Follow by Email

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

É PRECISO VOCÊ SE LEMBRAR DE VOCÊ!


A falta de auto-conhecimento está levando a humanidade à auto-destruição.
E, por não se conhecer, vivem todos engambelados pelos seres materiais, artificiais e naturais, visíveis e invisíveis.
Quem não sabe de onde veio e para onde vai, quem não sabe o porque é assim como é, cheio de defeitos e contradições, não tem condições de perceber que a vida do chão, a vida da matéria só tem fel. O mel é todo aparente.
Tanto assim é, que não existe um vivente no mundo que possa dizer: “Eu sou feliz!” Sim, porque na mesma hora em que está contente, logo depois está triste. Ora animado, ora desanimado. Ora alegre, ora deprimido, numa inconstância, numa variância sem fim, que se inicia na infância e o persegue até nos últimos momentos da vida.
Tudo isso, por não se conhecer. E por não se conhecer, se mantém ridiculamente como robô de forças da Natureza inferior, que irradia toda essa destemperança sobre o vivente, para fazê-lo sofrer até o ponto de decidir procurar se conhecer e, aí então, se libertar dessa opressão, desse domínio destruidor, que é o pensamento e a imaginação.
O vivente que tem tido provas incontáveis e insofismáveis de tudo isso aqui dito e que, apesar de tudo isso, insiste em não procurar a se conhecer, é um vivente muito rude, bruto e atrasado.
Engambela-se, ilude-se com o mundo em que vive (que não lhe pertence) e esquece de si mesmo.
Para um vivente assim, todo sofrimento é pouco. E aí está o sofrimento horroroso e tenebroso no mundo, por a maioria insistir em viver neste mundo como se a ele pertencesse ou, ainda muito pior, como se deste mundo fosse o dono.
Quanta infantilidade, quanto atraso! Se ninguém é dono nem da própria vida, não sabendo nem o dia e como cada qual vai terminar!...
A vida está passando. Cada segundo passado não volta mais! Cada segundo passado, sem se conhecer, é um tempo perdido que não se recupera nunca mais!
E o povo está distraído na sua auto-destruição, destruindo aos demais e à Natureza.
Já está passando da hora de acordar! Será que estão achando pouco o tanto que todos nós já sofremos nesses milhões de milênios que temos vivido morrendo e nascendo, morrendo e nascendo, morrendo e nascendo?
A Natureza mudou de fase, está em sua derradeira fase. A Fase é Racional, para o desenvolvimento do nosso SER VERDADEIRO, o raciocínio (Glândula Pineal), que é o que restou do nosso corpo original.
E o restante do nosso corpo? Não nos pertence. Como! Ah, tudo isso a pessoa vai saber, tim-tim por tim-tim, estudando a Cultura da Mãe Natureza, que é quem nos gerou, alimenta e governa e, por isso, somente ELA, Mãe Natureza, tem condições de nos responder tudo sobre nossa origem verdadeira.
E por que não o fez antes? Porque somente agora estamos preparados para saber a verdade. Pois, se agora que estamos preparados, ainda somos como somos, rebeldes, atrasados, apegados à matéria (visível e invisível)! Que dirá nas fases anteriores!
E como toda a VERDADE sobre nós e este Universo degenerado, deformado e poluído em que vivemos já está na Terra, Mãe Natureza não está perdoando: quem não quer saber de SE CONHECER, é liquidado!
Chega de histórias, ideologias, contos e filosofias sem proveito algum, que nada nos deram a não ser o sofrimento e embrutecimento. Chega de sofrer!
Procuremos todos estudar e nos aprofundar nas linhas e entrelinhas dos livros da Mãe Natureza, os Livros Universo em Desencanto.
A Mãe Natureza se lembrou de todos nós, permitindo a entrada da Fase Racional, com a CULTURA RACIONAL, para o desenvolvimento do nosso raciocínio. Mas, é preciso você se lembrar de você!
Tel., dentre outros: 0xx 31 2555-0054.

Nenhum comentário: