Follow by Email

segunda-feira, 20 de agosto de 2012

NEM EXTRATERRENOS, NEM INTRATERRENOS

(Severino dos Reis)
No comentário: “os Deuses não eram astronautas”, nós falamos sobre alguns dos inumeráveis enigmas que ainda cercam a moderna e avançada raça humana, questionados pelo ilustre escritor e pesquisador ERICH VON DÄNIKEN, que teve uma grande audiência em nosso programa de Rádio e também resultou numa ótima repercussão em nossos blogs. Em conseqüência disso, redundou em uma outra série de perguntas, estimuladas pelos temas interessantes das PIRÂMIDES, CIVILIZAÇÕES EXTINTAS, a vida fora da terra e muitos outros.
Obviamente, é impossível responder a todas as perguntas, inerentes a assuntos tão vastos, uma vez que o nosso objetivo primeiro é divulgar para o mundo a obra UNIVERSA EM DESENCANTO, que é a CULTURA RACIONAL.
Mas, seguramente, todos que adentrarem aos estudos da CULTURA RACIONAL, terão definições para tudo quanto é enigmático e respostas para todas as perguntas. Porque a chave de todos os segredos está no descortinar a origem do universo e da vida, que até hoje o homem não sabe de onde veio e para onde vai; a nossa ciência ainda está à procura da origem do Universo.
E o livro UNIVERSO EM DESENCANTO começa exatamente explicando a origem: o antes ser tudo que existe, o que era e qual o mundo que deu causa ao nosso mundo, uma vez que não há efeito sem causa; e com segurança, vai dizendo quem somos de onde viemos e para onde vamos. Qual o percurso que fizemos, quantos ciclos de evolução que percorremos, para chegarmos ao estágio que estamos. E quem conhece os por menores da criação do Universo e sabe tudo que se passou na trajetória do seguimento da vida, até o progresso da civilização atual, logicamente sabe elucidar todos os questionamentos do homem.
Contudo, sabemos que comentar e explicar outros pontos curiosos e enigmáticos da terra é ilustrar mais, a importância da CULTURA RACIONAL, no saber da humanidade. Nas interrogações de ERICH VON DÄNIKEN, ele comenta também a falta de explicações para as cavernas, túneis e passagens que são verdadeiras estradas subterrâneas, de centenas de milhares de quilômetros, que se estendem por todo o globo terrestre. Dentre elas, ele destaca uma caverna, onde num ponto bem distante da superfície da terra, ela se expande numa espécie de sala de reuniões. Com o piso nivelado, paredes e teto bem trabalhado, com uma mesa grande no centro e muitas poltronas em volta, tudo construído de pedra. Em cima da mesa encontrava-se um livro: as suas folhas eram de um metal amarelo, tão fino como papel e a escrita era indecifrável, com letras desconhecidas, que não se enquadram em nenhum alfabeto dos quais temos na terra; e a sua idade também é desconhecida.
Então, novamente ele pergunta: seria obra dos extraterrenos ou dos intra-terrenos? Tenho certeza que não, Ilustre e tenaz pesquisador e escritor, ERICH VON DÄNIKEN. No futuro os abrigos de guerras, poderão até ser no espaço; mas, por enquanto, ainda são subterrâneos; e em tempos de guerra, os Governantes, os Generais, poderão usá-los como salas de reuniões, para traçar as suas diretrizes. Paralelo a isso, ainda temos as galerias da extração de minério, de centenas de metros de profundidade e milhares de km de extensão, em todos os países e túnel por globo terrestre!
E as dezenas de civilizações que foram extintas, todas elas também fizeram as suas escavações, os seus abrigos e seus túneis. Por isso, as cavernas consideradas como naturais, são escavações de civilizações extintas há milhões de anos, tão antigas, que não tem mais vestígios de trabalho humano, por causa da erosão do tempo, da formação de lagos, os desmoronamentos, a formação de cristais etc. Esta é a razão da terra ser toda crivada por túneis, cavernas e até ligações marítimas subterrâneas. Portanto, o salão subterrâneo, mesa e poltronas de pedra, o livro de metal, são obras dos terrenos, de outras antiguíssimas civilizações extintas, anteriores à nossa. Porque os extraterrenos e os intra-terrenos, não fazem escavações, porque não precisam de abrigos.
Existem, sim, vidas no centro da terra, nos planetas, nas estrelas e em todos os recantos do Universo: mas vidas de luz, de energias. Mas, seres humanos palpáveis de matéria, mortais, só na superfície da terra.
O planeta Terra é o único feito especificamente para desenvolver a raça humana. Não existe similar humano, em nenhum ponto do Universo, porque só aqui tem essa genética. Agora é que a CULTURA RACIONAL vem explicar, que a criação desse mundo de sofrimento e morte não foi a vontade de Deus; mas, produto da desobediência dos Racionais, que não deram importância aos avisos do RACIONAL SUPERIOR e deram início a transformação da planície, que culminou na formação desse nosso mundo de vidas infectas. Porque, a PLANÍCIE, RACIONAL, se transformou em terra e água e mais tarde, formou a lua, as estrelas e os animais Irracionais; e a energia dos Racionais, se transformou no Sol, nos Planetas e nos animais Racionais que somos nós. Que viemos, evoluindo, progredindo, de eternidade em eternidade, transformando, os resquícios das civilizações extintas, em lendas; e depois, da transformação de uma vida para outra, nós transformamos as lendas em nossas crenças, nas nossas Religiões, nas nossas verdades.
Essas lendas surgiram na pré-história, criadas por seres rudes e atrasados daquele tempo, para dominar a ferocidade dos animais humanos pelo temor. Mas a humanidade evoluiu e nada ficou parado, tudo se transformou, progrediu e já estamos civilizados; já desenvolvemos a imaginação e o pensamento. Agora, a CULTURA RACIONAL já está aí! E nós precisamos desenvolver o Raciocínio, para voltarmos ao nosso estado natural, que é eterno no MUNDO RACIONAL; precisamos seguir em frente, não podemos mais ficar presos a criações de pré-históricos, que não tinham nenhuma evolução, que viam as coisas acontecer e deduziam pelo temor sem questionar, por falta de conhecimentos.
Qual o poder de análise, de conhecimento, que tinham aqueles símios de milhões de anos, aqueles trogloditas de vinte, trinta mil anos, aqueles bárbaros de três, quatro mil anos atrás, que idealizaram essas histórias que estão aí, que nós temos como verdades? Que ensinamos aos nossos filhos e tentamos catequizar todos, para acreditar que é verdade? E o mais interessante, é que os que se prestam a essas catequeses, na maioria são Doutores abalizados no avanço da Ciência, da tecnologia; que sabem que essas histórias foram criadas por trogloditas analfabetos. Naquele tempo foi necessário, mas, agora a inocência acabou, estamos vivendo a fase virtual, já estamos na fase Racional e ninguém mais consegue burlar o óbvio. Mas, às vezes ensinam por conveniência; uns acreditam por boa fé, outros por simplicidade e outros envolvidos na auto-sugestão.
Mas, os habitantes do MUNDO RACIONAL, os extraterrestres como são chamados, já estão na terra, para divulgar a cultura deles, a CULTURA RACIONAL; esse é o objetivo. Eles não falam na CULTURA RACIONAL ainda, porque estão fazendo uma propaganda de forma global, de forma envolvente, despertando a atenção de todos no mundo com as suas aparições, preparando a humanidade de forma geral. Até bem pouco tempo, era ridicularizado e até proibido declarar que viu um Disco Voador; mas as aparições foram se intensificando e hoje é assunto de primeira linha em toda imprensa do mundo.
Todos querem saber sobre os Discos Voadores, sobre os extraterrestres; mas, ignoram o livro deles, UNIVERSO EM DESENCANTO! Os intelectuais dizem que o livro é imbecil; e os Religiosos dizem que o livro é do demônio. Não faz mal: as aparições continuaram intensificando e chegará o momento deles mostrarem o livro no Céu para todos verem no mundo inteiro. Nessa hora, as filas circularão as Cidades para comprar o livro UNIVERSO EM DESENCANTO, porque nesse tempo, será a única realidade que restará para a raça humana. E eu afirmo isso, com tranqüilidade, sem medo de errar.

Nenhum comentário: