Follow by Email

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

A NATUREZA ADVERTE A TODOS: O SONHO TERMINOU



(Porfirio J. Neves)


Quem ainda não se lembra daqueles quatro jovens de Liverpool, que na década de 1960 assombraram o mundo com sua música e dança. Nessa época, os adultos de hoje eram adolescentes e, na maioria, rebeldes.

Nessa época do iê, iê, iê, os jovens protestavam contra a caretice, contra a hipocrisia e contra qualquer coisa que pudesse ofender a sua liberdade. Não encontrando eco para suas reivindicações instituíram modos desequilibrados de se manifestarem e o mais grave de todos foi o movimento hippie que basicamente não se baseava em nada, a não ser no vazio, na irresponsabilidade e no nada fazer. Total contradição em si mesmos em relação aquilo que protestavam.

Nesta geração dos anos 50 e anos 60 se aplica muito bem a situação do pensamento humano em que se diz: se é velho o pensamento é caduco e se é jovem o pensamento é desequilibrado. Claro que isto se aplica em qualquer geração, pois o pensamento não foi feito para acertar, exatamente por este motivo: se é velho o pensamento é caduco, se é jovem o pensamento é desequilibrado.

As novas gerações logo perceberam a inconsistência daqueles movimentos de rebeldia e amenizaram um pouco suas manifestações dentro da sociedade, porém, com muito maior agravo, passaram a sentir um enorme vazio dentro de seu íntimo e se tornaram dependentes de qualquer sonho, de qualquer ilusão e de qualquer droga. As novas gerações, por não encontrarem nenhuma solidez na vida dos pensadores passaram a se drogar com todo o tipo de venenos ofendendo-se e mutilando-se no seu íntimo de pensador, sofredor e mortal.

E ainda continuam com os sonhos da matéria, com os sonhos da falsa inteligência que são os sonhos das aparências e com os sonhos das ilusões, deixando se iludir pelas aparências e por falsas verdades ideológicas construídas na fase do pensamento.

As verdades ideológicas do pensamento humano se tornaram falsas justamente por que a fase do pensamento terminou. E, para que não reste nenhuma dúvida do que se afirma aqui, as verdades ideológicas do pensamento estão nas religiões, nas ciências e nas filosofias. Verdades ideológicas são verdades formuladas de acordo com as idéias de cada um, que cada um tem a sua.

Pobres novas gerações que ainda buscam no pensamento algum tipo de solução para entender o seu íntimo! Nem mesmo após constatação de que toda essa busca de sonhos de nada adiantou, como afirmou um dos “garotos de Liverpool”, John Lenon, quando se manifestou perante o mundo com uma célebre frase: -“O sonho acabou!”

Poderia ele estar se referindo ao sonho do seu grupo musical, o sonho daqueles quatro jovens de Liverpool, porém, dada a sua celebridade, esta frase muito bem se aplica em termos universais ou em termos de Natureza, como que advertindo a todos para despertarem dos sonhos, das fantasias e das ilusões da matéria, pois não levam a nada. Essa, muito provavelmente, foi uma constatação vivida por John Lenon, a desilusão e a não correspondência para a vida que ele sonhara.

Todos esses eventos e todas essas manifestações são para que todos nós tenhamos a certeza da necessidade de mudanças radicais, mudanças de raiz, em nosso íntimo, em nível de pensamento e de imaginações, até encontrar o verdadeiro significado do Raciocínio Racional, pelo desenvolvimento deste Raciocínio.

O Racional Superior, autor do Livro Universo em Desencanto, qualifica esta vida de matéria como sendo uma vida de sonhos e de ilusões, com o seguinte texto.

“A vida é de sonhos e por isso, todos vivem sonhando com essa vida; e os sonhos são tantos, que a esperança é a última que morre. Sonha o rico, sonha o pobre, sonham todos. A vida é um sonho. Sonham que têm vida, e de uma hora para outra, acabou-se o sonho e perdem a vida. Quer dizer que sonham ter vida, que estão acordados.

Acordados? Acordados estão todos aqueles que conhecem a base Racional. Estes sim, podem dizer que não sonham. Sabem de onde vieram e para onde vão. Conhecem o princípio e o fim das coisas e de tudo; conhecem a verdadeira vida e a vida ludibriadora, cheia de sonhos, proporcionada do nada e que ao nada voltará.”

Vejam, a seguir, como o Racional Superior fala em termos gerais, mas que se aplica às situações atuais, encaixando como uma luva, em muitas coisas que acontecem por aí com o nome de realezas, quando de realeza ou de realidade nada tem:

“E assim, essa série de sonhos que todos mantêm, e quem sonha desse jeito, vive inutilmente. Os sonhos são tantos, as ilusões são tantas, que os viventes chegaram a um certo ponto na vida e ficam desiludidos de tanto sonhar, sem saberem o que lhes adianta viver no mundo desse jeito.

Enquanto o vivente sonha e leva a vida cheia de sonhos, vai muito bem. Mas depois que se desilude dos sonhos, é que reconhece o valor e o prestígio do sonho, e verifica que tudo só tem valor para quem está sonhando, como todos sonham, dia e noite. Então, para que o vivente deixe de sonhar, deve procurar conhecer a base Racional.

Nada são, mas sonham que tudo são. Aí é que estão os flagelos e as desilusões, por sonharem de olhos abertos. Todos são mortais e por isso, sonham que têm vida, mas não passam de sonhos, porque morrem, acabam-se os sonhos que vivem enquanto estão com vida.”

E o Racional Superior conclui esta mensagem do primeiro volume do livro Universo em Desencanto, revelando a nossa real condição de existir neste mundo:

“Se não estivessem sonhando, não morreriam, mas por não ser esta a realidade da vida, é que tudo é passageiro. Basta a vida ser um sonho, para ser passageira. Tudo é bom, tudo é belo e nada presta, nada vale. Aparentemente, tudo vale, tudo presta, tudo é bom e verdadeiramente, tudo ao contrário. Por quê? Porque quem sonha não sabe o que está fazendo e só depois que acorda, é que dá pelo sonho”.

Aí está a visão Racional sobre esta vida de sonhos e de ilusões, que se aplica em termos globais e também em termos pessoais. A grande maioria das pessoas ainda vive em função de sonhos, fantasias e ilusões, do mesmo modo que muitas jovens adolescentes ainda sonham com seu príncipe encantado. Mas isso tudo está mudando porque estamos em plena fase Racional.

Lamentavelmente, muitos ainda se deixam seduzir pelos sonhos não realizados que persistem no seu íntimo.

É no íntimo e na nossa intimidade que precisamos combater este tipo de vida encantada, para aprendermos a verdadeira solução da vida, que é necessária para nos consolar na vida da matéria e não ficar buscando consolo em fantasias, em sonhos e em todas essas coisas que tem por aí na matéria. Quem conhece a realidade da vida fica confortado e não se desequilibra na vida, mesmo que esta realidade nos revele que a vida da matéria foi constituída de sonhos e desilusões.

A vida Racional se baseia no essencial e no conforto relativo às necessidades, de modo a garantir o bem estar de todos.

Para que serve uma realeza vivendo grandes sonhos, quando no mundo inteiro está a real pobreza da maioria do povo. Realeza rima com pobreza – apenas uma rima, nunca uma solução!

E assim confirma-se que tudo que existiu e que existe foi preciso e necessário para fazer todos entenderem que esta vida é uma vida de sonhos e de ilusões. Só os mais atrasados de espírito é que ainda tem a coragem de afirmar ao contrário, buscando usufruir de vantagens pessoais ou em grupos elitistas, procurando manter como verdade todos esses aparatos de sonhos que custam muito caro.

Todavia, os reacionários contra todo este tipo de situação, na verdade, desejavam estar na mesma situação da realeza, mantendo assim o atraso! Também os reacionários não perceberam que a verdadeira felicidade da vida só poderá ser alcançada com o bem estar de todos, quando todos puderem alcançar a mesma compreensão, sem causar nenhum desequilíbrio de qualquer natureza.

Não se trata, portanto, de fazer críticas ou de condenar quem quer que seja.

Somente quem está estudando para adquirir a verdadeira consistência da vida, com base, lógica e comprovações, poderá alcançar este entendimento de deixar de pensar em si para raciocinar na paz e na concórdia universal. Estes são os estudantes da Cultura Racional.

Quem sabe, sabe, porque estuda e dedica sua vida para colaborar no sentido do bem estar de todos, colaborando com a Natureza no avanço da Fase Racional. Esses sim, estão acordados e não vivem de sonhos nem de ilusões.

Chega de sonhos, vamos acordar minha gente senão “a cuca vai pegar”! Sabe o que é cuca? É o magnetismo dos sonhos, é o troco do que plantou! Leia o livro Universo em Desencanto para acabar com a escuridão!

Nenhum comentário: