Follow by Email

sexta-feira, 10 de abril de 2015

NATUREZA: INSTRUMENTO DE DEUS PARA A LAPIDAÇÃO DOS HOMENS


(Gilberto Carnasciali, estudante de Cultura Racional)

Afinal, o que é, ou ainda melhor; quem é a Natureza, de quem se trata?
Se o ser humano não conhece a si próprio, não sabe de onde veio, nem o que faz aqui na Terra, e menos ainda para onde vai, quando vai, e de que forma vai, como poderia saber quem é aquela que lhe gerou, criou, alimentou e lhe mantém até hoje através das eternidades, desde que deixou a Planície Racional pelo mau uso da vontade e do livre arbítrio.
Se o ser puro limpo e perfeito não tivesse adentrado a pequena parte da Planície que ainda não estava pronta para entrar em progresso e deixado o seu Mundo de Origem, o MUNDO RACIONAL, a Natureza simplesmente não existiria, porque não existiria o segundo mundo consequência do primeiro e a vida continuaria a ser pura, limpa, perfeita e ETERNA. Entretanto, em decorrência desse ato inconsciente, fomos conduzidos a um longo e sofrido passeio, durante o qual perdemos nossa condição de pureza, limpeza e perfeição, enfim, nossas virtudes Racionais.
Portanto, a parte da planície que não estava pronta para progredir, ao espiralar lentamente em descida portando com ela nossos irmãos puros, limpos e perfeitos, nós mesmos, nossas virtudes foram se esvaindo e formando um foco de luz que eventualmente aqueceu e se transformou no sol, gerador do calor produzido pela energia Racional transformada em elétrica e magnética. Foi a partir desse momento que a Natureza passou a comandar a vida da matéria, dentro e fora dela, através dessas duas potentes energias deformadoras e destrutivas.
Como tudo abaixo do sol se transforma em um moto-contínuo perene, iniciou-se um longo processo deformatório da matéria, que veio pouco a pouco originando o Universo, com o sol, lua, estrelas, planetas, a Terra, a água, os animais e os vegetais, bem como o mundo invisível e seus habitantes do Astral Inferior e do espaço que circunda o Astral Térreo.
A missão da Natureza foi e é árdua e longa; mãe verdadeira, já que o homem e a mulher são apenas aparelhos de reprodução de filhos-irmãos, iniciou sua tarefa de dona e lapidadora de tudo e de todos, criando inicialmente os vírus que eventualmente iriam gerar os habitantes deste mundo. O processo se deu quando o calor deformador e abrasador do sol, por um lado aqueceu e torrou a resina na superfície da planície, e do outro amoleceu a goma que se transformou em água. Por baixo da resina formaram-se cinzas e a água penetrou e umedeceu as cinzas, criando com a umidade o mofo, situação ideal para a criação e proliferação de bactérias, micróbios e vírus visíveis e invisíveis.
O vírus masculino, elemento reprodutor, veio da água, e o vírus feminino elemento incubador, veio da terra. Os animais Racionais e irracionais são  seres virais nascidos de uma infecção bacteriana em solução aquosa, que é o pingo d´água, ou sêmen. Iniciava-se ali, a longa jornada do ser humano na matéria, primeiramente brotando da terra e posteriormente através do pingo d’água, a princípio na forma de monstrinhos, seguindo-se monstrengos, monstros, monstrões, monstrodontes e monstros selvagens; depois, selvagens primitivos, selvagens adiantados, selvagens gagos e selvagens cantantes; em seguida, bichos Racionais, animais Racionais; e finalmente Aparelhos Racionais. São as fases pelas quais passamos em nossa evolução degenerativa involutiva, o nosso progresso regressivo que durou vinte uma eternidades, até os dias de hoje.
A Fase de animal Racional terminou em 1935, tendo se iniciado naquela data a Fase Racional. Abrindo aqui um parêntese para dizer que nessa época já se encontrava entre nós o Supremo Avatar, Senhor Manoel Jacintho Coelho, na forma de matéria, mas em Estado Vibracional Racional, o Raciocínio Superior a tudo e a todos, representando o RACIONAL SUPERIOR aqui na Terra, vindo entre outras coisas e principalmente, para ditar os Livros da Cultura Racional, UNIVERSO EM DESENCANTO.     
A Natureza, a dona de todos e de tudo, a rainha do natural e do artificial, da cultura, das artes e da ciência, foi a primeira a integrar à nova fase e trabalha desde então para conduzir seus filhos de volta ao Mundo de Origem, fazendo uso deles através do artifício como máquinas-ferramenta, produtores de outras ferramentas, para atingirem o objetivo maior: desenvolver em todos os Racionais, o Raciocínio e a Vidência Racional, porque em assim fazendo, estarão ligados à nossa mãe verdadeira, porque a fase natural da Natureza agora é Racional e o Racional é Raciocínio e o Raciocínio é Racional, significando a união da mãe com os filhos e dos filhos com a mãe, todos em um só.
O bicho Racional se desconhecia por completo e a Natureza criou o artifício para acabar com a rudez, o atraso e a brutalidade, usando o homem através do pensamento, que lhe foi emprestado temporariamente, para cumprir ordens como sua ferramenta através do progresso artificial comandado pelo elétrico e magnético. Tudo lapidação pura, porque o artifício está fora do natural, não tem condições de julgar o que é natural. Assim foi com o Alfabeto Artificial que parece que foi inventado pelos homens, mas os homens foram apenas meras ferramentas da Natureza. Os homens não fizeram, não inventaram, não descobriram nada. A Natureza sim, fazendo os homens pensarem que foram eles, e julgarem que eles são os donos do seu pensamento.
Mas agora os tempos são outros, extinguiram-se o pensamento, a imaginação, a inspiração e o sonho, que eram dependentes das duas correntes alternadas da Natureza, as correntes elétrica e magnética. Terminou a fase do animal livre-pensador e por essa razão o pensamento enfraqueceu e se extinguiu, liberando o “eu-monstro”, feras adormecidas que ressurgem agora em plena fase da civilização, comandadas pelo magnético puro para se destruírem uns aos outros. É a hereditariedade se manifestando e aniquilando o sentimento de humanidade do ser humano e o instinto feroz reaparecendo com as guerras, fome, doenças, catástrofes e ruínas, como está acontecendo em nosso mundo de hoje a toda hora. A vida de todos está passando por um momento decisivo; devido à ausência do pensamento, a mente se esvaziou e as energias do mal tomaram seu lugar e passaram a agir de forma descontrolada, levando o vivente em muitos casos à loucura ou mesmo à morte. Vide os crimes que assolam as populações de praticamente todos os continentes da Terra. A maior parte do noticiário escrito e falado se compõe de crimes, muitos deles hediondos, perpretados por feras humanas, nas quais a corrente elétrica e magnética preencheram o vazio do pensamento e entraram em curto circuito, estabelecendo na mente a tempestade magnética irracional perfeita. É o fim da classe do animal Racional. Essas mudanças e transformações já de longa data foram anunciadas nas Centúrias proféticas de Nostradamus e por outros profetas.
Tudo isso é evolução natural da Natureza que nos lapida todo o tempo para nos alertar de que é chegada a hora, de que não há mais tempo a perder, e por esse tempo ter se esgotado, a Fase Racional com a Energia Racional assumiram o comando. Agora, a vontade e o livre arbítrio de cada um de nós decidirá; ou o tudo Racional ou o nada aparente. No jogo da vida os dados já foram lançados pela Natureza, com as seguintes opções; ou aderimos à Linha Racional e desenvolvemos o Aparelho Racional, a desmaterialização do Raciocínio e a Vidência Racional e somos alçados para a vida eterna no MUNDO RACIONAL, ou permanecemos na vida material ilusória e seguimos para classes inferiores dos irracionais onde percorreremos um longo trajeto de volta em padecimentos e sofrimentos sob o jugo cruel do magnetismo. Devemos compreender e entender como se manifesta a Proteção e o Amor Divino Racional pelo ser humano ao nos concederem a opção de escolha, já que sem a participação da Natureza no processo de nossa salvação, de mudança em mudança e de transformação em transformação, o progresso das degenerações chegaria a tal ponto que a humanidade em dado momento por si própria se extinguiria pelos seus deméritos.  
Quem já Raciocina sabe e avalia o significado disso, mas quem ainda não Raciocina, jamais poderá perceber e entender. Não fosse pela Suprema Bondade Divina manifestada através da Natureza, o condenado seguiria para a extinção em total ignorância e inconsciência. A opção da escolha do nada aparente, concebido como prêmio de consolação, livra-o da extinção, mas não o livra da longa viagem de volta como bicho irracional.
Só a IMUNIZAÇÃO RACIONAL pode dar uma solução definitiva a essa situação falimentar caótica em que vive o mundo e que tende a se agravar.  A leitura da Obra UNIVERSO EM DESENCANTO é o único remédio, o real antídoto capaz de desencantar e salvar a população mundial conduzindo-a de volta ao seu estado de ser original, de puros, limpos e perfeitos em seu Mundo de Origem, na PLANÌCIE RACIONAL. É a Energia Racional atuando através das palavras ditadas por Deus, o RACIONAL SUPERIOR, para o Senhor Manoel Jacintho Coelho, o Senhor RACIONAL SUPERIOR DA TERRA e por ELE impressa nos Livros UNIVERSO EM DESENCANTO.
Para que a recuperação Racional atinja o maior número de viventes, é obrigação daqueles leitores já desencantados e Racionalizados, divulgarem a Obra ao máximo para seus irmãos, conscientizando-os do que são, do que foram e do que serão após adquirirem a Vidência Racional e se tornarem Aparelhos Racionais. Alertá-los para que não continuem agindo como animais Racionais inconscientes, inconsequentes, cegos de olhos abertos e obnubilados, caminhando de quatro e olhando para o chão, igual à classe dos irracionais, na qual eventualmente se transformarão caso insistam nessa postura materialista. Indiquemos a todos a Escrituração Racional, onde aprenderão a caminhar eretos e olhando para o alto, de onde vem a Iluminação Racional e para onde voltarão, se lerem e relerem a Obra Racional.
Na Fase Racional:
Natural é o estado de ser da Natureza.
Racional é o estado de ser do Raciocínio.
Natureza é Raciocínio.
Natureza é Racional.
A missão transmitida pelo RACIONAL SUPERIOR àqueles já esclarecidos pela Luz Racional Divina Providência é:
– SALVEM A NATUREZA QUE NOS SALVA!
– SALVEMO-NOS TODOS PELA LEITURA DA OBRA UNIVERSO EM DESENCANTO!

Nenhum comentário: