Follow by Email

domingo, 4 de novembro de 2012

OS ENGANOS E DESENGANOS, AO DESPERTAR DA CONSCIÊNCIA DO HOMEM

(Severino dos Reis)
Chegou o tempo, de o homem conhecer sua origem e retornar a ela, ao Mundo Racional, à eternidade.
Mas, por não saber, chamávamos esse retorno, de salvação. Porque, no despertar da era de monstros, os primitivos vendo que as vidas começavam, floresciam e terminavam, por análise, com a evolução da consciência, deduziram que os seres humanos não eram desse mundo. Por isso nasciam, cresciam, evoluíam, ficavam aqui por certo tempo e morriam; retornando para o seu lugar de origem.
Mas, também não sabiam onde era essa origem. Fizeram muitas simulações, para encontrar uma definição da chegada e da saída dos seres humanos aqui na Terra. Muitas formas de origens do homem foram sugeridas; e muitas formas para o seu desaparecimento foram idealizadas.
Por exemplo: os Pigmeus do Gabão, falam que Deus teria feito bonecos de barro e dado a eles vida através de formulas mágicas. Para os Pigmeus do Iturí no Congo, Deus teria criado o Universo e o homem no mesmo instante; os Semangues da Malaca acreditavam que dois irmãos poderosos ajudaram o senhor na obra da criação, construindo montanhas e rios, ilhas, vales e florestas, enquanto Deus ia trabalhando os planetas e o Sol; os Andomanes do golfo de Bengala, acreditavam num ancestral único do homem, o qual coabitou nada menos que com um formigueiro, e dele tendo vários filhos. E outros, como os Cheienes Americanos, os vutis dos Camarões e os Mandis do Quênia, acreditavam que o homem saiu de uma costela de Deus, como a Eva da bíblia, saiu da costela de Adão. Os Egípcios antigos diziam que o Deus Amon-Rá, surgiu do caos e construiu o mundo e o homem; os Persas afirmavam, que tudo surgiu de uma guerra entre Ormus príncipe da Luz, e Arimã, embaixador das trevas; e que essa guerra durou 9.000 anos. De acordo o Reg-Vedas dos Hindus, o ser único respirava placidamente no nada, Vishvakarma criou então tudo, tirando a substância de si mesmo. E, Marduk, Deus Babilônico, os Apaches gicarilla do antigo México e os Finlandeses primitivos, com a lenda da pata e os seis ovos de ouro e um de ferro etc.
E são incontáveis as formas de ver o aparecimento do Universo e do homem. Também, em tempos antigos, muitas formas foram idealizadas para o seu desaparecimento depois da vida!
E por último, computando as tantas formas de sofrimento, somados aos achados e acontecimentos históricos registrados ao longo da antigüidade e os mais recentes, convencionou-se a chamar esse desaparecimento da vida, de salvação para os que se comportarem bem e a perdição (o inferno) para os que se comportarem mal. Transformando assim, as histórias em verdades incontestáveis! Burlando muitas vezes o seu próprio seguimento, por capricho ou por conveniência, ao ponto, de subestimar um dos mais sagrados ensinamentos, que manda examinar todas as escrituras, para encontrar a verdade.
Pois, se tudo se transforma, nada permanece um minuto sequer do mesmo jeito, da mesma forma em nosso mundo! Por exemplo: uma simples gota de água que é o espermatozóide fecunda um óvulo hoje, amanhã já está muito diferente; e numa mutação constante e ininterrupta, em nove meses nasce uma criança; e sem cessar um só instante a evolução, ela passa pela infância, pela adolescência, a adulto, a maturidade, a velhice, ao estado decrépito da vida e depois morre. E depois de morto as “transformações” continuam: o corpo se transforma em micróbios, os micróbios se transformam em vírus - até aí nós vemos. Daí para frente nós não vemos, mas as transformações e a evolução continuam: os vírus se transformam em vírus invisíveis, os vírus invisíveis se transformam em energia e a energia vai gerar outras vidas em classes inferiores. É o glorioso trabalho da Natureza, porque ela é a porta-voz de Deus. Nada de Deus, chega até nós, senão pela Natureza! Todos em sã consciência sabem disso. Portanto, quem desrespeitar a Natureza, está desrespeitando a Deus; porque em 1935, ela mudou da fase de animal Racional, para a fase Racional - e Deus é Racional! O RACIONAL SUPERIOR, e mesmo assim, ainda existe quem quer depreciar a Natureza, por falta de conhecimentos. Mas, conhecimentos Racionais! Que só aprendemos na Cultura da fase Racional, na CULTURA RACIONAL.
Por isso, não podemos fechar os olhos para os novos conhecimentos, para não incorrer a um erro irreparável diante de Deus. Podemos e devemos ser fieis aos nossos princípios: principalmente aos princípios religiosos. Mas, não podemos cultivar a cegueira para a Cultura de Deus! Para cegueira das vistas existe o braile; mas não existe braile para cegueira da mente. Por isso, eu convido a todos, de todas as classes sociais, de todos os seguimentos da vida, a estudarem a CULTURA RACIONAL, para reascender em si mesmo, a chama do Raciocínio, porque a chama do pensamento está se apagando em todos os seres humanos.
É evidente que nós não estamos sentindo o enfraquecimento do pensamento. Mas, estamos vendo os seus efeitos, no aumento da violência, da intolerância pessoal, nos aumentos diários dos acidentes de trânsito, na matança de jovens, na contaminação geral da juventude no vício das drogas, pelas declarações impiedosas de ladrões e assassinos, que matam, vão presos e ao perguntar se estão arrependidos, respondem ironicamente: “Claro que não! Ele foi para o cemitério e eu vou para o hotel de cinco estrelas, com comida, roupa lavada, e aí!” Antes, quando teríamos visto e ouvido isto? Nunca! E hoje, vemos e ouvimos isso todos os dias.
Mas, não pára aí não! O pensamento continua enfraquecendo em aceleração constante, cada dia que passa será pior. Porém, só consegue ver essa anomalia humana, quem já está ligado na energia Racional, começando a desenvolver o Raciocínio, através da leitura do livro UNIVERSO EM DESENCANTO! As pessoas, que ainda não estão lendo os livros da energia Racional, que ainda estão só pensando, não podem perceber o prejuízo em si mesmo. Acham tudo isso normal, porque estão engambelados com o aparente progresso da Ciência, da tecnologia, da informática, com o poderio bélico, com a engenharia genética, células tronco etc. - por enquanto ainda não percebem.
Mas, vão perceber, quando o desequilíbrio do pensamento for intolerável em todos os sentidos; aí será tarde demais. Então, gente, vamos fazer uso do que aprendemos ao longo das nossas religiosidades, como eu fiz; vamos examinar com respeito, todo o conteúdo da escrituração Racional da CULTURA RACIONAL, que certamente, todos serão surpreendidos, ao encontrar o que não esperavam: a verdade das verdades.

Nenhum comentário: