Follow by Email

sábado, 9 de junho de 2012

EIS AÍ O FIM DO ENCANTO, COM O UNIVERSO EM DESENCANTO

(Dênison da Silva Netto) “Universo em Desencanto”, duas palavras que exprimem de forma simples, uma tradução minuciosa do que vem a ser a junção límpida, cristalina, fidedigna do Resgate dos Princípios de Valores há muito esquecidos e até mesmo desnobrecidos pelo progresso de regresso artificial, e também sobre a Ímpar Consagração Universal, pelo Ajuste Equilibratório, pelo Reencontro do Ser Humano Consigo Mesmo, através do Conhecimento que transcende o seu habitat provisório, passageiro e o conduz à uma intensa, profunda reflexão sobre a gênese de toda a conjuntura cósmica e material, de todo o processo evolutivo desde o antes de ser tudo, o que era, e como tudo chegou a ficar da forma em que está, através de sucessivas mudanças de Fases Naturais da Natureza. Universo quer dizer: “União”, Unir todos, toda a Humanidade em prol do Encontro com a sua Verdadeira Identidade, porque todos nascemos aqui neste mundo, e passamos toda a vida a buscar esclarecimentos, a procurarmos respostas concretas, básicas, com lógica, que tenham provas, comprovações contundentes, coerentes, e vivemos a pesquisar, e cada povo criou sua a visão sobre Deus, sobre o mundo, pelos inúmeros segmentos de crenças, filosofias, religiões, que mesmo de modo diversificado nas explicações, quase que numa totalidade abrangem todos num sentido de Paz, de Harmonia e de União, pois todos reconhecem que a União faz a força, faz a Diferença, porque quando existe a União Verdadeira, ocorre um enriquecimento de sabedoria, pois são muitas as opiniões, os pontos de vistas, claro que algumas, alguns contraditórios, outros bem de acordo com o natural, sendo que Universo significa: Unir todos no rumo justo, certo, que é o natural, do encontro com o efeito e a causa da nossa vida, com a nossa Origem que transcende de forma legítima, verídica, provada, comprovada, real, a este plano térreo material. E Desencanto quer dizer: Libertação, a abolição de tudo que nos escraviza, nos mantém presos a um feitiço ilusório comandado pelos artifícios, vem a ser a quebra do encanto hipnótico, pelo qual todos vivem sob domínio, pois a humanidade vive de modo artificial, encantada com maravilhas aparentes, com as fantasias, vive de sonhos, de ilusão,ostentando orgulho, presunção, pompas, buscando riquezas materiais, se ludibriando com vaidades, e tudo isso contribui para a lapidação da mesma, ou seja, para o amadurecimento correto de todos. Desencanto quer dizer: a Consolidação Primorosa dos Direitos Humanos, quer dizer: Felicidade, pois se desencantou se tornou feliz de fato, não vive mais traído pelas ilusões, sugestionado pelas emoções aparentes, não abraça mais o nada como sendo tudo na vida e sim abraça o Tudo Verdadeiro. Desencanto é o Encontro de todos com o Equilíbrio perdido, quer dizer a salvação de todos de um barco que está afundando, todos estão percebendo e não sabem o que fazer, é “fato”, por viverem ligados aos artifícios existentes no mundo, e esquecerem que o tudo do tudo está no natural, que só faz bem, em todos os sentidos: moral, físico, e até mesmo financeiro, quando existe o fator natural de assim ser, sendo o Desencanto a Luz de Alerta, a Luz de Amor, a Luz Pacífica que está despertando todos para a Grande Realidade Universal, de que todos somos Irmãos de Origem Racional, o nosso Natural, e tudo só pode se estabilizar através da União de todos em prol do fiel, digníssimo objetivo: a Ligação com o nosso Verdadeiro Natural. Universo em Desencanto, portanto significa: A União de todos num só verso, no Sentido do Evolutivo Progresso da Verdade, do Triunfo Consciente e Positivo de toda a Humanidade que é o Natural, por a Verdade ser a Razão, por a Verdade se consolidar por si mesma, ser construtiva, por a Mentira cair de podre e virar cinzas, e toda mentira só prevalece enquanto não chega a Verdade, apareceu a Verdade a Mentira se finda, perde o sentido, e se reduz ao seu estado de nada ser. A Humanidade vive iludida, encantada, fantasiada por distrações, por sugestões que no fim das contas não levam a nada, porque o que adianta passar a vida toda se anestesiando, se distraindo e os anos de vida passando e tudo na mesma ficando?, as dúvidas crescendo, e as dores, os prantos, o sofrimento aumentando e vermos tudo ao invés de progredir, ir regredindo, digo no sentido de valores, as pessoas não respeitam mais umas as outras como antes, não conseguem se harmonizar mesmo para valer, vivem uns contra os outros , porquê? É devido estarem desligadas do viver natural , do Natural da Fase Atual que é da Racionalização Universal dos Povos, sendo que Universo em Desencanto quer dizer: Felicidade, todos sermos felizes de fato, passando a nos conhecer, recuperando nossa identidade natural, e assim fazendo no mundo brilhar a tão sonhada Paz, o Verdadeiro Amor ao Próximo e a Nós Mesmos, o Fazer o Bem sem olhar a quem sem distinção, sem exceção, pela leal, Sincera Fraternidade, Solidariedade Incondicional, a Caridade Desinteressada; enfim, o “Universo em Desencanto” é o Título da Salvação Eterna de toda a Humanidade das garras das energias de fogo magnética e elétrica que estão comandando o pavoroso, horroroso salve-se quem puder e se puder no mundo todo, na frente dos olhos de todos nós, sendo o “Universo em Desencanto” o Título de Fidedigna Nobreza, do Encontro da Humanidade consigo mesma, pelo Descortínio do Encanto, pelo Fim dos Mistérios, dos Enigmas, dos Fenômenos que conservam todos encantados, enfeitiçados, sendo que conseguem se encontrar pelo simples reconhecer o valor do nada, deste Encanto, que nada é, e o Desencanto que tudo é, e assim vermos brilhar o tão desejado, esperado Progresso da Concórdia. Eis aí a Formosa Linha Racional Consciente, Positiva, Benfeitora Natural, de Recuperação de tudo e de todos Universal, versando todos num Redentor Canto, pela “Imunização Racional”, ou seja, pela imunização ao sofrimento, aos prantos. Eis aí o Fim do Encanto, com o “Universo em Desencanto”. Fonte: Estudo dos Livros “Universo em Desencanto” Site Oficial: www.universoemdesencanto.com.br Salve!

Nenhum comentário: