Follow by Email

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

VER, OUVIR E CALAR, FICA BEM EM TODO LUGAR!


O que é natural é tudo aquilo que pode ser sem prejuízo de ninguém.
Então, natural é RACIONAL, porque RACIONAL é pureza, e a pureza não traz prejuízos a ninguém.
Portanto, onde existe sofrimento, não existe o natural, porque o sofrimento é a conseqüência da lapidação daquilo que está fora do natural.
Tudo que distorce do natural, da pureza, do RACIONAL, precisa ser lapidado para retornar ao natural.
Assim, os pais lapidam seus filhos. Os filhos lapidam seus pais. O homem lapida a mulher e a mulher lapida o homem. A natureza deste mundo em que vivemos nos lapida de várias formas, jeitos e maneiras, e nós lapidamos a natureza com o nosso desequilíbrio.
E, assim, o mundo em que vivemos é um mundo em lapidação, um mundo de sofrimentos e dores.
E se o mundo em que vivemos é de sofrimentos e dores, está visto que é um mundo fora do seu natural.
Sofrem os animais Racionais, sofrem os animais irracionais, sofrem os vegetais, sofrem os minerais, sofre toda a natureza deste mundo em que vivemos. Sendo essa natureza, portanto, uma natureza fora do seu estado natural. Isso nos leva a concluir, não se tratar essa natureza, da verdadeira natureza, pois, natural é tudo aquilo que pode ser sem prejuízo de ninguém.
Esse mundo em que vivemos, um mundo de predadores, os mais fortes engolindo e destruindo os mais fracos, não pode mesmo ser um mundo natural!
Mas, como não há efeito sem causa (todo feito tem sua causa, toda causa tem sua origem e toda origem tem sua base), precisamos conhecer a causa deste mundo de sofrimentos, a origem da causa dele e a base da origem da causa dele, para, assim, termos condições de colocar fim no sofrimento deste mundo, porque sofrimento é algo que não faz graça prá ninguém rir.
Sim, porque quem conhece as causas, a origem das causas e a base da origem das causas, tem condições de entender os efeitos. Conhecendo as causas, a origem das causas e a base de origem das causas, corta os efeitos.
Então, o que é fundamental na vida de todos nós? Conhecer a natureza verdadeira, origem desta natureza desequilibrada da qual fazemos parte.
Mas, não só isso, é preciso entender, compreender e saber o porquê esta natureza em que vivemos, apesar de ser originada de uma natureza superior, se tornou uma natureza inferior. O porquê se degenerou e deformou de superior para inferior.
Ou seja, precisamos conhecer nossa origem verdadeira, com base e com lógica provadas e comprovadas, para termos a segurança indubitável de um novo rumo a tomar em nossas vidas, baseados nas leis naturais desta natureza superior. Só mesmo assim, procederemos à reconstrução do mundo em que vivemos, com novos valores e entendimentos, valores e entendimentos esses correspondentes ao natural verdadeiro.
E é por isso que já está na Terra a CULTURA RACIONAL, dos Livros Universo em Desencanto, a cultura natural da natureza, trazida do MUNDO SUPERIOR, o MUNDO RACIONAL, ao mundo inferior, o MUNDO RACIONAL DEFORMADO. Nessa grandiosa cultura todos nós encontramos, da forma mais simples e clara, todas as causas de todos os efeitos, as origens das causas e a base de origem das causas de tudo e de todos. E nesse encontro RACIONAL, passamos a nos conhecer e a conhecer tudo e todos: de onde viemos, como viemos, para onde vamos e como vamos.
E nesse COMO VAMOS, aprendemos a importância de não mais contemplar todo o mal que sempre nos lapidou e fez sofrer. Os olhos e os ouvidos devam de estar voltados para a natureza verdadeira, abertos e elevados para o natural verdadeiro e hermeticamente fechados para tudo quanto não é de natural, ou seja, para tudo aquilo que seja em prejuízo de qualquer que seja, incluindo nós mesmos.
E como a fala é própria dos bichos, essa somente deva ser utilizada tão somente para fazer com que o natural verdadeiro seja conhecido, entendido e compreendido por todos e para as coisas necessárias da sobrevivência, que não podem deixar de ser feitas.
Esse COMO VAMOS é a parte mais melindrosa da reconstrução deste mundo desequilibrado em que vivemos, para que o tornemos um mundo de paz e de concórdia, um mundo natural.
Estamos numa gigantesca escalada, onde a prudência, a calma e o desprendimento são atitudes imprescindíveis.
Muitos se unirão nessa subida. E os que vão ficando de fora, por livre arbítrio, pois a vontade é livre, esses procuram de todas as formas, jeitos e maneiras nos demover de nossa determinação para o BEM. Esses se viram contra nós sempre que são ajudados, deixando clara sua triste opção de continuar num mundo de transformação para classes inferiores.
Não devemos nos importar com as ingratidões, utilizando-as como degraus para nossa subida, mantendo nossas mentes firmes em nossa meta final: voltar ao nosso estado natural de RACIONAL puro, limpo e perfeito.
Não faltarão também aqueles e aquelas que procurarão nos fazer voltar atrás em nossa escalada, prejudicando-nos materialmente, moralmente e, às vezes, até fisicamente.
Nada disso deve nos demover do nosso caminho. Nossa atitude deva de ser uma só: dar importância ao que é de importância, que é o BEM VERDADEIRO. Dar valor ao que é de valor: o BEM VERDADEIRO. O mal não tem importância alguma e muito menos, valor.
Assim, RACIOCINANDO, vamos nos tornando cada vez mais fortes, vencendo o mal, que cada vez se enfraquece mais, pois, tudo que foge ao BEM VERDADEIRO, RACIONAL, torna-se cada vez mais enfraquecido, até se extinguir totalmente.
E todo o mal é ação do pensamento magnético, cuja fase já terminou na natureza, desde 1935, por ter entrado na natureza a fase do desenvolvimento do raciocínio, a fase do retorno ao nosso verdadeiro estado natural de RACIONAL puro, limpo e perfeito, no nosso Verdadeiro Mundo de Origem, o MUNDO RACIONAL.
E é por isso que todos aqueles que já optaram por RACIOCINAR SEMPRE E PENSAR NUNCA, trazem consigo, dia e noite, noite e dia as seguintes sábias palavras:
“VER, OUVIR E CALAR, FICA BEM EM TODO LUGAR.”

www.universoemdesencanto.com.br
www.webradio.universoemdesencanto.com.br
www.programaavozracional.com.br
www.boanoitebrasilracional.blogspot.com
www.encontroracional.com.br

Nenhum comentário: