Follow by Email

segunda-feira, 3 de junho de 2013

O MAU NÃO RECONHECE DIREITOS

Numa reunião social, numa festa ou similar, é costume do bom anfitrião oferecer muitos pratos, para que cada convidado se sirva do melhor que lhe convém, de acordo com seu gosto, sua necessidade orgânica ou sua preferência. Assim, ninguém precisa reclamar , brigar ou sair falando mal por não tem encontrado o prato de sua preferência, o que não é de bom tom para alguém que se considera civilizado.
Mesmo porque é muito fácil para quem não gosta, por exemplo, de feijoada, agradecer e recusar educadamente um convite para tal. Assim é a vida, um grande banquete com muitos pratos diferentes para que cada qual, sem precisar de brigar, reclamar, discutir, agredir, ofender, enfim, para que cada qual, em nome da paz, sirva-se de acordo com seu gosto e vontade e se sinta satisfeito, sem causar desunião.
Mas, nem todos entendem isso, porque há os maus. E os maus não reconhecem direitos.
Cada qual em seu espaço, que a Mãe Natureza lhe deu, serve o que tem para oferecer. A vida é um grande banquete com bilhões de espaços. O bom cidadão ou cidadã, procura cuidar do seu e respeitar o espaço dos demais, porque reconhece que todos somos irmãos, porém, diferentes, por estarmos todos em evolução.
O bom compreende isso com perfeição e sabe muito bem que suas dúvidas são provas da falta do completo saber e de uma evolução que ainda não se consumou, mas... que com respeito, ordem, disciplina, respeito pelos outros e amor no coração irá chegar lá, por si mesmo, fazendo por onde merecer essa evolução, já que o PAI de todos é um só e contemplará a todos na hora certa, desde que a pessoa prove querer ser contemplado, porque ELE não é contra ninguém.
Entretanto, há os maus, que não desejam e nem fazem questão alguma de serem contemplados, vivendo de aparências como se bons fossem, mas, com um comportamento que prova o contrário.
E esses e essas não conseguem se aquietar em seus espaços, de tanta sujeira que carregam em si mesmos, a ponto de não se suportarem, cometendo ingerências o tempo todo, para vomitar o ódio, a inveja, o despeito e outras imundícies mais, que é o que conseguiram colecionar em suas bagagens de longos anos perdidos por este velho mundo, disseminando a desunião para enfraquecer os ingênuos, dominá-los e desfrutar a vida de acordo com as suas conveniências, sem levar em conta o prejuízo dos demais.
O tempo é chegado do fim dessa classe que sempre preteriu a paz, porque o tribunal da NATUREZA houve por bem presentear os mais humildes, os de bondade verdadeira em seus corações, com o saber completo sobre a vida, de onde ela veio, como veio, para onde vai e como vai.
Afinal cada qual tem o entendimento da categoria em que está. Para avançar um degrau a mais é preciso muita humildade. Sirva-se em paz essa gente linda, essa gente que gosta de paz, com os Livros de Cultura Racional, Universo em Desencanto. Saúde e sossego para todos que sempre fizeram por onde ter saúde e sossego!

Nenhum comentário: