Follow by Email

sexta-feira, 10 de julho de 2015

DOENÇAS: COMO DEBELAR!


(Danusa Paulino Souto, estudante de Cultura Racional)

Em primeiro lugar não existe efeito sem causa.
Todas as doenças, sejam elas de que espécie forem, são fluídicas, de origem fluídica.
O que são fluidos?
Fluidos são aquilo que anima a matéria, constituído pela ação que dá origem às coisas. É o que dá a causa e o efeito da matéria, pois não há efeito sem causa. É como aquele momento do choque entre os opostos (elétrico e magnético) que dá causa a uma coisa. A gente sente e vê seu efeito, mas é invisível aos nossos olhos. Então, é um ser que provém das sementes que produzem e organizam a vida.
Todos os micróbios, vírus e microvírus, visíveis e invisíveis, foram feitos pelos fluidos, dentre eles os vírus das doenças, que podem estar no ar, no envenenamento da atmosfera, e nos genes, que podem ser transmitidos de geração para geração, (e que também podem ser conhecidos como demandas) e por tudo isso ser um deletério, não tem estabilidade, podendo sofrer mutações (transmutação biológica) ao longo das gerações, somado a todo esse descontrole do modo de vida artificial que vivemos.
Então, tem os fluidos magnéticos e elétricos, formando também nosso campo bioeletromagnético.
As doenças curáveis, mais para fluido elétrico, e as incuráveis, mais para fluido magnético. Todas as doenças no mundo são provocadas por essa alteração desse campo energético. Como diz no 14º volume da Tréplica, dos livros Universo em Desencanto, que a doença é um polo de energia enfraquecido.
É um curto circuito, pelo mal funcionamento das correntes elétricas e magnéticas no corpo do vivente, pelo excesso de carga elétrica ou pelo excesso de carga magnética, causando o desequilíbrio, a doença. Quando essas duas forças, elétrica e magnética do corpo, estão devidamente balanceadas, é quando a pessoa está saudável.
Tudo o que comemos, bebemos e respiramos é transformado em sangue, ou eliminado do corpo, ou depositado em algum lugar no organismo. Somos máquina que precisa de energias para o seu funcionamento, sendo essa máquina constituída de sete partes, sete sementes da Natureza, sete sementes fluídicas, provenientes do sol, da lua, das estrelas, da água, da terra, dos animais e dos vegetais. E, por isso, precisamos dessas sete partes para viver. Daí, dependermos da Natureza para manter a vida e a sobrevivência, por não termos vida própria.
A vida que a maioria da população vive, sendo muito artificial, promove excesso de poluição, decorrente da industrialização sem limites. Poluição essa que vai tirando a vida, provocando a degeneração e levando à destruição do corpo físico, mantido pelos sete fluidos naturais da Natureza. Assim, a vida artificial causa o desequilíbrio do nosso corpo fluídico, causador do corpo físico, dando como consequência as doenças curáveis e incuráveis, de acordo com a poluição a que somos submetidos.
E em assim sendo, a poluição contribui de forma significativa para o enfraquecimento do campo bioeletromagnético, que passa a ter uma frequência vibratória variante, fraca, e de baixa qualidade, ou seja, tornando fraco e de baixa qualidade o sistema de defesa do organismo, que fica ao sabor de todas as influências negativas invisíveis deste mundo em que habitamos, onde existe o bem (aparente) e o mal. Bem aparente por não ser o bem verdadeiro e, por isso, instável, sujeito a desequilíbrios, mutações.
E assim, quando, por exemplo, o campo bioeletromagnético, ou pólo energético de certa pessoa atinge o mesmo nível energético de células cancerosas, que é um polo enfraquecido demais (magnético), essa pessoa adquire a predisposição ao câncer. Isso é o que ocorre para gerar todas as demais doenças que existem.
Portanto, para a cura de todas as doenças é fundamental o reequilíbrio do campo bioeletromagnético da pessoa, da parte fluídica, pois nesse campo fluídico é onde acontece em primeiro plano a doença, que depois se manifesta no corpo físico.
E por sua vez, o desequilíbrio do corpo fluídico dos viventes é causado pelo seu comportamento distorcido das leis naturais universais. Esse comportamento desequilibrado da pessoa, ao ser irradiado, retorna, como um eco, ao corpo fluídico da mesma pessoa, já que tudo que irradiamos de bom ou de mal, retorna a nós mesmos, o que chamamos de lei do retorno.
O mundo em que habitamos, por ser um mundo dual (elétrico e magnético), desequilibrado, fora do natural de onde veio, assim funciona, sob o sistema da ecologia, a ciência do eco: tudo que se irradia retorna a quem irradiou. E é por isso que o mal por si mesmo se destrói.
Essa lei do retorno é um recurso da Natureza, para se fazer enxergar que se trata este mundo de um mundo deformado, sem estabilidade, onde existe o mal e o bem. E, assim, animar a pessoa a conhecer um mundo superior. Sentindo isso na própria pele, a pessoa acaba concluindo que está fora do seu mundo verdadeiro. Razão pela qual o mal, o sofrimento, é, sob essa ótica, um bem.
Eis aí a importância vital e fundamental do SE CONHECER. Saber QUEM SOMOS, de ONDE VIEMOS, para ONDE VAMOS e COMO VAMOS, de forma a termos conhecimento do que éramos no Primeiro Mundo que deu origem a este em que habitamos, e o que fizemos para chegar a esta situação precária, sujeitos a todos os tipos de doenças, morais, físicas, mentais e espirituais.
Somente tendo conhecimento de tudo isso, que é a causa do tudo que ora passamos de sofrimentos e de dores, é que passamos a ter condições de voltar a nos comportar de forma consciente e positiva, RACIONAL, ou seja, de acordo com as leis naturais universais, para que o eco da consciência positiva RACIONAL produza em nós a recuperação e cura de todas as doenças morais, físicas, mentais e espirituais.
Portanto, toda a humanidade está na dependência do comportamento consciente positivo RACIONAL, para sua cura total e definitiva, porque todos somos doentes, mesmo os que aparentam serem saudáveis, porque todos somos variantes. E tudo que varia, não tem estabilidade. E o que não tem estabilidade, está doente, pois, uma hora gosta, depois não gosta mais. Uma hora diz uma coisa, depois se contradiz e assim, se for citar os exemplos dessas variações, desses desequilíbrios, vai muito longe.
E tudo isso, por estarmos fora do nosso estado natural, que é de RACIONAL puro, limpo e perfeito, que significa EQUILÍBRIO ABSOLUTO, que é o estado natural dos habitantes do mundo de onde viemos, o MUNDO RACIONAL, o mundo dos eternos.
Éramos RACIONAIS puros, limpos e perfeitos (sadios) no MUNDO RACIONAL, de onde viemos, e, por mal uso do livre arbítrio, de lá saímos, dando causa a este segundo mundo em que ora habitamos, onde nos materializamos em animais RACIONAIS (doentes).
Perdemos a consciência positiva RACIONAL (RACIOCÍNIO), constituímos o inverso dessa consciência – a INCONSCIÊNCIA (PENSAMENTO), que passamos a considerar como “consciência”.
Essa inconsciência nos mantém com um comportamento desequilibrado, tornando-nos cada dia mais doentes. A prova? Basta dar uma olhada atenta para a situação de desequilíbrio do animal Racional.
E enquanto todos não tomarem conhecimento da verdadeira causa desse grande desequilíbrio mundial, para poder debelar a causa e cessar os efeitos maléficos dela, todos continuarão progredindo as doenças morais, físicas, mentais e espirituais, e crentes de que estão progredindo, sem notar que estão, na verdade, é regredindo.
E onde conhecer tudo isso? Certamente em conhecimento nenhum aqui deste mundo em que habitamos, por ser um mundo onde o Conhecimento Superior nunca existiu, caso contrário a humanidade, há muito, já estaria completamente equilibrada e sadia.
O conhecimento completo da causa de todo o infortúnio deste mundo em que habitamos, encontra-se na ORIGEM, no Primeiro Mundo, que é o DONO verdadeiro de tudo e de todos que habitam o segundo mundo.
E para felicidade de todos e de tudo aqui deste chão de lágrimas e dores, o Primeiro Mundo já nos enviou o conhecimento completo, a sabedoria completa da qual carecíamos para a cura de todas as doenças. A sabedoria que tínhamos e que perdemos, há 21 eternidades, por termos saído, por livre e espontânea vontade do nosso mundo verdadeiro, o MUNDO RACIONAL.
Isso ocorreu em 1935, no Brasil, onde começaram a ser ditadas as mensagens do MUNDO SUPERIOR ao mundo inferior, para complementar e substituir o saber deste mundo de matéria, por o saber deste mundo de matéria, ter sido ditado pelo mundo espiritual, e por isso, ter apenas pontos de verdade, mas, carente da verdade completa, já que o mundo espiritual também pertence a este mundo deformado em que habitamos.
Mas, por demais importante é ressaltar a grande valia do mundo espiritual, que soube tão bem nos trazer até o presente momento, preparando-nos para receber o Conhecimento Superior, presente agora na Terra, de forma a que visíveis e invisíveis deste mundo em que habitamos, tenham condições de, finalmente, passarem a SE CONHECER, ficando curados de todas as doenças, que são os pontos de nossa sabedoria que se encontram à margem da sabedoria verdadeira, a sabedoria eterna, a sabedoria RACIONAL, contida nos livros dos eternos, UNIVERSO EM DESENCANTO: todos unidos, desencantados da vida do segundo mundo, o mundo deformado visível e invisível.
Todos irmanados pelo desenvolvimento do RACIONAL, que é o RACIOCÍNIO. E RACIONAL é DEUS, o RACIONAL SUPERIOR, a saúde eterna e completa, em todos os pontos de vista.
Quem quiser ficar livre de todas as doenças, leve a sério o que é de sério. Leia, releia, estude e reestude os livros UNIVERSO EM DESENCANTO, de Cultura Racional, a cultura dos eternos, a cultura da saúde.

Nenhum comentário: