Follow by Email

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

DIZER SIM A QUEM PEDE AJUDA É AJUDAR A SI MESMO



Transcrevo belíssimo relato de um estudante de Cultura Racional, que aprendeu, com o desenvolvimento do raciocínio, que ajudar a alguém que pede ajuda é ajudar a si mesmo.
E que depois de dizer não, muitas vezes, a quem pedia ajuda, descobriu que o necessitado era ele mesmo e mudou seu comportamento do NÃO para o SIM.

(Wilson de Figueiredo)


Na verdade foram muitas as vezes que me deparei com o mesmo erro. Eu dizia sempre "NÃO!"
Uma dessas vezes, eu estava no Centro do Rio de Janeiro, com pouco dinheiro no Bolso. O suficiente para voltar para casa e alguns trocados a mais.
Eu comia um salgado em um bar. Este bar era situado no centro de uma rua, com uma longa saída para esquerda e direita. Uma espécie de avenida, perto da Policlínica do Rio de Janeiro.
Ao comer, com a boca CHEIA do salgado, um mendigo me toca no ombro. Como quem me diz, me dá um trocado, ou algo assim.
De fato, um dos meus muitos defeitos, repeti mais uma vez! Eu, com a cabeça, disse NÃO! Não, como quem diz, eu não tenho dinheiro algum! O que de fato não tinha pra dar.
Mas ele não me perguntou nada, apenas me tocou no ombro para me chamar à atenção.
Isso tudo ocorreu em um segundo. Imagine você, ao ser tocado e virar. Ao dizer NÃO e voltar a minha atenção ao salgado. Em um segundo a mais eu pensei: "Ora, eu posso pagar um salgado pra ele!" E me virei para CORRIGIR O MEU DEFEITO!
Ao virar não encontrei o mendigo. Olhei para a esquerda nesta enorme rua, entre o CASTELO e o ED. CENTRAL. Olhei para a direita e ele SIMPLESMENTE havia desaparecido!
Muitas vezes dizemos NÃO a coisas que nem sequer perguntamos. Muitas vezes falamos com pessoas e NÃO TEMOS idéia de quem são, de onde são e o que realmente querem.
Se este fosse um caso isolado, eu diria que teria corrigido o problema. Mas, eu o tive algumas dezenas de vezes. Fui privilegiado em receber, SEJA LÁ QUEM FOR e, infelizmente, NÃO ME COMPORTEI como devia.
No fim de tantas experiências, aprendi uma ÚNICA COISA:

AO falar de ESPIRITUALIDADE, MEDIUNIDADE, VIDÊNCIA, ou seja lá o que for,

"O General diz que é Soldado e o Soldado diz que é General!"

Por não podermos ver, ou entender, eles, os invisíveis de várias dimensões, manifestam-se como necessário.

Se você por acaso recebe a visita de um mendigo, certamente não dará tanta atenção quanto daria a um homem bem vestido, terno e gravata etc.

Eles, os invisíveis que estão trabalhando na recuperação da humanidade, estão em todo lugar, de todas as formas. Da pessoa que você encontra na rua e pergunta as horas até aquelas que estão falando algo ao seu redor com outra pessoa - e a mensagem é pra você!

Quantas vezes já ouvimos coisas que são para nós mesmos e estamos apenas prestando atenção?

Aprendi que muitos deles são SIMPLES e dão valor à SIMPLICIDADE.

SE NÃO ESTAMOS PREPARADOS PARA OS MAIS SIMPLES, ENTÃO, NÃO ESTAMOS PREPARADOS PARA OS MAIS ELEVADOS.

Nesse mesmo ponto de vista, perguntei a um amigo e repassei a mesma pergunta a diversos outros irmãos.

Perguntei:

“SE A CASA DOS TRES PODERES FOSSE INAUGURADA HOJE, SE AS TRES PORTAS FOSSEM ABERTAS E VOCÊ TIVESSE A CHANCE DE CONVERSAR COM SEU IRMÃOS INVISÍVEIS, QUAL DAS TRÊS PORTAS VOCÊ ENTRARIA PRIMEIRO? A DO ASTRAL INFERIOR, A DO ASTRAL SUPERIOR OU A DO MUNDO RACIONAL?"

A RESPOSTA, quase que óbvia, para a grande maioria veio: "O Mundo Racional!"

Eu respondi, com meu POUQUÍSSIMO entendimento sobre as coisas do ALÉM:

“Se a APOTEOSE fosse hoje, se as portas fossem abertas, é porque eles estão preparados e nós também, por sermos todos "IGUAIS" aos olhos de DEUS.
E, por uma questão de hierarquia e respeito, eu começaria com a do Astral Inferior, com o maior orgulho e carinho, falaria com todos, iria ao Astral Superior, falaria com todos e, por último, iria com o maior prazer à porta do MUNDO RACIONAL. Por que pra mim, os mais simples são tão importantes quanto os mais poderosos.”

Aprendi que quando uma entidade ou divindade me atende e conversa comigo, eu não QUERO SABER quem é. Por que sei que os mais poderosos, para não causar choque ou alarde, dirão que são simples. E os mais simples, para serem aceitos, dão nomes fortes e chamam a atenção. Acredito no equilíbrio de todas essas Forças, no Amor delas.

Hoje já não me deixo enganar tanto, me esforço para ouvir quem diz, sem saber quem é. Pouco me importa se é grande ou pequeno. Apenas sou feliz e honrado de poder ouvir, às vezes desabafar.

Aos meus Amigos Irmãos, invisíveis do Plano Superior, o MEU MUITO OBRIGADO, quer sejam grandes ou pequenos, quer sejam fortes ou aparentemente fracos. Eu sou honrado, feliz e os amo MUITÍSSIMO.

Obrigado aqueles que vieram, que seja pela mão que afaga ou pela mão que pune, pois, pequenos e insignificantes somos nós, diante de tanta grandeza, que sempre nos gerou, criou, mantém e governa, sem nada receber de nós, os materializados neste segundo mundo.

Obrigado, Obrigado e Obrigado por poder voltar pra casa e conhecer cada um de VOCÊS, porque agora já concluí e aprendi que nós aqui na Terra somos os verdadeiros necessitados, necessitando de ajudar os nossos semelhantes que nos solicitam ajuda, para que possamos ser ajudados pelo ALÉM!

Com muito amor Racional,

Will.
(Aos que não estudam Cultura Racional, procurem estudá-la, para compreender o grande significado de expressões como: APOTESOSE, ASTRAL INFERIOR, ASTRAL SUPERIOR e MUNDO RACIONAL, que compõem dimensões acima daquela em que nos encontramos e que estão trabalhando dia e noite e noite e dia para recuperação da humanidade, inclusive materializando-se na Terra, como pessoas simples, como profissionais de saúde, dentre outras materializações e, inclusive, como discos voadores. Mas, não são objetos metálicos, são corpos de energia que tomam essa forma para anunciar a Fase Racional na Terra, de preparação de todos para contato com o nosso Verdadeiro Mundo de Origem, o MUNDO RACIONAL, para onde todos iremos retornar, através do desenvolvimento do raciocínio).

Nenhum comentário: