Follow by Email

sábado, 12 de maio de 2012

DIA DAS MÃES

Multiplicou-me em várias vidas para que eu entendesse o que a vida é, dando-me de tudo, da riqueza à pobreza, da arrogância à humildade, da ignorância aos conhecimentos. Por verdadeiro amor maternal, me fez passar por tudo, pra me fazer entender que o tudo existente neste mundo nada é. Fez-me cair muitas vezes e fez-me levantar, para me ensinar meu verdadeiro lugar, que não se encontra nas derrotas nem nas vitórias deste mundo passageiro, onde tudo se transforma, onde tudo é fugaz. E nesse cair e levantar, foi me tornando um rochedo, onde as chuvas, as pancadas, as pedradas e chicotadas, não tocam mais meus sentidos, voltados pro um mundo maior. Foi quando então, surpresa minha, Mamãe me deu tudo que é meu, no Livro Eterno da Vida, a definitiva alforria. Amo muito a Senhora minha Mãe! E como lhe agradecer? É o que procuro fazer neste dia, das Mães o consagrado dia, gritando pro mundo bem forte, bem alto: DESENCANTO, DESENCANTO! Sou-lhe grata eternamente, Mãe Natureza, pelo Universo em Desencanto, que enxugou todos os meus prantos!

Nenhum comentário: