Follow by Email

sexta-feira, 7 de setembro de 2012

A CULTURA RACIONAL NÃO CONTRADIZ NADA, NEM NINGUÉM, APENAS COMPLEMENTA E RECUPERA TUDO E TODOS

“Deus vence com amor, com carinho e com Suprema Benevolência Racional para pacificação Universal, com a Paz, o Amor e a Fraternidade...” (RACIONAL SUPERIOR).
Quem refletir sobre essa afirmação, com muita atenção e seriedade, saberá reconhecer em tudo e em todos onde está e onde não está Deus Verdadeiro.
O Universo em que vivemos é a deformação de uma pequenina parte do nosso mundo verdadeiro, de onde saímos, o MUNDO RACIONAL.
Como e porque se deu essa deformação, não abordaremos aqui para não alongar, mas, poderão ter conhecimento no 1º volume de Universo em Desencanto.
Nessa deformação a pequenina parte foi se decantando, perdendo energias, que tomavam formas diferentes do que eram, formando degraus de deformação, portanto, sempre em estados inferiores, formando níveis diferentes em seqüência negativa, dando origem a dimensões diferentes e dependentes entre si. Tudo fruto da natureza em transformações.
Resumindo, formaram-se os seguintes mundos, todos abaixo do Supremo Mundo (o MUNDO RACIONAL): Astral Superior, Astral Inferior e Astral Térreo.
Cada mundo desses com seu respectivo saber, diferente do saber SUPREMO, devido à deformação. E cada qual com sua organização, sua hierarquia e seu representante máximo: seu Deus.
E a Natureza? São duas. A parte deformada, soma dos mundos deformados e a parte natural, que é a essência do MUNDO RACIONAL, que acompanhou a deformação para dar causa a tudo e a todos, a força geradora, criadora e mantenedora.
A humanidade, ligada ao Astral Térreo, ficou desligada de sua verdadeira identidade, a identidade Racional, a essência, sem entendimento de si mesma, de tudo e de todos. A Natureza natural a parte da essência, encarregou a Natureza deformada do trabalho de lapidação da humanidade, para nascer nessa humanidade o entendimento e compreensão do mundo em que se encontra. Para isso houve necessidade da ligação da humanidade no mundo imediatamente superior, o Astral Inferior (o mundo espiritual), encarregado da lapidação necessária para nascer no animal Racional o entendimento do bem e do mal, nascendo daí as escriturações espirituais, ditadas pelo Deus do Astral Inferior, que em suas mensagens sempre ensinou à humanidade as más conseqüências de se deixar levar pelo Deus do Astral Térreo.
Os que deram ouvidos, desligaram-se do Astral Térreo. Os demais, continuam com suas monstruosidades, por falta absoluta de saber, por terem negligenciado as escriturações espirituais.
Para verem que até este ponto, o mundo em que vivemos não esteve por conta da origem, o MUNDO RACIONAL, onde habita o Deus de todos os Deuses, o Poder de todos os Poderes. Recomendamos a leitura do texto do link a seguir, onde encontrarão explicações muito boas sobre o assunto: http://nalub7.wordpress.com/2012/03/01/por-que-de-tantas-religioes-a-cultura-racional-propoe-mais-um-deus/
Agora fica fácil entender porque o mundo em que vivemos sempre foi de vinganças, sofrimentos, padecimentos e angústias: é o trabalho da Natureza deformada para lapidação da humanidade, na lei do bem (aparente – porque é deformado) e do mal. Tudo é vingado, tudo tem que ser pago, tudo tem alto preço, por estarmos fora do nosso estado natural, levando surras e mais surras da Natureza deformada, até que entendamos e compreendamos que estamos fora do nosso mundo verdadeiro, somos forasteiros e, em assim sendo, não temos direito a nada, por não sermos donos de nada nem de ninguém.
As corrupções, as chacinas, os estrupos, os seqüestros, os crimes de pedofilia, as monstruosidades, as doenças, as drogas, as catástrofes da natureza, os problemas familiares e no trabalho, todo tipo de divisão etc., enfim, tudo de ruim é somente para nos acordar para a realidade, que não é este universo deformado. Tudo isso para nos desencantar da matéria. Pois, enquanto encantados, longe, muito longe estamos do Verdadeiro DEUS.
Deus não lapida, Deus não faz sofrer e nem quer o sofrimento de ninguém. Deus não é vingativo. Deus não exclui nada nem ninguém. Deus quer a recuperação de tudo e de todos.
E, por isso, por já estar boa parte da humanidade bem preparada pelo Astral Inferior, que é o mundo espiritual, a Natureza natural entrou em vigor em 1935, encomendando a escrituração que contém a cultura que já tivemos antes de nos deformar, a Cultura Racional, do MUNDO RACIONAL, para complementação do nosso saber (que brilhantemente nos foi dado pelo Astral Inferior) e para nossa recuperação da identidade perdida, a identidade da origem, a identidade Racional.
Assim, o Astral Inferior encerrou brilhantemente sua missão de lapidação da humanidade e se uniu ao Astral Superior para a recuperação de todos que ficaram bem preparados, deixando os não preparados por conta da Natureza deformada, que está providenciando a liquidação do animal Racional, que, por mau uso do livre arbítrio, não quis se preparar na fase espiritual do 2º milênio, não dando crédito às escriturações espirituais. E a fase agora é de Aparelho Racional, do 3º milênio (3º mundo de baixo para cima).
Todos os bons do Astral Inferior continuam trabalhando, porém, na linha Racional, junto ao Astral Superior, incumbidos de nos encaminhar no desenvolvimento do raciocínio, através do estudo dos Livros Universo em Desencanto. São deuses que abdicaram de suas divindades e se renderam ao Verdadeiro Deus, o RACIONAL SUPERIOR. Os demais, que não se renderam, continuam na Terra (se passando por bons) liquidando e destruindo a humanidade que, para ter proteção contra esses ditos, basta se ligar na ENERGIA RACIONAL, com a leitura dos Livros Universo em Desencanto, tendo, assim, a proteção dos Guias e Protetores que sempre nos acompanharam até 1935, a proteção dos Guias e Protetores do Astral Superior, a proteção dos Habitantes do MUNDO RACIONAL e, principalmente, a proteção do RACIONAL SUPERIOR, dia e noite e noite e dia, em todo lugar e em qualquer situação, porque o RACIONAL SUPERIOR, o Verdadeiro Deus e todos os seus correligionários vencem com amor, com carinho e com Suprema Benevolência Racional, para a Pacificação Universal, com a Paz, o Amor e a Fraternidade. Não existindo vinganças, rancores, ciúmes, despeitos, ódios, invejas, fracassos, doenças, desequilíbrios, pois, tudo isso pertence ao mundo inferior, onde a Natureza natural, a Natureza Racional, não tem a menor responsabilidade, por tudo isso ser fruto da Natureza deformada.
As demandas e dívidas de todos nós são da nossa parte animal. Ligou-se à Natureza Racional, ligou-se à ENERGIA RACIONAL e ficamos completamente redimidos de todas as demandas e de todas as dívidas, porque um filho que reconhece o seu PAI tem todas as bênçãos da Natureza Racional (ou natural, que é o mesmo) e fica coberto pelas linhas gerais dela, não podendo mais ser lapidado e ficando imune de todas as influências negativas. A esse estado se diz: IMUNIZAÇÃO RACIONAL.
Portanto, minha gente, vamos prestar atenção à nossa volta, a tudo que lemos, a tudo que ouvimos, a tudo que assistimos, passando um pente fino e sendo indiferente a tudo que não seja do nosso PAI, ou seja, tudo que seja contra o amor, a paz, a fraternidade, o carinho e a Suprema Benevolência Racional, para não comprarmos gato por lebre.
Procuremos nos desencantar, mas, respeitando tudo e todos, porque senão, não é desencanto, não é iluminação e, sim, mais uma sutil influência da parte animal, do encanto, da Natureza deformada.
Lembrando que cada qual tem a ver somente consigo mesmo, porque a vontade é livre. Desencanta quem quer e continua encantado também por livre opção – todo respeito é pouco.
Tenhamos todos gratidão à Mãe Natureza Natural, que há milhões de milênios vem nos acompanhando e nos conduzindo até chegarmos aqui, lendo os Livros brilhantes que Ela nos presenteou: Universo em Desencanto.
Agradecemos a todos que lerem com atenção e procurarem divulgar tudo isso que estão tomando conhecimento, pois, nossos semelhantes estão sofrendo muito por falta deste saber que nos é dado pelos Livros Universo em Desencanto – ademais, precisamos praticar a fraternidade, para não cairmos nas malhas da Natureza deformada, que não perdoa quem está por conta dela.
Tenhamos todos discernimento superior.

Nenhum comentário: