Follow by Email

quarta-feira, 20 de março de 2013

AOS QUERIDOS LEITORES AMIGOS E AMIGAS DESTE BLOG!

GENTE QUERIDA QUE VEM DIARIAMENTE VISITAR ESTE BLOG:
Estarei viajando de 21/03, 5ª feira, a 26/03/2013, 3ª feira, para visitar minha filha no interior do Rio de Janeiro.
Ela mora numa chácara e lá não tem internet.
Portanto, não poderei postar matérias nesses dias. Aproveita, minha Gente, para ler e tomar conhecimento dos mais de 630 artigos aqui postados, fazer seus comentários e recomendar este blog para pessoas que sofrem sem saber que já está na Terra um Conhecimento Superior que nos orienta como embargar nosso sofrimento na Terra, ligando-nos, em vida, à nossa Verdadeira Origem.
Ficarei com muitas saudades de todos e, ao voltar, terei a maior alegria de responder a todos os seus comentários.
Aos que colaboram neste blog, com seus belos textos, por favor aguardem meu retorno para continuar a Administração deste blog e a postagem de suas preciosas colaborações, pois, este blog é de todos nós, por ser da Fase Racional!
Que fiquem todos com DEUS! Amo muito todos vocês!
Até semana que vem! Gratíssima pelo carinho e atenção que constantemente recebo de todos vocês.
ALEGRIA! ALEGRIA! ALEGRIA!
Nágea Luiza Batista, nalub7.

terça-feira, 19 de março de 2013

AS VERDADES DAS VERDADES (SEM MISTÉRIOS, ENIGMAS OU INCÓGNITAS) – 2ª parte

(CULTURA RACIONAL, autor desconhecido, colaboração de Mário Toledo, Brasília, DF)
11- De onde vem essa bestialidade do ser humano?
Essa bestialidade vem através de duas energias pesadas que existem no nosso mundo, energias que são conhecidas pelos estudantes de Cultura Racional como energia elétrica e energia magnética. Essas energias elétricas e magnéticas transformam a razão do ser humano, transformando-o em um verdadeiro selvagem. Basta ver o noticiário da televisão para perceber essa bestialidade (violência, crimes, guerras e mortes).
12- E como nós podemos nos proteger da energia elétrica e magnética?
Através da leitura dos livros “Universo em Desencanto”. A leitura traz para a pessoa a Energia da Imunização Racional e essa energia domina e equilibra o elétrico e magnético, purificando todo o seu ser.
13- Que legal! E por que isso, sendo tão bom, não veio antes para todos nós?
Porque tudo tem o seu tempo certo. Fruteira nenhuma dá fruto antes do tempo. Agora chegou o tempo da Imunização Racional alcançar todos e equilibrar todos.
14- Por que é importante nos protegermos da energia elétrica e magnética?
Porque ela é a causadora de todos os males de nossa vida e de todos os males de nosso corpo. Além de desequilibrar nosso raciocínio, a energia elétrica e magnética é responsável pelas doenças que consomem nosso corpo físico. Se a doença existe, é porque existe a causa da doença, que é o fluído elétrico e magnético. Sendo retirado esse fluído elétrico e magnético do nosso corpo, que é a causa, o efeito, que é a doença, desaparece. Este é que é o verdadeiro remédio para a conservação da saúde; com o corpo imunizado pelo fluído bom.
15- Fluído? O que é isso?
Fluído é o nome dado na Cultura Racional para a emanação energética proveniente de todos os seres, animados ou não, densos ou sutis, que existem em nosso Universo. Todos os seres, possuem átomos e elétrons em movimento, e esse movimento causa um campo de força em torno desse ser. Esse campo de força irradia energia para fora, e essa energia pode ser chamada de fluído. Então, fluído e energia são a mesma coisa. Fluído elétrico e magnético e energia elétrica e magnética são a mesma coisa. Fluído Racional e Energia Racional são a mesma coisa.
16- E quem enviou essa energia da Imunização Racional para o nosso Planeta?
Foi o próprio Criador, pelo Amor que tem por suas criaturas. Ele enviou esta Energia Racional para ajudar a todos que queiram voltar ao seu estado de Racionais puros, limpos e perfeitos. Para os estudantes de Cultura Racional, Ele é conhecido com o nome de Racional Superior.
17- Quer dizer então que a Cultura Racional é uma seita religiosa?
Não!!! A Cultura Racional não é seita, não é religião e não possui dogmas de espécie alguma, por isso não ataca, não ofende e nem humilha ninguém. Ela é um estudo e uma preparação energética para que as pessoas possam entrar em sintonia com o novo despertar de consciência que já está ocorrendo no mundo. Portanto, não há templo, não há sinagoga, não há casa de pregação para propagar a Imunização Racional. Para receber os seus benefícios, basta ler com assiduidade os livros “Universo em Desencanto”.
18- E que benefícios são esses?
Desenvolvimento de nossos dons e dotes paranormais, também conhecidos pelos estudantes de Cultura Racional como Vidência Racional.
Purificação de nosso corpo físico e corpos sutis, com a retirada da energia elétrica e magnética.
Incremento da saúde de nosso corpo físico.
Alinhamento de nossos corpos sutis em torno de seu eixo central. Isso cria um equilíbrio muito grande dentro de nosso ser, trazendo paz e iluminação interior.
19- Puxa vida! Que livro fantástico! Quer dizer que é só ler o livro uma vez que eu terei todos esses benefícios?
Não é apenas uma vez. Você deve ler todos os dias para ser tratado pelo Fluído Racional. É a mesma coisa que fazer um tratamento médico: você toma todos os dias uma dose do remédio para ficar curado de sua doença.
20- Mas eu tenho que ler todos os dias??!!
Sim. Você não come todos os dias? Não dorme todos os dias? Não toma água todos os dias? Todas essas coisas não são rituais diários para você? Então, faça da leitura um ritual diário também, e você será tratado pelo Fluído Racional todos os dias e alcançará um ponto nunca antes sonhado em sua vida.
21- E essas mudanças proporcionadas pelo Fluído Racional são bruscas ou agressivas?
Não. Essas mudanças são gradativas e naturais. São como o crescimento físico de uma pessoa: ela simplesmente cresce, e não percebe esse crescimento, até que se sente diferente, mais alta do que era. Assim também atua a Imunização Racional na pessoa.
Tudo é muito natural, sem traumas de espécie alguma. Mas, eu repito, é preciso ler todos os dias para que o Fluído Racional atue sobre o seu corpo.
22- Então eu devo ler todos os 1006 livros da coleção “Universo em Desencanto” para ser tratado pela Imunização Racional?!
Você deve ler, pelo menos, os 21 primeiros livros da coleção “Universo em Desencanto” para ficar coberto pelas linhas gerais da Imunização Racional. Esses 21 primeiros volumes formam uma coleção chamada genericamente de “Obra”. Após, existem mais 21 livros da coleção chamada “Réplica”; após a Réplica, mais 21 livros da coleção chamada “Tréplica”. Terminada a Tréplica, temos os livros da coleção chamada “Histórico”. Com os 21 volumes da Obra, você já estará de posse dessa energia maravilhosa da Imunização Racional. Após a leitura da Obra, fica a seu critério ler o resto ou não, mas, eu insisto, é preciso ler diariamente para ser tratado pela Imunização Racional. Leia e releia sempre, mesmo que você já tenha lido o livro inteiro, pois isso faz parte do seu esforço pessoal para acabar com os males de seu corpo e de sua vida.
23- Quantas páginas eu devo ler por dia?
Leia o suficiente para se sentir bem consigo mesmo. No meu caso pessoal, dez páginas por dia são suficientes, e eu gasto apenas 15 minutos para isso. Às vezes eu leio mais, outras vezes menos, mas eu leio todos os dias, nem que seja uma página. Assim, eu recebo o tratamento da Imunização Racional todos os dias. Mas saiba que, quanto mais você ler, melhor será para o seu equilíbrio. 24- Estou interessado em começar esse trabalho da Cultura Racional. Como faço para adquirir esses livros?
Acesse: www.universoemdesencanto.com.br
Peça o volume 1 da Obra.
Lá você encontrará toda a coleção “Universo em Desencanto”.
Leiam o Livro “Universo em Desencanto”.
www.novafaseracional.com.br

AS VERDADES DAS VERDADES (SEM MISTÉRIOS, ENIGMAS OU INCÓGNITAS) – 1ª parte

(CULTURA RACIONAL, autor desconhecido, colaboração de Mário Toledo, Brasília, DF)
Você já percebeu que nosso planeta e nossa humanidade estão passando por uma série de perturbações?
Terremotos, erupções vulcânicas, tempestades, clima desregulado, secas, enchentes, doenças incuráveis, pobreza, guerras, falta de fé, violência... enfim, um desequilíbrio tão grande, que nossa própria existência está ameaçada. O ambiente ao nosso redor está poluído, e não só com fumaça ou detritos físicos, mas também com energias pesadas que, na maioria das vezes são criadas por nós mesmos.
E por que isso está acontecendo? A resposta é simples: nós estamos passando por um período de transição muito grande, um verdadeiro fechamento de ciclo planetário que proporcionará um novo despertar de consciência. Muitos conhecem esse grande acontecimento por nomes consagrados na mídia como “Nova Era” ou “Era de Aquário”, e, realmente, está chegando uma Nova Era para a humanidade. Seu nascimento está muito próximo, e essas perturbações são as “dores do parto” que já aparecem. A luz planetária está brilhando cada vez mais forte. Devido à aceleração vibracional que estamos passando e, aonde a luz brilha mais forte, as trevas, por contraste, ficam mais densas; por isso estamos vendo nos jornais pessoas fazendo coisas monstruosas, verdadeiras loucuras contra seus semelhantes. Vai chegar o momento em que todos terão de escolher de que lado irão ficar. Se vão servir ao lado da luz ou ao lado das trevas, pois ficar em cima do muro não será uma opção válida. Se você optar por servir à Luz, então permita-me mostrar algo que irá, sem sombra de dúvida, acelerar sua evolução em todos os sentidos – a Cultura Racional.
O que é a Cultura Racional?
A Cultura Racional é um sistema de desenvolvimento e transformação interior que visa despertar o ser humano para a nova realidade do Terceiro Milênio, ou seja, despertar dentro de cada pessoa o que ela tem de melhor (amor incondicional, equilíbrio interno, paz, tranqüilidade mental, etc.) de forma natural e gradativa, abrindo sua receptividade para as forças primordiais da natureza que nos rodeia.
2- Como surgiu a Cultura Racional?
Ela surgiu através do trabalho de canalização feito pelo Mestre Manoel Jacintho Coelho, um ser de muita Luz que dedicou sua vida inteira à cura e ao crescimento interior de seus semelhantes. Esse trabalho começou em 1935.
3- O que é canalização?
É um processo através do qual uma pessoa, chamada de canal, recebe informações supra-físicas de dimensões à nossa, e as transmite através da palavra falada ou escrita para outras pessoas. É uma das muitas formas de contato que existem entre nós, habitantes da terceira dimensão, e as Consciências Superiores que habitam a quarta dimensão em diante, e que entre nós ficaram conhecidas com o nome de Anjos, Mestres Ascencionados, entre outros.
4- Como funciona a Cultura Racional?
Mestre Manoel Jacintho Coelho, através da canalização, escreveu uma obra de 1006 livros, intitulada “Universo em Desencanto”. A leitura destes livros proporciona o desenvolvimento interior da pessoa e a transformação de sua vida para melhor. 5- Como é que é? A leitura de um livro vai mudar a minha vida? Não acredito!
Calma! Deixe-me explicar melhor. Como eu disse, essa obra foi canalizada, ou seja, Mestre Manoel Jacintho Coelho apenas passou para o papel o que foi transmitido de Consciências Superiores. Como conseqüência, essa não é uma leitura comum, que tenha começo, meio e fim. Existe um “código” energético no texto que estimula diretamente a glândula pineal de quem está lendo através de seus nervos ópticos. Além disso, essa leitura possui uma semântica rotativa, e o assunto que começa no primeiro livro vai ter continuação em toda a obra.
6- Glândula pineal? O que é isto?
É uma glândula de nosso corpo físico de 2,5 mm de diâmetro, que fica localizado bem no meio de nosso cérebro, no istmo do mesencéfalo, entre nossos canais auditivos. A glândula pineal é a responsável pelo desenvolvimento de nossa consciência e regula diretamente o nosso chakra frontal, também conhecido como “terceira visão” ou Vidência Racional, para os estudantes da Cultura Racional. Através dela ocorre o desenvolvimento de nossos dons e dotes paranormais, tais como a clarividência, a telecinese, a clariaudiência, entre outros. Esses dons e dotes paranormais são comuns a todos os seres humanos, embora a maioria nem saiba disso.
7- Deixa ver se eu entendi: A leitura do livro “Universo em Desencanto” ativa o funcionamento correto da minha glândula pineal através de uma energia sutil?
Exatamente. Essa leitura estimula, via nervo óptico, o funcionamento da nossa máquina do raciocínio sutil, que é a glândula pineal. Essa energia é conhecida, entre os estudantes de Cultura Racional, pelo nome de Imunização Racional.
8- Você pode me explicar mais sobre a Imunização Racional?
Claro! A Imunização Racional é uma energia sutil e poderosa, emanada de dimensões ou existências superiores à nossa (acima da quinta dimensão). Essa dimensão é conhecida entre os estudantes de Cultura Racional pelo nome de Planície Racional. A Planície Racional é o Centro de Energia Primordial de nosso Universo, aonde se localiza o coração da Criação. Essa energia visa despertar o ser humano de sua profunda inconsciência da verdadeira natureza do Universo e levá-lo de volta à Planície Racional, ou seja, levá-lo de volta ao seu estado de puro, limpo e perfeito.
9- Quer dizer que nós viemos da Planície Racional?
Exatamente! Éramos energias de vida eterna, puros, limpos e perfeitos. Quando nos manifestamos na matéria mais densa, ocorreu a chamada “queda do homem”, ou seja, sucumbimos ante aos apelos grosseiros da matéria e nos transformamos em verdadeiros animais, bichos ferozes que destroem a própria natureza aonde vivem e acabam por destruírem-se uns aos outros através de guerras. Esse estado animalizado cortou nossa comunicação com planos mais sutis de consciência e nos deixou à mercê de experiências desagradáveis em nossas vidas.
10- E a Imunização Racional corrige essa situação?
Sim. Ainda somos puros em nossa essência, vindo daí a denominação de animais Racionais. Essa essência pura Racional é nossa ponte de ligação com o Mundo Racional e com a Energia Racional. A Imunização Racional afasta a bestialidade do nosso ser e nos transforma de animais Racionais para Racionais puros, limpos e perfeitos.
(Continua na próxima postagem)

VIAJANTES

(Angela Maria da Silva, Recife, PE)
Ouvindo certa canção deparei comigo mesma, viajante na condição de ser materializado, num tempo em que se faz necessário conhecer a si mesmo.
Sei que não há mais tempo para perder tempo com experimentações que levam a lugar nenhum.
Ao meu lado percebo uma humanidade (da qual faço parte) apressada em adquirir bens materiais, na esperança de amenizar os sofrimentos diários. Não importa a nacionalidade, em qualquer lugar que seja, todos buscam encontrar o certo, sem se dar conta de que cá onde estamos o certo não é verdadeiro.
Temos tantos conceitos formulados, tantas respostas que levam o nada ao nada, tanta luta para acabar em uma cova! E lá vamos todos sem saber o que nos aguarda o amanhã, tantos zelos com a vida material, que criamos crenças, seguimos filosofias, nos agarramos ao divino criado por nossas mentes, sem sabermos o que de fato é verdade.
Tantos livros escritos, tantos pensadores desde remotas épocas e as mesmas perguntas rondam o ser humano, a ciência em luta com a religião, cada qual dando sua versão de nossa existência.
O que chama minha atenção é que a humanidade já não aceita mais respostas infundadas, não aceita mais o tudo prontinho de quando aqui chegamos e encontramos.
Há uma certa concentração de pessoas que busca mais, pessoas que buscam a si mesmas. E dessa maneira acabam por encontrar um caminho jamais esperado.
Encontram a si mesmos descobrindo o ser real existente dentro dessa máteria a que estamos ligados.
Essa viagem que leva qualquer um a encontrar a si mesmo é clara, com provas e comprovações, nos Livros Universo em Desencanto, diferente de qualquer livro dantes lido; é fazer a prova do ler para formular opinião, porque o novo pode nos causar diversas sensações, a verdade relatada é uma viagem de volta à nossa origem de seres puros, limpos e perfeitos, nossa volta ao divino sem a necessidade de sermos conduzidos por outrem.
Amigos um convite: leiam Universo em Desencanto e formulem suas opiniões.

domingo, 17 de março de 2013

CIÊNCIA DO NADA

(Odete Pereira – Poetisa Racional)
O homem é um vago bicho sem destino
Que vive só de ilusão
Vagueia como um peregrino
Desconhece a própria razão
Manda foguete para o espaço
Se diz grande sabichão
Sem saber dizer de onde vieram
Sem saber dizer para onde vão
O homem hoje é valente
Orgulhoso e prepotente
Amanhã arrasta o pé, já não anda
Nem seu corpo ele comanda
Da natureza desconhece os mistérios
Mas se diz um grande herói
Explora ouro, prata e minério
E tudo que toca ele destrói
A Mãe Natureza revoltada
Derruba castelo, barraco e mansão
Aí a ciência não explica nada
A ciência é mais uma ilusão
Na ciência dos homens não está a verdade
Por isso não define o destino da humanidade
A ciência das ciências
O contencioso universal
Provém do Mundo Racional.
http://poetisaracional.blogspot.com.br/

A LEI DE MURICI

(Odete Pereira – Poetisa Racional)
A matéria é uma ilusão
Dá migalhas de contentamento
E mantém todos prisioneiros
Vítimas da imaginação
Vítimas do pensamento
Na matéria não tem perfeição
É a Lei de Murici
Não repare o teu irmão
Cada um cuida de si
Não julgues para não seres julgado
Não cometa esse ridículo papel
Uns estão mais certos, outros mais errados
Pois, todos estão a revel
A matéria é um mal terráqueo
Todos vivem a padecer
Sofre o rico, sofre o pobre
Sofre o tolo e sofre o nobre
Por não se conhecer
http://poetisaracional.blogspot.com.br/

CONHECER A SI MESMO

(Angela Maria da Silva, Recife, PE)
Já sentiu uma enorme vontade de estar em união consigo mesmo? Uma força que brota de dentro e ficamos tentando entender de onde ela vem?
Nosso EU quando nos permitimos ouvi-lo é assim: uma vontade enorme de sintonizarmos com o cosmos, de olhar para o alto e nos identificarmos com algo que ainda não sabemos o que é, mas, que temos a certeza de estar lá!
Tantos foram nossos caminhos, que em algum momento perdemos nosso elo de ligação com nossa verdadeira origem, e nisso passamos a valorizar o mundo material como nosso único e verdadeiro mundo.
E, assim, quando paramos para contemplar, somos possuídos por uma sensação de vazio: algo nos falta! É quando começamos a escutar a voz de nossa verdadeira alma, o coração, nos chamando para olharmos para dentro de nós mesmos.
Nosso EU convidando-nos para voltarmos à nossa verdadeira origem; nascemos aqui e encontramos tudo prontinho.
Muitos ainda se perguntam quem fez isso ou aquilo. Outros tantos nem lembram de perguntar. Vamos valorizando a beleza superficial de tudo o que nossos olhos alcançam e mantemos o ciclo de aparências em tudo.
Como esquecemos de onde viemos, como viemos e para onde voltaremos, passamos a reproduzir as aparências como se tudo fosse. Eis que num mundo globalizado, onde TER é mais valorizado do que SER, cada dia descemos de degrau para longe de nossa verdadeira condição de seres advindos da pureza.
Já sentiu esse vazio que parece nos alertar que algo nos falta de verdadeiro? Pois é a Verdade verdadeira, é ela quem nos dá o sentido da vida, mas é necessário se desprender de tudo que nos é imposto pelo conhecimento humano como verdade, começar a questionar as histórias e estórias que nos são contadas independente de qualquer cultura.
Como a humanidade se desenvolveu até os dias de hoje, como interagimos neste meio no qual nos são ofertados diariamente doutrinas, seitas, religiões, entre outros que nos ditam uma verdade sem nos permitir questionar, pois, tudo é reproduzido desde tempos longínquos.
Já parou para se perguntar se tudo é verdadeiro mesmo? Se as traduções feitas por olhos, mãos e mentes humanas de fato traduziram acontecimentos passados sem erros nas linguagens antigas?
Podemos escolher entre aceitar, duvidar, pesquisar, tudo que nos dizem como verdades. Podemos escolher se aceitamos ou não, pois, cada cultura tem seu modo e meio de expor o conhecimento de acordo com o que escolhe como verdade, mas, cada ser pode escolher entre aparências, verdades ou mesmo continuar sem se conhecer e continuar vez por outra sentindo um chamado vindo lá de nossa alma sem entender o que lhe é dito.
Vale a pena se inquirir e se questionar. Fica aqui o convite: CONHECER A SI MESMO!

sábado, 16 de março de 2013

COMO SURGIRAM AS CORES E SUAS INFLUÊNCIAS, NOS SERES HUMANOS E EM TUDO.

(Severino dos Reis)
Caríssimos Amigos de nosso blog: se vocês estão cansados de fazer perguntas cruciantes como: quem nós somos? De onde viemos? E para onde vamos? Como surgiu essa imensidão de universo e por que surgiu; e tantas outras perguntas sem obter resposta? Não se desespere. Essas perguntas, não têm mesmo quem as responda!
Você não sabe, mas os cientistas também não sabem; ninguém sabe. Ou, não sabia! Porque agora, todas as perguntas, até as mais pertinentes, como a origem da vida, a origem do universo e tudo que nele existe, está respondida e muito bem explicada, com minúcia de detalhes na CULTURA RACIONAL.
Portanto nessa matéria, vamos saber tudo sob as cores e porque elas apareceram no universo. Elas estão presentes em tudo que existe no universo: no Sol, na Lua e nas Estrelas, na Água, na Terra, nos animais, nos vegetais e de certa forma, elas são a nossa própria visão; por que em tudo que vemos lá estão elas; por isso, em nosso comentário de hoje, vamos saber como surgiram as cores e as suas influências.
Do ponto de vista da ciência, Isaac Newton foi o primeiro a estudar as cores presentes na luz solar, decompondo um feixe de luz em seus componentes coloridos; mas não explicou nada, de como surgiram as cores no universo.
Em seus estudos, observou-se que a luz branca do Sol, ao refratar-se nas gotas da água da chuva suspensas na atmosfera, se dispersam, formando no Céu o conhecido arco-íris.
Descobriu-se também, que a luz do Sol é composta de muitas cores; e que cada cor, tem comprimento de onda de radiação diferente. Assim, pela análise espectroscópica, podemos observar que o vermelho, absorve as radiações do amarelo, do verde, do azul e do violeta; e o preto, absorve as radiações de todas as cores. Por isso, o vermelho e o preto são insuportáveis no verão, por serem muito quentes. E o branco, que não absorve nenhuma cor, mas difunde todas elas, ficou sendo a cor mais fresca porque é neutra. Assim, a luz como fenômeno que transporta energia, qualquer corpo que absorve radiação de uma cor, retém energia em forma de calor. Essa postura da Ciência nos deixa muito à vontade para falar das cores; e provar, que a CULTURA RACIONAL por ser natural, explica tudo que existe no mundo numa linguagem simples, visando o povo em geral, para que os mais humildes, sem nenhum abalizamento em Ciência, possam tomar conhecimento de tudo que aconteceu na formação do universo e da vida e de tudo que existe. Pois cientificamente, ficaria restrito apenas aos grupos de formação acadêmica, porque a cultura do pensamento é muito complicada por ser artificial!
Além do mais, os pensadores trabalham com as hipóteses, pode dar certo ou não, porque não viram fazer; mas o RACIONAL SUPERIOR, o autor da CULTURA RACIONAL, narra a verdade como tudo foi feito, porque tudo que existe em nosso mundo, saiu do mundo dele, o MUNDO RACIONAL.
Então, como surgiram as cores? No MUNDO RACIONAL, que é a causa desse nosso mundo, não há desequilíbrio, por ser puro limpo e perfeito, de uma só energia, a energia Racional; não tem frio nem calor é a pureza, não tem cor.
Mas, quando os Racionais começaram progredir na planície Racional, ela se separou do MUNDO RACIONAL e começou a descer; e os Racionais que estavam progredindo em cima dela, começaram todos a perder a luz de seus corpos e as mesmas foram se reunindo, formando um novo corpo, composto pela luz dos corpos de todos eles.
Esse novo corpo de luz, por receber energia de todos os Racionais, foi crescendo e sem o equilíbrio Racional, começou então, a haver pressão e calor, passando assim, a esquentar a planície; e ela começou amolecer, virando uma espécie de goma. E essa goma com o calor, começou a amorenar; era então, o início da formação das cores.
Quanto mais o tempo passava, mais o novo corpo de luz recebia energia de todos os Racionais, mais o calor aumentava e mais a goma amolecia e fervia, criando uma espuma e a espuma com o calor, foi secando virando uma resina.
Com o tempo e o aumento do calor, esse corpo de luz virou fogo, o que deu origem ao Sol. E a goma amoleceu e derreteu, dando origem à água; e a resina com o calor, queimou virou cinza, o que deu origem à terra. Daí o porquê das cores estarem relacionadas com a radiação e as energias da luz solar, porque as cores é o resultado da formação do Sol. Por isso, na luz do Sol contém todas as cores em forma de radiação energética. E em tudo de matéria também tem cores: desde o incolor que é a água e do branco ao preto, porque tudo se queimou; por isso as cores se formaram com aumento gradativo do calor.
Assim, no início do calor, a pureza foi se esmaecendo e surgiu a primeira cor que é o branco; conforme foi aumentando o calor, foram criando gradativamente as demais cores.
O branco foi-se amorenando, criou o amarelo; o amarelo foi-se avermelhando, surgiu o vermelho; e com o aumento de mais calor, foi surgindo o verde, o azul, o violeta, até que queimou toda resina e surgiu o preto que é o carvão.
Por isso, quem conhece a real formação das cores, sabe com consciência, a verdadeira influência delas. Jesus e todos os grandes missionários que apareceram na Terra, vestiram-se de branco e o branco tornou-se para a humanidade, o símbolo da pureza. Mas não é por isso não! O branco representa a paz, porque harmoniza com todas as demais cores; é bom e é o símbolo da pureza, porque foi a primeira cor a ser criada, a energia era ainda Racional com muita pureza; por isso atrai tranqüilidade e tudo de bom para quem a usa.
O vermelho não é bom: representa o sangue, a guerra, porque foi criado, quando a energia Racional daquele corpo de luz recém formado, se transformou em energia elétrica, incendiou e virou fogo; por isso atrai perigo, desarmonia e a infelicidade. E o preto, é a pior de todas as cores, porque foi criado quando o fogo já tinha queimado tudo! A resina já era cinza e carvão; a pureza já tinha se transformado em matéria, já estava criada a energia magnética, o mau.
É por isso que o preto representa o luto, a tristeza, atrai doenças, acidentes e tudo de ruim, por influência da energia magnética. E as outras cores são intermediárias, sofrem as influências dessas três: o amarelo é do Reinado do ouro, atrai a riqueza; o verde a alegria, o violeta é a cor do cemitério, traz a tristeza. Superstição? Não! O RACIONAL SUPERIOR ensina na CULTURA RACIONAL, que cada cor tem o efeito da energia, no grau de deformação, em que ela estava no instante de sua formação. E tudo é assim mesmo: uma gravidez conturbada, a criança pode nascer com problema e assim por diante. É por isso que os estudantes da CULTURA RACIONAL, adotaram como uniforme, o branco; por ser símbolo da paz, do amor e da concórdia universal. O branco harmoniza com todas as demais cores.
E, todas as cores têm a sua razão de ser! Elas não têm culpa de suas influências; apenas reproduzem os efeitos do instante da sua criação. E assim, está aí como surgiram as cores e as suas influências.
Portanto, se quisermos saber como foi criado tudo que existe no universo, temos que desenvolver o Raciocínio, para sairmos do campo das hipóteses, das teorias, do pode ser ou não, que é próprio do pensamento. Por isso, eu convido a todos os seres humanos, a dar uma pesquisada na Obra UNIVERSO EM DESENCANTO, para comprovar por si mesmo, a real verdade de todos os seus ensinamentos; e depois de estudar mesmo, ver se é possível contestá-los.

sexta-feira, 15 de março de 2013

COM AMOR E CARINHO, TODOS VENCERÃO!

(RACIONAL SUPERIOR - Assunto extraído do 209º volume do Histórico dos Livros Universo em Desencanto – Colaboração de Mário Toledo, DF)
Hoje, todos que passaram a se conhecer, vivem momentos de fraternidade, de amor e de paz e de concórdia entre todos, porque quem tem uma cultura elevada dessas, concorda com tudo e com todos.
Para quê?
Para salvar todos e para salvar tudo e todos.
Para salvar todos, tem que concordar com todos, porque é com carinho e com amor é que se vence, porque é o bem que todos estão precisando e necessitando.
E onde está o amor, está o bem, onde está o carinho, está o bem e com carinho e com amor se conquista o amor de todos por um e um por todos.
Com amor e carinho todos vencerão os maiores obstáculos, as maiores barreiras.
Para o amor e para o carinho não tem obstáculos, não tem barreiras, porque onde está o amor, está a doçura e é com doce que se conquista e não com fel.
O carinho e o amor vence tudo e vence todos.
E no amor está a doçura, a candura e a felicidade verdadeira, eterna.

quinta-feira, 14 de março de 2013

A FASE EM VIGOR SUGERE O CORAÇÃO (VOZ DO RACIOCÍNIO)

(João de Castro)
“A Natureza não fala, mas dá a entender com os seus sinais, que ela é o ser que gera todas as transformações e todos os seres. Se prestassem mais atenção aos sinais dados pela Natureza, não cometeriam tantos abusos contra ela, seus seres e a si mesmos” (Obras Universo em Desencanto).
A Natureza sempre dará seus sinais, mostrando à humanidade a fórmula vigente em seus diversos reinos. Aqui temos imagens do reino vegetal, e a expressão do feminino é bem clara. Mas o que seria o feminino?
Para compreender o feminino, pensemos nos diversos níveis que permeiam a existência, começando pelo galáctico. Muitos ainda não se perguntaram o porquê do nome Via láctea (Milky Way em inglês ou Milche Strasse em Alemão), mas sugerimos uma explicação bastante convincente, já que este nome nos leva ao próprio conceito de feminino, ou seja, a fêmea produzindo o leite, o alimento essencial para os mamíferos. Com efeito, é a Natureza, que nos dá o alimento, a água e tudo que é necessário para manter a vida.
Há também, o ponto de vista planetário, e aqui podemos tomar como referência o próprio Sol e a Terra. O Sol incorpora a imagem do masculino, e sua simbologia rege os aspectos mentais, ou seja, ele representa o cérebro humano; por outro lado, temos a Terra, que representa o coração.
A humanidade se conecta com o Sol através do cérebro, pois o chakra do Plexo Solar se encontra na cabeça; e com a terra, ela se conecta através do coração. Pelo coração tornamo-nos um só com a Terra. Logo, a Terra simboliza nossas necessidades mais básicas, enquanto que o Sol engloba os aspectos mais idealistas da humanidade.
O momento agora é de reconhecermos o valor das relações mais centradas no coração do que na intelectualidade. Somente assim poderemos reaver o equilíbrio. Tal atitude significa a elevação da própria vida, que não seria possível sem seu mais importante recipiente no corpo humano – o coração.

FERNANDO PESSOA - PARA REFLETIR

(Colaboração de Rita Conceição, Salvador, BA)
Há um tempo em que é preciso abandonar as roupas usadas, que já têm a forma do nosso corpo, e esquecer os nossos caminhos, que nos levam sempre aos mesmos lugares. É o tempo da travessia: e, se não ousarmos fazê-la, teremos ficado, para sempre, à margem de nós mesmos.

terça-feira, 12 de março de 2013

UMA ADVERTÊNCIA DO RACIONAL SUPERIOR

(Mensagem extraída do 1º volume da Obra de Universo em Desencanto, de Cultura Racional)
A fraqueza é irmã gêmea dos incapacitados – incapacitados são os que soltam o bom de um lado e vão para o ruim do outro lado e, quando se vêm mal, se a porta ainda estiver aberta, voltam para serem socorridos e servidos. Depois, fazem as suas conjecturas a seu modo de ver.
Pois bem, aqui não se trata de linha nenhuma espécie e, sim, de um conhecimento natural que só traz engrandecimento para quem o procura conhecer.
As mazorcas do mundo continuam sendo feitas pelos aventureiros que não se enxergam e querem dominar o mundo que não é deles, nem tão pouco foi feito por eles. Esse embuste é tão grande que os homens já de muito não têm conhecimento e reconhecimento de si mesmos.
Como podem governar o mundo, uma coisa que não é deles! Fazer e desfazer de uma coisa que não é propriedade sua! Os homens estão completamente despercebidos das faltas em que já de muito vêm incorrendo.
E dizem que o mundo é deles! Falam como coisa que fossem eles que o fizeram. Querem dominá-lo, governá-lo e intitulando-se sabedores de tudo. Sabedores de que? Só sabem fazer aquilo que não devem e, então, quanto mais governos para endireitar, tudo se vê ao contrário, piorando sempre. Por se meterem a governar aquilo que não é seu, aquilo que não têm capacidade para dirigir, aquilo que não conhecem e que quanto mais mudam de regime, quanto mais mudam política, quando mais mudam de governadores para melhorar, mais tudo piora sempre.
Por quê? Porque querem governar aquilo que não é seu: o mundo! Se a própria vida não é sua, que fará o mundo! Se a própria vida não governam, pois, morrem sem querer morrer, adoecem sem querer adoecer; como querem governar o mundo!? Procedendo assim, só têm mesmo que multiplicar os fracassos e ir de pior para pior, como de muito assim vêm, como está e continua.
O homem chegou ao ponto máximo da cegueira. A cegueira é tanta, é tanta a embriaguez pelo ser material, que nem dão conta do grande erro que de muito assim vem mantendo. É que o homem nunca encontrou a IMUNIZAÇÃO RACIONAL – dirá o vivente. E EU, respondo. O homem já encontrou há muito a IMUNIZAÇÃO RACIONAL, mas, apagaram os princípios bem formados do grande alfabeto de astrologia (*), desprezaram o direito e admitiram o torto.
(*) Ver a postagem do link abaixo e as duas seguintes: http://sucessoabsoluto.com.br/profiles/blogs/astrologia-a-imuniza-o-racional-nasceu-no-brasil-parte-1
OBS: grifos nossos.

CRENDICES

(Odete Pereira – Poetisa Racional)
Parem com essas crendices
De quem só sabe dizer tolices
De sofredores massacrados
Que não conhece o Pai amado
Quando chegar a hora, o momento
De voltar para teu verdadeiro mundo
Não tens a luz do conhecimento
Cairás num abismo profundo
Não te iludas com o nada
Pois o nada não tem valor
O que se leva dessa jornada
É o verdadeiro amor
Os arrogantes cheios de hipocrisia
Não enxergam o horizonte
Não terão a primazia
De beber da eterna fonte
A fonte da sabedoria universal
É o livro do Racional
É a verdadeira escrituração
Para tirar todos desse chão
Fanatizados pelas coisas materiais
O dinheiro é tudo desses animais
O peso está na balança
Quem merece sempre alcança
Pois vale o peso e a medida
Das tuas horas perdidas
O que se leva são as virtudes
Que estão nos sete reinos da vida

segunda-feira, 11 de março de 2013

APEGO À MATÉRIA: CAUSA DOS SOFRIMENTOS!

(Wilma Fernandes)
JÁ SE PASSARAM ALGUNS DIAS EM QUE OCORREU A TRAGÉDIA DE SANTA MARIA, ONDE OCORREU UM INCÊNDIO EM UMA BOATE MATANDO MAIS DE 200 PESSOAS.
NÓS NÃO CONSEGUIMOS ESQUECER ESSAS MORTES. CONTINUAMOS E AINDA VAMOS CONTINUAR POR ALGUM TEMPO LAMENTANDO.
FOI ALGO RUIM? FOI SIM, MUITO RUIM, MUITO TRISTE!
MAS PRECISAMOS ENTENDER QUE A MORTE FAZ PARTE DA VIDA, É A CONTINUAÇÃO DESTA VIDA DEFORMADA.
NÃO SOMOS DESTE MUNDO MATERIAL. ESTAMOS AQUI DE PASSAGEM, MATERIALIZADOS NESTE CORPO FÍSICO. SOMOS MOVIDOS E ACORRENTADOS AOS SENTIMENTOS DA MATÉRIA. SOMOS INCONSCIENTES E, PELA INCONSCIÊNCIA, EXTREMAMENTE MATERIALISTAS.
NÃO ME REFIRO NEM AOS GANANCIOSOS, AMBICIOSOS. ESSES JÁ ULTRAPASSARAM OS LIMITES DO MATERIALISMO. QUANDO DIGO QUE SOMOS MATERIALISTAS É PORQUE DAMOS MUITA IMPORTÂNCIA À MATÉRIA, SEM NOS APERCEBER QUE A VIDA VIVIDA NESTA DIMENSÃO DA MATÉRIA É APENAS UMA ILUSÃO.
VIVEMOS EM MEIO A ILUSÕES, ENVOLVIDOS NUMA CULTURA EXISTENCIALISTA. PRECISAMOS NOS CONSCIENTIZAR QUE ESTE CAMPO MATERIAL, ESTA DIMENSÃO “MATÉRIA” É TOTALMENTE ILUSÓRIA.
ENQUANTO FICAMOS LAMENTANDO A MORTE DE ALGUÉM, NÃO NOS DAMOS CONTA DE QUE ESTAMOS LAMENTANDO É A PERDA DO CORPO FÍSICO DESTE ALGUÉM.
O VERDADEIRO SER, O QUE DEU VIDA AO CORPO FÍSICO, NÓS NEM LEMBRAMOS DELE. NÃO DAMOS A MÍNIMA IMPORTÂNCIA A ESTE QUE É O VERDADEIRO SER E QUE NÃO É DE MATÉRIA.
AO SER CONSTATADA A MORTE CEREBRAL, ESTE SER QUE DEU VIDA AO CORPO FÍSICO, SE DESLIGOU DA MATÉRIA. POR INCONSCIÊNCIA NOS APEGAMOS À FORMA FÍSICA, QUE É UMA ILUSÃO.
MAS, SE ESSA FORMA FÍSICA COMEÇA A SE DETERIORAR PERTO DE NÓS, AÍ REPELIMOS COM VERDADEIRO NOJO. E TODO O AMOR QUE SENTIMOS PELA PESSOA QUERIDA, PELA FORMA FÍSICA, SE ACABA.
PARA VER COMO SOMOS EXTREMAMENTE APEGADOS A UMA ILUSÃO, QUE É A FORMA FÍSICA. APEGADOS ÀS APARÊNCIAS E, NÃO, ÀS ESSÊNCIAS, QUE É O SER REAL.
SE UM ENTE QUERIDO MORRE E VOLTA A NASCER PERTO DE NÓS (ÀS VEZES NASCE NA MESMA FAMÍLIA) E NOS FOR MOSTRADO QUE É O MESMO QUE PERDEMOS ANTES, NÓS NÃO DAMOS TANTA IMPORTÂNCIA. CONTINUAMOS LEMBRANDO, AMANDO, COM SAUDADES DA FORMA DO CORPO FÍSICO ANTERIOR.
SOMOS ESCRAVOS DA SINHÁ MATÉRIA, ESTAMOS ACORRENTADOS AO ÚLTIMO DEGRAU DA TERCEIRA DIMENSÃO, QUE É O ASTRAL INFERIOR. PRECISAMOS URGENTEMENTE NOS LIVRAR DESTAS AMARRAS E GALGAR OS DEGRAUS DE EVOLUÇÃO, PARA ALCANÇARMOS A SEGUNDA DIMENSÃO QUE É O ASTRAL SUPERIOR, DAÍ PASSANDO PARA A PRIMEIRA DIMENSÃO QUE É O MUNDO RACIONAL.
DESENVOLVENDO O RACIOCÍNIO ATRAVÉS DA LEITURA DOS LIVROS UNIVERSO EM DESENCANTO, COMEÇAREMOS A GALGAR OS DEGRAUS DE EVOLUÇÃO, SAINDO DA TERCEIRA DIMENSÃO E VOLTANDO PARA A PRIMEIRA DIMENSÃO QUE É DE ONDE SAÍMOS: O NOSSO VERDADEIRO MUNDO DE ORIGEM, O MUNDO RACIONAL.
SÓ ASSIM, NOS CONSCIENTIZAREMOS DE QUE O MUNDO MATERIAL É UMA GRANDE ILUSÃO E SABEREMOS CONVIVER COM OS SENTIMENTOS DA MATÉRIA DENTRO DOS LIMITES, SEM CHOROS, SEM LAMENTOS, SEM SOFRIMENTOS.

sexta-feira, 8 de março de 2013

PENA DE QUEM NÃO VAI LER!

(Fonte: FACEBOOK)
Um médico entrou no hospital com pressa depois de ser chamado a uma cirurgia de emergência. Ele respondeu ao chamado, o mais rápido possível, mudou de roupas e foi diretamente para o bloco cirúrgico. Ele encontrou o pai do menino indo e vindo na sala de espera do médico. Depois de vê-lo, o pai gritou:
"Por que você tomou todo esse tempo para vir, não sabia que a vida de meu filho está em perigo... você não tem senso de responsabilidade??"
O médico sorriu e disse: "Desculpe, eu não estava no hospital e eu vim o mais rápido que pude depois de receber a chamada... E agora, eu gostaria que você se acalmasse para que eu possa fazer o meu trabalho"
"Me acalmar? E se fosse seu filho quem estivesse nesta sala agora, você estaria calmo? Se o seu filho fosse agora o que estivesse morrendo?" Disse o pai irritado.
O médico sorriu novamente e respondeu:. "Eu vou dizer o que disse Jó na Bíblia "Do pó viemos e ao pó voltaremos, bendito seja o nome de Deus" Os médicos não podem prolongar a vida. Vou interceder por seu filho, vamos fazer todo o possível pela graça de Deus "
"Dar conselhos quando não estamos em situação é tão fácil", murmurou o pai.
A cirurgia levou algumas horas, depois que o médico saiu feliz, disse:"Graças a Deus! Seu filho está salvo!"
E sem esperar por uma resposta do pai, com muita pressa olha para o relógio e foge. Ao mesmo tempo que vai, ele disse: "Se você tiver alguma dúvida, pergunte a enfermeira!"
"Por que é tão arrogante? Não podia esperar mais alguns minutos para eu pedir mais informações sobre o estado do meu filho?"
E a enfermeira, cheia de lágrimas pelo seu rosto:
"O filho do Dr. morreu ontem em um acidente de estrada, o médico estava no cemitério quando você chamou para realizar a cirurgia do SEU FILHO. E agora que ele salvou a vida de seu filho, ele correu para terminar o sepultamento de seu filho."
Não julgue as pessoas, você não sabe qual é a realidade delas.
Nunca julgue ninguém, porque você nunca sabe nada sobre a vida dessa pessoa e o que está acontecendo na vida dela.
A diferença entre o comportamento do pai do menino operado e o comportamento do médico é que faz de nossas vidas um mar de rosas ou um mar de espinhos.
O pai do menino apenas PENSOU. O médico RACIOCINOU o tempo todo. Para ver a grande diferença entre o RACIOCÍNIO e o PENSAMENTO.
E enquanto a humanidade continuar PENSANDO, o mundo não terá paz, porque as pessoas continuarão vivendo umas contra as outras e destruindo umas às outras.
Desenvolva o seu raciocínio, estudando a cultura do desenvolvimento do raciocínio, a Cultura Racional, dos Livros Universo em Desencanto.

MÃE NATUREZA

No dia internacional das mulheres, 8 de março, rendamos homenagem à figura feminina mais importante! Aquela que nos gera, cria, mantém e governa. Aquela que é a representação feminina de DEUS: nossa Mãe Natureza!
A que tudo dá, sem nada receber de seus filhos.
A você, grandiosa Mãe de todos nós, NOSSA SENHORA, sim, nossa dona, o nosso ETERNO AGRADECIMENTO por tudo que sempre nos deu e nos dá, mas, principalmente, por sua grandiosa cultura, que nos legou para que aprendamos a lhe respeitar e amar, assim como nos ama e nos respeita, sempre que lhe respeitamos. Eternamente gratos pela Cultura Racional.
Louvada seja a Senhora, Mãe!
Louvada seja!

A CIÊNCIA E O ESPIRITISMO

(RACIONAL SUPERIOR, Mensagem do 1º vol. da Obra de Universo em Desencanto, Colaboração de Mário Toledo, Brasília DF)
Aqueles que seguem a espiritualização de diversas denominações vão sendo lapidados com muita dificuldade, até chegarem à PLANÍCIE RACIONAL. Mas o vivente que seguir esta Escrituração, não precisa dar uma volta tão grande, porque nestes dados encontrou o caminho e a entrada direta para a PLANÍCIE RACIONAL.
Estes pontos precisam ser bem esclarecidos porque são o essencial à vida de todos e o seu conhecimento, evitará ao vivente, todos esses sofrimentos que se vê no mundo.
As crianças já vêm sendo criadas com essa educação, seguindo uma infinidade de filosofias, superfilosofias e contos e só quando souberem o que aqui está escrito, é que irão fugir dessas normas para dizerem: "-Eu agora sei com consciência o que é a natureza de todos e não posso mais alimentar as amarguras dos dias vindouros." Procurando esclarecer-se e esclarecer todos pelos meios claros e certos que aqui estão provados e comprovados para o bem do vivente.
Vejam bem como o espiritismo tem progredido nestes últimos tempos. É uma coisa assombrosa! O povo se afasta de outras filosofias, procurando encontrar o apoio no espiritismo, que já se tornou mais do que popular, espalhando-se por todos os lugares, cada vez aumentando mais. São os primeiros passos para alcançarem a PLANÍCIE RACIONAL, ou não alcançarem esta graça. Uns a alcançam e outros não e muitos já começam aqui a conhecer, contando com as influências da PLANÍCIE RACIONAL.
Todos os que conhecem a sua natureza e guiam-se pelos pontos provados e comprovados que aqui estão, seguirão sempre certos, ao passo que, aqueles que saírem desta norma sofrerão dobrado, por seguirem a dúvida e o erro.
Está aí a causa e a origem do sofrimento de todos; a atuação que os viventes sofrem sob a influência dos habitantes do vácuo, onde todos vivem na dúvida e na experiência. Não há entendimentos. Na mesma hora em que estão se entendendo, desentendem-se. Tudo isso devido à atuação que obriga o vivente, nestas condições, a ser um perturbado, fazendo-o chegar ao seu caminho de qualquer maneira; pelo bem ou pelo mal.
Por isso, a ciência fez cientes a todos de que tinham espírito. Como quem diz: todos são espíritas. Todos têm que procurar por eles. Espírito é coisa invisível, superior a vossa categoria, dominando sobre todos os pontos de vista a todos os viventes desse mundo.
O vivente que tem conhecimento da sua natureza deve colaborar em benefício de si mesmo. Pois do contrário, nada conseguirá e sofrerá dobrado, porque erra com consciência e não por inocência. É consciente do seu erro e se mantém esse erro, é porque quer sofrer. Os inocentes têm o desconto, por serem inocentes.
Mas os conscientes não; esses não merecem o desconto e sofrem dobrado, porque trabalham contra o seu sossego, contra a sua dignidade, contra a sua felicidade, contra a paz e contra tudo que é bom, procurando somente o mal para si mesmo. E por isso, vejam que ninguém tem sossego, em lugar nenhum. Ninguém vive satisfeito. Não há compreensão, pois vivem mais contrariados do que satisfeitos, pensando nisto, naquilo ou naquilo outro. Os viventes sentem um estado de coisas dentro de si, que nem sabem explicar. Sentem-se fatigados, cansados, indispostos, sem ânimo, muitas vezes, de cuidar dos seus afazeres.
Enfim, perturbados de uma tal forma, que o sofrimento vem provar que todo o ser humano é um espírito que se mantém na metade do saber. E por isso, mais nada sabe de si, aprendendo sempre, perseguidos pelos viventes do vácuo, da baixa atmosfera, que estão incumbidos, pela própria natureza, de fazerem, à força de tantos padecimentos, com que todos cheguem aos seus lugares o mais depressa possível.
A natureza já está incumbida de fazer com que o vivente volte ao seu lugar de origem. E por isso, de uma forma ou de outra, pelo bem ou pelo mal, vai fazendo com que o vivente procure o caminho da IMUNIZAÇÃO RACIONAL, para alcançar a PLANÍCIE RACIONAL.
Para os que procuram o bem de si mesmos, está aqui o mapa da trajetória em vossas mãos; conhecendo o que são, o porquê assim são. O que os teimosos não querem compreender agora, amanhã, com o decorrer dos dias, vão querer e implorar.
Os espiritualizados, espíritas, em experiências, também chegarão por esse meio a conhecer a IMUNIZAÇÃO RACIONAL. Mas os que agora estão conhecendo esta Obra, esta exposição da verdade das verdades, não precisarão dar essa volta tão comprida, por terem aqui, a salvação, no Livro UNIVERSO EM DESENCANTO.
Foi dito que todos são animais Racionais. Mas, com o tempo, deixariam de ser. E por conhecerem o que estão conhecendo, pela IMUNIZAÇÃO RACIONAL, passarão de animais Racionais para Racionais puros. Foi dito que todos eram animais Racionais, por serem muito atrasados e não conhecerem o verdadeiro natural do ser humano. Mas, com o tempo, com os esclarecimentos que aqui agora estão chegando, é que chegarão todos aos seus verdadeiros lugares, o mais breve possível.
É bem desagradável viver como vivem. Uma vida de infelicitados, de infelizes. E por isso, se diz uma vida de animais Racionais, que agora, por meio destes esclarecimentos, modificar-se-á, passando a ser uma vida de felicidade. O vivente não estará mais preocupado, nem exposto aos verdugos das encostas de anil, que são os viventes invisíveis, habitantes aí do vácuo, incumbidos da tarefa de atordoar e mutilar todos, e que fazem tudo quanto é de ruim para dar o desassossego e a intranqüilidade a todos da Terra.

quinta-feira, 7 de março de 2013

COMPOSIÇÃO E CONSTITUIÇÃO DA MATÉRIA

(Wilma Fernandes)
A natureza (água, terra, ar) é composta por diversos elementos químicos, que também compõem o corpo humano.
Alguns deles:
Oxigênio, hidrogênio, carbono, nitrogênio, ferro, fósforo, cálcio etc.
Na vida da matéria nada se acaba, tudo se transforma. Tudo se dilui por ser formado por vírus e micro-vírus deletérios (e, por isso, aparece e desaparece; tem vida e perde a vida; tudo se dilata e se decompõe).
O antes de ser matéria é energia, energia essa composta por esses elementos químicos fluídicos, que são assim formados por vírus e micro-vírus invisíveis.
Como entender que um corpo físico é composto pelos mesmos elementos químicos existentes na natureza?
Explicamos a seguir.
Primeiro precisamos entender que o ser humano já nasce respirando o ar, que é o elemento fluídico imprescindível para a manutenção, ostentação do corpo físico, sendo esse alimento da mesma composição química que constitui o corpo.
Ora, o sêmen (espermatozoide, semente da vida material) é constituído por estes mesmos elementos químicos existentes na natureza, através da respiração, a qual é feita não tão somente pelas narinas, mas, por todo o corpo.
Através da ação da natureza, os vírus e micro-vírus invisíveis se juntam, formando uma massa compacta, dando causa a uma goma (matéria visível fluídica).
Portanto, os vírus e micro-vírus invisíveis, dão causa aos vírus e micro-vírus visíveis da goma. Um é a causa e o outro é o efeito, pois não há efeito sem causa.
E sendo os vírus e micro-vírus invisíveis de vida limitada, e, por isso, em constante transformação (de uma forma para outra e de uma vida para outra), ao término de uma validade, vão se transformando e se retirando para o espaço, e o seu feito, que é o corpo físico, vai perdendo, paulatinamente, sua sustentação, até a transformação total, o que chamamos de morte.
Por isso tudo na matéria gera, nasce, cresce, amadurece, decresce e desaparece.
Portanto, os corpos materiais, inclusive dos seres humanos, não se acabam, vão murchando aos poucos e apenas se transformam.
Por quê?
Porque os vírus e micro-vírus deletérios vão, lentamente se diluindo, colocando fim na matéria bruta, e retornando ao espaço dentro desta deformação Racional em que vivemos.
Tal como as nuvens, por exemplo, que são constituídas por milhões de vírus e micro-vírus invisíveis e que se juntam formando nuvens gasosas visíveis, com pouco tempo de duração. Esses vírus e micro-vírus se diluem rapidamente, voltando ao que era no ar.
E, assim, na vida da matéria nada se acaba, tudo se transforma. Tudo se dilui, por tudo ser formado por vírus e micro-vírus deletérios, que são os fluídos.
E aí pergunta-se:
“E de onde se origina essa natureza fluídica deformada, que dá origem aos seres de matéria bruta, aos corpos físicos?
“Apesar da natureza ser constituída dos mesmos elementos químicos que formam os corpos físicos, por que ela não depende de nós e nós dependemos dela?”
“Por que dependemos da água como outro vegetal qualquer?”
“Qual a força poderosa natural que constitui a ação invisível?” “Por que a natureza parece ser eterna e nós somos mortais, com pouca duração de vida, sempre nos transformando em outras vidas?”
E essas perguntas e uma infinidade de outras deixavam-nos nas trevas, sem esclarecimentos, sem base e lógica, sem provas e comprovações, pintando o mundo de preto: vivíamos no escuro. E hoje acabando as trevas! Tudo branco, tudo claro, tudo cristalino, por estar tudo isso (e muito mais) respondido e desvendado nos Livros Universo em Desencanto.

quarta-feira, 6 de março de 2013

AS DUAS ORIGENS DA HUMANIDADE

(Porfirio Jesus das Neves)
Há muito o ser humano foi classificado como ANIMAL RACIONAL. Alguns atribuíram o termo Racional à capacidade do uso da razão; em realidade, a classificação se deve ao fato do ser humano ser um animal dotado de raciocínio. Note que este DOTE nunca foi usado enquanto o ser humano é um animal livre pensador.
Quanto ao uso da razão, vemos hoje, pelos experimentos com os animais irracionais, que eles também usam a razão. Em menor grau de liberdade, evidentemente, porque o pensamento deles não é um pensamento livre. É um pensamento exclusivamente condicionado.
Neste aspecto, já muito bem experimentado (conto com as ilustrações conhecidas de quem está lendo este artigo, para não me alongar), todos os seres materiais usam o pensamento para se comunicarem entre si e para se reproduzirem. Isto é extensivo aos animais, aos vegetais e aos minerais, constituindo assim uma coisa que ninguém conhecia até então, a CATEGORIA.
A CATEGORIA é de bicho, porque todos estes seres foram feitos da ÁGUA. Por isso se diz que sem água não há vidas. E o pensamento foi feito da ÁGUA. E por isso a ÁGUA gera todos os seres através do pensamento. O “macho” pensa na “fêmea” e vice-versa. O ácido “pensa” na base e por isso há uma reação química dentro da água. O pensamento é um potencial elétrico e magnético gerado pela ÁGUA (sem maiores delongas).
O pensamento do animal racional é livre! Em realidade, tem uma parte condicionada ou vegetativa, que é igual, em razão de semelhança, à dos demais seres animais, vegetais e minerais e tem uma parte que é livre ou lógica, indevidamente chamada de raciocínio – essa foi a grande confusão. A parte livre é uma apenas uma confirmação intuitiva de sua origem.
A origem do animal Racional sempre foi motivo de grandes confusões históricas. Muitos atribuíam a origem do animal Racional a “uma criação divina” [criacionismo] e muitos outros atribuíam esta origem à transformação evolutiva das espécies [evolucionismo]. E no princípio dos princípios foi dito que todos os seres humanos tinham RACIOCÍNIO.
Neste ponto, você tem o direito de questionar ou analisar que o assunto vai tratar destas “duas origens”: o criacionismo e o evolucionismo.
Ao contrário, estes dois aspectos constituem apenas uma das origens do animal racional. Estes dois aspectos se referem apenas à origem da parte ANIMAL, do animal racional.
Tanto o criacionismo quanto o evolucionismo se referem apenas à origem da parte animal, que podemos qualificar como sendo a origem do SEGUNDO MUNDO, ou origem da CATEGORIA.
Há uma origem anterior que é a formação da parte RACIONAL, e que é tratada como sendo a verdadeira origem da humanidade que, de igual modo, podemos qualificar como PRIMEIRO MUNDO, ou ORIGEM DO RACIOCÌNIO. E agora vem a revelação dos dois mundos.
A verdadeira origem é o primeiro mundo (as coisas de Deus). É a origem da parte RACIONAL do animal, ou seja, a ORIGEM DO RACIOCÍNIO.
A segunda origem, decorrente da primeira, é a origem da CATEGORIA (que ninguém conhecia) de BICHO RACIONAL. E por isso ficou esta categoria dividida em duas classes: animal racional e animal irracional. Animal dotado do RACIOCÍNIO da verdadeira origem e animal sem o dote da verdadeira origem. Que assim foram originadas infinitas classes de vida a partir da água, por pertencerem todas à mesma CATEGORIA.
“No princípio, criou Deus os céus e a terra. A terra, porém, estava sem forma e vazia; havia trevas sobre a face do abismo, e o espírito de Deus pairava sobre as águas...”
Esta descrição inicial de Genesis propicia várias perguntas com base na lógica de causa e efeito.
Como foi que Deus criou os céus e a terra? Como e por quê?
O que significaria exatamente uma terra sem forma e vazia, criada por Deus? Por que ELE a teria criado sem forma e vazia?
E o que dizer da existência das trevas sobre a face do Abismo? Seriam estas, trevas e abismo, também uma criação divina?
Como poderíamos entender ou justificar a existência de trevas e de um Abismo num mundo onde havia somente Deus? Ou será que havia outro tipo de manifestação ou ocorrência de algo ou alguém que não tivesse uma natureza divina? E teria este tipo de manifestação ou “alguém” contribuído para a criação deste mundo em que vivemos?
Em caso afirmativo para esta última pergunta, logo deduziríamos que estaríamos diante de pelo menos dois criadores do mundo e não apenas de um só! Seriam duas naturezas criadoras?
E ainda poderíamos perguntar, qual seria a sugestão na afirmação de que o espírito de Deus pairava sobre as águas? Olha a CATEGORIA aí gente! É por isso que ninguém conhecia a categoria, porque tudo foi feito da ÁGUA, pela origem do “espírito de Deus”. Por isso se afirma:
–“O Raciocínio é a raiz mestra da fecundação universal.
Em questão do mérito destes “fundamentos” apresentados em Genesis, posso assegurar, que não há discordância alguma, nem impropriedades com relação ao Conhecimento da Verdadeira Origem da Humanidade.
Asseguro que, pelo Conhecimento da Verdadeira Origem da Humanidade, fazendo uma adequada tradução do IDIOMA da primeira origem para os idiomas usados pela segunda origem - criacionismo e evolucionismo - poderemos fazer uma harmonização entre as duas origens, desde que tomemos o cuidado de analisar os eventos, relatados em ambas, na ordem de cima para baixo, do primeiro para o segundo.
Isto significa dizer que o texto bíblico não pode ser usado como querem os criacionistas, ou seja, as coisas de Deus não se discutem, simplesmente por que temos fé, nem tampouco podemos desprezar os fundamentos do texto só porque não apresentou a base e a lógica da criação do segundo mundo, ou da segunda origem, se assim nos propusermos a entender.
A BASE é o MUNDO RACIONAL – dele deriva-se o espírito de DEUS – e a lógica é a Planície Racional, que se transformou em ÁGUA e que deu causa e origem à CATEGORIA.
Esta revelação da Verdadeira Origem da Humanidade é a revelação mais assombrosa que já pudemos conhecer ao longo da nossa história neste mundo encantado, neste segundo mundo.
O mundo ficou encantado simplesmente pelo fato de uma desobediência à Natureza (ÁGUA no princípio) pelo abuso do livre pensamento, criando todo esse obscurantismo artificial formando as velhas tradições.
Mas, estas histórias da humanidade precisam ser conhecidas em sua profundidade para justificarem a existência de tudo que existe neste mundo, porque tudo tem uma razão de ser.
O antes do ser é a sombra daquilo que eram. A sombra daquilo que eram é a sombra daquilo que foram. A sombra daquilo que foram é a sombra de onde saíram. E a sombra de onde saíram é dos corpos puros e limpos, sem defeitos.
Este é um resumo da Verdadeira Origem da Humanidade, ou seja a origem do antes do ser, o que equivale no conhecimento de Genesis bíblica ao espírito de Deus que pairava sobre as águas. Traduzindo para o idioma Racional este “espírito de Deus” é o RACIOCÍNIO.
Com esta informação, fica fácil entender porque o ANIMAL nunca usou o Raciocínio, embora seja uma espécie dotada de Raciocínio. Isto também se justifica pela seguinte lógica simples: filho de boi, nasce boi; filho de homem, nasce homem e filho de Deus... por que nasceria animal?
Definitivamente, temos duas origens: a origem do primeiro mundo, ou do “filho de Deus” e a origem da CATEGORIA, ou do Bicho Racional. E, por isso, nunca ninguém usou o Raciocínio. Agora, sim, no terceiro milênio, mudando para a fase de desenvolvimento do Raciocínio a fase Racional da humanidade. E aí muda de categoria!
E por isso, está aqui a Divina Providência provada e comprovada e com uma infinidade de comprovações, com sua base sólida e a sua lógica no conhecimento dela, o conhecimento de Cultura Racional no livro Universo em Desencanto, onde todos precisam, urgentemente, conhecer a verdadeira origem da humanidade, para complementar justamente a segunda origem, que todos viam de forma tão diversificada, por acharem que havia apenas uma única origem.
E a Cultura Racional acontece, em início, com a seguinte questão: “Quem és tu que a ilusão é tanta, incapaz de definir o teu EU? Sabei vós, que sois uns corpos imprudentes no ABISMO de dia para dia ambicionando tudo quanto é de material, por grande obscuridade do ESPÍRITO”.
Por este e por muitos outros esclarecimentos, a Cultura Racional é a favor de tudo e de todos.

LEDO ENGANO

(Odete Pereira – Poetisa Racional)
Matéria quem te compôs foi a natureza
Para o resgate do habitante racional
Que perdeu sua virtude real
Deixou de ser natural
Era um corpo ovalado prateado e brilhante
Agora é uma massa material
Renegam conhecer a verdadeira história
Se recusam acreditar
Sonham que são real
Nessa matéria animal
São tantas sombras ambulantes
Fantasmas a vagar errante
São tantos vultos de fluidos animados
Para manter um ser materializado
É assim o ledo engano
Dos bonecos de barro vestidos de pano
Que vivem para matéria ilusória
Numa vida fugaz e provisória
RACIOCÍNIO és um habitante do mundo Racional
Desperta desse sono profundo
Aqui não é o teu mundo
Volte ao teu natural.

domingo, 3 de março de 2013

CÉLULAS-TRONCO

(Wilma Fernandes)
"Células-tronco são células capazes de multiplicarem-se e diferenciarem-se nos mais variados tecidos do corpo humano (sangue, ossos, nervos, músculos, etc.).
As células-tronco existem em vários tecidos humanos, no cordão umbilical e em células embrionárias na fase de blastócito.
Para recolher uma célula tronco é preciso deixar o embrião chegar à fase de blastocisto (blastocisto é um montinho de células menores que a ponta de uma agulha.). Isto é, com 64 células, o que leva no máximo 5 dias após a fecundação.
O espermatozóide que é composto de uma única célula, ao fecundar o óvulo se divide em duas, de duas em quatro, de quatro em oito e assim sucessivamente, até atingir a fase de algumas centenas de células capazes de se diferenciarem em qualquer tecido do corpo humano.
No entanto, em determinado momento elas recebem uma ordem e umas formam o fígado, outras o pulmão, outras o coração. Daí em diante todas as suas descendentes, de acordo com essa ordem recebida, continuarão diferenciadas: a célula do fígado só vai dar origem às células do fígado, a célula do pulmão só vai dar origem à célula do pulmão etc.
O CORPO HUMANO GUARDA UM MISTÉRIO que ainda não foi decifrado. Não descobrimos ainda como funciona esta ordem que a célula recebe para se diferenciar em diferentes tecidos."
(Dra. Mayana Zatz professora de genética humana e pesquisadora de células-tronco).
Os estudos da ciência, embora já tão evoluídos, ainda não atingiram o entendimento de onde vem esta ordem para as células se multiplicarem, cada uma com a função de formar um órgão do corpo humano.
O espermatozóide, que é uma única célula, traz em si a Energia Racional que é a célula primitiva veleriana.
Célula primitiva vereliana: a célula mater (isso constatamos no livro UNIVERSO EM DESENCANTO, no 7º volume da Réplica).
A Energia Racional, que é a fonte da vida, é uma força natural de geração, produção e criação.
É dessa fonte de vida que vem a ordem natural para que as células se diferenciem e formem os órgãos do corpo humano. E é por isso que, apesar da natureza deste universo em que vivemos, ser uma natureza deformada e, conseqüentemente, em transformações, faz essas transformações de forma racional, ou seja, em obediência às leis universais.
As células, que são microvirus invisíveis, reproduzem-se transformando-se em microvirus visíveis, constituindo o blastocisto.
A célula mater forma a glândula pineal e se divide em outras tantas células que vão dar formação aos órgãos.
Todos os órgãos do corpo humano estão interligados, ligados entre si, obedecendo a ordens da célula mater que forma a glândula pineal, localizada no cérebro, no istmo do mesencéfalo.
Em todo este vulto aparente que é corpo humano, está a Energia Racional, a energia fonte de vida, que dá a ordem para reprodução das células, que são microvirus invisíveis responsáveis pela formação de cada órgão.
O ser humano ao perder, por exemplo, uma perna, ainda fica por um certo tempo sentindo a perna perdida como se ela ainda estivesse no corpo. Isso porque, ao perder a perna, perdeu uma parte do vulto aparente. Mas, a célula (microvírus invisível, responsável pela formação daquela perna) por estar ligada ao cérebro, continua ainda presente no corpo da pessoa. Por isso, a pessoa continua sentindo como se a perna ainda existisse. Só com o tempo é que essa célula (microvírus invisível), por não ter mais o seu feito visível, vai enfraquecendo, atrofiando, até que a pessoa já não sente mais a perna.
Mais detalhes sobre a formação do corpo humano e detalhes da gênese verdadeira da vida nos livros UNIVERSO EM DESENCANTO.
E, assim, na Cultura Racional, por ser a cultura natural da Dona de tudo, que é a Natureza, que é quem gera, cria, mantém e governa tudo e todos, encontramos a explicação de tudo e de todos, do Universo em que vivemos com todos os seus pertences, mas, principalmente, do antes de ser tudo o que é, como era, e porque tudo e todos deixamos de ser o que éramos para sermos o que somos.
E ainda, antes de sermos o que éramos, o que fomos e como tudo e todos poderão retornar a ser o que foram, através da IMUNIZAÇÃO RACIONAL, colocando fim nas transformações de uma vida para outra, retornando tudo e todos ao verdadeiro estado natural de RACIONAL puro, limpo e perfeito, no MUNDO RACIONAL, o mundo dos eternos.

sábado, 2 de março de 2013

HOMEM/NATUREZA

(João de Castro)
A separação entre o homem e a natureza se consumou quando este adotou os ideais pós-industriais de poder e dinheiro, tornando-se uma máquina, que onera o meio ambiente com toda sua parafernália high-tech.
Ao transformar a natureza, o homem ficou a mercê de forças invisíveis, que lhe ofuscaram o raciocínio sobre sua função na terra.
O homem não se vê como parte da Natureza, outrossim, ele se vê totalmente separado da mesma, mas ainda com laços de dependência vital com a mesma.
Por esse motivo, o homem tornou-se um destruidor de si mesmo e de seus semelhantes.
As forças invisíveis, as quais nos referimos, são forças que o manipulam dentro de um sistema, no qual o homem age como gerador de trabalho e consumidor, apenas.
A mente reflexiva, inerente ao animal Racional, se torna cada vez mais turva e débil, impossibilitando-o de buscar sua função universal.
A academia desestimulou a função reflexiva do cérebro humano, impondo-lhe uma educação técnica, pois a reflexão racional humana pode prejudicar sua capacidade produtiva.
A adoção da teoria da evolução humana posta por Darwin surgiu como proposta atraente das classes de controle da Elite, para que influenciassem o homem na busca de sua contemplação material somente – e, destruísse, aos poucos, sua personalidade analítica em prol de uma mais prática .
Entretanto, sabemos que o movimento no Universo, mesmo no âmbito das partículas, é de uma ordem superior que rege sobre o inferior.
A física quântica avança a passos largos na comprovação da teoria que diz que a consciência gera o mundo físico e, não, o contrário; ela não é um reflexo de reações químicas que ocorrem no cérebro.
Os movimentos dos astros, observados pelos astrônomos produzem mudanças na terra, atingindo a composição geológica e ecológica da mesma, tudo está conectado.
Em meio a essa nova perspectiva que desponta no horizonte do conhecimento humano, muitas pessoas se perguntam sobre as conseqüências de continuar negando a si mesmo a necessidade de uma compreensão mais essencial da vida humana, que vê-la através das lentes do darwinismo, capitalismo e marxismo.
Entre outras palavras, somos algo mais que seres meramente biológicos, que consomem produtos e produzem trabalho.
E sobre isso, com infinidades de provas e comprovações, o RACIONAL SUPERIOR nos revela em sua magnânima obra de cultura Racional, Universo em Desencanto, desde 1935.
Mas, somente agora a ciência está acordando para a realidade racional, pois, até bem pouco tempo, ela se baseava apenas no pensamento concreto, confundindo-o com o raciocínio, sendo que ambos são diferentes como da água para o vinho, como acima, em entrelinhas está muito claro para quem quiser entender.
Certifiquem-se de tudo isso estudando os Livros Universo em Desencanto.

SUPREMACIA RACIONAL

(Colaboração de Roberto Peniche)
A SUPREMACIA RACIONAL é a vida verdadeira da Origem da Humanidade e na origem de tudo isto está o verdadeiro DEUS. DEUS é RACIONAL, porque tudo o que existe no Mundo é Racional e por isso somos animais Racionais, filhos da Supremacia Racional.
As esferas da vida, chegaram a um certo ponto insuportável, todos vivendo igualmente a feras, uns contra os outros, dominando assim a loucura em que chegou a humanidade, que causou este desentendimento entre todos, o qual a ferocidade é o brilhante do dia a dia.
Um delírio sobrenatural que assolou a humanidade de uma forma tal, que ninguém sabe dizer como é que a humanidade ficou assim, sem se entender, loucos varridos pelos crimes que cometem contra si e contra os demais.
Então, ninguém sabe dizer qual foi a causa desta desregulagem na humanidade, qual foi a causa deste desequilíbrio.
Sabe-se que tudo está desequilibrado, que a loucura tomou conta da humanidade, a ponto de viverem com medo uns dos outros, noite e dia, um ponto ridículo que chegaram, que não dão mais valor à vida.
Até então, a vida tinha valor, era respeitada a integridade humana.
Agora, a vida perdeu o valor e por isso, ceifam vidas a troco de nada.
Os seres materiais têm mais valor do que a vida e assim, este ponto fecundo e abrasador em que todos vivem neste calor das amarguras, em dilúvio de sonhos de loucos, que não pensam no que são, matando hoje para morrer amanhã.
E assim o mundo em brasa como está, todos pisando em brasa e, por isso, ninguém tem sossego, uma avalanche de asneiras, só mesmo coisa de loucos que perderam os sentidos.
E daí os absurdos e mais absurdos e achando que estão direitos, por não conhecerem o seu lugar e o seu direito, que é o mesmo dos outros.
E vivendo a humanidade em sobressaltos, dia e noite e o realejo tocando uma só música, sofrimento e mais sofrimento.
Os causadores de toda esta aberração, sofrendo as conseqüências, por pensar e julgar o que não são. Sim, não adianta fazer mal ao seu vizinho, que o seu vem a caminho.
Mas não enxergaram isso, não conhecem a lei da compensação, por pensar o que não são e julgar tudo a seu modo de ser, pensando sempre em vencer e sendo vencido pelos modos e métodos naturais, porque o mundo, se existe, é porque existe o dono e o dono vendo todo este infanticídio, toda esta loucura, todo este pandemônio, o dono tem que tomar providências, para botar tudo e todos em seus lugares.
Fonte: UNIVERSO EM DESENCANTO.

SOCIOLOGIA SOB O PRISMA RACIONAL

(Cláudio Sampaio, Fortaleza, CE)
Sociologia é um dos inúmeros cursos que a mente humana conhece e que agora, com a Cultura Natural da Natureza, a Cultura Racional, é definido de forma definitiva pelo mundo superior de onde viemos, o MUNDO RACIONAL.
Somos livres pensadores, mas, de razão SUPERIOR.
Não somos seres livres como assim a maioria ainda se julga, embora, livres pensadores de uma Razão Superior.
A verdade é que nem sequer chegamos a reconquistar o que se convencionou neste mundo de “livre-arbítrio”, que é uma Razão Superior. E em assim sendo e por estarmos vivendo em condições inferiores nesta vida animal (dependentes de tudo), é que vivemos acorrentados pela matéria.
Somos dependentes até para pensar, dependendo para tal do campo invisível elétrico e magnético (que é o natural desta natureza deformada).
Essas energias elétrica e magnética é que acionam nossas células mentais para pensarmos e imaginarmos. E, por isso, dependemos dessas energias em tudo para viver, pois, precisamos pensar antes de fazer qualquer coisa. Mas, não pensamos o que queremos e, sim, o que essas duas energias elétrica e magnética nos fazem pensar, de acordo com o que elas querem que façamos. E a gente não sabia disso, nem nunca percebeu.
Vejam que dependência!
E o pensamento e a imaginação sempre a nos lapidar, para tirar nosso atraso, nossa brutalidade e nos fazer amadurecer. Sendo, assim, o ser humano um produto do meio social em que vive, por ser um aparelho receptor e transmissor da natureza, recebendo e transmitindo as ordens, as transmissões das energias elétrica e magnética.
Portanto, por não conhecer o nosso verdadeiro “EU”, o SER RACIONAL interior, nunca pudemos raciocinar. E sem raciocinar, ficamos acorrentados a este sistema de vida visível e invisível do campo primário eletromagnético, dentro desta sociedade que nos instiga a fazer coisas sempre da mesma maneira, seguindo os mesmos padrões de valor e comportamento, agindo, de preferência, da mesma forma como age a maioria (é a tal “Maria vai com as outras”).
E, assim, mantendo uma vida de aparências, ilusões e fantasias, desconhecendo nossa realidade interior, a pessoa acaba caindo em depressão, nas garras da solidão, por mais bem acompanhada que ela aparentemente esteja.
A sociedade, por ser um conjunto de pessoas em maioria inconscientes, aprova essa nossa submissão, essa condição ridícula de seres inferiores condicionados ao já tradicional e preestabelecido: pagam-nos com salários, prêmios e aplausos, alimentando a nossa vaidade e nos fazendo crer que estamos progredindo.
Essa sociedade nos promete um mundo de oportunidades para sermos tão felizes e prósperos quanto nos desejam os sorrisos gelados dos outdoors e meios de comunicações.
“Tenha isso e será feliz”, “Use isto e conquistará quem deseja”, “Seja inteligente e compre isso ou aquilo”. Exemplos de ordens dadas o ano inteiro, principalmente em dadas tradicionais, criadas para nos extorquir, iludir e nos manter ainda mais escravos.
E quando nos rebelamos e não compactuamos com esse atraso todo, quando usamos o bom senso e recusamos o que não é razoável, aí vêm as punições das formas mais sutis.
E existem várias formas de punição. Uma delas é torturando o “desafiante”, plantando nele uma semente venenosa que, se a princípio apenas incomoda, acaba por crescer exponencialmente, tomando conta dos seus atos e pensamentos.
O nome dessa semente é culpa que é uma herança dos primórdios ancestrais e que até hoje é conservada pela nossa sociedade.
Nós mesmos, inconscientemente ou não, nos impomos aos suicídios psicológicos, ao adotarmos os métodos artificiais desta sociedade, com punições de todo tipo, principalmente na forma de autoboicotes.
Eles costumam ocorrer quando sentimos que estamos entrando num campo “perigosamente livre”, que sorrateiramente vá nos preenchendo com a sensação de algo “novo demais” (apesar de muito bom) e, portanto, desconhecido.
Sem saber como, de repente, os planos tão longamente sonhados e idealizados, que começavam, finalmente, a dar certo, passam a dar sinais de estarem descendo morro abaixo. Ocorre essa marcha à ré também em determinadas situações que, apesar de poderem representar uma melhora substancial em nossa qualidade de vida, elas entram em choque com medos cuidadosamente alimentados durante anos na nossa existência, prejudicando nossa ascendência.
Em situações como essa o medo costuma vencer, e os planos ou as situações promissoras, por carregarem consigo a possibilidade de melhoras, começam a fracassar gerando depressões.
Referimo-nos a situações novas, longa e profundamente ansiadas, e que nos arrancam de uma condição atual, a qual, apesar de ruim, monótona, sem graça ou dolorida, tem a grande e pesada vantagem de ser já conhecida nesta tão velha sociedade.
Assim, somos ainda movidos pelo medo de fracassar, sem perceber que já estamos, há muito, estagnados em nossas vidas, devido aos nossos pensamentos estarem em processo de enfraquecimento.
Todo esse medo gera desconfiança, castra o desejo íntimo de vencer e buscar o novo, que é o despertar de uma verdadeira consciência, de uma consciência superior: o RACIOCÍNIO.
É claro que as novas incursões por “mares nunca dantes navegados” devem procurar o menor risco e o máximo de boas condições, através das quais se possa ter uma chance ao menos razoável de sucesso, esta é uma preocupação do animal de origem Racional, mas que desconhece os processos evolutivos e de mudanças da natureza. Daí, ter dúvidas.
Então, cada um deverá pesquisar através de estudos sérios, onde se encontra o bom senso que lhe dê bases sólidas, com provas e comprovações para sair de sua negativa acomodação.
E no pesquisar seriamente, chegará à conclusão da necessidade de uma nova cultura para a sociedade.
Uma cultura que nos prove e nos dê a verdadeira razão da vida, uma cultura racional, que norteie a vida da humanidade para a paz, o amor, a fraternidade e a concórdia. Uma cultura que preserve, proteja e alimente os verdadeiros direitos humanos.
No entanto, a idéia de sermos pequenos, falíveis, abusados e desconhecidos do nosso próprio ser é a nossa principal barreira.
E, assim, ficamos embargados por esses pensamentos que, emboramente livres, nos deixam no campo das desconfianças e das limitações.
Contra esses sentimentos inferiores, devemos intensificar ainda mais nossa busca pela verdade, na certeza de que somente a mentira é que nos joga para baixo.
Portanto, as desconfianças, as inseguranças e os medos, são sinais da natureza de que devemos continuar nossa busca, porque ainda não terminou a jornada do nosso autoconhecimento.
Fala-se muito em pecado. O pecado verdadeiro é não alcançar o seu “melhor” como pessoa humana e equilibrada no meio social.
A culpa, por sua vez, é exatamente o sentimento que nos invade quando sabemos que esse nosso “melhor” foi negligenciado por desconhecimento de si mesmo.
Isso ocorre quando sabemos, bem no íntimo, que poderíamos ter feito diferente. Entre todas, essa é uma das dores que mais machucam o ser pensador, que, apesar de ser de uma Razão Superior, ainda não atinou para o uso da Razão e do Direito na Sociedade, errando mais do que acertando.
Recomendamos: não passe pela vida sem pesquisar, com seriedade, os Livros Universo em Desencanto. Não se deixe passar pela vida sem que a VIDA passe por você.

OS INVASORES

(Odete Pereira – Poetisa Racional)
Quem somos, de onde viemos?
Como começou essa deformação?
Foi um vento que soprou?
Ou foi Eva e a costela do Adão?
O sol é o Adão
A terra é Eva, a encubadeira
Mantém os filhos da ilusão
Nessa vida passageira
O sol manipula
A água rege
A terra cria
Todos dentro da hierarquia
Os frutos da deformação
Depois de tanta lapidação
Recuperam a razão
E a Deus pedem perdão
A natureza consciente de sua missão
Continua sua evolução
Seu novo ciclo de vida
Fecha a fábrica da ilusão
Para o retorno ao ponto de partida
Quem conhece a razão de sua existência
Conhece a origem do pingo d’água
Conhece o idiograma de sua formação
ESSÊNCIA – FLUIDO – RACIOCÍNIO
ALMA – ESPÍRITO – MENTE.