Follow by Email

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

O GOVERNO MUNDIAL



(Porfirio J. Neves)


Este assunto é muito controverso nos meios de comunicação em geral, notadamente na internet, em razão dos anúncios bíblicos e de muitas outras profecias que apontam, no final dos tempos, para a formação de um governo mundial.

Um governo mundial já é relativamente visível como fato político, como fato social e como fato de natureza espiritual. O governo mundial está aí sendo constituído em diferentes aspectos. E já é uma realidade! Em termos políticos temos a Organização das Nações Unidas; em termos sociais temos a globalização de bens e serviços, esportes e artes; em nível espiritual também se percebem ações de unificação das crenças para uma nova ordem espiritual. Por que então, tanta controvérsia? Por que então tantos preconceitos?

É que uns apontam para um governo mundial dirigido pelas forças do mal, um anti-Cristo associado com a “Besta do Apocalipse” para destruir tudo e todos, escravizando e tornando o ser humano submisso a essas forças do mal, enquanto outros apontam para um governo mundial calcado nos valores espirituais, um governo mundial de paz, que irá contribuir para a transformação positiva do ser humano, onde os medos, as covardias, as dominações não teriam mais nenhum sentido.

Os anúncios de um Governo Mundial já vem dos tempos do Velho Testamento com as profecias de Daniel, como também no Apocalipse de São João; também Nostradamus, Santa Odília e vários gurus da Índia e Tibet, falam de um Governo Mundial; até a sétima profecia maia apresenta isto como um fato a ser alcançado.

Enfim, se ficarmos aqui detalhando cada uma dessas formas de ver, o assunto ficará muito extenso; o mais importante é se fazer uma análise do que significa cada uma dessas formas de ver o futuro iminente da humanidade e se há um sentido homogêneo, Racional, para que se possa compreender tamanha diversidade de opiniões.

Não vou citar os fatos prefiro analisar os fatos e compreender o seu significado com base na Escrituração Racional, que tem provado e comprovado, com base e com lógica, ser a necessária instrução de desenvolvimento humano, em razão da nossa verdadeira origem.

Estou falando da Cultura Racional que prova e comprova com toda a sua simplicidade de compreensão, que não há contras nem contrários, quando se contempla a vida e o mundo pelo prisma de que existe apenas um Deus verdadeiro, que o mundo é conseqüência de seus próprios habitantes e que todo o mal nada mais é que o bem eterno que se enfraqueceu. Racional é uma coisa só na origem! Todas as divisões que existem por aí são divisões aparentes, transitórias, que servem para lapidar e aperfeiçoar o senso evolutivo do ser humano através do sofrimento.

Tudo é de origem Racional e tudo retorna ao seu ponto de partida original, verdadeiro, eterno!

Então, com base neste Conhecimento, podemos analisar todas essas informações que, aparentemente desconexas e contraditórias, transpiram sempre o mesmo significado para um observador sem preconceitos religiosos, sem preconceitos políticos e sem preconceitos de cor.

Existe este tipo de observador? Sim! Um estudante de Cultura Racional é este tipo de observador, porque um bom estudante de Cultura Racional só começa a compreender bem o Conhecimento Racional quando começa a se despir de toda e qualquer forma de preconceito. Este é o maior mérito do desenvolvimento cultural do Raciocínio humano – perder toda e qualquer forma de preconceito.

Qual é o significado de tudo isso, pelo prisma da Cultura Racional? Vamos por partes.

Primeiramente, devemos considerar que todas as profecias e todos os anúncios, principalmente os milenares, não podiam de forma alguma ser entendidos quanto à forma de acontecer, em razão de que naquela época os entendimentos serem de outra grandeza. Falar em bomba nuclear, internet, computador e tantas outras coisas que nos são familiares hoje, quer dizer contemporâneas, falar dessas coisas há dois mil anos não podia e nem teria o menor sentido. Portanto todos os termos usados naquela época não são suficientes para nos revelarem a forma pela qual isso tudo ia acontecer.

Daí, cada qual vem fazendo suas interpretações, buscando adequar os textos à realidade contemporânea; e aí reside a maioria das divergências porque cada um se baseia numa corrente doutrinária religiosa, política ou científica.

Logo, as correntes doutrinárias não servem para equacionar ou interpretar com bom êxito as Escrituras e as profecias. Por isso prefiro o Conhecimento Cultural do desenvolvimento do Raciocínio.

Entretanto, a sétima profecia maia, tem um trecho que não carece de muita interpretação e vale a pena ser citado aqui.

(Trecho da sétima profecia maia): “Será formado um governo mundial e harmônico com os seres mais sábios e evoluídos do planeta, não existirão fronteiras nem nacionalidades, terminarão os limites impostos pela propriedade privada e não será necessário dinheiro como maneira de intercâmbio, serão implementadas tecnologias para o controle da luz e da energia e com elas se transformará a matéria produzindo de maneira simples tudo que for necessário dando um basta à pobreza para sempre. A excelência e o desenvolvimento espiritual serão o resultado de seres em harmonia que reduzam a atividade com o que vibram mais alto, ao agir assim eles expandirão sua compreensão sobre a ordem universal”.

Percebam que não há necessidade de maiores interpretações e, tudo isto, vem de encontro à visão da Cultura Racional sobre este assunto, no livro Universo em Desencanto.

(Volume 2 p-145) O GOVERNO DO MUNDO: “Todos vão ser governados por sua verdadeira base de origem, pois o governo do Racional está na sua base, a PLANÍCIE RACIONAL. O governo do Racional está na sua base de origem, a PLANÍCIE RACIONAL. Então vão ser governados por sua verdadeira base de origem e não como estavam aí sendo governados pela base do irracional, do elétrico e magnético”.

Perceberam a existência aqui dos dois governos, ou seja, as duas formas antagônicas que são descritas nas profecias e nos anúncios milenares? Governo da base de origem Racional e governo do elétrico e magnético. O governo do elétrico e magnético corresponde ao governo do anti cristo e da besta, e o governo da base de origem corresponde ao Governo Racional. E continua o Racional Superior esclarecendo: “Virão todas as orientações precisas para o equilíbrio de todos, conferências para o equilíbrio de todos, conferências e mais conferências, por estarem ligados por meio do fluido, que está dentro do seu EU, à base de sua origem Racional; isso muito naturalmente e aí, todos vivendo Racionalmente e não como irracionais. Como irracional: brigas, guerras, revoluções, desentendimentos, instabilidade, doenças, câncer, amofinações, intranqüilidade, nervosismo, num desequilíbrio total, por estarem sendo governados pela base do irracional. Uns contra os outros. Por esta base não ser do animal Racional”.

Está aí a descrição de como será ou como já está sendo constituído o Governo Mundial: virão orientações precisas para o equilíbrio de todos que vão se ligando à sua base de origem. E aqueles que não quiserem se ligar a esta base de origem permanecerão sob o governo do irracional, quer dizer da “besta” e do “anti-cristo”, do elétrico e do magnético, permanecerão sofrendo todos os males das brigas, das guerras, das doenças, etc.

Alguns perguntarão: como é que este Governo Mundial acontece na prática do nosso dia a dia? Afinal temos eleições, cada país tem uma forma de eleger e outros nem podem eleger, mas todos querem viver num estado de direito, regidos por leis justas e com respeito a tudo e a todos.

Neste sentido prático o Racional Superior nos esclarece:

(*H-273 p-83) “A Natureza é quem escolhe as pessoas para governar os seus filhos. E por isso, muitos que são escolhidos por ela se mantém às vezes no poder por muitos anos. Porque ela é quem escolhe as pessoas para governar os seus feitos…. Sendo escolhido por ela, tem todo o apoio dela, tem toda a proteção dela”.

Então, para confirmar isto vejam o que está acontecendo em todos os países. Vejam os governos que ficam mais tempo no poder, pelo bem ou pelo mal, o que importa é sua contribuição para a evolução do povo.

Alguns poderão dizer: -“mas a maioria fica muito tempo no poder porque são ditadores. Se a Natureza escolhe ditadores, corruptos e outros gêneros de governos duradouros, e ainda os reelege, então a Natureza é má, não é justa, não induz ao estado de direito e bem aventurança”.

Como eu referi antes, um bom estudante é aquele que procura se despir de toda e qualquer forma de preconceito, de cor, religião ou política. Estado de direito é um conceito político artificial. Mas, uma explicação para isso se resume numa visão simples: -Cada povo tem o governo que merece!

A Natureza trabalha no sentido de salvar todos do atraso. É o mesmo que dizer que tudo na vida conspira para melhorar o estado de todos e, por isso, entendemos ser o sofrimento um verdadeiro fator evolutivo natural.

O atraso é o domínio da besta e a ignorância é o reinado do anti-cristo.

É por isso que o bom mineiro vive dizendo –“larga de cê besta sô!” – o bom mineiro é Racional, porque já sabe que ser besta não é bom negócio.

O que muitos ainda não conseguiram alcançar é que toda a humanidade precisa se desenvolver no sentido de sintonizar estas orientações positivas vindas do Mundo Supremo, ao invés de ficar buscando os melhores sentimentos nas interpretações dos textos antigos.

Foi anunciado que nos fins dos tempos a Voz Suprema Universal viria para governar o mundo, isso é concordante em todas as doutrinas, o que não há concordância é na forma disso acontecer. Cada doutrina ou cada forma de interpretar imaginou ou continua imaginando a forma de como isto vai acontecer e se esquecem de ver e sentir o que já está aqui no mundo há muito tempo.

Então abra o primeiro volume da Obra Universo em Desencanto e preste atenção na lição intitulada O ROSÁRIO DA VIDA no trecho em especial que diz assim:

“Esta leitura representa o cortiço, e EU, o Senhor, diligenciando o suprimento do mel, ensinando as abelhas a serem fabricantes do precioso líquido que se chama a felicidade de todos”.

Está aí a visão do Governo Mundial Racional. Assim, compreendemos que toda e qualquer forma de acontecer a redenção universal não está baseada na interpretação dos textos sagrados ou das profecias que anunciaram a redenção. Anunciaram sim, é verídico, mas não deram a fórmula de como nos ligar ao Redentor.

Aí está a fórmula certa e que contempla todos: a leitura atenta do livro Universo em Desencanto que nos desenvolve o Raciocínio, elo de ligação com o Mundo Superior; do contrário, cuidado com a besta e com o anti-cristo, cuidado com o elétrico e magnético. Esses vão levar você para o reinado das classes inferiores. Leia o livro Universo em Desencanto.



(*) H = Livros do Histórico de Universo em Desencanto

Nenhum comentário: