Follow by Email

sábado, 9 de maio de 2015

DIA RACIONAL DAS MÃES


(Gilberto Carnasciali, estudante de Cultura Racional, Miguel Pereira, RJ)

O dia das mães é uma comemoração mundial, que no Brasil é festejado no segundo domingo de maio, portanto, neste ano, no dia 10. A data surgiu nos EUA em homenagem a uma mãe que havia se dedicado integralmente a amenizar a condição dos feridos na guerra civil da Secessão, tendo o então presidente Thomas Wilson, oficializado a data.
Mães são homenageadas desde tempos imemoriais. E na Grécia antiga a entrada da primavera era festejada com cerimônias à Cibele ou Rhea, a Grande Mãe dos Deuses.
Na Cultura Racional a Grande Mãe é a Natureza; criadora e mantenedora de tudo e todos, incumbida que foi por Deus, o RACIONAL SUPERIOR, de comandar e orientar a humanidade em sua vida na matéria. Para os que ainda não conhecem como ocorreu nossa vinda e permanência neste segundo mundo, o Livro Universo em Desencanto explica em detalhes o que é resumido a seguir.
Uns tantos seres Racionais puros, limpos e perfeitos, habitantes da PLANÍCIE  RACIONAL, adentraram por livre e espontânea vontade e por conta própria, uma pequena parte da planície, que ainda não estava pronta para progredir, apesar dos inúmeros avisos e advertências para não fazê-lo. Esse ato de indisciplina resultou no desprendimento e deslocamento dessa pequena parte da planície, que começou a descer muito lentamente, em movimentos espiralados, portando consigo esses seres que durante um longo processo passaram a perder suas virtudes Racionais. Essas virtudes, que são energias, iniciaram um movimento de convergência, formando um foco de luz que, com o tempo, aumentou sua intensidade, emanando grande calor, vindo a se transformar no que hoje conhecemos como sol.
Nesse ponto a Energia Racional foi desativada, e aquela parte que se desprendeu, transformou-se nas potentes e destrutivas energias elétrica e magnética, que passaram a atuar em seu lugar. Essa transformação ocorreu devido às virtudes ganharem consistência material, o que fez a energia daquela parte que desceu se transformar em goma de um lado e, do outro em resina, tudo isso causado pelo calor do foco de luz (hoje sol). O foco de luz esquentando cada vez mais, fez com que aquela goma se transformasse em um líquido grosso, que com o calor constante se tornou mais fino, dando origem à água. Esse calor sobre aquela resina, fez com que ela empolasse torrasse, virasse cinza em seu interior. A água penetrando por baixo das cinzas umedeceu-as, criando o mofo, ambiente propício para a proliferação de micróbios, bactérias e vírus. 
O vírus masculino, o reprodutor, veio da água, e o vírus feminino, o incubador, veio da terra, iniciando-se nesse ato a saga da humanidade na matéria. Extintos sobre a terra em sua descida degradante e deformante e inicialmente dela brotados assim como os vegetais, reproduziram-se posteriormente através do sexo, sendo, portanto, seres virais nascidos de uma infecção bacteriana em solução aquosa, que é o pingo d´água ou sêmen. A princípio viveram como monstros, depois como selvagens, em seguida como bichos Racionais, depois animais Racionais para finalmente atingirem a classe de Aparelhos Racionais. São as fases pelas quais o homem passou em sua evolução degenerativa, em um progresso que vai a regresso, durante vinte e uma eternidades, até o presente momento.  Eis a Natureza em ação, cumprindo a incumbência que lhe foi delegada pelo Racional Superior: gerar, cuidar, nutrir, curar e lapidar o ser humano em preparação para seu eventual retorno ao Mundo de Origem, o MUNDO RACIONAL.
E o que é lapidação?
É o sofrimento que a humanidade necessita passar na matéria para readquirir a consciência perdida na enorme quantidade de transformações por que vem passando nas incontáveis vidas que até hoje viveu; conhecer-se e tudo o mais que existe no universo da Natureza; entender que não há enigmas, nem mistérios insondáveis e que a vida na matéria é uma vida de aparências e ilusões; saber de onde veio, como veio, porque veio, como retornará, quando e para onde; saber que a terra, a água, o animal, o vegetal, o sol, a lua e as estrelas compõem as sete partes do por que assim somos; os Sete Reinos da Vida. Para que esse fim fosse alcançado, a Natureza criou o artifício para acabar com a rudez, o atraso e a brutalidade, usando o próprio homem, através do pensamento, para cumprir ordens como sua ferramenta de construção do progresso artificial, comandado pelas energias elétrica e magnética.
Portanto, os homens não fizeram, não inventaram, não descobriram nada. A Natureza, sim, propositalmente fazendo os homens pensarem que foram eles os criadores desse progresso artificial, julgando serem donos do pensamento e da imaginação.
Para que chegassem a ser o que são hoje, animais Racionais em evolução, os homens vieram sendo lapidados desde a fase de selvagens através das transformações e modificações.
Mas, como tudo na matéria tem princípio e tem fim, a fase do pensamento terminou em 1935, dando início à Fase do Raciocínio. A Mãe Natureza, a dona de todos e de tudo, a rainha do natural e do artificial, da cultura das artes e da ciência, foi a primeira a se integrar à nova fase e trabalha ativamente, desde então, para conduzir seus filhos de volta ao seu Mundo de Origem, fazendo uso deles como máquinas–ferramenta, produtores de outras ferramentas, para atingirem o objetivo maior: desenvolver em todos o Raciocínio, a Vidência Racional e o Aparelho Racional, para em assim fazendo, abrir um canal de comunicação com nossos irmãos Racionais e receber todas as orientações para o equilíbrio na vida, estreitando assim os laços com o MUNDO RACIONAL, (PLANÍCIE RACIONAL).
O mundo da matéria passa por uma grave situação falimentar moral, física e financeira, resultado de uma alteração no campo biomagnético ao qual estamos ligados. É um processo degenerativo elétrico e magnético que só a IMUNIZAÇÃO RACIONAL, através da ligação na ENERGIA RACIONAL, feita através do conhecimento contido na Cultura Racional, pode corrigir. A leitura das mensagens contidas nos Livros UNIVERSO EM DESENCANTO é o único e real antídoto capaz de desencantar, recuperar e salvar a população mundial, reconduzindo-a ao seu estado original de ser de Racionais puros, limpos e perfeitos. A Escrituração Racional foi ditada por Deus, o RACIONAL SUPERIOR, ao Senhor Manoel Jacintho Coelho, o RACIONAL SUPERIOR DA TERRA, que presente esteve aqui na Terra na forma de matéria, para cumprimento de sua magnânima missão, mas em sublime Estado Vibracional Racional, representando o próprio RACIONAL SUPERIOR, dois-em-um, para dentre outras importantes incumbências transcendentais, ainda ensinar à humanidade como divulgar o Conhecimento da Salvação Eterna, contido nos livros de Cultura Racional, Universo em Desencanto.
Portanto, o papel da Natureza é incomparável perante o papel da mãe biológica, porque somos todos, sem exceção, filhos-irmãos dessa Mãe Natureza. E sua missão como mentora na nova fase, a Fase Racional, é nos guiar de volta ao nosso Mundo de Origem. Este é um momento decisivo, visto que a hora é chegada; aquele que for portador do passaporte, que é o Livro na mão, para a viagem de retorno ao MUNDO RACIONAL, embarca e retorna, subindo à sua Base de Origem. Por outro lado, aquele que permanecer indiferente e inconsciente ao momento, ligado às energias elétrica e magnética, desce para as classes inferiores dos irracionais, enfrentando uma longa e penosa viagem de volta, sob intensa e sofrida lapidação.
Saudemos, pois, conjuntamente, o Dia da Mãe biológica e o Dia da Mãe Natureza; o DIA RACIONAL DAS MÃES.
SALVE!

Nenhum comentário: