Follow by Email

sexta-feira, 21 de maio de 2010

A SIMPLICIDADE DA VIDA


A vida é simples.
O não saber viver é complicado.
Fazer o bem, sorrir, desejar o bem é simples, suave, nos deixa calmos e em harmonia com tudo, com todos e com a gente mesmo.
Fazer o mal, viver de mal humor, desejar o mal é complicado, grosseiro, nos deixa nervosos e em desequilíbrio com tudo, com todos e conosco.
Todos temos duas opções na vida: o bem e o mal.
O mau é fraco e o bom é forte.
O mau é fraco porque ainda não enxergou o quão simples é a vida. Daí, está sempre em desequilíbrio. E o desequilíbrio enfraquece o ser.
O bom é forte, porque já enxergou a simplicidade da vida. Vive modesta e simplesmente e não se desgasta, está sempre em equilíbrio: torna-se cada dia mais forte.
Eis a razão de chegar-se à conclusão de que ninguém derruba ninguém.
O bom está sempre em prumo, por seu caráter elevado, firme, reto em prol de tudo e de todos e de si mesmo. Só tem a crescer sempre. Tem toda a proteção da natureza.
O mau está sempre em desequilíbrio, SE DERRUBANDO por seu caráter distorcido do bem, tentando derrubar seus semelhantes. Só tem a perder sempre. Não tem a proteção da natureza: não tem com quem contar.
Mas, o mau tem conserto. Basta que se decida a conhecer a simplicidade da vida, estudando a cultura que simplifica a vida por nos ensinar a viver de acordo com as normas naturais da Mãe Natureza.
Estamos falando da Cultura Racional, que não é contra nada nem ninguém, a cultura do desenvolvimento do raciocínio.
O estudo dela justifica o bom e conserta o mau.
É o que toda humanidade está precisando e necessitando para viver unida, alegre, feliz e contente para sempre, sob a égide da simplicidade da vida: o raciocínio.
SEJAMOS CULTOS RACIONALMENTE!
Estudemos os Livros Universo em Desencanto!
Tel. (031) 2555-0054, dentre outros.

Nenhum comentário: