Follow by Email

domingo, 9 de janeiro de 2011

ACORDA, MINHA GENTE!

Minha gente!
Quanto temos falado sobre o desenvolvimento do raciocínio!
Quanto temos recomendado a todos o desenvolvimento do raciocínio!
E somos muitos, não poucos, pelo mundo inteiro, alertando à humanidade para esta nova fase da Natureza, em que todos que se ligam a ela encontram a tranqüilidade de um viver sem barreiras. Um caminhar dentro de uma consciência positiva e, por assim ser, um caminhar natural, calmo, benfazejo e libertador dos grilhões da matéria.
A matéria é um mal. Mas, um mal necessário até que se complete nossa verdadeira compreensão RACIONAL da vida.
Mas, apesar de nossos persistentes e pacientes esforços para dar a todos o entendimento da grandiosidade dessa gloriosa Fase Racional (do desenvolvimento do raciocínio), olhem bem para o mundo como está: a humanidade ainda desunida e caminhando como cabras cegas, sem saber o que está fazendo, sem saber como pisa, por teimar em NÃO SE CONHECER.
Chegamos, assim, à conclusão, que não temos sabido esclarecer a contento, apesar dos nossos desprendidos esforços nesse sentido, divulgando dia e noite e noite e dia os Livros da Mãe Natureza para o SE CONHECER pelo desenvolvimento do raciocínio.
Divulgação que não tem dia nem hora, nem sol, nem chuva, nem tempo, nem distância e, muito menos, sem nos importar com as despesas para essa divulgação.
Como sensibilizar nossos irmãos semelhantes para a seriedade e urgência do SE CONHECER?
Vamos procurar aqui e agora mostrar-lhes como é imprescindível passar a SE CONHECER, para que a própria Natureza se equilibre e não tenha mais necessidade de nos lapidar.
Lapidar é fazer sofrer, até reconhecer que não podemos remar contra as correntezas, ou seja, não podemos caminhar em desarmonia com as leis naturais que regem todo o universo em que vivemos.
Olha, minha gente, pode uma pessoa passar temporada, longa ou não, na casa de alguém sem respeitar a casa desse alguém?
Para responder a essa pergunta, coloque-se no papel de anfitrião que está hospedando um semelhante seu.
Bem, naturalmente sua casa tem as normas e os costumes que você determinou para o bom andamento de sua família e a conseqüente harmonia do seu lar.
Pois é, agora calcule como você se sentirá se esse hóspede, que você recebeu com todo respeito e carinho, começar a mudar tudo em sua casa, sem lhe consultar e, mais, começar a dirigir e comandar a sua casa e sua família como se fosse o dono delas.
Você vai gostar?
Claro que não, porque tudo vai se desandar!
Desandar, sim, pois esse hóspede não sabe o porquê das normas e costumes de sua casa que, com muita luta, esforço e paciência, você conseguiu implantar junto aos seus para harmonia da família e bom andamento da organização da sua casa.
Portanto, ante o desrespeito do hóspede, que desconhece as leis que implantou em sua casa, num esforço em prol da sua família, então, ante esse desrespeito, sua pessoa não vai ficar nada satisfeito ou satisfeita e vai começar a desejar que aquele hóspede retorne para de onde veio.
E se esse hóspede é muito abusado, sem desconfiômetro, com certeza você começará a fazer de tudo para que a estadia do hóspede deixe de ser uma estadia agradável, até que esse hóspede se conscientize de seus abusos, respeite as normas familiares que você determinou para sua casa e conclua que o melhor é ele retornar para de onde ele veio.
Bem, minha gente, assim somos nós neste mundo em que vivemos: somos hóspedes.
Mas, uns hóspedes muito inconscientes, abusados, por nos acharmos donos deste mundo onde estamos há muitos milhões de milênios, sem conhecimento algum das leis naturais deste mundo, que já encontramos pronto! Achando sempre que tudo é nosso, até as pessoas, por vivermos completamente desconhecidos de nós mesmos e da Natureza que nos gera, cria, mantém e governa.
Vivemos, assim, uma vida de bichos, ambicionando tudo de material, por grande obscuridade do espírito.
A matéria é um ser e um estado provisório, sendo que o nosso ser verdadeiro não é material, nem provisório: é eterno!
Portanto, não somos daqui deste mundo material. Estamos aqui de passagem, razão porque daqui nada, nem ninguém levaremos conosco.
Enquanto não nos conscientizarmos disso, essa grandiosa anfitriã, a Mãe Natureza, dona de tudo e de todos, vai tornar nossa vida cada dia mais difícil, cheia de sofrimentos, lágrimas e dores, até que acordemos deste sono de pedra, deste sono material.
A Natureza, essa bondosa anfitriã, que vem nos aturando há milhões de milênios, está muito cansada de nos dar sempre tudo de graça e somente receber a grosseria e a ingratidão de nós, seus hóspedes, bem como o hediondo e milenar desrespeito às suas leis naturais, vivendo nós como verdadeiros parasitas dela.
E, por isso, cansada de assistir tanta inconsciência, a Natureza trouxe para nós o conhecimento dessas leis, que congregam a cultura natural dela, a Cultura Racional, que é completamente diferente dessa cultura artificial que criamos pela nossa vontade de querer fazer melhor e mais do que a Dona de todas as vidas, a Natureza.
Essa magnânima anfitriã, de tão bondosa que é, fez todas as nossas vontades, respeitando nosso livre arbítrio, a ponto de atender nossos desejos absurdos de criar coisas contra ela própria, assim como os instrumentos bélicos e a bomba atômica.
E, assim, é que foi criada a cultura artificial, filosófica e científica, irradiada pelo pensamento e a imaginação, cujas conseqüências têm degenerado, têm deformado e têm poluído toda a Natureza, inclusive nós.
Cansada, sim, muito cansada a Natureza está. E a prova desse cansaço é ela ter mudado de fase, da fase do pensamento, onde alimentava nossos desejos, ambições, sonhos, ilusões e fantasias, mudando para a Fase Racional, onde ela, através do desenvolvimento do raciocínio, nos ensina, pela derradeira vez, suas leis naturais, desvendando todos os mistérios, fenômenos, finitos e transfinitos e ainda nos revelando nossa e sua verdadeira origem.
E o que isso significa para a humanidade?
Significa o fim da classe do animal Racional e o início da evolução humana para a classe de Racional, deletando essa parte animal embrutecida, grosseira, atrasada, que, por viver desconhecida de si mesma, nunca respeitou as leis naturais da casa em que está de passagem, que é este mundo material.
Então, minha gente, essa mudança de fase da Natureza é o BASTA dela aos abusos do animal Racional, dando uma decisão em todos nós: “RACIOCINE! PARE DE PENSAR, SENÃO LIQUIDO VOCÊ!”
E nesse cansaço milenar a Natureza já não suporta mais os abusos; ainda mais quando já nos deu a solução do nosso desequilíbrio pelo desenvolvimento do raciocínio na CULTURA RACIONAL – e vê a grande maioria sem interesse algum pelo presente que nos deu e sem ao menos curiosidade de averiguar de que se trata.
Essa a razão dessa situação tenebrosa no mundo inteiro, de tantas hecatombes, monstruosidades e destruições pavorosas: a Natureza cansada, está liquidando todos aqueles que não querem SE CONHECER, nem conhecer as leis naturais da Natureza.
Situação essa que vai crescer assustadoramente, enquanto todos não passarem a SE CONHECER pelo desenvolvimento do raciocínio.
Livre dela, dessa situação horrorosa, apenas estarão os corações humildes que acataram e estão acatando as recomendações e advertências dessa paciente e bondosa anfitriã, que é a Natureza, que desde 1935 está a nos dizer:
“Quem és tu, que a ilusão é tanta, incapaz de definir o teu eu?!”
“Raciocine, porque a fase do pensamento terminou e o pensador perdeu o direito de viver.”
“Leia e releia os Livros de Cultura Racional Universo em Desencanto, a cultura natural da Natureza, para não descer para as classes inferiores do animal irracional, porque a Natureza é de transformações.
Raciocinando se transforma para cima e retorna à sua verdadeira origem, no seu verdadeiro estado natural de energia pura, limpa e perfeita.
Pensando se transforma para baixo, continua na matéria como bicho irracional, porque na Natureza nada se perde, nada se cria, tudo se transforma de uma vida para outra e de uma forma para outra, porque a Natureza é de transformações!”
Acorda, minha gente, que ainda há tempo de SE CONHECER!

www.universoemdesencanto.com.br
www.webradio.universoemdesencanto.com.br
www.programaavozracional.com.br
www.boanoitebrasilracional.blogspot.com
www.encontroracional.com.br

Nenhum comentário: