Follow by Email

quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

É DANDO QUE SE RECEBBE

Há milhões de milênios estamos materializados neste segundo mundo, ao qual demos causa, devido um inconseqüente uso da vontade.
Plantamos a desordem num mundo superior, o MUNDO RACIONAL, no qual fomos criados com incondicional e absoluto amor como habitantes de pura energia, energia pura, sim, PURA, limpa e perfeita, RACIONAL.
Por não correspondermos ao eterno amor que nos constituiu, condenamo-nos, pelo uso da vontade, ao degredo de um mundo inferior do qual hoje fazemos parte.
Através dessa autopunição chegamos ao fundo do poço nos extinguindo.
O SUPREMO CRIADOR, por ser amor eterno, puro, limpo e perfeito, organizou nossa desordem, agrupando-a em sete partes de uma nova natureza que, apesar de deformada, nos vem gerando, criando, mantendo e governando para nos ensinar, através do nascer e morrer, nascer e morrer o caminho de retorno ao estado natural de puros, limpos e perfeitos.
Uma grande odisséia! Nascemos do chão, rudes, sem qualquer conhecimento, como verdadeiros monstros.
A Natureza deformada nos ensinou a imaginar. Fase da imaginação. Depois nos ensinou a pensar. Fase do pensamento.
E assim passamos pela fase de monstros, depois, pela fase de selvagens, até chegarmos a civilizados, mas, ainda rudes demais, sem a completa compreensão da vida, mas, já bem amadurecidos pelo sofrimento de nascer e morrer sem saber por que.
Nessa longa caminhada sempre recebemos tudo de graça, sem nunca dar coisa alguma à Natureza, que só quer de todos nós a compreensão e o bom entendimento entre todos, e o respeito a tudo e a todos, condição única para nos devolver aos braços do PAI ETERNO.
Apesar da deformação, quem não se enternece de ter um sol a nos iluminar e alimentar todos os dias desses milhões de anos?
Quem não acha fantástica a germinação de todas as sementes, o nascer das águas nas fontes, o florir dos vegetais, a disciplina da lua, das estrelas e dos astros para manter as nossas vidas e de todos os seres?
E o que damos a todos esses seres? Nada!
Já é tempo de relembrar o quanto temos destruído essa bondosa Natureza, tal como os pais terrenos que não se cansam de dar tudo a seus filhos, e muitos deles tudo destroem, quando ignoram o valor dessa doação e se embrenham por vontade própria em descaminhos muitas vezes sem retorno. E isso dói, não dói? Mas, é assim que nós, em maioria temos respondido à Mãe Natureza.
Aí, tal como nós que reagimos energicamente aos filhos rebeldes, a Mãe Natureza nos responde com terremotos, vulcões, secas de matar, calor de matar, miséria, doenças esquisitas e tantos outros puxões de orelha.
É dando que se recebe.
Na fase do pensamento isso nos foi ensinado. Cadê que colocamos em prática? Pouquíssimos são os aprovados na fase do pensamento. E sem essa aprovação, não há ingresso de fato no curso superior da vida, que é a fase do desenvolvimento do raciocínio, mesmo estando com os Livros de Cultura Racional nas mãos.
É dando que se recebe!
Quem quer amor, que dê amor!
Quem quer paz, que dê paz!
Quem quer compreensão, que procure compreender.
Quem não quer ser julgado, que não julgue o seu irmão, pois, todos somos errados por estarmos materializados.
Quem não consegue compreender, que fique calado. Antes calar, que falar e ferir, pois, todos somos diferentes e tudo tem sua razão de ser.
Se achamos algo errado, antes que condenemos, procuremos curar nossas próprias deformações, corrigir nossos próprios erros, mas, deixemos nossos irmãos em paz, para que descubram por si mesmos onde estão seus erros e se corrijam por si mesmos.
É preciso antes de tudo e de qualquer julgamento o sentimento de amor por nossos semelhantes.
Quem é RACIONAL não coloca em jogo, principalmente em público, as misérias de ninguém.
É dando que se recebe!
Julga e será julgado.
Condena e será condenado.
Por mais errados que sejamos, se respeitamos nossos semelhantes, temos de todos o respeito e a consideração.
É dando que se recebe!
Amor, para quem dá amor.
Consideração, para quem tem consideração.
Respeito, para quem respeita.
E tudo isso é devido aos visíveis e invisíveis: TODO RESPEITO É POUCO!
Pois, na verdade, ninguém tem nada a ver com a vida de ninguém, a não ser o SER SUPREMO CRIADOR!
Salve-nos a IMUNIZAÇÃO RACIONAL! Leiam os Livros Universo em Desencanto!

Nenhum comentário: