Follow by Email

sexta-feira, 6 de abril de 2012

O QUE LIBERTA OS ENCANTADOS É O DESENCANTO



(Valdir Santos Alexandrino)


Isto acontece estudando a Cultura Racional dos Livros Universo em Desencanto, que é para entender o porquê que a Natureza está assim, de comportamento tão mudado e quais os efeitos de tudo isso no comportamento humano.
Pois, o Ser Humano precisa desenvolver a parte Racional de si mesmo, o verdadeiro natural de seu Ser, para encontrar o equilíbrio de há muito perdido quando se transformou de Racional para animal Racional. E se tornou um Ser vivente no Encanto, um Ser Encantado. Misterioso até para si mesmo, nesta global deformação que é este Campo Universal elétrico e magnético de Luz solar. Sem saber de onde veio nem para onde vai.
A fase que o Mundo atravessa hoje é diferente, é para a evolução e o progresso da Essência da matéria que, por ser mais aperfeiçoada; é que o aparelho fica numa hierarquia de classe superior: a classe de Aparelho Racional. Embora, esse Aparelho bruto de matéria também não deixe de ser um Aparelho Racional, dentro desta Fase Racional; mas, por ser bruto, é que a sua hierarquia é de animal Racional carente de recuperação.
A Energia elétrica e magnética é que gera os irracionais, através do micróbio seminal da classe inferior, nesta Natureza que, sua Lei Natural são as transformações de tudo que neste Mundo existe. Nada se acaba tudo se transforma de uma vida para outra neste universal conjunto de Luz solar.
Nele, o sêmen é a semente que produz a centelha magnética resultante de uma combustão elétrica (a masculina) e magnética (a feminina) que, dá forma a essa aparência de vida que é o corpo humano; esse corpo existente como resto dos restos de seus reprodutores irmãos.
Pois, dessa combustão, há a reação. E dessa reação, forma-se uma microscópica explosão. E desta explosão, é de onde sai a centelha que não é, verdadeiramente, vida. E sim, se trata na realidade do que nada é; porque, é aparência só. Aparência é verdade de falsa qualidade, é mentira. E, por ser mentira é que, esse tudo aparente, se acaba. Nos ensina isto a Cultura Racional.
Matéria é gerada, formada e feita pelo desenvolvimento do magnetismo para durar por um pequeno espaço de tempo de vida provisória e passageira.
Tudo isso, se trata da água transformada em um Ser que, sua fecundação – enquanto na classe de animal Racional estiver – é feita, pela Energia Racional, mas, é nesse campo biomagnético; é nesse ovário,que se dá a produção das células reprodutivas (óvulos) para a formação de um corpo elétrico e magnético. A causa do micróbio é o corpo de Energia Racional. E a causa do corpo de Energia Racional é o Mundo Racional.
Pois, na classe de animal Racional, a Energia fecundadora, aquela que transmite a causa imediata da germinação à operária população microvivente seminal, é a Energia Racional; para a formação da máquina. Dá-se então, a combustão formal do motor elétrico e magnético ou do corpo elétrico e magnético.
Surge assim, o “eu” e o “tu”, a máquina com o seu motor que é o corpo humano dessa classe de animal Racional. Que é energia deformada – a matéria desse corpo – por ser da Planície Racional que, saiu do seu estado natural, perfeito, de ser. E que era o seu estado de energia do Super Mundo Racional, e então, veio a constituir este aqui, de energia com vida degenerada e deformada.
E tudo aqui, ficou sendo energia transformada em massas de energia deformada existentes no Encanto que, se trata deste Mundo com essa infinidade de corpos de Seres diferentes uns dos outros. Sendo esta, a razão da infinidade de classes de animais irracionais, de vegetais e de minerais e mais ainda o animal Racional que até aqui só podia se encontrar alfabetizado pela cultura da matéria.
E o animal Racional é o único que já vem formado com o vínculo do Mundo de sua origem. Vínculo este que, é o raciocínio. E que, nesta inédita Fase Racional da Natureza, o Ser Humano está exposto a perdê-lo no caso de – o micróbio seminal Racional – se degenerar em irracional.
Pois, neste caso, o personagem representante da identidade Racional de sua pessoa neste Mundo, muda para a classe inferior; por – os vírus da matéria – ficarem por conta, exclusivamente, da Energia do Ser irracional: magnética e elétrica.
E essas duas energias de condensação material é que são as fábricas dos irracionais; são a causa de toda a população microvivente seminal que elas duas fabricam para essa formação dos corpos irracionais.
De forma que, neste caso, o personagem que sempre representou a pessoa na classe de animal Racional, no ficar por conta dessas duas energias fabricantes dos micróbios irracionais; então, no extinguir um corpo de matéria, muda de classe de energia e o micróbio Racional se degenera em irracional; porque a pessoa ficou marcando passo, ligada a essas duas energias da deformação em transformações.
Daí, quando morrer ligada ao pensamento e a imaginação, se transforma para o Campo magnético, na categoria de bicho irracional. E o irracional não tem raciocínio. Esse é o nosso problema que requer uma urgente e positiva solução.

Nenhum comentário: