Follow by Email

domingo, 24 de fevereiro de 2013

A COMUNICAÇÃO DO TERCEIRO MILÊNIO

(Wilma Fernandes)
O ser humano sempre teve uma necessidade imperiosa de se comunicar com os seus semelhantes. Para que isso fosse possível, a imaginação desenvolveu no ser humano a voz. E o pensamento aperfeiçoou a fala.
E, assim, a Natureza proporcionou a seus filhos condições de se comunicarem. E com a evolução da Natureza o ser humano veio aperfeiçoando essa capacidade de se comunicar. Não só de perto, mas, também à distância. Até chegar ao invento da parafernália eletrônica, que atualmente caminha cada vez mais rápido. Invenções cada vez mais aperfeiçoadas, em capacidade e em velocidade. A princípio a comunicação era por meios rudimentares.
Por tambores.
Por fumaça.
Por pombos correios.
Por cartas levadas em lombos de cavalos ao destinatário (tempo dos Reinados).
Por Telégrafo.
Em 1835 foi inventado o telégrafo, que demorava para se comunicar com o outro lado. Quarenta e um anos depois, em 1876, inventou-se o telefone, que ao usá-lo era preciso pedir à telefonista e esperar ligação de volta. E veio aperfeiçoando: passando pelo bip, até chegar ao celular.
Um aparelho grande que foi sendo aperfeiçoado para aparelhos cada vez menores e com mais capacidade de armazenamento para comunicação. Aperfeiçoamentos esses com velocidade cada vez maior.
Estamos em plena era da comunicação em tempo real.
Temos a luz solar, como também a luz fornecida pelas usinas hidrelétricas e de energia nuclear etc., que, apesar de se propagarem pelo espaço com incrível rapidez, são limitadas.
O pensamento é limitado, no aperfeiçoamento dos aparelhos de comunicação.
E a Natureza não pára por aí. A natureza veio conduzindo seus filhos através do pensamento com inventos cada vez menores e mais aperfeiçoados. E vem diminuindo, diminuindo os aparelhos em tamanho e aumentando em capacidade.
Hoje já temos aparelhos de comunicação que só precisam do deslizar das mãos ou dedos. Logo teremos aparelhos os quais até isso dispensarão, bastará nosso olhar para o seu funcionamento. Depois, nem o olhar será preciso, só a sensibilidade do corpo já acionará a função do aparelho.
Por o pensamento ser limitado, os inventos, num futuro bem próximo, de tão diminutos chegarão ao fim. E a Natureza na seqüência de conduzir seus feitos, passará da comunicação através de aparelhos materiais, para a comunicação cósmica, através do raciocínio (glândula pineal), cujo desenvolvimento teve início em 1935 com a entrada da Fase Racional.
Com o raciocínio desenvolvido e ligado à energia do seu verdadeiro natural, seremos aparelhos NATURAL de comunicação.
Obteremos a capacidade de nos comunicar em tempo real com velocidade milhões de vezes mais rápida do que a velocidade da luz.
Teremos capacidade Universal de comunicarmos entre nós e com todos os seres da Natureza, capacidade essa que vai além do Universo em que vivemos, pois, iremos nos comunicar com o Cosmo Inferior, com o Cosmo Superior e com o extracósmico (a origem do universo em que vivemos), o MUNDO RACIONAL, por ser o raciocínio uma energia da ORIGEM, do extracósmico.
E, assim, é preciso que todos se conscientizem deste momento único da vida humana, para que não desperdicem mais esforços com as experiências materiais, porque os recursos materiais de evolução e progresso alcançaram seu apogeu, não tendo mais nada de positivo a dar à humanidade. Agora é a descida da curva, a falência e liquidação do sistema material, que está em derrocada inevitável, por ter terminado sua função de preparação e evolução da humanidade.
Quem não quiser ficar incluído nessa curva de descida, é ler, reler e estudar seriamente os Livros de Cultura Racional, Universo em Desencanto, para desenvolver o seu raciocínio, porque a fase do pensamento terminou e com o pensamento ninguém resolve mais nada, a falência do pensamento.
Agora é se preparar racionalmente para a COMUNICAÇÃO VERDADEIRA E NATURAL, cujo poder está dentro de cada qual: o RACIOCÍNIO, A Comunicação do Terceiro Milênio.

Nenhum comentário: