Follow by Email

domingo, 30 de dezembro de 2012

CHEGOU O FIM DO PENSAMENTO, PORQUE TUDO QUE TEM PRINCÍPIO TEM FIM.

(Severino dos Reis)
Caríssimos visitantes do nosso Blog: com certeza, é do conhecimento de todos, que a Natureza fez e Antoine de Lavoisier descobriu que no Universo, nada se perde, nada se cria e nem termina de vez, mas, tudo se transforma.
E, onde rege a lei das transformações, tudo que tem princípio tem fim, nada dura eternamente. Uma árvore, uma estrela nasce e morre, um rio seca, mudam de curso, muitas arrojadas construções, foram feitas com tanto luxo, com tantos requintes, pareciam que durariam para sempre; mas, com algumas centenas de anos, aquelas imponências foram transformadas em verdadeiras ruínas!
Tudo é assim. Por mais importante que seja a fortaleza, com o tempo se acaba; o mundo está cheio de megas construções em ruínas, que quem as construíram, pensavam que elas durariam eternamente.
Como por exemplo: o jardim suspenso na Babilônia, o Colosso de Rodes, o Coliseu de Roma, as ruínas de Machu Picchu; enfim, o próprio homem, com toda a sua inteligência, a sua arrogância, nasce, cresce, muitos se tornam poderosos, alguns, verdadeiros gênios da ciência, outros no auge da vida lideram o mundo! Mas, depois vai murchando, envelhecendo e, sem ele mesmo perceber, o tempo lhe transforma em farrapo de gente. As civilizações começam e terminam; e até as pedras se transformam. Mas, o homem com toda a sua psicologia, no decurso da sua existência, vendo toda essa gama de transformações como exemplo e não percebeu que o pensamento também teve princípio, estava se desgastando e chegaria o seu fim.
Agora, os doutores que estão no ápice de suas sabedorias, devem conjeturar que o fim do pensamento é impossível.
Será que ainda não se deram conta, que na matéria todo é temporário, que apesar de ser abstrato, o pensamento também é passageiro e teria fim?
Pois fiquem sabendo: que o pensamento teve princípio no fim da fase de monstros e teve fim, no início da fase Racional, em quatro de Outubro de 1935.
É por isso que é perceptível, que tudo que o pensamento fez e faz, é cada vez mais fraco e mais perigoso! É o caso do progresso dos armamentos bélicos, por exemplo. Mas, já houve tempo, em que o pensamento era promissor; e trazia contribuições duradouras para a humanidade, eram laureados e condecorados todos os pensadores.
E agora? Como explicar a loucura, o desequilíbrio da humanidade! Senão pelo enfraquecimento do pensamento?
Como explicar as organizações mundiais, elaboradas para proteger e facilitar a vida humana e que estão sempre divergindo do seu real objetivo, criadas para proteger as nações, manter a paz e vivem fazendo guerras; destroem um país, massacram uma Nação, para proteger a outra? Como explicar os blocos comerciais: União Européia, MERCOSUL, que não dão certo, estão sempre com problemas: enfim, a globalização, que basta um boato, para desequilibrar a balança comercial e gerar crise no mundo inteiro? Como explicar a crise, quebradeira nos Países ricos? Como explicar a matança humana, onde o crime organizado desafia as autoridades em todos os sentidos? Os desatinos dos que entram metralhando todos nos recintos de bares, festas, nos prédios, matando dezenas de pessoas sem nenhuma explicação? Como explicar a violência nas Escolas entre alunos e professores, as chacinas, a falência de todos os países pelo mundo?
Enfim, é impossível enumerar o desequilíbrio da humanidade de uma forma geral; também não é necessário, todos estão vendo.
Mas, como explicar?
E quem explicar?
Nem a Psicanálise, nem Religiões, nem a Ciência e nem autoridades, nem os governantes, ninguém! Pois, estão todos cometendo desatinos, contra tudo e contra todos e acham que está indo tudo às mil maravilhas, como se acostumassem com essa desordem!
Aí fica fácil, dizer que é o preço do progresso da humanidade. Então, focamos aos milhares de anos que se passaram em evolução lenta, a passo de ganso e comparamos ao progresso desequilibrado, só para o mal, dos últimos 77 anos!
O tráfico e o vício das drogas que antes não existiam! A matança, os acidentes, a corrupção e tudo contra todos.
Mas, existe uma explicação inédita, que vem de um outro horizonte desconhecido da humanidade, o horizonte RACIONAL, do MUNDO RACIONAL. Ela está aí! É só os homens e as mulheres se disporem a conhecê-la; descerem do topo da nobreza, da vaidade de achar que sabe tudo, com esse tacanho conhecimento desenvolvido pela Civilização! Descer do orgulho e do fanatismo das tradições, para examinar e aprender mesmo, tudo com a humildade da CULTURA RACIONAL, a cultura ditada por Deus.
Aí, então, qualquer um vai saber explicar. Porque vão aprender na CULTURA RACIONAL, que o pensamento que elaborava tudo, que controlava e dava manutenção a tudo que criava, está parando de funcionar, para dar lugar ao Raciocínio, porque tudo que tem princípio tem fim.
E chegou o fim do comando do pensamento!
Sem o pensamento, está enfraquecendo o sentimento; com isso, muitas pessoas, já não têm mais sentimento! E sem sentimento, saem matando, fazendo todos os tipos de maldades sem sentir: esta é a causa da violência e de todos os tipos de perversidades, que vemos nas manchetes todos os dias.
E não adianta culpar a corrupção das autoridades, dos governantes, da justiça, da polícia! Porque foi a Natureza quem alcançou o tempo, dessa mudança: da fase do fim do apogeu do pensamento, para a fase do início do desenvolvimento do Raciocínio. A Natureza não volta atrás.
Agora, só com a evolução do desenvolvimento do Raciocínio, tudo voltará à normalidade e o homem conhecerá o Paraíso Racional na Terra.
E todos que iniciarem o estudo dos livros UNIVERSO EM DESENCANTO, que é a didática da CULTURA RACIONAL, começarão a perceber que tudo nas suas vidas, cada dia vai ficando melhor; também vão se conscientizar e ter certeza de que isso é verdade, por iniciar o desenvolvimento do seu Raciocínio.
Mas, para os que não derem importância, verão o mundo sempre de mal a pior, até se tornar insuportável! Aí, então, todos em desespero, buscarão o livro; mas será muito difícil encontrá-lo e terão que esperar numa fila imensa para conseguir um livro Universo em Desencanto.
É por isso que nós insistimos: seja pelo menos curioso, faça como São Tomé, vá ver para crer!!!

Nenhum comentário: