Follow by Email

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2012

ACENDAMOS NOSSA LUZ



Olhamos o mundo ao nosso redor, com tantos problemas, tantas dificuldades, destruição em massa, revoltas, desequilíbrios de toda sorte e perguntamos:
“Que posso fazer na minha pequenez?”
Engano, grande engano!
Na Cultura Racional aprendemos, com provas e comprovações, que estamos todos interligados com o tudo existente.
Cada qual, na sua insignificância, está ligado a milhares, às vezes milhões de outras pessoas e seres (visíveis e invisíveis).
Portanto, o seu comportamento está, a cada segundo, construindo ou destruindo. Equilibrando ou desequilibrando o comportamento dos demais.
Está influenciando, sem que a pessoa saiba, a áurea das pessoas que a ela estão ligadas, a áurea da água, da terra, dos animais, dos vegetais, do sol, da lua e das estrelas.
Aí, fica fácil compreender porque o “recuperar o equilíbrio do mundo” está na dependência do comportamento equilibrado de cada qual.
A parte invisível tem supremacia absoluta sobre a visível. Só não tem supremacia sobre o livre arbítrio.
Assim, quando eu me esclareço, estou repassando (sem sentir e sem saber) esclarecimento a todos que a mim estão ligados no invisível e que são constituídos das sete partes que compõem o mundo: sol, lua, estrelas, água, terra, animais e vegetais.
É assim que funciona a Natureza.
Então, se somos interligados uns aos outros e à Natureza, precisamos alcançar o entendimento e a compreensão comuns.
E essa compreensão e entendimento se encontram na Natureza, nas leis naturais e, não, nas leis feitas na vida aparente, artificial, pois, é a Natureza que gera, cria, mantém e governa tudo e todos e, não, o artifício.
Portanto, todas as soluções estão na Natureza e, não, na cultura artificial criada pelo livre arbítrio do animal Racional.
Nas leis naturais estão a compreensão e entendimentos únicos: o RACIOCÍNIO (pensamento natural, dado pelos invisíveis do Astral Superior, dimensão superior ao mundo espiritual do Astral Inferior).
Nas leis criadas pelo livre arbítrio dos animais Racionais estão as incompreensões e desentendimentos: o pensamento magnético (dado pelos invisíveis maus do Astral Inferior).
Magnético: mau, por ser contra o natural – a verdade.
E, assim, a pessoa que se prima em respeitar tudo e todos, cultivando a paciência, a generosidade, o desprendimento material, a persistência no bem e em tudo quanto é de nobreza de coração; essa pessoa, sem sentir e sem saber, está colaborando com a Natureza para evolução de milhares ou milhões de pessoas que a ela estão ligadas no invisível.
Não só para evolução dessas pessoas, mas, principalmente, para evolução dos comandos invisíveis que as acompanham.
Cada comportamento equilibrado meu, seu, nosso está, no invisível, recuperando milhões de pessoas, de seres, equilibrando a parte deformada da Natureza.
E o inverso também é verdade. Nosso desequilíbrio, o desequilíbrio de milhões.
Vejam bem nossa responsabilidade.
O raciocínio, por ser dado pela dimensão superior, é a única solução para todas as perturbações e desequilíbrios mundiais, por serem essas perturbações e desequilíbrios influências da parte negativa invisível do Astral Inferior, que fica abaixo do ASTRAL SUPERIOR e do MUNDO RACIONAL.
O pensamento natural dado pelo ASTRAL SUPERIOR, em consonância com as leis naturais, é o que nos conduz ao RACIOCÍNIO dado pelo MUNDO RACIONAL, a fonte primordial de tudo e de todos.
Estudemos a cultura da Natureza, a CULTURA RACIONAL, dos Livros Universo em Desencanto, para sabermos como conduzir nosso comportamento racionalmente, para o nosso próprio bem, para o bem da humanidade e de toda a Natureza.
Mudemos a inconsciência coletiva mundial, para a consciência verdadeira, RACIONAL.
Acendamos nossa LUZ!

Nenhum comentário: