Follow by Email

terça-feira, 25 de novembro de 2014

FALAR MAL DO ALHEIO: INDÍCIO DE GRANDE ATRASO!


Uma saudação Racional a todos!
Comentários negativos do alheio não mudam o alheio. Seja ele seu parente, seu cônjuge, seu vizinho, seu “amigo” ou “amiga”, seja um político ou um empresário, enfim, seja quem for, continuará sendo o que é independente de seu comentário.
Para que, então serve o comentário sujo? Para sujar quem o faz e expandir a sujeira pelo mundo, que já está por demais sujo.
O vivente que “pensa” que com seu comentário negativo vai mudar as pessoas e o mundo, é um vivente muito infantil, que somente consegue com esse tipo de comportamento, mostrar seu nível de atraso, de desconhecimento da vida e do desrespeito a quem realmente tem condições de mudar uma má pessoa e uma má situação: a Natureza, somente a ela cabe mudar para melhor ou pior quem faz por onde ser melhor ou pior. Por quê? Porque a Natureza é do PODER SUPREMO A TUDO E A TODOS!
A humanidade, em maioria, por NÃO SE CONHECER, por não se interessar em conhecer as leis naturais universais, coloca-se numa posição arrogante de juiz de tudo e de todos, como se dona do mundo fosse, julgando-se, o vivente, melhor que os demais, como o mais inteligente, o mais sábio, o mais perfumado, querendo que seu “perfume” domine todos.
Como pode quem NÃO SE CONHECE conhecer tudo que é alheio? Como pode quem sofre (ora está bem, ora está mal), poder dizer o que é certo e o que é errado, pois, se nem a si mesmo conhece e vive em desacertos?
Se comentar os erros alheios ou os próprios tivesse o poder de eliminá-los, o mundo há muito já viveria em paz, vivendo todos acertados.
Comentar o mal é contemplar o mal. Contemplar o mal é dar força, valor e importância ao mal.
Se de repente a humanidade parasse de comentar sobre o mal e se firmasse em si mesma, em se ligar no BEM que tem dentro de si, há muito o mal já teria perdido sua força e o seu poder.
Sim, porque o mal campeia pelo mundo pelo fato da humanidade valorizá-lo muito mais do que o BEM.
Quando todos se conscientizarem disso, aí, sim, a Natureza, que é de DEUS, providenciará a retirada do mal, porque o mal terá perdido sua utilidade, qual seja, lapidar, fazer sofrer a humanidade até que ela se compenetre de que o mal é um estado provisório e de que o BEM é o estado verdadeiro natural – eterno.
Amigos, reflitam sobre a inutilidade, a serventia nula de comentários negativos sobre o alheio, que somente reforçam o mal, pois, há muito já dizia o ditado: “Falem mal, mas, falem de mim!” Sim, é isso que o mal quer: sua propaganda, sua publicidade pelos quatro cantos do mundo.
Como há também aquele ditado que diz: “Senta no próprio rabo para falar do rabo alheio.”
Então, cuidemos cada qual, com empenho, em melhorar a nós mesmos: todos melhorando, o mundo melhorando.
Mas, para isso, é fundamental conhecer a verdade sobre QUEM SOMOS, DE ONDE VIEMOS, COMO VIEMOS, POR QUE VIEMOS, PARA ONDE VAMOS E COMO VAMOS.
Sim, ninguém terá base para se firmar no BEM, sem conhecer a sua verdadeira origem, que é a primeira origem, de onde provém o BEM, pois, que a segunda origem há muito já conhecemos pelas escriturações espalhadas pelo mundo. E que as revelações da segunda origem estão certíssimas, mas, precisamos complementar e conhecer o antes de ser dessa segunda origem, precisamos conhecer tim tim por tim tim a primeira origem, que é de onde veio tudo existente neste mundo em que sempre vivemos em total desequilíbrio, exatamente pela falta de conhecimento da primeira origem.
Somente, tão somente os conhecimentos dados pela primeira origem têm força e poder para complementar nosso desenvolvimento.
Com os conhecimentos da segunda origem, desenvolvemos o pensamento, o qual já atingiu seu clímax de desenvolvimento, terminando sua fase.
Precisamos continuar essa grande jornada da vida, tomando conhecimento da sabedoria que já está na Terra para dar prosseguimento ao nosso desenvolvimento e evolução, numa nova e derradeira fase, a Fase Racional, de desenvolvimento, enfim, da nossa parte racional, o raciocínio (glândula pineal), a parte que pertence à PRIMEIRA ORIGEM. E, por isso, não poderia ter sido desenvolvida pelos conhecimentos da Segunda Origem. Tal como uma flor, que antes de chegar a flor, tem que passar pela fase de botão. Simples assim!
Então, respeito a tudo que já existiu e ainda existe. Tudo foi fantástico para nos trazer até aqui: filosofias, seitas, religiões, doutrinas, sistemas políticos e econômicos etc. Tudo isso foi um grandioso trabalho da Natureza para nos lapidar e tirar a nossa casca grossa de atraso, brutalidade e selvageria, pois, já fomos muito piores do que somos hoje. Mas, o tempo de função de tudo isso terminou, porque a Natureza anda é para a frente e para o alto. Tudo passa, como tudo tem passado.
E o sentimento que todos devemos ter com relação a tudo isso da fase do pensamento, por estranho que lhes possa parecer, é o da gratidão.
Então, não percamos mais tempo comentando sobre o mal, que sua fase já terminou. E se ainda está presente no mundo é porque a humanidade, em maioria, infelizmente, teima em marcar passo numa fase que já terminou desde 1935: a fase do pensamento.
Estamos certos de que todos procuram o melhor para si.
Portanto, aqui vai a recomendação de onde todos nós nos abastecemos culturalmente em sintonia com as leis naturais universais: Universo em Desencanto, livros de Cultura Racional, a cultura do Primeiro Mundo, a cultura natural da Natureza.
Esses conhecimentos culturais racionais é que nos dão base e lógica para nos encontrarmos, nos conhecermos e nos firmarmos no nosso próprio BEM interior, o raciocínio, ponto vital da vida eterna, elo de ligação com o PRIMEIRO MUNDO, o MUNDO RACIONAL!
  

Nenhum comentário: