Follow by Email

domingo, 19 de abril de 2015

NÃO CUSPA NO PRATO EM QUE COMEU


Amigos, SALVE!
Todos andam, há muito, implorando a UNIÃO e a PAZ!
Sem dúvida, sem elas jamais haverá a Concórdia Universal.
E o que está embargando a humanidade para desatar este nó, este nó cego?
Saber colocar as coisas em seus devidos lugares.
E por não saber, a humanidade anda cuspindo no prato em que sempre comeu.
Vamos entender isso?
Amigos, somos um ser composto de duas partes: a animal e a RACIONAL. E é por isso que somos denominados “animal Racional”.
Animal é a parte da matéria, onde se encontram nossos defeitos, nossa ferocidade, o EU PASSAGEIRO, transitório.
RACIONAL é a parte da nossa verdadeira individualidade, a parte transcendental, o EU VERDADEIRO, eterno.
Ora, é preciso, para dar um salto definitivo para nossa libertação e imunidade de tudo quanto é de mal, saber separar e dar o valor correto a cada uma dessas duas partes.
Para frear a parte animal, do EU PASSAGEIRO, pertence deste mundo terreno, a Natureza criou as filosofias, as seitas, as religiões, doutrinas e demais conhecimentos terrenos.
E para desenvolver e evoluir a parte racional, do EU VERDADEIRO, pertence do mundo de onde viemos, a Natureza nos trouxe o Conhecimento Racional de Cultura Racional.
Portanto, vamos aprender e compreender de vez, que tantos os conhecimentos terrenos – a Cultura Terrena, como os Conhecimentos Transcendentais Racionais – a Cultura Racional, têm importância para nossa libertação.
Sem o freio da parte animal, fica prejudicado o desenvolvimento da parte Racional.
Mas, tem muita gente confundindo essas duas partes, onde cada qual tem uma função.
A primeira, a Cultura Terrena, tem a missão de lapidar e frear o EU PASSAGEIRO (o pensamento/imaginação), aquele que prejudica nossa compreensão superior da vida.
A segunda, a Cultura Racional, tem a missão de desenvolver e evoluir o EU VERDADEIRO (o RACIOCÍNIO), que nos liga definitivamente a DEUS, Habitante do Mundo de onde viemos.
Mas, tem muita gente que ainda não percebeu isso e, muitas vezes, depois de conhecer a Cultura Racional, começa a denegrir e desrespeitar a Cultura Terrena, cuspindo no prato em que comeu.
E tem ainda aqueles que acham que sua religião, filosofia, seita, doutrina, ciência etc., é melhor que a do outro, por ignorar que o DONO ABSOLUTO de tudo isso é um só, DEUS, que precisou, através da Natureza,  de criar tudo isso, esse curso de preparação, para tirar nosso atraso, grosseria e brutalidade. E, assim, de acordo com o atraso de cada povo, um nome diferente, rituais diferentes para lapidação da parte animal do animal Racional, tornando essa parte animal domesticada.
Então, os nomes são apenas aparências, pois as entidades que conhecemos na Cultura Terrena, aparentemente diferentes e com nomes diferentes, resumem-se numa só força eletromagnética da Natureza, para lapidação e preparação da humanidade.
Se a pessoa passa a conhecer a Cultura Racional, dos livros Universo em Desencanto, mas tem ainda a sua parte animal sem a completa preparação, precisa saber respeitar o que sempre achou que abraçava, e que na verdade não abraçou como deveria, tanto que sua preparação não se completou. E dessa preparação a pessoa carece, para que sua compreensão do Conhecimento Racional não seja prejudicada.
O tempo é de união. Tudo é bom e faz bem, quando é respeitado dentro de sua função na Terra, já que tudo que sempre existiu e ainda existe, é porque é preciso e necessário.
Cuspindo no prato em que sempre comemos e que nos trouxe até o presente momento, estamos dando provas de desamor, ingratidão, desrespeito e total atraso.
Amemos tudo que existe – e o verdadeiro amor desconhece o apego. Aliás apego é a arma traidora de quem quer se assenhorar das coisas e das pessoas, por ainda não reconhecer que existe apenas um SENHOR (SENHOR quer dizer: DONO) de tudo e de todos que é DEUS, e que não tem nome, por ser um RACIONAL como nós, porém SUPERIOR, por ser o DONO ABSOLUTO de tudo e de todos.
E, assim, todo aquele ou aquela que alimenta o apego, é porque se sente SENHOR, não admite ser filho do Senhor, filho de DEUS. E assim, por querer dominar as coisas e as pessoas, apega-se a elas.
Ao se apegar, está aprisionando a vítima e se aprisionando, fazendo com que a vida se torne uma grande penitenciária, sem qualquer liberdade, tanto para o “senhor”, como para o “escravo”.
Minha gente, chega de escravidão. Amemo-nos todos como irmãos, porque o SENHOR é um só, DEUS, cuja condição ímpar é a de RACIONAL SUPERIOR. E nós, seus filhos, ainda estamos na condição de “animal Racional”, preparando-nos para alcançarmos a mesma condição do PAI, pois, filho de peixe é peixinho, e RACIONAL é UM SÓ – donde vem a UNIÃO!
Quando todos acordarem para isso, aí, sim, a vida na Terra começará a se organizar num Verdadeiro PARAÍSO de PAZ, AMOR, FRATERNIDADE e CONCÓRDIA UNIVERSAL.
Ninguém é melhor que ninguém, e coisa alguma é melhor que as demais!
Chega de ficar cuspindo no prato em que sempre comemos. AMEMOS A VIDA, AMEMOS A MÃE NATUREZA, AMEMOS DEUS!
“LIBERTAS QUAE SERA TAMEN” = LIBERDADE AINDA QUE TARDIA!

Nenhum comentário: