Follow by Email

quinta-feira, 10 de janeiro de 2013

O SER HUMANO VAI VOAR COMO MÁQUINA PARA O MUNDO RACIONAL (RELATO DE LEVITAÇÃO)

(Severino dos Reis)
Gente! Sejam ao menos curiosos em favor de si mesmos! Procurem pesquisar, ler os Livros da Obra UNIVERSO EM DESENCANTO, para saber e confirmar, você mesmo, que é real!
Nós falamos em todos os nossos comentários, que a Natureza mudou, da fase de animal Racional, que é a fase do pensamento, para a fase Racional, que é a fase do desenvolvimento do Raciocínio.
O que é isso?
Isso é como uma via de mão dupla: onde uma é o Raciocínio em franco progresso, vai seguindo em frente sempre, cada instante melhor. E a outra é o pensamento, no sentido contrário em completo regresso, passou a criar coisas negativas, parecidas com as coisas positivas, que viriam com o desenvolvimento do Raciocínio.
Criou, então, a ilusão com drogas alucinógenas.
Por isso, na grande procura do alto conhecimento, que seria o desenvolvimento do Raciocínio, e não encontrando, o pensamento levou a juventude para os braços das drogas de todos os tipos; que na ilusão de se ver fora do corpo, fazer viagens astrais, essa juventude foi conduzida ao que estamos vendo: escravos das drogas, sob pretexto de que isso hoje é normal.
Viagens astrais, porque a Bíblia fala que os filhos de Deus serão arrebatados ao Céu (levados pelos ares), mas, não explica como.
Agora, está aí a CULTURA RACIONAL ensinando, que quando o Raciocínio estiver desenvolvido, levará a humanidade de volta ao seu mundo de origem, o MUNDO RACIONAL, levitando, voando.
Mas, não é com máquinas, naves de matéria não! Mas, através do Raciocínio desenvolvido, impulsionado pela Energia Racional.
E todos que estudarem a CULTURA RACIONAL com amor e respeito, o RACIONAL SUPERIOR dá provas dessa realidade.
Em 11 de junho de 1980 eu recebi uma carta do senhor MANOEL JACINTHO COELHO, o expoente da CULTURA RACIONAL, com os seguintes dizeres:
“Amigo Severino:
As saudades são muitas. Mas longe das vistas e unidos no Raciocínio. Participo uma das maiores vitórias assombrosas para o mundo do RACIONAL SUPERIOR: o maior furo de reportagem universal. Nos Livros que abalará toda a humanidade, para satisfação e salvação de todos.
São impressionantes as revelações do RACIONAL SUPERIOR, que jamais vistas na história contemporânea do mundo, nem mesmo ninguém nunca pode, nem de leve, imaginar que chegaria o dia da humanidade levitar e fazer parte da fase espacial, como uma máquina voando em pleno cosmo.
É de estarrecer!
Leia muitas vazes para cada vez que ler, melhor sentir, compreender e entender - e nas entrelinhas, diz o que não pode ser dito.
Não poderia deixar de levar ao conhecimento do nobre Amigo e Irmão, que merece do RACIONAL SUPERIOR toda proteção e a verdadeira salvação.
Aqui lhe espero saudosamente, para que você fique a par das grandes maravilhas, da evolução da fase Racional.
O maior furo de reportagem do mundo sobre essa obra, deve partir de você, para seu engrandecimento e a sua promoção, por ser leitor da maior maravilha do mundo! Que é a CULTURA RACIONAL!
E é o meu maior desejo, ver você brilhar sempre e do RACIONAL SUPERIOR também.
Do seu Amigo, MANOEL JACINTHO COELHO.”
Quando li essa carta, confesso que não entendi e fiquei até mesmo resistente! Como o homem poderia voar como uma máquina em pleno cosmo?
Mas, o RACIONAL imediatamente me mostrou a prova, tirando as minhas dúvidas.
Naquele tempo, eu acordava à uma hora da manhã para estudar; estudava até as quatro horas e voltava a dormir, para ir trabalhar às oito.
Mas naquela noite, eu me esqueci da hora e quando eu fui deitar já estava clareando o dia.
Então, para não ver a claridade, eu fechei os olhos e abracei a minha esposa que estava dormindo do meu lado esquerdo. Mas, eu não durmo do lado esquerdo; e como já estava tarde, eu pensei:
“Vou virar logo para o lado direito e não vou abrir os olhos, porque se vejo a claridade eu não durmo.”
Imediatamente eu larguei a minha esposa e virei de volta para o lado direito para dormir.
Mas, na virada, quando a minha costa estava passando em cima da cama, eu senti que meu corpo desprendeu da cama e começou a subir numa velocidade incrível! Então eu pensei:
“Não vou abrir os olhos para ver o que vai acontecer.”
Como não aconteceu nada e nem parou de subir, eu pensei:
“Vou bater no telhado!”
Então, eu abri os olhos e percebi que já estava muito longe da minha casa, passando por cima de uma serra, na direção do Rio de Janeiro. Eu voava com as mãos para frente, tipo super-homem e voava livre sem precisar fazer nenhum esforço!
Na verdade, é impossível descrever com palavras aquele sentimento do que estava acontecendo.
Eu não me lembrava desta vida: eu nunca fui casado, eu nunca tive filhos, eu não estava vindo de lugar nenhum, nem indo para lugar nenhum, eu nunca tive começo e nem teria fim! Eu estava completo de tudo, como estava; não faltava nada e nem passava!
Eu voava a uma altura de mais ou menos uns dois km; e quando o relevo de uma serra subia ou baixava, o meu corpo baixava e subia na mesma proporção, de forma a manter dois km de altura. E naquele vôo sem destino, eu via ficando para trás, por baixo de mim: rios, lagos, estradas, cidades, matas e tudo.
De repente, eu vi na minha frente uma serra e o meu corpo não subiu. Eu pensei:
“Vou bater naquela serra!”
Nisso, eu olhei para baixo e senti que estava passando por cima do Retiro Racional: mas não vi o Retiro. E ao aproximar, eu vi um buraco que atravessava a serra; mas, era tão pequeno que eu tive que fechar os braços para atravessar; e a minha velocidade era tão grande, que aquela serra parecia a espessura de uma folha de papel.
Algum tempo depois de passar a serra, eu comecei a voar ao lado esquerdo de um vale muito profundo, com a terra vermelha, parecia que a terra tinha afundado, abrindo uma fenda naquela terra, que sumia de vista na minha frente.
Nesse instante, eu olhei para a esquerda e vi uma fazenda com as cercas pintadas de branco, igualzinho à fazenda do Retiro Racional; e independente da minha vontade, eu fiquei em pé e comecei a descer.
Quando estava a uns 20 cm do chão, eu caminhei para a fazenda, mas, flutuando, sem tocar no chão.
Na fazenda, havia duas pessoas de branco esperando por mim, nós conversamos, mas sem som. Eles falavam na minha cabeça, eu entendia e eu falava na cabeça deles e eles entendiam; nós conversamos só pelo Raciocínio.
No final da nossa conversa, eles determinaram que eu fosse fazer propaganda dentro da terra; e imediatamente, eu já me vi dentro da terra, num túnel ou caverna, cujo chão e as paredes, eram de cimento rústico muito limpo. Eu tinha de fixar as propagandas nas paredes, de todas as curvas do túnel. Era uma faixa com as palavras: leiam o livro UNIVERSO EM DESENCANTO. E, eu caminhava cumprindo o meu dever.
De repente veio de encontro comigo, dois homens muito feios. Nesse instante eu recebi uma mensagem na minha cabeça:
“Vá em frente, é do mal!”
E eu tinha de passar no meio dos dois. Quando eles passaram por mim, jogaram no chão uma nota de 10 cruzados (dinheiro da época); e novamente veio a mensagem:
“Não ligue, é do mal, vá em frente, cumpra a sua missão.”
Eu passei por eles, colei a última propaganda e já vi na minha frente uma escada que subia para a superfície da terra. Eu subi a escada, como em toda trajetória, sem tocar os pés no chão, flutuando. Em seguida, levantei as mãos para cima e novamente voltei a voar.
Mas, aí, eu percebi que estava voltando, porque agora eu estava voando à direita do vale.
Quando eu atravessei a serra de volta, o meu corpo ficou de pé e eu comecei a descer; nesse instante veio na minha cabeça:
“Se eu tocar os pés no chão, toda essa maravilha vai acabar e eu vou estar na minha cama.”
Não deu outra! Eu toquei os pés no chão, abri os olhos e estava acabando de passar a costa na cama; acabando de virar para o lado direito.
Foi então que eu percebi que aquela longa viagem, que parecia de muitas horas, passou-se em milésimos de segundos. E o mais interessante: foi tudo tão natural, que eu não dei a menor importância: na mesma hora eu dormi, acordei às oito horas, fui trabalhar, nem me lembrei de que tal maravilha havia acontecido. Só três dias depois, que eu lembrei, comecei a analisar a importância e a maravilha daquele acontecimento, aí, então, foi que eu contei para minha esposa.
E, eu não poderia deixar de trazer a público, esta realidade maravilhosa, que não é privilégio meu e nem de ninguém! Mas, de todos que se dispuserem a ler a Obra UNIVERSO EM DESENCANTO, porque agora chegou o tempo.
E isso não é novidade para ninguém! Porque já foi anunciado por profetas sérios, que eram ligados ao Astral Superior e faziam as suas previsões muito certas. Mas, na dialética daquele tempo! Com expressões diferentes das de hoje. Falavam em serem arrebatados ao Céu, o mesmo que serem levados pelos ares.
Por isso, que é tão importante todos os seres humanos tomarem conhecimento do conteúdo de UNIVERSO EM DESENCANTO, estudar mesmo a CULTURA RACIONAL, que é redigida na linguagem de hoje para todos entenderem.
Naquele tempo era tempo das previsões e agora é tempo de concluir o que foi profetizado. Não é preciso ficar só contando e ouvindo as histórias! Já se pode realizar! E é tão fácil: apenas estudar a CULTURA RACIONAL, para desenvolver o

Nenhum comentário: