Follow by Email

quarta-feira, 23 de outubro de 2013

O TERCEIRO DOS SETE ENIGMAS DA HUMANIDADE

(Severino dos Reis)
Queridos leitores do nosso Blog: como negar as transformações e a evolução do homem, se a própria história da inteligência humana, pode ser resumida como uma caminhada; que no princípio começou muito lenta, depois foi acelerando e num progresso geométrico passou das trevas da ignorância, para a luz meridiana do conhecimento.
E hoje, galgamos tão elevados desenvolvimentos científicos, com tecnologias, capazes de medir a radiação de uma estrela há milhões de anos luz de nós, darmos uma volta em torno da terra em algumas horas, apertar um botão e destruir uma cidade.
E, no entanto, o homem apesar de sua incursão profunda no domínio da ciência e da tecnologia, continua cercado pelos mistérios, quanto ao mundo que habita e entre muitas coisas, o aparecimento da vida.
E para ir diminuindo os mistérios, nesse comentário, vamos explicar o 3º enigma: O APARECIMENTO DA VIDA. Enigma para a Cultura do pensamento, a Cultura do 2º milênio; mas é muito conhecido na Cultura do Raciocínio, a CULTURA RACIONAL do 3º milênio.
E assim, passamos então a explicar o aparecimento da vida, que logicamente eles se referiam à vida de matéria, pois é dessa forma, que Hackel e Du Bois Raymond e todos conhecem a vida.
Mas em um mundo, onde nada se perde nada se cria, tudo se transforma, como bem patenteou Lavoisier, para falar do aparecimento da vida, não seria necessário ser muito perspicaz para saber, que a vida material, também é produto de transformações de outras vidas antes dessa, porque não existe efeito sem causa. Se existe esta vida material em transformação, é porque existe a outra que não estava em transformação, para dar causa a essa.
E com certeza, se existe este mundo em que vivemos, onde somos animais Racionais é porque existia o MUNDO RACIONAL com habitantes Racionais, para dar causa a esse. E lá o progresso é só de pureza; quer dizer: não tem variações tudo é estável, o mundo do RACIONAL SUPERIOR.
Lá não existem dois sexos é um ser só, porque são puros, limpos, perfeitos e eternos, por isso não estão em transformação, por serem seres de Luz Racional (Energia Racional). E há vinte e uma eternidades atrás, tinha lá uma planície, que não estava pronta para entrar em progresso e os Racionais estavam avisados pelo RACIONAL SUPERIOR. Mas uns tantos Racionais, não deram atenção ao aviso e começaram progredir naquela planície por conta própria, abusando da liberdade.
A planície por não estar pronta não aguentou o progresso, começou se transformar e a descer, afastando do MUNDO RACIONAL; quando eles perceberam quiserem voltar, mas ela já estava muito abaixo e já havia uma separação entre eles e a pureza.
Então eles continuaram aquele progresso, mas passaram a perder as suas energias, as suas virtudes; virtudes são vidas que se transformaram em outras vidas, porque as virtudes que saiam dos corpos de todos eles, iam se reunindo em só ponto, formando um foco de luz já invertida, começando produzir pressão e calor, por sair do seu estado natural.
O calor começou a esquentar a planície e a planície com o calor amoleceu virando uma goma; e o calor sempre aumentado, a goma começou a ferver e a espumar e a espuma foi virando uma resina. O calor sempre aumentando, a goma derreteu virou água e a resina queimou e virou cinza, o que hoje nós chamamos de terra. E os Racionais perderam todas as suas virtudes e se extinguiram: uns tantos em cima da água e uns tantos em cima da terra. Os que se extinguiram em cima da água, deram origem ao sexo masculino e os que se extinguiram em cima da terra, deram origem ao sexo feminino.
A água sendo o sexo masculino, penetrou na terra, que é o sexo feminino, molhou e com o calor mofou, ficou choca, acontecendo ali, a primeira fecundação, porque tudo que choca gera; gerando assim, os primeiros micróbios, as primeiras vidas. Explicando assim, o 3º enigma: O APARECIMENTO DA VIDA. Obviamente estamos falando da vida biológica em geral: Racional e Irracional. Mas a formação da vida humana Racional como conhecemos: a água e terra contribuíram com o corpo de matéria; e os Racionais que se extinguiram, contribuíram com a sua energia, que é o motor que movimenta o corpo. Por isso acreditamos na existência de duas vidas em cada pessoa: uma que vive essa vida aqui na terra e a outra que vive fora do corpo após a morte.
Essa última, na Cultura da civilização é conhecida como Alma ou Espírito; mas a CULTURA RACIONAL explica, que o que dá vida ao corpo antes e após a morte é o Raciocínio! Porque é o que sobrou de cada Racional que foi extinto! É a impressão que ficou como vínculo, do homem com a sua origem eterna, o MUNDO RACIONAL.
E nos “Irracionais”, a vida é apenas a vibração da matéria, a energia elétrica e magnética ligada ao corpo. Porém, nada foi feito de uma hora para outra e nem por acaso; e só na quarta eternidade, que apareceram as primeiras vidas; e mesmo assim, vidas microbianas, que foram se transformando e evoluindo no transcorrer de todas essas eternidades.
É só agora na 21ª eternidade é que o homem despertou em querer saber a sua origem e a origem do universo.
Mas sem ter o mapa da trajetória percorrida, ficou muito difícil; por isso a ciência com suas teorias tenta, mas não explica de forma definitiva. Só quem sabe, quem viu fazer, conta com naturalidade; é o que o RACIONAL SUPERIOR está fazendo na CULTURA RACIONAL: explicando como surgiu esta vida biológica, microbiana de mortais. Porque a vida verdadeira acabou, quando os Racionais se extinguiram em cima da terra e da água: ali aconteceu a verdadeira morte.
Desde então, estamos mortos para nossa origem; e olha que já faz vinte e uma eternidades, que estamos nesta vida de matéria: nascendo e morrendo. E nesse ciclo vicioso, nem nos lembrávamos mais, do nosso mundo de origem, o MUNDO RACIONAL; porque a vida e a morte que conhecemos são fictícias: nem é vida nem é morte, mas apenas um ponto acentuado, na trajetória da vida deformada em transformação constante. Portanto, está na terra, o que o ser humano está em busca, desde os primeiros “despertar” da consciência primitiva, até os mais audaciosos pesquisadores da atualidade: que sondam o Universo, com os mais importantes equipamentos, como poderosos telescópios, Satélites, sondas Espaciais e computadores de última geração, procurando a origem do Universo e da vida e não encontraram.
E agora para o deleite dos que buscam com seriedade a definição de tudo no Universo, está na terra a CULTURA RACIONAL: a Cultura do Terceiro Milênio, contando com pormenores sobre tudo! Desnudando todos os mistérios e enigmas, para todos sem privilégios. Bastando para isso, apenas desenvolver o Raciocínio, estudando a CULTURA RACIONAL, lendo a Obra: UNIVERSO EM DESENCANTO, que é a didática da CULTURA RACIONAL. Isto é para você também, vamos! Experimente!

Nenhum comentário: