Follow by Email

quarta-feira, 11 de abril de 2012

O SÊMEN É UM POVOADO DE MICROVIDAS



(Valdir Santos Alexandrino)

Vamos por um pouco em foco, o sêmen, só enquanto um pingo d’água gerador da máquina de vida humana.

A origem desse pingo d’água ?

De origem da Planície Racional, como tudo que aqui existe surgiu do Mundo Racional; sim, tudo isso aqui surgiu de uma parte de outro Mundo Superior a este que, é uma Deformação que teve origem Racional. E o que é deformado está fora do seu verdadeiro estado natural, perfeito, de ser.

Todos esses esclarecimentos estão contidos nos Livros de Cultura Racional, das 21 eternidades que passamos, até chegar onde estamos.

Então, pondo em resumo o sêmen:

O sêmen é uma habitação de microvidas operárias, verdadeiros artífices naturais no seu exercício de funcionários da preparação do órgão do organismo de que estão incumbidos de formar. Cada um cumprindo a sua função para a formação da máquina humana.

O sêmen, aquele líquido, a exemplo de toda e qualquer semente, ele é um corpúsculo de Energia. É Energia transformada em líquido.

E, assim transformado, vai, em primeiro lugar, gerar e formar os vírus e os microvírus operários, artífices naturais dessa edificação desse complexo arranjo, que é o corpo Humano.

Então, essa gota d’água é colocada dentro do organismo de sua geração. E ali incubado, os microvírus e os vírus entram em ação, formando cada um, a sua peça, o seu organismo. Esse microzoário compõe a formação do Ser Humano.

Tudo é vírus transformado em Energia, começando pelos vírus de Energia cósmica. E assim também, os vírus invisíveis e os vírus visíveis, os micróbios, de infinidades de ações, de posturas, formas jeitos e maneiras, que é para transladar todos aos seus respectivos destinos.

E, por tudo ser Energia, cada elemento do fluido seminal vai cumprindo, ali, a sua função de geração, formação e em seu desenvolvimento de crescimento, atinge o seu estado normal dentro do contexto em que foi organizado.

De forma que, se você é genial, agradeça ao causador da sua genialidade. O gênio é o vírus que já veio na formação de sua constituição, para formar

no cérebro, aquela imagem apropriada à consecução de alguma arte; e daí surgindo essa infinidade de invenções na mente humana.

A quem dirigir os aplausos? A todo esse elenco de ilustres desconhecidos: aos vírus. Aí está, porque ciência é Arte.

A propósito, em seu 2º volume da Réplica – 21ª mensagem, o Livro Racional apresenta uma observação importante, no sentido de evitar confusão de interpretação de nossa parte, no que diz respeito aos vírus.

Diz que não devemos confundir os vírus da matéria, do Mundo material, que são os atuais vírus deformados, degenerados, sem duração nem consistência, com aqueles vírus que aqui existiam no início do princípio deste Mundo dos Seres deformados. Naquelas primitivas eras, era tudo diferente por completo, de como veio a ser após ter se completado o conjunto das sete partes desta deformação.

Aqueles vírus que entraram na formação dos Seres humanos, no início da existência de corpos humanos, a natureza deles era ainda de puros, limpos e perfeitos; embora já fossem derivados de uma Massa Cósmica em degeneração.

A Cultura Racional nos diz também que, até hoje ▬ sem um Conhecimento Racional de sua própria realidade ▬ todos na humanidade estiveram por discernir o que era o pingo d’água do qual surgimos como existências de vida fictícia, provisória, nessa classe de sofredores e mortais.

E, nos diz mais, na seguinte analogia (54º volume do Histórico, 1ª Lição, trechos de sua 1ª mensagem):

▬ “(…) Toda construção tem a sua planta. E a planta é a causa do feito. E na causa é que está a planta do pingo d’água, construtor de uma máquina de matéria de vida passageira e provisória. (…)A planta é a causa do feito.

Antes de fazer um edifício, tem que, primeiro, ser feita a sua planta, que é a causa do edifício.

Então, na planta do pingo d’água está a causa do pingo d’água.

(…) E ninguém nunca conheceu a causa que é a planta do pingo d’água.

(…) Só viam que existia o pingo d’água mas ninguém sabia a existência da causa do pingo d’água.

(…) E por isso, ninguém podia discernir a origem da causa que é a planta do pingo d’água.

(…) Ninguém podia discernir qual que é o Mundo onde existe a Fonte da origem da causa do pingo d’água.

(…) O que é um pingo d’água na realidade (…) que se transforma numa fantasia de matéria que nada é? Nada.”

E quando nos reportamos ao 3º volume da Tréplica, 10ª e 11ª Lições, encontramos:

▬ “(…) Na Origem está a planta de toda esta Deformação material, está a planta de origem de todos os feitos, está a planta de tudo o que existe nesse Mundo de matéria.

E para endireitar tudo e a vida de todos, com o viver sem sofrer, é conhecer a planta e executar tudo pela planta de toda esta Deformação material. E daí, a solução perfeita de tudo e de todos e da vida da humanidade. (…) Na planta RACIONAL está a solução perfeita da Salvação da humanidade.”

HOJE, POR A FASE NATURAL (DA NATUREZA) SER RACIONAL, ESTAMOS RECEBENDO TODOS ESSES ESCLARECIMENTOS, CONTIDOS NOS LIVROS DE CULTURA RACIONAL.

BUSQUE VOCÊ TAMBÉM, NESSE CONHECIMENTO REAL DA REALIDADE, A SOLUÇÃO DESTA VIDA, DEFINIDA E DEFINITIVA.

LEIA OS LIVROS: UNIVERSO EM DESENCANTO.

Nenhum comentário: