Follow by Email

terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

CONSTRUIR E DESTRUIR


Construir é sinal de bom caráter. Destruir é sinal de mau caráter.
A gente constrói agindo em favor de tudo, de todos, da natureza e de si mesmo.
A gente destrói agindo contra tudo, contra todos, contra a natureza e contra si mesmo.
Tão simples, a fórmula de reconstrução do mundo para a consolidação da união de paz, de amor e de fraternidade!
Mas, torna-se difícil para quem não se conhece, não conhece o mundo em que vive, não conhece a origem verdadeira do mundo e de todos os seus pertences, enfim, difícil para quem não conhece: QUEM SOU, DE ONDE VIM, PARA ONDE VOU, COMO VOU, POR QUE EXISTE O MUNDO e QUAL A RAZÃO DA EXISTÊNCIA DE TUDO E DE TODOS.
Nada sabendo a respeito de tudo isso, como saber o que é certo e o que é errado?
E não sabendo o que é certo e o que é errado, como saber se está agindo em favor ou contra tudo e todos, incluindo o seu próprio ser?
E não sabendo se está agindo em favor ou contra tudo e todos, incluindo o seu próprio ser, como saber se está construindo ou destruindo?
É refletindo sobre tudo isso que chegamos à compreensão do por que o mundo sempre esteve em confusão, porque todos sempre ignoraram quem são, de onde todos vieram e para onde todos vão.
Todos bem intencionados, mas, sem ter a sabedoria verdadeira para transformar a boa intenção em ações construtivas para si, para todos, para tudo, enfim, ações em harmonia com a natureza.
Daí, caímos todos no campo das experiências, experimentando para ver se acertávamos ou não e, por faltar o saber verdadeiro, sempre errando mais do que acertando.
Experimentamos através da filosofia.
Experimentamos através da ciência.
Experimentamos através das doutrinas.
Experimentamos através das seitas e das religiões.
Experimentamos através das ideologias.
Experimentamos, experimentamos, experimentamos e... não conseguimos acertar.
Os acertos foram tão poucos, que o mundo se transformou em uma casa de loucos.
E agora, culpar a quem se todos estamos errados!? O desequilíbrio que sempre imperou entre os animais Racionais, alcança agora dimensões insustentáveis, porque desequilibrou de forma generalizada a natureza e todos os seus pertences.
A hora é seriíssima e requer soluções e, não, acusações e revoltas.
Se perdermos agora o nosso precioso tempo para criticar, julgar e condenar, continuaremos na mesma malha dos desacertos, porque estaremos destruindo e, não construindo.
A hora é de agir, cada qual fazendo a sua parte, porém, agir com a sabedoria que nunca tivemos, ao invés de dar continuidade à sabedoria invertida que nos levou à derrocada da estabilidade mundial.
Que sabedoria invertida? Aquela que sempre partiu dos experimentos. Aquela que sempre se baseou no que pensamos e imaginamos e, não, nas leis naturais universais.
Foi das experiências que surgiu toda a destruição do SER, renegado em favor do TER.
E a destruição do SER causou a destruição da nossa saúde, do nosso sossego, do nosso equilíbrio, do nosso caráter, jogando irmãos contra irmãos: E SOMOS 7 BILHÕES!
Milhões de anos ocupados em destruir, pensando que estávamos construindo.
Daí, o caráter humano foi se enfraquecendo e a humanidade tornando-se escrava da matéria, colocando-se abaixo daquilo que nada é, que é a matéria.
E a causa de tudo isso foi o desenvolvimento do pensamento canalizado para o TER ao invés do SER. Entramos na contramão da via natural. Ficamos contra a natureza.
Agora, viciados, intoxicados, fanatizados e embriagados pelo pensamento mal conduzido e mal assimilado, que já nos entorpeceu a ponto de perdermos o discernimento natural, precisamos urgente nos desintoxicar.
E o remédio é saber a verdade: quem somos, de onde viemos e para onde vamos e como vamos. Sim, pois, somente a verdade nos desintoxica da mentira.
Só a verdade tem força para desbancar a mentira. Só a verdade tem força para despertar novamente nosso discernimento natural.
Só a verdade nos torna absolutamente construtivos, sem ir contra nada e contra ninguém, porque de posse dela, passaremos a conhecer e saber a planta, o mapa e a bússola deste mundo em que vivemos, para reconstruí-lo de acordo com a base, que é a origem, e a lógica, que são os conhecimentos verdadeiramente culturais emanados da origem.
Aí, teremos a certeza de que tudo e todos temos uma só origem, somos de uma única raça, a raça RACIONAL, passando todos a trabalhar para um único objetivo: o retorno ao nosso mundo de origem, através da ligação, em vida, à origem, pelo desenvolvimento do RACIOCÍNIO, o bom senso universal.
Detalhes sobre tudo isso, no contencioso da Natureza Superior, o livro Universo em Desencanto, portal de contato com o MUNDO RACIONAL, de onde viemos e para onde vamos.
Quando todos adentrarem nesse portal, colocaremos fim nas experiências e daremos início à verdadeira ciência: a de viver para construir e unir tudo e todos, pelo desenvolvimento do raciocínio, o bom senso supremo, a concórdia universal.
Cada qual que faça a sua parte, pois, nada e ninguém a poderá fazer por você, lembrando-se sempre que: para CONSTRUIR, só com o desenvolvimento do raciocínio, porque a fase do pensamento terminou há muito. E, por isso, com o pensamento: é DESTRUIR para se liquidar.

Nenhum comentário: