Follow by Email

segunda-feira, 16 de maio de 2011

EVIDÊNCIAS DA LIBERTAÇÃO DA HUMANIDADE


(Prof. Porfirio Jesus das Neves)
Todo o dia é dia de se falar em libertação. Todo o dia também é dia de se evitar os abusos da liberdade. A vontade é livre e, por isso, ninguém está livre da vontade.
Muitos já sentem em si mesmo uma vontade extraordinária de se libertar da matéria. Muitos já estão se preparando para esse evento e muitos outros acham que nem precisam se preparar, acham que vão ser arrebatados, mas todos falam de se libertar. E a vontade é livre, basta querer e procurar nos lugares certos.
A fase das experiências e do espiritismo terminou desde 1935, porém as pessoas ainda não se libertaram de todos os preconceitos criados na fase do espiritismo e do pensamento: está aí a referência dos “Pretos Velhos”, no dia 13 de maio, associada com a libertação da escravatura pela Lei Áurea em 13 de maio de 1888, assinada pela Princesa Isabel. Coincidência? Nem tanto!
Agora a fase natural da Natureza é Racional e o 13 de maio ganha um simbolismo com um alcance muito maior: é o real sentido de libertação da vida da matéria.
Libertação da vida da matéria? Como assim?
O ser humano, na condição de Animal Racional, pensador sofredor e mortal, é um presidiário dentro da vida da matéria, porque está cumprindo uma pena de condenação. Condenados que fomos em razão dos abusos da liberdade, porque usamos a vontade como nos deu vontade. Condenados, assim, pela falta de respeito à verdadeira Natureza.
A grande causa dessa condenação ao sofrimento está na invenção das artes, como nos esclarece o Racional Superior acerca da criação do alfabeto artificial.
(R-08 p-26) “..., no inventarem o alfabeto artificial, saíram fora da linha Racional e no saírem fora da linha Racional, tomaram a liberdade de se dirigir por conta própria, com o alfabeto artificial e até hoje, estão aí por conta própria, abusando de tudo, do livre arbítrio e da livre expansão da vontade”.
Esta é também uma segunda causa crime, contra a Natureza; a primeira foi quando uns tantos habitantes do Mundo Racional entraram progredindo por conta própria numa parte do Mundo Racional que não estava pronta para progredir. Que no princípio de tudo ainda não havia sofrimento.
Condenados, enfim, pela falta de respeito à verdadeira Natureza. E o Racional nos afirma: (R-09 p-62) “Condenados assim, porque fizeram por onde estarem assim. A jaula é o corpo e a matéria, a prisão”.
Esta é a real condição da nossa existência neste segundo mundo, dentro desta deformação de origem Racional – prisioneiros da vida da matéria, sonhando que podemos sonhar, sem percebermos que nesta jaula nós não somos os sonhadores, nós somos, sim, os sonhados.
E a Natureza aí está advertindo a todos e mostrando a saída.
(H-019 p -118) “A Natureza com sua vida extraordinária, extraindo dela uma infinidade de vidas diferentes, de corpos diferentes e de classes diferentes. Então, se tornou isto um grande mistério, para as vidas feitas pela Natureza. E a Natureza dando um testemunho nos corpos de vida, dos animais de origem Racional”.
Qual é o testemunho ou testemunhos que a Natureza está nos mostrando com toda essa proliferação de vidas, que ninguém conseguia compreender com o pensamento artificial?
No próprio conhecimento artificial já existe uma infinidade de testemunhos que mostram quem é a Natureza, como ela se comporta; o pensamento artificial só não consegue entender a origem e as razões da Natureza ser assim – mas, para mostrar as razões de tudo, foi preparada a Cultura Racional; basta ler com atenção o Livro Universo em Desencanto.
Vejam bem, os testemunhos estão nos próprios corpos de vida dos animais de origem Racional.
Isto é uma referência implícita aos códigos genéticos e à mecânica de manutenção e entendimento da vida dos seres de classe Racional; aí a referência é explícita ao órgão do Raciocínio, a Glândula Pineal. Esse é o grande testemunho da Natureza nos corpos de vida de classe Racional, mas nem todos aprenderam, ainda, a usar como deve ser usada.
Para tudo é preciso a preparação e o respectivo desenvolvimento. Nada se faz da noite para o dia. É só verificar a formação de um profissional das artes humanas – quanta preparação e quanto desenvolvimento são necessários para o exercício da sua profissão.
Com os eventos da Natureza, também é necessário o tempo de formação e o respectivo desenvolvimento. Logo, não fique aí parado, achando que um “disco voador” vem pegar você de arrebate e levar para o Mundo Racional. Ficar parado é o pior tipo de atraso.
(T-05 p-83) ”E assim, chegou o fim da jaula da matéria. Estavam todos enjaulados pela matéria, sem saberem como sair daí para fora e por não saberem como chegaram aí e como ficaram assim”.
Hoje estamos todos sabendo como aqui chegamos nesta jaula e como podemos nos libertar dela, da prisão da matéria, porque já está entre nós o Conhecimento Redentor da humanidade, no livro Universo em Desencanto, a IMUNIZAÇÃO RACIONAL – Esta é a Verdade que liberta e que ninguém conhecia porque estavam todos enjaulados pelo pensamento e pela imaginação.
Rádio Tropical 830 AM - RJ - 13/05/2011
www.programaavozracional.com.br
www.culturaracional.com.br
www.encontroracional.com.br

Nenhum comentário: