Follow by Email

quinta-feira, 8 de agosto de 2013

ABORTO: UMA QUESTÃO A REFLETIR!

As discussões em torno do aborto tomaram há muito um rumo falso, fruto da inconsciência, que é o prato mundial onde “direita” e esquerda se consomem e se liquidam.
Sim, porque não atinaram ainda para o aborto mais criminoso de que foram vítimas todos que “vivem” neste mundo de sofrimento, dores e pranto.
Isso é VIDA?
Onde um sistema mundial odioso e vergonhoso colocou irmãos contra irmãos pela morte da individualidade verdadeira (há muito perdida), castrada pela falta de conhecimento verdadeiro da vida.
E, assim, renegando as leis universais da Natureza Mãe para abraçar a matéria (visível e invisível) e, consequentemente, algemados por ela, matéria (mal puro).
Por conseguinte, mortos todos estão, a não ser quem raciocina!
Viraram as costas para a VIDA, Dona de todas as vidas e se tornaram zumbis das trevas (meros fantoches) – todos: senhores e escravos, ambos se tornaram escravos, escravos da matéria.
Portanto, tudo APARÊNCIA de VIDA, mas, não é vida.
Daí, foi-se embora o bom senso natural e verdadeiro.
Todos abortados, desde o dia em que nascem, por serem enquadrados e aprisionados num sistema todo artificial, contra a Natureza Mãe e, portanto, contra si mesmos.
Deixaram de fazer parte da Natureza, por viverem contra ela, tornando-se ferramentas dessa mesma Natureza, para se lapidarem e se destruírem: maior ABORTO que esse, não existe!
Tornaram-se, assim, uns cleopantomas, que significa: “criados com autoridade, para chegarem à maior idade sem ter o tirocínio das verdadeiras coisas, para poderem viver sem se aborrecer.”(Universo em Desencanto, 1º volume da Obra).
Tornaram-se inconscientes da VIDA verdadeira e escravos da matéria, a vida embusteira.
Desunidos da Natureza, que é quem tudo pode (por isso une), tornando-se desunidos e uns contra os outros, transformando-se em zumbis das trevas.
Vivem agora, dia e noite e noite e dia, da divisão, numa inconsciência profunda, sem perceberem que tudo que divide diminui, perde força, até se liquidar e se extinguir.
E como começou esse processo hediondo e nefasto?
Melhor ainda: e como embargá-lo?
A quem interessar saber, que pesquise nos Livros da cultura natural da Natureza, a Cultura Racional, Universo em Desencanto, para poder promover, por si mesmo, o seu nascimento, pois, quem não SE CONHECE RACIONALMENTE, ou seja, pelas leis naturais da Natureza, ainda não nasceu.
Por quê?
Porque vive e não sabe o porquê vive e nem o porquê de sua existência, por não saber DE ONDE VEIO, COMO VEIO, PARA ONDE VAI e COMO VAI.
Quando todos souberem, com riqueza de detalhes, as respostas para essas indagações milenares, que se encontram nos Livros Universo em Desencanto, todos estarão RACIOCINANDO e a questão do aborto estará solucionada, pelo elevado desenvolvimento do raciocínio de todos, pois deixarão de estar pensando e imaginando, porque chegarão à conclusão, muito naturalmente, de que o pensamento não foi feito para acertar e, sim, para lapidar, dividir, desunir e liquidar todos os pensadores.
Aí, então, todos raciocinando, de forma muito natural, sem abalos, sem choques e sem discussões, será alcançado o fim definitivo do aborto!

Nenhum comentário: