Follow by Email

terça-feira, 27 de novembro de 2012

RELATOS SOBRE OS PODERES DO MESTRE MANOEL JACINTHO COELHO – CONVIDADO PARA ALMOÇAR

(Ubirajara Pisão)
O Senhor Manoel Jacintho Coelho, responsável pela entrada da Cultura Racional na Terra, contida nos Livros Universo em Desencanto, deixou para a humanidade, durante sua permanência entre nós, um dos maiores legados de paz, amor e fraternidade.
Bondade extrema, humilde dos humildes, poderoso dos poderosos, não deixava escapar oportunidade para nos deixar exemplos do que seja RACIOCINAR.
E assim é que, usando do seu poder de materialização (que se tornava efeito em qualquer parte do mundo onde se fizesse necessário, às vezes ao mesmo tempo em vários lugares) apresentava-se, para quem carecia de uma compreensão fidedigna dos conhecimentos Racionais, com a aparência precisa e necessária para mais uma lição exemplificada do conteúdo de sua grandiosa obra de Cultura Racional, dos Livros Universo em Desencanto.
Nosso Amigo e Irmão Racional Ubirajara Pisão nos relata uma dessas grandiosas lições, onde o Senhor Manoel Jacintho Coelho, o RACIONAL SUPERIOR DA TERRA, nos dá mais uma lição de que somente na humildade, fraternidade, amor e solidariedade, ou seja, no RACIONAL, encontramos a realidade, que é a verdade.
E a seguir nos conta Ubirajara.
Um amigo do Mestre MJC e meu conhecido convidou o Mestre para almoçar.
Disse: “Sr. Manoel o senhor é meu convidado para almoçar no domingo em minha casa”.
E o homem muito respeitado, com uma boa situação financeira, sabendo em partes dos poderes do Mestre, ficou feliz quando ouviu a resposta positiva do Mestre: “Domingo est
arei lá com muito prazer.”
A conversa se estendeu com os pensamentos do amigo em uma boa recepção com uma mesa farta, afinal, quem ia almoçar com ele e sua esposa não era um homem comum e, sim, um homem de outro mundo.
Os pensamentos agitados, pensando que ia relatar o acontecimento inédito para os amigos e familiares, pois, estava orgulhoso com a resposta positiva do Mestre.
Tratou de ir ao mercado, comprou o melhor: ótimas iguarias, o melhor bacalhau, o melhor vinho, etc.
Já cedo, o fogão ardia com todas as bocas acesas, com as panelas transbordando diversos alimentos e o forno quente preparado para um assado.
A geladeira mal se fechava pesada de sobremesas e bebidas.
Estava nervoso com a chegada do Mestre. Abria uma garrafa de cerveja, tomava uma taça de vinho para se acalmar… e os nervos pareciam não parar.
Sua esposa arrumou a mesa com uma bela toalha rendada, colocou belos jarros com flores naturais, iguarias e bebidas dignas da recepção de um rei. Estava tudo pronto, agora é aguardar a chegada do Mestre.
Estava orgulhoso, pensativo: “Será que ele vai gostar?” Pois, tinha feito o melhor.
Batem palmas em sua porta (maneira antiga de chamar o dono).
Ele olha um pouco curioso e chateado ao ver que tinha um mendigo em sua porta.
E diz com desdém:
“O que você quer?.”
O mendigo responde:
“Eu quero almoçar, estou com fome e sei que tem um banquete em sua casa.”
“Tem sim, só que não é para você, é para um grande amigo e vá embora.”
O mendigo ainda tentou insistir e não adiantou nada, teve que ir embora.
As horas se passam e o almoço se transforma em tristeza, pois, o Mestre não almoçou.
O Homem achou que o Mestre havia faltado com a palavra e no outro dia foi até à sua residência enfurecido, reclamou que havia feito um banquete e que ficou decepcionado com a falta da palavra e a ausência.
O Mestre disse que havia ido:
“Eu fui!”
O homem:
“Como foi? Eu esperei o dia inteiro e o Senhor não apareceu.”
O Mestre:
“Eu apareci, disse que estava com fome e que você havia preparado um banquete e você não deixou eu entrar e me mandou embora, tentei insistir e não adiantou, me mandou embora várias vezes.”
Naquele momento as lágrimas corriam de arrependimento no homem e os pedidos de desculpas não paravam de ecoar.
Belo relato! As aparências sempre confundindo a humanidade, por a humanidade ainda não SE CONHECER.
Uma saudação Racional a todos!
Saúde e sossego!

Nenhum comentário: