Follow by Email

domingo, 19 de fevereiro de 2012

DEPOIMENTO DE UM ESTUDANTE DE CULTURA RACIONAL



(Wilson de Figueiredo)


A vida é cercada de altos e baixos, de momentos difíceis e tristes, de momentos felizes e inesquecíveis.

A grande questão do CÍRCULO DA VIDA, é que não passamos por esse ou por aquele momento apenas por acaso.

Esse grilhão muitas vezes parece forte demais para ser quebrado, mas, pode ser quebrado.

A vida é de repetições, ciclos, que voltam se não compreendermos as razões do que estamos vivendo.

Uma coisa é certa, A GRATIDÃO e ACEITAÇÃO são grandes virtudes que contribuem para quebrar este grilhão.

Por isso eu AMO, sou GRATO e ACEITO! Agradeço a DEUS pelo o que tenho e pelo o que não tenho. Aceito o que tenho e o que não tenho, sou feliz com o que tenho e o que não tenho.

O mais difícil é sair de você mesmo, se projetar no espaço e ver, com os olhos de outra pessoa, quem você verdadeiramente é.
Pra mim, os olhos vieram na posição errada. Deveriam ser pra dentro, pra ver o nosso interior, as nossas idéias e nossa forma errada de pensar.

Rever valores se tornou parte da minha vida desde 1999. Da minha revisão descobri que existem três partes de problemas que defino em: os problemas que eu posso resolver, os problemas que serão difíceis, mas que podem ser resolvidos e os que não posso resolver.

Aqueles que vêm de berço, que vêm da sua formação, são problemas que não se podem resolver.

Tudo aquilo que existe após o seu nascimento são problemas que podem ser resolvidos.

Acredito plenamente que a mudança do estado de pensar e sentir é a chave para o sucesso e para a felicidade. Uma vez que compreendemos nossos erros, fica fácil mudar.

O ser humano não é culpado diretamente daquilo que faz, pois, o faz inconscientemente. Faz parte de uma cadeia de sentidos, de influências, de forças muitas vezes acima da sua própria natureza.
Se seu momento é difícil, ou se seu momento é alegre, seja por que motivo for, tente sair do seu próprio corpo por alguns segundos e veja o que você fez?

Por que você fez?

Quais as conseqüências do que você fez?

O Bem se paga com o Bem e o Mal se paga com o Bem.

O Mal jamais vai poder ser vencido com o próprio Mal.

A saída para o grilhão, para as repetições da vida é ter forças para tentar, corrigir, melhorar… ter forças para se levantar quando cair e compreender porque caiu!

Hoje eu entendo, talvez um pouco tarde, que o segredo da corrente eletromagnética é repelir com vibração de AMOR!

Ame o que você tem, ame o que você não tem, ame a quem te odeia, ame a quem te ama. Não diga EU TE AMO somente para seu companheiro (a) de estrada. Diga EU TE AMO pra qualquer um. Veja que vão te chamar de MIL NOMES só porque você tentou dizer, EU TE AMO… e por dentro… diga: “EU TE PERDOO”.
Pois, você não é culpado daquilo que fez, não é culpado de ser quem você é! Somos eternas crianças precisando de amparo, de apoio, de orientação. E nada melhor e maior do que o APOIO DO AMOR ACIMA DE TUDO E DE TODOS: O AMOR DE DEUS.
Assim acredito que DEUS nos vê, como crianças. E Ele… amparando, orientando… puxando a orelha quando é preciso… mas, NUNCA… DEIXANDO DE AMAR E DE PERDOAR!

Assim procede quem é o RACIOCÍNIO SUPERIOR A TODOS OS RACIOCÍNIOS, DEUS!

Portanto, raciocinemos enquanto há tempo!

Nenhum comentário: