Follow by Email

quarta-feira, 26 de novembro de 2014

COMO É LINDO SE CONHECER!


Amigos,
uma saudação especial, racional, com muito carinho!
Num mundo onde a turbulência tira o chão e o sossego da vida da tanta gente, é um privilégio muito grande não ser afetado por esse estado aflitivo de tempestades.
Mas, isso, Amigos, é alcançado somente por quem SE CONHECE, por quem não mediu nem mede esforços nem sacrifícios para alcançar o bem de si mesmo.
É verdade, o FAZER POR ONDE MERECER é o tudo da vida!
Quem busca, encontra. Quem não busca, não encontra.
Quem busca em terreno deserto, apenas encontra calor insuportável de dia e frio insuportável à noite – é o que um deserto oferece, nada mais.
E assim é o mundo terreno: um deserto em tudo que é de bom, pois, a vida da matéria nada é.
Feliz de quem já deduziu que procurar na lama, na matéria, é uma busca em vão. Nela, no campo visível ou invisível, somente se poderá encontrar a absoluta solidão, o deserto do nada, para tudo acabar em nada.
Ah, como é lindo SE CONHECER. SE CONHECER é para quem já há muito encerrou suas buscas neste mundo de ilusões, fantasias, mistérios e aparências, onde o nada se apresenta com as máscaras mais “lindas”, “puras”, “sábias”, “amorosas”, “carinhosas”, “profícuas”, mas, que na verdade são engodos bem ornamentados para enganar, trair, iludir e não deixar nunca a pessoa SE CONHECER.
Maravilhoso SE CONHECER e poder enxergar toda essa traição, toda essa fantasia, cujo objetivo é tão somente não permitir que a pessoa SE CONHEÇA e se liberte dessa prisão de matéria.
Quantos comprando gato por lebre! Quantos levando pra casa o terror, crentes que consigo levam o amor.
Como é lindo SE CONHECER e não se deixar mais enganar por esse turbilhão de mentiras engenhosas que unicamente objetivam lhe levar de vez ao chão.
Quem SE CONHECE sente o cheiro do mal à distância, sabe se proteger, evita o sofrimento e cresce cada vez mais, a passos largos, gigantes, impossíveis de serem acompanhados por aqueles que não se conhecem e, por isso, por não se conhecerem, caem nas armadilhas de fel do mal, tornando-se ferramentas, sem saber, de tudo quanto é de ruim.
A inconsciência é a pior doença deste mundo aparente, deste mundo material.
Um mundo que pensa ser consciente, por ter a sabedoria aparente que aprendeu e aceitou por falta de bom senso, apesar do desequilíbrio terrível em que esse mundo se encontra, e continuam pensando que tudo que lhes foi passado está certo. Ah, como é triste a vida de quem não SE CONHECE, a vida de cegos de olhos abertos! Meros papagaios repetindo todos os mesmos erros de nossos antepassados.
E papagaios não têm guarida no MUNDO SUPERIOR. E por não terem guarida é que sofrem, por viverem sem a garantia SUPERIOR.
Como é triste a vida do pensador, que confunde o pensamento lapidador com a coisa mais linda que existe, que é o verdadeiro amor.
O verdadeiro amor só é encontrado no raciocínio, a centelha divina, que somente beneficia e se agiganta em quem passou a SE CONHECER.
Procurem, Amigos, SE CONHECEREM. Desliguem-se das aparências deste mundo inferior de matéria. Procurem conhecer o MUNDO SUPERIOR, de onde somos originários e para onde estamos sendo preparados para retornar em vida. Nosso mundo verdadeiro é o primeiro, que deu consequência a este segundo mundo em que vivemos.
Essa é uma tarefa que só mesmo a própria pessoa pode fazer por si mesma: SE CONHECER, tomando conhecimento dos conhecimentos verdadeiros da vida, emanados do nosso verdadeiro mundo, o MUNDO RACIONAL.
Leiam, pesquisem, se informem, se iluminem nos livros Universo em Desencanto, de Cultura Racional, a cultura do Primeiro Mundo! Esses são os únicos livros ditados pelo PRIMEIRO MUNDO! Os livros do SE CONHECER, para deixar de sofrer!

Nenhum comentário: