Follow by Email

sexta-feira, 1 de novembro de 2013

O 4º DOS SETE ENIGMAS DA HUMANIDADE: A FINALIDADE DA NATUREZA

(Severino dos Reis)
A vida de quem não sabe de onde veio e nem sabe para onde vai; que se os pais não contarem em que dia nasceu, ou alguém, em caso de ter sido encontrado numa lixeira ou deixado na porta de alguma casa, como é comum essa prática atualmente, ele jamais saberá a sua idade; que também não sabe o dia que vai morrer (sem querer morrer) - não é apenas um ser misterioso; e, sim, um ser com uma avalanche de mistérios.
Em um mundo onde num instante o dia vira noite, onde existe uma gama imensa de qualidades de vegetais, incontáveis qualidades de minerais, inumeráveis espécies de animais, de insetos de todos os tipos, que ninguém nem ainda conseguiu detectar e qualificar todos; e nem sequer sabe a sua real serventia.
Num Universo onde os planetas, satélites, Galáxias e estrelas, estão todos em rotação geometricamente organizada e no mesmo tempo estão fugindo e não se sabe para onde como afirmam os estudiosos da Astronomia, que ninguém sabe como isso começou e nem como terminará, não é enigmático não! É uma confusão estapafúrdia de mistérios e enigmas.
Mas aqui hoje nesse comentário, trataremos apenas de explicar o 4º ENIGMA, que é: QUAL É A FINALIDADE DA NATUREZA.
Se na evolução dos seres humanos, estavam preestabelecidos três ciclos Culturais, distintamente definidos como Cultura da Pré-história, Cultura da civilização e CULTURA RACIONAL, é a lógica justificando os três períodos de sua construção: o princípio, o meio e o fim. E se até agora, tínhamos desenvolvido só a Cultura da Pré-história e a Cultura da Civilização, é porque obviamente estávamos ainda no segundo ciclo; portanto, estávamos inacabados. Por isso, somos cheios de mistérios, enigmas e perguntas e indagações sem respostas.
Mas não é por pretensões vaidosas que propomos responder todas as perguntas, desvendar todos os mistérios e explicar todos os enigmas: não! É sim, porque já estamos estudando a CULTURA RACIONAL, que completa o aprendizado humano; e fecha o terceiro ciclo Cultural da Humanidade.
E isso não é privilégio de ninguém, porque a CULTURA RACIONAL está na terra para todos indistintamente; é só se dispor a ler, a estudá-la. Pois ela está redigida em linguagem modesta, para um bom entendimento, também dos mais humildes, sem nenhuma formação acadêmica. Porém, riquíssima em sabedoria, para continuar ensinando o que falta, para completar o saber daqueles que já aprenderam tudo que a Cultura da Civilização tinha para ensinar e ainda estão cheios de perguntas, dúvidas e questionamentos. Mas é privilégio, sim, da Natureza; que como mãe zelosa e extremamente caprichosa, desde o início, sempre transformando tudo para melhor: pois de mudos que éramos, ela nos ensinou a falar; de selvagens analfabetos que fomos, ela nos ensinou a ler e a escrever; e de transformações em transformações ela nos trouxe, ao último ciclo Cultural do terceiro Milênio.
Mas o homem moderno denomina de enigma, o que ele mesmo sequer sabe definir, os contornos do objeto de sua indagação. Para saber a finalidade da Natureza é necessário primeiro, saber o que é realmente a Natureza. E a CULTURA RACIONAL, define com propriedade, todos os contornos da formação da Natureza. A Natureza é a planície que se transformou em água e terra; porque quando a água penetrou na cinza que deu origem à terra, a cinza molhada apodreceu com o calor do foco de luz e tudo que apodrece gera micróbios.
E por os Racionais terem se extinguido em cima da terra e da água, eles nasceram nos corpos dos primeiros micróbios, para dar sequência à vida, que havia sido interrompida pela extinção. Por isso, as primeiras vidas a nascer de matéria, foram os micróbios Racionais, que vieram evoluindo, até chegarem a esse complexo organismo humano, como aparelho reprodutor da sua classe. Mas a água sempre molhando a terra, continuou produzindo vidas de todas as formas, de todas as classes: animais, vegetais e minerais. Por isso, somos sempre surpreendidos com formas de vidas, que a Ciência ainda não conhece; porque com as transformações constantes, as vidas vão tomando formas de cada época que está se passando.
E os corpos de vidas materiais: seja ele animal, vegetal ou mineral, cada um tem a sua vibração energética, que está em contato permanente com o campo de energia elétrica e magnética da água e da terra. E as energias da água e da terra por sua vez, estão em contato permanente com as essências de tudo, que é a Energia Racional.
Portanto, a Natureza não é só o verde, a fauna animal e vegetal não! A Natureza é tudo que existe nesse Universo: visível e invisível, na terra e fora dela; porque a terra, a água, o Sol, a Lua, as estrelas, os planetas e tudo e tudo que existe é consequência da deformação da planície e dos Racionais.
Para quem leu a explicação do 3º enigma, que é o APARECIMENTO DA VIDA, certamente percebeu que os Racionais progrediam e progride o MUNDO RACIONAL, de pureza para mais pureza sempre. Quer dizer: os Racionais comandavam e comandam o MUNDO RACIONAL. E depois que os Racionais provocaram a deformação da planície e se extinguiram, houve uma inversão: os Racionais perderam a luz Racional de seus corpos e ficaram mortos para sua origem; e a planície passou a ser uma vida geradora de vidas e a comandar todas as vidas; e uma nova luz apareceu. Mas essa luz começou a esquentar, porque não era mais de energia Racional, já tinha se transformado em energia elétrica e magnética que é fogo. E a planície se transformou em água e terra e em todo esse universo vivo; e começou a gerar vidas em todas as formas de micróbios: Racionais e Irracionais.
Portanto inverteu: os Racionais ficaram mortos para sua origem e a Planície se transformou em Natureza viva; e passou progredir os micróbios Racionais evoluindo para seres humanos e os micróbios Irracionais para animais Irracionais e a progredir tudo que existe no Universo; para que através das transformações, um dia novamente atingir a consciência Racional.
Ah! Agora nós sabemos: é para lá que os Planetas, galáxias e todo Universo está fugindo! É para o MUNDO RACIONAL. Essa é: A FINALIDADE DA NATUREZA; progredir tudo, produzir tudo e alimentar todos, até os Racionais que provocaram essa deformação, evoluírem na Cultura da imaginação, na Cultura do pensamento e ficarem preparados para desenvolver o Raciocínio na CULTURA RACIONAL. Porque o Raciocínio desenvolvido, leva todos de volta ao MUNDO RACIONAL. E todos esses ensinamentos, estão nos livros da obra, UNIVERSO EM DESENCANTO, à disposição da humanidade.

Nenhum comentário: