Follow by Email

quarta-feira, 5 de junho de 2013

VOLTE-SE PARA A NATUREZA

(WILMA FERNANDES – Fonte: A NATUREZA)
HOUVE UM TEMPO EM QUE ERA UMA GLÓRIA PARA TODOS NÓS ANDAR POR ENTRE AS FLORESTAS E CAMPOS, OUVINDO OS DIVERSOS SONS PROPORCIONADOS PELA NATUREZA.
O CRUZAMENTO DOS SONS E IMAGENS PRODUZIA, EM CADA UM DE NÓS, UMA TORRENTE DE SENTIMENTOS E EMOÇÕES, QUE LEVAVA-NOS A CRIAR NOVAS COISAS.
A NATUREZA ERA NOSSA GUIA E FONTE DE INSPIRAÇÃO. DE TUDO QUE NELA HAVIA TIRAVÁMOS PROVEITO POSITIVO. NADA ERA USURPADO, POIS RESPEITÁVAMOS O CICLO DA NATUREZA E SABÍAMOS QUE ÉRAMOS PARTE DELA. ESTE RESPEITO NOS PERMITIU ENTRAR EM CONTATO COM OS MAIS PROFUNDOOS SEGREDOS DA NATUREZA.
SE PRECISÁVAMOS NOS AGASALHAR, OS ANIMAIS NOS ENSINAVAM A TIRAR PROVEITO DE SUAS PELES. SE PRECISÁVAMOS COMER, OS SERES DOS DIVERSOS REINOS SE OFERECIAM PARA SACIAR NOSSA FOME.
OBSERVANDO A NATUREZA, APRENDÍAMOS A RECONHECER NOSSOS DEFEITOS E VIRTUDES. ISSO NOS FAZIA PERCEBER QUE NÃO HAVIA INFERIORES, NEM SUPERIORES E QUE TODOS ESTAVAM NO MESMO BARCO, EM EVOLUÇÃO, O QUE NOS LEVAVA A TROCAS DE IDÉIAS QUE ENRIQUECIAM NOSSAS EXPERIÊNCIAS E INSPIRAVAM NOSSOS PASSOS PARA MELHOR.
PORÉM, COM O TEMPO, FOMOS PERDENDO A CAPACIDADE DE VIVER NATURALMENTE. DEIXAMOS DE RESPEITAR A NATUREZA, COMEÇAMOS A ACHAR QUE ÉRAMOS MELHORES DO QUE ELA, QUE PODERÍAMOS DOMINÁ-LA.
COMEÇAMOS A PENSAR QUE PODERÍAMOS SER MAIS PODEROSOS DO QUE ELA. ENFIM, COMEÇAMOS A PERCEBER QUE O NOSSO SEMELHANTE PODERIA SER DOMINADO.
E DO RESPEITO, PASSAMOS PARA O MEDO. PASSAMOS A TEMER O OUTRO, PASSAMOS A ACHAR QUE O OUTRO NÃO PODERIA SABER NADA SOBRE O QUE SE PASSAVA DENTRO DE NÓS. DESCOBRIMOS A DESCONFIANÇA. NÃO OLHÁVAMOS MAIS NOS OLHOS DO OUTRO, COM MEDO DE QUE ELE PERCEBESSE NOSSO MEDO E NOS DOMINASSE. PASSAMOS A NOS CONCENTRAR NÃO MAIS NO CRESCIMENTO INTERIOR, MAS NA CONQUISTA DESESPERADA DE MANEIRAS E IDÉIAS QUE NOS TORNASSEM “SUPERIOR” AO OUTRO. PASSAMOS ASSIM, A DESENVOLVER DOIS TERRÍVEIS SENTIMENTOS: O DA GANÂNCIA E O DA AMBIÇÃO. TORNAMO-NOS RICOS E PODEROSOS EXTERNAMENTE. JÁ NÃO NOS AVALIÁVAMOS PELO QUE ÉRAMOS, MAS, PELO QUE TEMÍAMOS QUE O OUTRO PODERIA SER.
AS SOMBRAS DA NOITE TORNARAM-SE TENEBROSAS, MACABRAS, E DECOBRIMOS A MORTE.
PASSAMOS A SER ASSASSINOS, IRMÃOS MATANDO IRMÃOS. BASTANDO UM GESTO, UM OLHAR ESTRANHO, UM ÚNICO MOVIMENTO SUSPEITO, PARA IRMÃOS TORNAREM-SE INIMIGOS. PASSAMOS A VIVER O SISTEMA DE SENHORES E ESCRAVOS: UNS MANDANDO E OUTROS OBEDECENDO SEM DIREITOS, PONDO FIM NA VERDADEIRA LIBERDADE. CRIAMOS A FOME E A POBREZA! TORNAMO-NOS INSACIÁVEIS!
OS ANIMAIS PASSARAM A FUGIR DE NÓS. OS PÁSSAROS PASSARAM A CANTAR PARA ALERTAR OS OUTROS SERES DA NOSSA APROXIMAÇÃO. TORNAMO-NOS SANGUINÁRIOS.
COMEÇAMOS A SOFISTICAR NOSSAS CAÇAS A FIM DE SUPERAR NOSSAS DEFICIÊNCIAS FRENTE AOS ANIMAIS.
CRIAMOS AOS POUCOS AQUILO QUE HOJE CHAMAMOS DE TECNOLOGIA. COM A TECNOLOGIA PODERÍAMOS MATAR TUDO QUE ESTIVESSE NA NOSSA FRENTE, INCLUSIVE A NÓS MESMOS.
NOSSAS OBSESSÕES TRANSFORMARAM-SE EM DOENÇAS. NOSSAS DOENÇAS PASSARAM A SER TRANSMITIDAS ÀS FUTURAS GERAÇÕES.
DOS ANIMAIS MORTOS SEM NECESSIDADE VIERAM OUTRAS DOENÇAS E ELAS SE PROPAGARAM À MEDIDA EM QUE NOSSA TECNOLOGIA SE EXPANDIA: E A ISSO CHAMAMOS DE PROGRESSO.
OS VEGETAIS APODRECENDO NOS PÉS, VÍTIMAS DE PRAGAS ANTES INEXISTENTES, POIS, ELES AGORA SÃO PLANTADOS AOS MONTES, MAS MUITO ALÉM DAS NOSSAS NECESSIDADES. OS VEGETAIS FICARAM POBRES DE NUTRIENTES E TROUXERAM MAIS DOENÇAS. OS SOLOS COMEÇARAM A SE ESGOTAR, GERANDO MAIS DOENÇAS. AS DOENÇAS CRESCENDO E NÓS RESOLVEMOS QUE ERA HORA DE CURÁ-LAS. OLHAVÁMOS AO QUE ACONTECIA E CONCLUÍMOS COMO PODERÍAMOS NOS SALVAR DAS DOENÇAS: APERFEIÇOANDO NOSSOS MÉTODOS DE ANÁLISE ATÉ QUE CONSEGUÍSSEMOS DEBELAR ESTA OU AQUELA DOENÇA.
NOSSOS OLHOS SE TORNAVAM CADA VEZ MAIS AGUÇADOS COM A AJUDA DE INSTRUMENTOS CADA VEZ MAIS SOFISTICADOS. NÓS CONSEGUIMOS ENXERGAR AS ENTRANHAS DE TODOS OS SERES, MAS ESQUECEMOS DE OLHAR PARA O NOSSO INTERIOR. JÁ NÃO TÍNHAMOS MAIS TEMPO PARA PENSAR E MEDITAR, TORNAMO-NOS A CÓPIA FIEL DAS MÁQUINAS QUE PRODUZIMOS EM SÉRIE. OS MALES AUMENTARAM E A TECNOLOGIA TAMBÉM. A SOBERBIA MAIS AINDA! TORNAMO-NOS “SÁBIOS” DA SABEDORIA DO NADA, CAPAZES DE FALAR LÍNGUAS DIFERENTES E TECER PENSAMENTOS OS MAIS DIVERSOS SOBRE A CRIAÇÃO, MAS, CONTINUAMOS A SER OS MESMOS SERES INSENSÍVEIS.
INVESTIGÁVAMOS TODO O NOSSO PLANETA E NOS MARAVILHÁVAMOS A CADA DESCOBERTA.
COM O DESENVOLVIMENTO DA TECNOLOGIA PUDEMOS CRIAR LARES MAIS CONFORTÁVEIS, MAS, ÀS CUSTAS DA DEPREDAÇÃO EXCESSIVA E DESMEDIDA DA NATUREZA E COMEÇAMOS LOUCAMENTE A DESENVOLVER EM NOSSOS LABORATÓRIOS, TECNOLOGIAS QUE NOS AJUDASSEM A VIVER MELHOR SEM NOS IMPORTAR COM OS RECURSOS NATURAIS QUE SE ESGOTAVAM MUITO RAPIDAMENTE.
AO MESMO TEMPO PASSAMOS A PRODUZIR MAIS SERES, QUE NÃO SÃO MAIS CONCEBIDOS E, SIM, PRODUZIDOS POR DESCUIDO OU CONVENIÊNCIA.
CRIAMOS TECNOLOGIA QUE PERMITE CONSTRUIR NOVOS SERES COMO NÓS, NÃO SENDO O AMOR MAIS NECESSÁRIO NESTE NOVO MUNDO DE ALTA TECNOLOGIA.
PASSAMOS A INVESTIGAR MAIS PROFUNDAMENTE NOSSOS CORPOS NA BUSCA DESESPERADA DA CURA PARA OS NOSSOS MALES. A CADA MOMENTO PIPOCAVA UMA NOVA TECNOLOGIA CAPAZ DE NOS TRAZER A SAÚDE, A LONGEVIDADE. MAS, COMEÇAMOS A NOS PERTURBAR COM ISSO.
“ COMO SERÁ UM MUNDO SEM ANIMAIS, SEM VEGETAIS, SEM NATUREZA? QUAL A VANTAGEM DE SE VIVER MAIS, NUM MUNDO CADA VEZ MAIS CINZA?” NÓS NOS CONFRONTAMOS COM A NATUREZA, COM O AMOR, COM A SABEDORIA, ENTRE OUTRAS COISAS, SÓ PORQUE UM DIA ACHAMOS QUE ÉRAMOS MELHORES DO QUE TUDO E DO QUE TODOS.
TORNAMO-NOS SERES SOLITÁRIOS, TEMENDO OLHAR UM PARA O OUTRO.
CRIAMOS TECNOLOGIA QUE CONSEGUE EXPLORAR NOSSOS TECIDOS, NOSSAS CÉLULAS, NOSSOS CROMOSSOMOS, MAS NÃO SABEMOS MAIS EXPLORAR NOSSA MENTE NOSSO “EU”, NOSSO INTERIOR SUPERIOR. ESQUECEMOS DE TUDO.
“QUEM ÉS TÚ QUE A ILUSÃO É TANTA QUE ÉS INCAPAZ DE DEFINIR O SEU EU?”
VOLTE-SE PARA A NATUREZA… ELA AGRADECE!!!

Nenhum comentário: