tu” que é o vassalo do “eu”. O “tu” é o todo que se vê da pessoa. O “eu” é a personalidade hospedeira da Energia.
E outro agravante, é que sendo um centro receptor astrológico, a nossa cabeça capta tudo do que se diz de invisível, comunicando-se com o exterior, com o sobrenatural, que é o Mundo dos invisíveis. Adverte-nos a Cultura Racional que o nosso pensamento (fonte de magnetismo) não é um objeto abstrato de nossa propriedade.
Nem mesmo o fato do pensamento se desenrolar em nosso cérebro, nos habilita como donos do pensamento. O “eu”, o personagem que se entende com as personalidades invisíveis do elétrico e magnético, pode também habilitar-se a receptor das transmissões dos Seres invisíveis do Mundo Racional. E aí sim, tornar-se auto determinado positivamente, conscientemente.
Quando nos reportamos ao “Je pense, donc je suis” citada frequentemente em latim: “cogito, ergo sum” Pronunciada pelo filósofo Francês, Descartes, nos lembramos das seguintes considerações feitas pela Cultura Racional à frase: “penso, logo existo”:
— “Você pensa; então, você existe. Mas, se você pensa e não sabe porque pensa; então, você existe e não sabe porque existe. E se você existe e não sabe porque existe; então, você não se conhece.E se você não se conhece; você não pode provar (com base e com lógica) o porque você existe. E, por isso, você não existe.”
Claro, essa provocação feita pelos Livros Universo em Desencanto, visa estender a função de nosso aparelho psíquico ao plano da existência consciente. Ou seja, “consciência” não é só o que se passa na mente. Remonta à soberania da origem, transformando-nos de Aparelhos porta-vozes inconscientes deste Mundo que é elétrico e magnético, o Mundo do Ser irracional, para Aparelhos Racionais em conexão com os Habitantes do Supremo Mundo, o Mundo Racional. Portanto, Seres Racionalizados pelo conhecimento do Mundo de nossa Raça, (o Mundo de origem do raciocínio) e, por saberem também, como voltar para ele, o Mundo Racional.
Esse estágio,alcançaremos nos dias vindouros; só se nos prontificarmos desde já, a galgarmos este mais alto patamar cultural de nossa existência.
De sorte que, a recomendação, que, muito insistentemente, tem sido feita — nesta Fase natural da Natureza, a Fase do desenvolvimento do raciocínio — é que cada qual, na humanidade, busque imediatamente, ligar-se à Energia da Imunização Racional, para que essa Energia do verdadeiro Ser natural da pessoa, lhe fique governando Racionalmente (naturalmente) todas as suas ações, atos, atitudes e procedimentos.
Daí por diante, desligado da Energia animal, o Ser Humano assim Racionalizado, estará tomado por um equilíbrio de Razão Suprema, adquirido pelo total desenvolvimento do seu raciocínio.
Imunizar quer dizer: unir-se à PUREZA. Imunizado é o mesmo que ser puro, porque já tem as suas virtudes que estavam nas sete partículas deformadas (nesta Galáxia elétrica e magnética) transportadas de volta para o estado natural, retiradas desta deformação Universal, para que dêem composição à formação verdadeira Racional da pessoa, lá em cima, no MUNDO RACIONAL. É um ponto final no Encanto, no sofrimento e no pranto.
Aí estará, portanto, positivado o fim do Mundo da inconsciência.
TODOS TÊM QUE DESENVOLVER O RACIOCÍNIO, PARA SAIRMOS VITORIOSOS DESTA FASE DE SALVE-SE QUEM PUDER E SE PUDER, QUE SE PASSA NO MUNDO TODO. A SOLUÇÃO DA VIDA AÍ ESTÁ — DEFINIDA E DEFINITIVA, NOS LIVROS DE CULTURA RACIONAL: UNIVERSO EM DESENCANTO.

quinta-feira, 25 de junho de 2009

2012, o FIM DO MUNDO? NÃO E, SIM, UMA GRANDE TRANSFORMAÇÃO!


Tanta apreensão quando se trata de 2012! O que, na verdade, está acontecendo no mundo?
Bem, para explicar isso, é preciso lembrar que o Universo em que vivemos é um mundo em transformações e tudo que nele existe, são vidas em transformações, sendo tudo energia transformada em seres, de diversas e diferentes formas.
Cada vida existente é um protótipo deste mundo ao qual pertence, é como se fosse um mini Universo: gera, nasce, floresce, alcança sua vida adulta, envelhece e se transforma em nova vida e, assim, sucessivamente, por serem energias que se transformam em forma de seres de várias espécies, componentes desta grande máquina que é o universo.
E por que se transformam? Porque estão fora do seu estado natural, original, estão deformadas, degeneradas, poluídas e enfraquecidas e, através das transformações, estão caminhando para retornarem ao seu verdadeiro estado natural de energia pura, que foi e que deixou de ser, por terem adotado procedimentos não correspondentes às leis naturais do Universo original de onde vieram, do Universo RACIONAL, que é a mesma coisa que NATURAL.
A deformação, degeneração e o conseqüente enfraquecimento é, em si, uma prova evidente de que o NATURAL, o RACIONAL, é o PODER DOS PODERES, uma lei universal que faz com que tudo que desvirtue do seu ser, retorne a ele, através das transformações.
Então, RACIONAL NUNCA DESVIRTUA DO SEU SER!
Nas transformações tudo que diverge do natural vai se deformando, degenerando, enfraquecendo e se transformando de formas sucessivas, até diminuir e desaparecer o que diverge desse natural, ficando apenas a essência natural, retornando, assim, ao estado ORIGINAL.
É o que vem acontecendo com o Universo deformado em que vivemos, com todos os seres nele existentes.
Por a humanidade não conhecer isso e não conhecer o que é natural, mantém-se apegada a tudo que é de material, como se a matéria fosse o estado natural. E, assim, sofre as conseqüências de viver apegada às aparências, tendo criado uma cultura artificial, que alimenta as aparências, enfraquecendo, cada vez mais o entendimento da vida como ela é, ficando contra a sua própria natureza. E ficando contra a sua própria natureza, tem que sofrer sempre, transformando-se sempre para pior em tudo, cada um de um jeito e de uma forma, onde todos pensam diferente, vivendo uns contra os outros e ninguém tendo RAZÃO (porque já perderam todos, há muito, a visão correta da vida, a visão NATURAL, RACIONAL).
A natureza, como um todo, já adquiriu uma consciência RACIONAL, já amadureceu, porque fez por onde ter esse amadurecimento. Como fez por onde? Gerando, criando, mantendo e sustentando tudo e todos, indiferente à ingratidão de todos, que não a conhecem, nem se interessam em conhecê-la, não a respeitam, sugando-a como parasitas monstruosos e impiedosos. A natureza provou e comprovou seu comportamento RACIONAL de fazer o bem sem olhar a quem. Sustenta ricos e pobres, maus e bons, analfabetos e acadêmicos, humildes e orgulhosos etc.
Reconhecido o seu comportamento, pelo Universo Original, o Mundo de Origem de tudo e de todos, dado lhe foi o amadurecimento.
Então, o Universo, o Mundo em que vivemos, este ser, entra agora (e isso desde 1935) numa fase áurea de consciência plena, positiva, a Fase Racional, onde tudo e todos que divergem das leis naturais que regem o universo, entram em liquidação e destruição, porque a Natureza, agora amadurecida RACIONALMENTE, não admite mais ser algum vivendo artificialmente, ou seja, fora das leis naturais que regem o Universo para manutenção do equilíbrio de tudo e de todos.
Por outro lado, todos que provam, com seu comportamento, que estão amadurecidos paralelamente à Natureza, são protegidos por ela, guardados por ela e premiados por ela com a consciência positiva sobre a vida e todos os seus pertences, visíveis e invisíveis, alcançando o tirocínio da RAZÃO de tudo e de todos, desenvolvendo o seu raciocínio (Terceiro Olho, Glândula Pineal ou Epífise), que estava embrionado, embargado o seu desenvolvimento, com tudo de artificial que a humanidade criou, por não se conhecer, por não conhecer as leis naturais que regem o Universo, ficando o raciocínio paralizado.
Em 2012, a Natureza providenciará, como já vem providenciando, uma limpeza maior em todo o Universo. A maioria de tudo que nos é prejudicial, prejudicial ao raciocínio, será destruído. Por outro lado, tudo que condiz com o raciocínio será preservado, alimentado e fortalecido. Então, é uma mudança para melhor e, não, para pior.
E aqui no mundo já se encontram meios de se engrandecer RACIONALMENTE, para se caminhar paralelamente à nova e brilhante fase da Natureza, a Fase Racional, que põe fim na classe de animal Racional, para a entrada da fase de Aparelho Racional, ou seja, o ser humano ligado à Natureza, comunicando-se com ela, por caminhar paralelamente à ela.
Que meios são esses? Sim, porque ainda há tempo de se engrandecer, apesar de que o tempo é pouco. Esses meios todos encontrarão na cultura natural da Natureza, a CULTURA RACIONAL, dos Livros Universo em Desencanto, ditados pelo UNIVERSO SUPREMO, o MUNDO RACIONAL, aos habitantes aqui da Terra.
Portanto, a hora não é de apreensão e, sim, de muito estudo e satisfação, por ter entrado na Natureza a fase Racional, a fase mais linda da Terra, onde todos terão uma só compreensão, onde todos se entenderão, pelo desenvolvimento do raciocínio. E a Terra será um VERDADEIRO PARAÍSO RACIONAL!

quinta-feira, 18 de junho de 2009

O MUNDO RACIONAL É A RAIZ MESTRA DA FECUNDAÇÃO DE TODO ESSE UNIVERSO E SUA CRIAÇÃO


O mundo entra agora no seu esplendor, por já estar aqui na Terra a roupa do nosso verdadeiro Mundo de Origem, o MUNDO RACIONAL.
Que roupa é essa? É a CULTURA que nos prepara para entrar em contato com nosso mundo verdadeiro de origem, o MUNDO RACIONAL.
Sem preparo, nada feito.
O selvagem, para entender o civilizado, precisa aprender a cultura do civilizado, assim como, para entender medicina, é preciso estudar medicina. Para entender qualquer assunto ou matéria, é preciso ser preparado dentro daquele assunto ou matéria, para entender qualquer povo, é preciso conhecer a cultura desse povo.
É a mesma coisa quando se trata do nosso mundo de origem. É preciso preparar-se através de sua cultura, a CULTURA RACIONAL, para que possamos entrar em contato com os HABITANTES DO MUNDO RACIONAL, que é o mundo de onde viemos.
Então, a CULTURA RACIONAL é a roupa para contato com os extraterrenos (que extraterrenos também somos nós, com a diferença de estarmos materializados e desligados da nossa origem, por estarmos deformados do nosso estado natural, que é de energia pura e, não, de matéria - condensação de energia deformada).
A humanidade, vestida com esta roupa aparente, que é a cultura artificial filosófica e científica, jamais poderia descobrir e/ou entrar em contato com a nossa origem verdadeira.
Por que?
Porque a cultura artificial foi criada pela mente humana, extraída da mente humana, humanos que nasceram nesta Terra já encontrando tudo pronto e que nunca souberam de onde vieram e para onde vão. Então, tudo criado pelo ser humano é fruto da imaginação, baseado em hipóteses (portanto, sem base verídica), resultado de experiências e pesquisas para encontrar a verdade na matéria.
Nunca se poderia encontrar a verdade num ser deformado, poluído e em constante transformação, como tal é o ser material.
Sabemos que não há efeito sem causa. Então, como procurar a origem verdadeira pesquisando no efeito, que é a matéria, que é um ser deformado em constantes transformações?
A origem não poderia ser encontrada na matéria e, sim, na causa da matéria. Razão porque, jamais encontraram, anterirormente à Cultura Racional, a verdadeira origem da humanidade.
Só quem assistiu todo o nosso processo de deformação, degeneração, poluição e transformação, desde que saímos do nosso habitat verdadeiro, só mesmo os nossos irmãos do nosso verdadeiro Mundo de Origem, o MUNDO RACIONAL, é que poderiam nos dizer de onde viemos, como viemos e para onde vamos e como vamos.
E assim fizeram, através do Livro dEles, UNIVERSO EM DESENCANTO, que congrega a cultura deles, a CULTURA RACIONAL, que é a roupa com a qual devemos nos vestir. A roupa, quer dizer, a fonte de conhecimentos, para termos condições de entendê-los e entrar em contato com eles naturalmente, sem que Eles necessitem se materializar em forma de discos voadores, em forma de luzes e outras formas mais, para anunciar a presença deles e da cultura deles aqui na Terra.
Eles estão entre nós, em todos os lugares do mundo. Mas, só são vistos quando se ligam no campo eletromagnético deste mundo em que vivemos, porque ainda não estamos preparados, energeticamente, culturalmente para vê-los e entendê-los. Eles são equilíbrio absoluto, não cometem ingerências (respeitam o nosso livre arbítrio) e, por isso, aguardam, pacientemente, que todos procurem estudar a cultura que trouxeram para a Terra, a CULTURA RACIONAL, para que, através do desenvolvimento Racional, do desenvolvimento do nosso Terceiro Olho (a Glândula Pineal, ou Epífise), que é o raciocínio, possamos vê-los em todo e qualquer lugar, dialogar com Eles, para sermos orientados por Eles para a reconstrução do mundo em que vivemos, que está doente no último grau, em decorrência do nosso desequilíbrio moral e geral, que é a causa de todas as atrocidades que vem acontecendo pelos quatro cantos do mundo.
Está chegando o fim do tempo que nos é reservado para tomar conhecimento dessa grandiosa CULTURA.
NÃO PERCAM TEMPO, PORQUE O TEMPO, MAIS DO QUE NUNCA, É POUCO PARA O DESENVOLVIMENTO DO RACIOCÍNIO! VISTAM, O MAIS RÁPIDO POSSÍVEL, A ROUPA DA PAZ, DO AMOR, DA FRATERNIDADE E DA CONCÓRDIA UNIVERSAL, LENDO E RELENDO, ESTUDANDO E REESTUDANDO OS LIVROS DE CULTURA RACIONAL, UNIVERSO EM DESENCANTO!